História A Escolha - ponto de vista de Aspen - A Ultima Batalha - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Aspen Leger, Avery, Lucy, Maxon Calix Schreave
Tags Romance
Visualizações 37
Palavras 766
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee
Mais uma dica: ESTÁ JUNTO QUANDO AMERICA FALA COM ASPEN
BEIJOS
ESPERO QUE GOSTEM!!

Capítulo 4 - Revelação


Fanfic / Fanfiction A Escolha - ponto de vista de Aspen - A Ultima Batalha - Capítulo 4 - Revelação

Foi sorte minha ter sobrevivido, acordei na ala hospitalar com a perna engessada, minha cabeça enfaixada e curativo por tudo quanto é lado. Vi uma porta se abrindo e quando vi quem era chamei.                                                                                                                                          - Meri!                                                                                                                                                                                                                            - O que houve?                                                                                                                                                                                                            - Prefiro nao contar os detalhes. Resisti bastante e derrubei uns seis ou sete antes de levar um tiro na perna. O médico diz que é provável que eu volte a andar, mas terei que usar bengala. Pelo menos estou vivo. Voce salvou minha vida, Meri. O tiro que voce disparou amedrontou aquele rebelde e me deu tempo de revidar. Se voce nao tivesse feito aquilo, ele teria me acertado nas costas e seria o fim. Obrigado.                - Foi voce quem salvou a minha vida. Sempre. Já é hora de começar a retribuir.                                                                                                      - Realmente tenho uma tendencia ao heroismo, nao é?                                                                                                                                              - Voce sempre quis ser o cavaleiro da armadura brilhante de alguem.                                                                                                                     é isso é verdade, e agora sou o cavalheiro da armadura brilhante da Lucy e ela é a minha melhor heroina.                                                            - Meri, escute. Quando disse que sempre te amaria, eu falava serio. e acho que se tivessemos ficado em Carolina, já estariamos casados e felizes, - sorri um pouco e recuperei o folego - mas nao ficamos em carolina. E voce mudou, eu mudei. Voce estava certa quando dizia que eu nunca dava chance pra ninguem, e por que faria isso se nao fosse tudo o que aconteceu? E meu instinto é lutar por voce Meri. Demorei pra ver que voce já nao queria que eu fizesse isso. Mas ao mesmo tempo, percebi que também nao queria mais lutar por voce - mais uma recuperada de folego, e quando vi a cara de America quando disse que nao lutaria mais por ela, quase me segurei pra nao rir - voce sempre terá um pedaço do meu coração Meri. Mas já nao sou mais apaixonado por voce. Penso que as vezes voce ainda precisa de mim ou me quer, mas nao sei se isso é certo. Voce merece mais do que me ver ao seu lado por obrigação.                                                                                                     - E voce merece mais do que ser alguem em que eu me contentei em ficar - America falou.                                                                                     - Nao quero que voce fique com raiva de mim, Meri.                                                                                                                                                   - Nao estou. é bom saber que voce nao esta com raiva de mim. Apesar de ele ter morrido, eu ainda o amo.                                                           O QUE? COMO ASSIM? QUEM MORREU? DEUS! SOCORRO!                                                                                                                              - Quem morreu?                                                                                                                                                                                                           - Maxon - ela falou quase sem voz. Ninguem contou a ela.                                                                                                                                         - Maxon nao morreu                                                                                                                                                                                                     - O que? Mas o guarda disse que ele nao estava aqui e...                                                                                                                                         Se ela continuar com isso, é serio eu acho que nao vou conseguir me segurar para rir de novo.                                                                            - Claro que ele nao está aqui. Ele é o rei. está em recuperação no seu quarto.                                                                                                         America se jogou em meus braços e eu gemi de dor. Ela ainda nao tomou toda a noticia.                                                                                        - O rei morreu? - eu assenti                                                                                                                                                                                         - A rainha tambem.                                                                                                                                                                                                      - Nao - America falou, ela devia gostar muito da rainha.                                                                                                                                            - Na verdade, se nao fosse os rebeldes do norte, talvez nem Maxon tivesse sobrevivido. Eles fizeram muita diferença.                                         - Fizeram?                                                                                                                                                                                                                     - Os rebeldes deveriam ter treinado os guardas. eles lutam de um jeito diferente. Sabiam o que fazer. Reconheci August e Georgia no Grande Salão. eles mantinham reforços do lado de fora do palácio. Assim que notaram algo de errado... bem, eles já sabiam como entrar rapidamente no palácio. Nao sei onde eles conseguiram armas, mas estariamos todo mortos sem eles - America ficou com uma expressao que eu nao soube como decifrar.                                                                                                                                                                                                     Quando vi uma garota loira vindo na minha direção, reconheci Lucy na hora.                                                                                                            - Lucy!                                                                                                                                                                                                                          - Aspen! - Lucy está finalmente em meus braços                                                                                                                                                       - Onde voce estava? - quis saber.                                                                                                                                                                               - No quarto andar. Só agora eles chegaram nos quartos de lá. Vim o mais rapido possivel                                                                                         - Eu estou bem e voce? Precisa de um medico? - ia logo chamar alguem quando ela falou.                                                                                   - Nao, nao tive nenhum arranhao. Só estava preocupada com voce.                                                                                                                          Ela me acariciou com cuidado por causa dos curativos, peguei ela e a beijei. Nem vi quando America saiu.                                                          - Lucy, esta tudo certo. Já conversei com America e ela aceitou tudo numa boa. Quando o rei se recuperar e resolver todos os problemas creio que ira acontecer o casamento do rei e de America e depois vamos resolver nossas vidas e ser felizes para todo o sempre. - falei e voltei a beija-la.


Notas Finais


OWN!!! Lindo Aspen! Amanha talvez irei postar o epílogo e fechar a fanfic. Só talvez, por que ainda nao veio nenhuma ideia na minha cabeça. espero que tenham gostado muito.
Por hoje é só.
BEIJOS E ABRAÇOS!!!!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...