História A Escolha - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Personagens America Singer, Maxon Calix Schreave
Tags A Seleção, América, Amor, Casamento, Diva, Drama, Illéa, Kiera Cass, Maxon, Revelaçoes, Romance, Show, Vida
Exibições 70
Palavras 1.851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiiiii...
Depois de um tempo afastada, voltei...
Mais um capítulo.
Bem-vindos aos novos leitores...
E olá aos meu antigos e eternos leitores...
Beijinhos e boa leitura!

Capítulo 13 - Capítulo 13


Fanfic / Fanfiction A Escolha - Capítulo 13 - Capítulo 13

Anteriormente:

- Depois do café da manha, vamos todos ao cinema, e vamos assistir a um filme? – America pergunta, mas ninguém entende a mudança de assunto.

- Ótima ideia America, vamos assistir aquele novo filme? – a minha pergunta olhando para a America.

- Pode ser, já vou indo ao cinema preparar o filme, e a pipoca. – America se alevanta e me da um beijo. Mas antes dela ir seguro sua mão e fala em voz mais baixa:

- Aonde você vai?

- Vou ao cinema.

- Sim isso eu sei, mas que filme é esse?

- Já já você vai saber. – ela me da um selinho e sai rapidinho da sala de jantar, não dando tempo para mais perguntas.

Me viro e vejo que todos estavam observando e sorrindo, mas minha mãe por sua vez esta mordendo os lábios.

Que filme será esse?

 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

POV America

 

Depois que eu dei um selinho em Maxon, eu sai rápido da sala, pois sei que Maxon não iria parar de fazer perguntas.

Sai da sala e fui ate meu quarto, chegando lá encontrei Mary.

- Alteza- diz ela fazendo uma reverencia.

- Mary, eu não sou princesa ainda – falo e ela finge que não me ouve.

- Ok alteza – ela diz e eu faço uma carreta fazendo ela rir – mas em que posso ajuda-la?

- Mary preciso que você me reúna, a Anne, a Lucy o Aspen a Marlee e o Carter na sala de cinema, agora.

- Ta, mas eu poderia saber o por quê? – ela pergunta curiosa.

- Depois vocês iram descobrir. Agora vá, minha família, meus sogros e a família da realeza da Itália vão estar também, mas vocês estão convidadas, ou seja, podem sentar também, não se sintam inferiores os avise, mas fale para a Marlee e para Carter ficarem mais atrás.

- Ok, licença alteza – ela fala e se retira.

Pego o DVD rapidamente e deço as escadas rapidamente. Ao chegar no cinema vejo que todos já estão lá. Peço a Anne que faça pipoca para todos enquanto coloco o filme.

Depois de colocado o filme, sento entre Maxon e May, dou uma olhada para Amberly e dou uma piscadela.

- O que esta havendo querida? – Maxon pergunta fazendo meu olhar voltar para ele.

- Nada Maxon, agora preste atenção no telão – falo e dou um selinho nele, mas ele acaba aprofundando o selinho, virando um beijo. Só nos separamos quando ouso um barulho, nos viramos e ele passa a mão pela minha cintura fazendo com que minha cabeça fique apoiada em seu ombro, o filme começa.

 

POV Maxon

 

Depois do beijo a puxo contra mim e passo meu braço por sua cintura, fazendo assim que ela fique com a cabeça apoiada no meu ombro. O filme começa no inicio não entendo muito bem, mas depois vejo que é um filme da nossa festa de noivado.

Demos muita risada, mas a parte mais engraçada foi o que meu pai e a mãe de America fizeram, mas engraçado e surpreendente mesmo foi a cara do meu pai quando viu que estava bêbado e que tinha pegado no sono na grama, nunca vi ele tão vermelho, nem de nervoso quanto de vergonha. Todos riram.

A minha sorte é que não apareci dormindo na mesa, mas a senhorita America deu um jeito de fazer aparecer um foto minha neste estado no final do vídeo, e ainda me avisou que ela tem varias copias do filme, para que sempre tenha uma em mãos, traduzindo: “Não adianta você sumir com este DVD Maxon, tenho um monte deles por segurança” para ver como conheço a peça.

- Ok senhorita America eu já entendi que não adianta terminar com este DVD você tem várias copias de segurança – vejo que ela me olha admirada – você pensa que eu não lhe conheço?Pois saiba que lhe conheço muito bem, senão melhor ate que você mesmo.

Ela solta uma risada e lhe roubo um beijo.

Ficamos um tempo conversando ali no cinema, por volta das 15:30, resolvemos fazer uma reunião,ente os reis e eu sobre a possível aliança com a Itália, enquanto as mulheres ficariam no salão das mulheres decidindo algumas coisas do nosso casamento.

CASAMENTO... ta ai uma palavra que me assustava, sempre tive medo do dia do meu casamento, pois não sabia se casaria com alguém que eu amava ou se eu iria casar com alguém por obrigação...

Fui com America ate a porta do salão me despedi dela e fui para a reunião.

 

POV America

 

Depois que Maxon me deixou no salão fui atacada por oito seres que se dissem ser pessoas, mas que são  loucas acima de tudo: May, Marlee, Elise, Natalie, Noemi e Orabella e as mais loucas de todas Celeste e Nicolleta.

- O que a senhorita estava aprontando que demorou tanto para aparecer? – perguntou Celeste e dando uma piscadela.

Não respondo nada, simplesmente dei um sorriso e fui ate minha mãe e a minha sogra e começamos a escolher a decoração e tudo mais.

- Ok senhorita America – começou Silvia – você va...

- Silvia me chame so de America.

- Ok, então sen... America como você ira querer sua decoração? Suponho que queira em azul? – perguntou ela já pegando m catalogo com vários tecidos azuis.

- Na verdade não Silvia – todas me olham surpresas, pois sabem que azul é minha cor favorita – como meu noivado já foi em azul, quero que o casamento seja em bege, e se for desta cor poderemos usar os talheres dourados que haviam sido separados para o noivado, pois achei lindos. O que acham? – pergunto olhando para as meninas que me olham atentas.

- Adorei, ótima escolha America, mas agora me lembrei de algo e suas madrinhas? – pergunta Amberly.

- Obrigada, e sobre as madrinhas eu já pensei nas minhas, mas os padrinhos do Maxon ele não me falou, enfim minhas madrinhas serão, isto é se elas aceitarem: Marlee e Celeste, eu iria convidar vocês também – falo olhando para Natalie, Elise, Nicoleta e suas primas – mas acho que seriam melhor sendo madrinha dos meus filhos – olho para elas que sorriem maliciosamente, então acrescendo levemente corada – futuramente.

- Gostei das suas escolhas minha filha, mas se me permitam dizer, acho que deveríamos ver hoje a decoração e amanha começar a planejar a entrada. – falou minha mãe.

- Concordo com você Magda – diz a rainha da Itália, e vejo que Amberly assente com a cabeça.

- Vamos voltar para a decoração então – fala Silvia já trazendo catálogos, com tons beges e talheres com borda de ouro, ou todos em ouro...

E assim ficamos ate a hora do jantar...

 

POV Maxon

 

Ficamos quase ate a hora do jantar naquela reunião, mas foi por uma boa causa.

Conseguimos a aliança com a Itália. Meu pai só faltou sair pulando e dando cambalhota quando o rei italiano disse que queria uma aliança com Illéa, mas sua condição foi: “Lhe dou o prazo de no Maximo 15 meses para você retirar as castas”, meu pai aceitou, mas vocês não sabem a melhor parte.

Quando o rei iataliano falou isso, meu pai pegou a chave e abriu a sua ultima gaveta, e lá de dentro ele retirou o um projeto de remoção das castas, mas não era um simples projeto era o MEU projeto, o que estava trabalhando desde que America falou que já havia passado fome. Ele mostrou o projeto para o rei, que aprovou e me deu os parabéns, e pela primeira vez na vida vi meu pai demonstrar o orgulho que sentiu de mim me dando um abraço.

Sou retirado dos meus devaneios por um berro vindo do quarto a lado, espera. O quarto ao lado é da Princesa.  AMERICA. É só o que consigo pensar e saiu correndo, abro a porta de ligação e vejo ela e suas criadas, mas para minha surpresa ela não estava em perigo, estava com um sorriso no rosto, e QUE sorriso.

- Maxon – ela fala vindo em minha direção, enquanto suas criadas saem em meio a risadinhas – desculpa se berrei, mas é que o quarto ficou MUITOOOOO lindo. – ela fala de dando um beijo e depois abrindo os braços e girando.

Dou uma olhada e vejo que realmente esta lindo, na verdade esta MUITO lindo, a decoração combinou muito bem com ela.

- Esta muito lindo mesmo. Mas vê se não me da mais um susto desses, pensei que estava em perigo. – falo e ela me da um beijo – Hmm, sabe mudei de ideia, sempre que quiser berrar e me dar um susto e depois me dar um beijo assim você pode, – falo ela ri – é serio, pode fazer isso quantas vezes quiser.

- Seu bobo – ela fala com as mãos no meu pescoço – como estava a reunião? – ela pergunta me guiando ate a sacada – Uau que vista – ela diz.

A envolvo pela cintura e ficamos assim.

- É uma bela vista mesmo, mas não mais linda que você. – eu falo e vejo que ela cora - E sobre a reunião – viro ela de frente fazendo ela olhar em meus olhos – foi ótima, o rei italiano fez uma aliança com nos, mas quer a retirada das castas – ela sorri e me da um selinho – mas você não sabe da maior, meu pai apresentou um projeto que eu estava fazendo, ele é sobre uma possível forma de retirada das castas, ele o apresentou e falou que era meu projeto. – falo e ela sorri.

- Não sabia deste seu projeto quando começou? Isto é se você puder falar – ela fala.

- Claro que posso falar não tenho o porque de esconder nada de você  - eu falo e vejo que ela se vira para observar a vista. Droga Maxon, você fez ela a entender que é uma indireta por causa do Aspen. Viro seu rosto para mim e vejo que seus olhos estão brilhando e marejando. – America não quis dar a entender qu...

- Não Maxon, na verdade você tem razão, - ela fala se virando novamente – foi errado o que eu fiz, na verdade muito errado, mas é qu...

- America você não precisa me explicar nada, eu já entendi, e eu sei que você me ama vejo isso no seu olhar. Até porque se não me amasse não iria ter me falado, que não deveria lhe escolher por causa do Aspen – ela se vira – eu sei que você me ama, e saiba que eu a amo ainda mais. Não gostei de saber que você e Aspen namoraram, e que alem disso tiveram um envolvimento aqui no palácio, mas o que posso fazer? Eu também estava conhecendo outras garotas...

Ela me interrompe e me da um beijo, um dos melhores beijos que ela já me deu.

- Te amo – ela fala me dando um selinho.

- Também te amo – falo dando um beijo nela.

Nesta noite pedimos a janta no quarto dela, e inauguramos a mesa da sacada. Conversamos muito, e contei para ela quando comecei o projeto, ela ficou muito emocionada, e não é para menos, é por causa dela que Illéa não terá mais casta...

Depois disso fomos dormir, cada um no seu quarto.


Notas Finais


Obrigada por lerem, e se você não tem essa fic favoritada, FAVORITE!
Nos encontramos nos COMENTÁRIOS...
Beijoooooooooossss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...