História A Escolha - Capítulo 57


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Sensational Feeling 9 (SF9), TWICE
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Tzuyu, V
Tags Neoz School
Exibições 101
Palavras 2.131
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Genteee, só para avisar. Estamos chegando na reta final dessa fanfic.

NÃO, AINDA NÃO CHEGAMOS. Mas estamos chegando. Acho que ainda irá até o 70, ou talvez até um pouco mais.

MAS NÃO FIQUEM TRISTES, PORQUEEEEEEE EU IREI FAZER UMA SEGUNDA TEMPORADA SE VOCÊS QUISEREM

AMO VOCÊS

Capítulo 57 - Parasita


{P.O.V Jungkook}


Han Jo: Solar, minha querida, esse é meu filho Jungkook


Kook: Fu-futura esposa? Co-como assim appa?


Han Jo: Solar é filha de um dos maiores comerciantes aqui de Seoul, se nossas famílias se juntassem, praticamente teriamos o poder sobre a cidade, então fizemos acordos entre nós e decidimos que vocês irão se casar.


Kook: Mas appa... Você sabe que eu estou namorando -Olhei para trás para ver se Moon Ie ainda estava lá, sua expressão parecia desapontada, triste, e acho que... com medo devido ao fato de Solar estar aqui? -Appa, essa é minha namorada, Lee Moon Ie.


Moon: Annyeonghaseyo -Ela praticamente sussurrou


Han Jo: É bom te conhecer menina. Enfim... me desculpem pelo mal entendido, mas... irá ter que ser assim. Jeon, você precisa cobrir com suas responsabilidades e se tornar um homem cedo...


O interrompi antes que ele terminasse, eu sabia onde essa conversa chegaria e não queria que Moon Ie escutasse.


Kook: Moon, será que você poderia ir até meu quarto pegar um casaco para nós dois? 


Moon: Claro -Ela murmurou


Ela saiu de lá e meu pai falou para Solar ir junto. Não pude impedir, sei que isso não dará certo, mas sei que Moon Ie é uma pessoa forte e irá enfrenta-la. Agora tenho que voltar para meu maior problema... meu pai.


Han Jo: Filho, com esse casamento arranjado, você se tornaria cedo um homem de família, um homem responsável, com muito dinheiro e poder


Kook: Mas pai, eu não quero isso. Eu não sou igual vocês, eu não quero poder. Eu sou feliz com Moon Ie, não quero outra pessoa.


Han Jo: Já está decidido. Você não tem opinião sobre mim. Você somente segue minhas ordens. Jeon Jungkook, você irá se casar com Solar e fim de papo.


Kook: MAS PAI....


Han Jo: SEM MAS


Uma ardência percorreu meu rosto, e alguns segundos depois me toquei que meu pai havia acabado de me dar um tapa em minha bochecha esquerda. A raiva tomou conta de mim, mas eu não poderia bater nele, não aqui, então simplesmente sai do local e fui em direção ao meu quarto buscar Moon Ie.


Subi as escadas apressadamente, quando entro no quarto e encontro Moon indo pra cima de Solar que dava risada da sua cara, mas cheguei bem na hora e consegui segurar Moon.


Kook: Moon, não faz isso


Moon: JUNGKOOK ME SOLTA CARALHO, ME DEIXA IR PRA CIMA DELA


Kook: NÃO VALE A PENA


Moon: JUNGKOOK, ELA FALOU MAL DA MINHA MÃE


Os olhos dela começaram a ficarem vermelhos e cheios de água, mas nenhuma lágrima escapou.


Kook: Por que não vai embora? Por que implica tanto com a Moon?


Solar: Porque é divertido. Ela é só mais uma marionete fácil de manipular, que na verdade ninguém se importa.


Moon: JUNGKOOK ME SOLTA


Kook: VÁ EMBORA


A garota passou pela porta com um sorriso arrogante no rosto


Solar: Adeus... maridinho.


Moon: JUNGKOOK


Kook: Deixa ela, ela é iludida, eu vou conseguir falar com meu pai.


Moon: Jungkook...


Kook: O que foi?


Moon: O que está acontecendo? Não estou entendendo mais nada Jungkook.


Ela me abraçou me apertando. Eu acho que está doendo mais nela do que em mim tudo isso.


Kook: Eu também não sei. Só tenho uma certeza que é: vamos ficar juntos.


Moon: Eu estou com medo. Por que ele não quer me deixar com você? Ele não gostou de mim?


Kook: Ele nem te conhece. Meu pai é um cara legal, mas, o poder sobe a cabeça dele, e ele só consegue pensar em dinheiro.


Moon: Mas o que a gente faz?


Kook: Se for preciso, a gente foge. Moon, eu acho melhor você voltar pra casa, eu vou resolver as coisas aqui e amanhã eu volto.


Moon: Ok..


Kook: Suas malas, estão arrumadas?


Moon: Sim.


Kook: Vou pedir para te levarem então, não quero você perto dessa família feita por najas.


Abracei ela com toda força possível, enterrando minha cabeća em seus cabelos loiros e sentindo sua cabeça enfiada contra meu peito. Seu cheiro é tão bom que me acalma, e seu abraço é acolhedor. Dei um beijo em seu cabelo e logo em seguida um beijo em seu nariz, a fazendo rir devido as cócegas que ela sente quando a beijo ali, o que a faz ficar fofa. 


Kook: Vai ficar tudo bem... eu prometo!


(...)


Kook: Pai, não tem como você me dar sequer uma chance?


Han Jo: Aquela garota parece ser uma boa pessoa, mas ela não é de boa família. Ela sequer tem família. 


Kook: NÃO FALE ASSIM DELA


Han Jo: NÃO GRITE COMIGO. Ela não tem influência nenhuma sobre a cidade, nem mesmo sobre o bairro. Ela é um nada para a sociedade. E nós somos tudo. Vocês não podem se misturar.


Kook: Mas pai, eu a amo.


Han Jo: Amor não existe.


Kook: É óbvio que existe. A culpa não é minha se nessa família não temos sequer uma pessoa que preste.


Han Jo: Jeon, você tem que se tornar responsável logo. Tem que se casar, ter sua casa, ter sua vida, e não ficar fazendo shows como um cantorzinho de merda, namorando por ai, e vivendo o resto da vida solto, sem responsabilidade alguma.


Kook: Mas eu posso ser responsável, mas com ela. Com ela eu posso tudo. Pai, por favor, me dá uma chance.


Han Jo: Bem... Você tem até Outubro para se casar com aquela garota e provar para mim que é uma pessoa responsável. Caso contrário, você se casa com Solar e larga de ser cantor.


Kook: Mas pai, ela tem dezoito anos. Na verdade ela ainda estuda. Vai se formar em agosto.


Han Jo: Você tem até lá para cumprir o prazo.


Kook: Ok. Obrigado pai.


Han Jo: Agora vá embora porque já está me irritando.


(...)


MiCha: Jungkook!


Kook: Oi. Cade o resto do povo?


MiCha: Lá pra dentro. To indo comprar pão. Até depois.


Kook: Até. 


Entrei na casa e os hyungs estavam sentados no sofá


Kook: Cheguei povo


Todos: Ooi


Jin: A Moon nos contou parte da história


Hoseok: E o resto?


Kook: Bem... Acabou que consegui falar com ele, e ele me deu um prazo.


Jimin: Prazo do que?


Kook: Para me casar com Moon Ie.


Nam: Ca-casar?


Tae: Mas vocês são muito novos! Principalmente a Moon.


Kook: Eu sei. Mas... ou é isso, ou temho que me casar com a Solar.


Tae: COM A SOLAR? DE NOVO ESSA GURIA ATORMENTANDO NOSSA VIDA?


Kook: Pois é. 


Tae: VOCÊ TEM QUE SE CASAR COM A MOON JUNGKOOK


Jimin: NÃO GRITA TAEHYUNG


Kook: Enfim... tenho até outubro para isso. Jin hyung, você vai pedir a Bruna noona?


Jin: Eu queria.. queria pedir ela mês que vêm. 


Suga: Você consegue hyung.


Jin: Tomara. Jungkook, o que vai fazer?


Kook: Bem, vou esperar ela se formar, para ai poder pedir ela. Vou explicar toda a situação, e ver se, a aceitaria.


{P.O.V Moon}


Moon: Unnie, ta tudo bem?


Bruna: Só estou um pouco enjoada, mas estou be...


Ela vomitou de novo no vaso. Estou segurando seus cabelos para tentar a ajudar. Não estou entendendo, ontem ela estava bem, mas hoje está completamente acabada.


Moon: Eu vou falar com o Jin


Bruna: NÃO. NÃO PRECISA. Ele é muito super protetor e vai ficar preocupado, não quero que ele se preocupe. Deixe quieto, eu estou be...


Ela voltou a vomitar


Moon: Já chega. JIN OPPAAAAAAA


Depois de um minuto, ouvi os passos do Jin subindo as escadas


Jin: Onde você ta?


Moon: No quarto da unnie.


Ele entrou no quarto e procurou com os olhos até encontrar o banheiro, quando viu a Unnie ajoelhada no chão, veio correndo.


Jin: O que houve?


Bruna: Não é nad..


E de novo ela vomitou. Estou segurando seus cabelos enquanto Jin a encara preocupado.


Bruna: Só estou um pouco enjoada


Jin: Desde quando?


Moon: Desde que ela acordou


Jin: POR QUE NÃO ME CHAMARAM ANTES?


Moon: PORQUE A CHATA DA UNNIE NÃO QUERIA


Bruna: EU ESTOU BEM!


Jin: NÃO ESTÁ NÃO. VEM, VOU TE LEVAR NO MÉDICO. 


Ele começou a puxar ela mas ela não quis se levantar. Então do nada ele pegou ela pelos ombros e a ergueu, e começou a carrega-la para o andar de baixo, logo em seguida saindo pela porta. Ouvi o som do carro ligando, e eles acabaram de sair. Olha, o Kook chegou! 


Moon: Oi oppa!


Pulei em seu colo o abraçando


Kook: Ooi Jahgi!


{P.O.V Bruna}


Quantas vezes vou ter que falar que estou bem? Eu não quero ir no medico. 


Bruna: Oppa, eu to beeeem. 


Jin: Sua cara está péssima


Bruna: Olha aqui, to sorrindo, viu?


Comecei a sorrir para ele, que soltou uma mini gargalhada, mas voltou a dirigir. Ele não vai desistir cedo. 


Jin: Amor, o que você anda sentindo?


Bruna: Nada demais. Só muito cansaço, enjôo, e um pouco de tontura. Também não consigo sentir cheiro de nenhuma comida que já passo mal.


Jin: E isso desde quando?


Bruna: Para falar a verdade... desde que voltamos da casa dos seus pais.


Jin: Entendi. Como está agora?


Bruna: Muito enjoada. 


Jin: Vou tentar te animar. Vamos jogar um jogo? 


Bruna: Vamos. Qual?


Jin: O de fazer perguntas. Eu começo. Qual é a coisa mais linda, mais fofa e mais perfeita que você já viu?


Bruna: Sério isso? Ta... hummmm, vamos ver... Definitivamente.. É o Teddy.


Jin: NOSSA. Achei que você ia falar que era eu.


Bruna: Quem é você comparado a aquela bola de pelos fofa e macia?


Jin: Me senti ofendido agora.


Bruna: Mas você é a terceira coisa mais fofa que já vi.


Jin: NOSSA. Quem é a segunda?


Bruna: Eu. Óbvio.


Jin: Mesmo doente, você se acha né. 


Bruna: Sou maravilhosa até vomitando.


Ele soltou outra gargalhada. É bom o fazer rir.


Bruna: Minha vez. Bem... Quais são seus maiores sonhos?


Jin: quer que eu fale a verdade? 


Bruna: Sim né. 


Jin: Me casar e ter uma família com você.


Ele falou sério, mas com um mini sorriso formado em seu rosto. O pior é que senti minhas bochechas esquentando e esquentando, estou vermelha pra caramba.


Bruna: Também é meu sonho...


Jin: Então já poderíamos começar né? 

Bruna: Talvez...


(...)


Médica: É querida, você não tem nenhuma infecção nem doença.


Jin: Ué, mas então, o que ela tem?


Por algum motivo a médica está sorrindo pra caramba, não estou entendendo.


Médica: Você tem um parasita dentro de você!


Eu e Jin arregalamos os olhos, Jin parecia muito assustado, estava segurando o choro, tenho certeza. Eu também estava me segurando.


Médica: Mas não se preocupem, isso é bom.


Jin: COMO ISSO PODE SER BOM?


Bruna: TEM UM BICHO DENTRO DE MIM


Jin: A quanto tempo ele está lá? 


Médica: De acordo com os exames, a uns dois meses.


Bruna: Meu deus.... Jin, eu to com medo.


Ele segurou firme a minha mão. 


Jin: E tem jeito de retirá-lo?


Médica: Daqui a somente sete meses. Esse é o tempo em média, talvez um mês antes, mas por ai.


Jin: Mas que tipo de parasita é esse? Que demora para ser retirado?


Médica: Ele é um parasita comum em quase todas as mulheres. Ele suga seus nutrientes e começa a puxar para ele se alimentar, então você deverá se cuidar. Ao decorrer dos meses, ele também vai fazendo com que sua barriga aumente absurdamente. Depois desses sete meses, ele é retirado aqui no hospital, e dois dias depois você pode voltar embora com ele em suas mãos. Depois que retirarem ele, vocês não terão mais calma, paz e tranquilidade. Todos os dias acordarão no meio da noite para alimenta-lo, com seus choros que parecem que nunca acabam. Virarão noites por causa desse parasita, não terão descanso. Mas depois de um tempo o parasita aprende a andar, e fica pior ainda cuidar dele. Mas o melhor de tudo, é que vocês amarão esse parasita mais do que suas vidas.


Não sei mais o que é manter a calma. Lágrimas escorrem desesperadamente pelos meus olhos, não sei o que fazer. Não caiu a ficha ainda. O que está acontecendo? Está tudo tão rápido. Aperto a mão de Jin com mais força ainda, minhas lágrimas escorrem e sujam toda a minha roupa com as gotas. 


Bruna: Jin... eu vou ser mãe! 


Jin: Bruna. Então... meu sonho está se realizando. 


Diferente de mim, ele está sorrindo muito, mas muito mesmo, que eu nem sei se existe descrição para o tamanho do sorriso dele. Levantei da maca e abracei ele com a maior força possível, e ele correspondeu o Abraço imediatamente.


Médica: Enfim... tem aqui alguns remédios para caso você passe muito mal, e o ultra-som marcado para daqui a um mês, ok?


Bruna: Ok. Muito obrigada!


Médica: Boa sorte para vocês! 


Saimos de lá e voltamos para o carro. Eu não consigo acreditar que vou ser mãe. Que estou carregando meu filho dentro de mim. Será que eu estou realmente pronta? Bem, o que importa é que vou ter minha família com o amor da minha vida. Mesmo sendo cedo, estamos juntos, isso é o que importa.


Bruna: Vamos voltar a jogar. Qual é a coisa mais importante para você nesse mundo?


Jin: Isso é fácil. Antes eu até diria você porque é minha namorada, mas agora... A coisa mais importante para mim nesse mundo é a minha família, a família que vou criar. Com o amor da minha vida, e o meu próximo amor, que ambos nunca vou abandonar.


Bruna: Eu te amo tanto. 


Jin: Jahgi, eu amo tanto você. E nosso filho também, mesmo que ele ainda não esteja aqui, já o amo. Eu prometo que vou ser o melhor homem para você. 


Bruna: Vamos fazer isso juntos. 










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...