História A Escolha - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Maze Runner
Tags Escolhas
Exibições 1
Palavras 1.126
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Ficção, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um

Capítulo 3 - Terceira escolha


Uma semana depois...

Centro de segurança contra invasões em território da Aliança.

Há uma semana a ala dois do enfermaria do centro  esta fechada. Eu vou descobrir o que esta acontecendo ou não me chamo  Sonya.

Ao se deparar com dois segurança conversando distraidamente, Sonya se escondeu  tentando ouvir a conversa.

Você  acha eu ela sobrevive? Pergunta o primeiro homem.

Acha que não esta muito fraca, não passa nem dessa noite.

Você conhece ela?

Não. E você?

Conheço.É Aquela  menina que namorava o Sargento Tomas, cara. Acho que nome dela é Bruna...Bianca.. , não Brenda,  é Brenda Tenho quase certeza.

Essa ala foi toda equipada para atende - lá, Mais acho que não vai adianta, ela esta muito mal.

Também acho, é uma pena ela e muito bonita.

 Não acredito que a Brenda esta  de volta, e esta muito mal. O que  eu faço? Será que eu conto  pro Tomas?

Estava ando pelos corredores quando esbarro adivinho com quem claro Tomas.

Felipe oi tudo bem. Esta muito nervosa, tenho que manter minha língua dentro da boca.

Tudo Só. Mais tem algum  problema. Você parece nervosa.

Nervosa eu? Imagina.

Você esta muito estranha, esta me deixando preocupado. Aconteceu algo?

Tom, ano passado você tinha uma namorada....

Não quero falar sobre esse assunto. Tomas estava visivelmente irritado.

Mas é preciso, vamos lá no seu quarto.

Não. Eu não quero.

Felipe. Deixa de ser criança.

Tá bom.- falou muito contrariado- Vamos.

      No quarto.

O que você quer falar sobre ela- falou ríspido

Nossa que gentileza. – falei cinicamente.

Fala logo Sonya. Já estou ficando irritado.

Tá. Tá bom. A Brenda...... fui interopida.

Não fale o nome dessa  mulher  na minha frente. 

Nossa essa conversa vai ser difícil do que pensei.

 Eu vou ser curta e grossa....... Ela esta aqui.

Aqui. Aqui onde. (falou muito nervoso).

Sabe aquela ala que foi fechada?

Sim. (falou confuso).

Lá foi construído um...

Um o que. Fala logo, droga. A raiva de Tomas estava tão grande que ele gritou suas ultimas palavras.

Calma, eu vou falar.

Então fala. Tomas estava tentando se controlar

Bom lá foi construído um consultório médico as pressas.

Pra que?

Pra interna a Brenda.

O que?

Se via nos olhos de Tomas uma grande emoção que logo foi substituída por um olhar frio e indesifravel.

 Ela  foi internada as pressas. E eu não vou ser falsa, eu ouvir um segurança dizendo que ela não passa dessa  noite.

E o que isso me interessa? ( Falou frio).

Nossa que grosseria, eu só queria te conta antes que você descobrisse da pior forma possível.

  Ela que morra, ou fique bem logo e vá embora. Eu não quero  á  ver, não quero á ouvir,nem mesmo lembra o nome dela. E que saber tchau. Saiu batendo a porta.

              ____________      Por Tomas_____________

   Droga porque ela voltou logo agora que eu estou refazendo minha vida. Encontrei alguém que realmente gosta de mim. Ai meu Deus, parece castigo, além de tudo, ela volta morrendo. Meu coração até dói só de pensa que ela vai morrer. Não que eu ainda seja apaixonado ou coisa do tipo, mais ela é um ser humano não é. Estou  to confuso.

        Um mês depois......

Um mês e nada de noticias da Brenda. Tomas não falou no assunto, é como se não tivesse conhecimento do que esta acontecendo.

         No refeitório

Não acredito- Sonya estava incrédula.

No que Sonya? Pergunta Minho.

Olha lá.

.Não pode ser a Brenda? Não é?

É Sim . Si o Tomas ver ela aqui vai dar confusão. Fala Sonya.

Falando de mim.

É, é (Falou nervosa).

É o que Sonya?

Nada, vamos sair daqui?

Não eu cheguei agora, e to com fome.

É mas você come depois, eu preciso  conversar com você.

A não Só, eu to morrendo de fome. Depois agente conversa.

Ta bom. Mais depois  não vá se arrepender disso.

Sonya você ta muito estra......- Tomas ficou paralisado- Não acredito que cara de  pau. (falou raivoso).

Tomas, calma. Fala Minho.

Calma nada, eu vou lá.

Não vai não. Minho agarra seu braço.

Eu vou, Minho e não tente me impedir. Tomas estava irreconhecível.

                  ____________Por Brenda____________

Eu acordei a uma semana, Newt  me explicou tudo, ainda estava  um pouco confusa,mas Newt me explicou. Fiquei mais alguns dias em observação e só hoje fui liberada, Odiei saber que estava de novo na CRUEL, mas me disseram ser necessário. Agora estou aqui no refeitório, Newt me trouxe  aqui contra minha vontade.

Meus pensamentos foram interrompidas por minha  nossa, Tomas.

 Boa tarde...nossa Tomas que.....surpresa te ver por aqui. (Falou cínico).

Oi. Falei fria.

Nossa é assim que você trata um amigo. (Mais cínico ainda).

Você não é meu amigo, Tomas.

Nossa essa  doeu. ( Que sorriso dissimulado).  Mas você tem razão pessoas como você  Não tem amigos.

Como eu? Estava muito confusa, Tomas avia mudado muito, não era mais o mesmo de um ano atrás.

Falsa, dissimulada,  ordina.....

Já chega.Você esta louco, ou perdeu a nossão do perigo idiota. Grita Newt.

Ah que bom já tem outro imbecil pra te defender. Tomas falava debochando da situação.

Eu vou acabar com você... Newt foi interompido por Brenda.

Newt deixa pra lá, não vale apena.

Não vale a pena. Você não falava isso antigamente quando estava na minha coma. Gritou.

Eu vou matar esse cara. Newt estava possuído de ódio, Brenda era sua melhor amiga não ia deixar esse idiota falar dela dessa maneira.

Brenda puxou Newt para um canto.

Deixa pra lá Newt.

Deixa pra lá, você salvou a vida daquele imbecil, fracote, e ele ainda tem coragem de te ofender.

Mas ele não sabe.

Mesmo assim ele não tem o direito de tratar ninguém assim, ainda  mais  alguém que ta toda quebrada igual você.

 Newt  você e um idiota – Brenda deu uma gargalhada. Ta, ta bom esquece.

Duas semanas depois.

Ah duas semanas estou aqui, e louca  pra ir embora . Newt  já quase saiu na porrada com Tomas, um par de vezes, e eu no meio, já estou criando ódio do Tomas.

Nossa meu casal favorito a piranha e o otário. Falou Tomas.

Newt, calma por favor, não liga pra ele.

Calma, como Brenda ele é insuportavel.

Eu vou resolver.

Como? Newt estava disconfiado.

Assim. Felipe eu tenho um presente pra você.

Presente pra mim, qual?  perguntou surpreso.

Esse. Acertei um soco no meio da cara dele, com vontade.

Derepente um Morena escultural de olhos azuis, vei em nossa direção.

Você ta louca garota, como você bate no Tom assim? Esta bem amor.

To ótimo meu amor. (Falou olhando pra mim)

Vamos amor deixa  essa desequilibrada  ai, eu vou botar um gelinho no seu machucado.

Tá bom querida, vamos.

Por um minuto eu vir um olhar de decepção, mas devo ter apenas imaginado, o Tomas, o meu Tomas não existe mais.

 


Notas Finais


Não fiquem com raiva do Tomas, ele esta só machucado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...