História A escolha da minha vida - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 10
Palavras 1.594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Diamantes olá ksksj

~narrativa de Taehyung
~Lisa

Capítulo 22 - 7


Fanfic / Fanfiction A escolha da minha vida - Capítulo 22 - 7

Taehyung narrando:

 

Entrei na minha sala, tão atordoado que dava voltas na salas e meus braços começaram a tremer. Precisava me acalmar Jungkook entra eu pergunto:

 

- você viu aquilo? 

 

- claro 

 

- ela beijou ele. - faço cara de choro.

 

- não ele beijou ela né?

 

- também mais ela deixou!

 

- cara conhecendo o Jimin ele faria isso para fazer ciúme  

 

- como você sabe?

 

Ele parece ficar nervoso. - ele... é meu amigo

 

- certo, mas..

 

Somos interrompidos por Lisa entrando Jungkook me olhando me passando coragem ele fala:

 

- eu vou indo. - ele sai rapidamente.

 

Ela me olha eu viro as costas falando:

 

- pensava que já tinha ido embora com o novo papai

 

- por favor Taehyung deixa de besteira, Jimin me beijou pra causa ciúme e eu nem sabia que ele faria isso 

 

- pfff. - reviro os olhos.

 

- e aliás ele não é o único que pode ser o pai você também pode 

 

Eu me viro novamente para ela. - depois daquela cena eu acho que não sou capaz de perdoa 

 

- você disse que me amava, que não ia deixa as pessoas intervir em nosso relacionamento eu não queria beija o Jimin eu vim passa o recado dizendo que ele poderia ser o pai mais você sempre está no momento errado 

 

- uma pergunta, se eu não tivesse encontrado o exame quanto tempo esconderia?

 

Ela olhou pros lados parecia que sua língua estava presa eu repito:

 

- me responda! Se eu não tivesse encontrado quanto tempo esconderia?

 

- o quanto eu puder porque essa seria sua reação eu teria tempo de concertar tudo 

 

- concertar? Ou atrapalha? Por que primeiro você iria mentir e segundo você ia o Que? Retira o bebê? Provoca um abordo é isso?

 

- não! Eu só queria encontrá a melhor forma em te dizer eu odeio quando você fica chateado ou irritado como agora 

 

- chateado? - bufei. - chateado é pouco eu estou destruído. - eu pego sua mão aproximando do meu peito lado do coração. - isso aqui aguentou demais eu só queria seu amor, uma família, a verdade, confiança e o companheirismo mais não! Você preferia mentir, preferiu aceita dormir com um por uma bobagem e acha normal não saber quem é o pai, preferiu arrisca minha confiança e fez com que a gente perdesse nosso lado companheiro agora parecemos um ex casal que estão em pleno divórcio só... - largo sua mão e observo enquanto ela chora. - Não é apenas uma gravidez foi a confiança você acha que eu não sabia sobre o seu namorado não ter ido lá em casa de ele ter te convidado eu vir pelas as câmeras da porta do meu loft  eu vir o cartão deixado no criadomudo  enquanto você foi no closet eu não sou burro Lisa

 

- mas todos um dia erra Taehyung! 

 

- eu sei! Mais mentir leva ao êxito da traição me desculpa se eu te machuquei Lisa mas não confio mais em você e quando eu não confio em alguém acaba para mim

 

- então.. - ela fala soluçando. 

 

- acabo eu não quero mais nada com você se ele for meu filho eu vou assume mais se não for você se vire. - comprimir os lábios virando de costas. 

 

Bateram na porta a enfermeira fala:

 

senhor Taehyung a cirurgia começa em 10 minutos 

 

- já estou saindo me espere perto da sala

 

Coloco a máscara  eu me viro para ela e falo:

 

- não preciso mais de sua ajuda e se for possível tenta me evitar essa semana 

 

Lisa narrando:

 

Voltei chorando mais não nervosa entrei em minha casa minha amiga deixou um recado dizendo que foi ao mercado melhor assim. Fui para o quarto me deitei e chorei, chorei e chorei até não haver lágrimas eu comecei a sentir dores de cabeça isso fará mau ao bebê fiz um chá para me acalmar fui assiste um dorama as horas se passaram quando meu celular começa a cobra olhei para tela era Taehyung depois de tudo ele ainda me liga não vou atender eu desligo, quando novamente ele liga de novo não vou atender desligo, então batem na porta eu abre era a mãe do Taehyung eu ia da um suspiro ou fecha a porta na cara dessa velha, porém ela falou entrando deseaperada:

 

- Lisa cadê Taehyung?

 

- am?

 

- Taehyung meu filho! - ela segura em meus ombros ela estava prestes a chorar. 

 

- o que houve?

 

- faz uma hora que ele não chegou em casa eu ligo para ele e ele não atende ele me ligou e disse que ia na casa de um amigo dele e é esse amigo dele mora num local meio perigoso até agora nada dele... me ajudá por favor 

 

Taehyung narrando:

 

Estava a caminho a casa de Namjoon para nós conversa sobre nossas vidas, em meio o percurso eu não parava de pensar na Lisa eu resmungo:

 

- mais que droga! - esmurro o volante.

 

Parei o carro a uma quadra da casa de Namjoon aqui tava um deserto e escuro desce do carro quando comecei a andar apareceu dois caras eu ia corre mais apareceu mais um segurando uma faca um deles falou:

 

- tá com medo? - ele começa a rir. - calma aqui ninguém  é  vilão 

 

- imagina se não fosse

 

- cala a boca Parça! Passa seus pertecens

 

- ta calma eu vou passa. - eu levanto as mãos no sinal de paz.

 

Dei minhas chaves do carro e minha carteira uns  cara falou debochando:

 

- o filho da mãe é rico.. - ele rir. - pode ter mais coisas 

 

- nada mais

 

- cala a boca! Já te avisei. - ele aponta a faca me deixando mais nervoso. - tem sim passa o relógio e o anel

 

"O anel não.... o anel sim!"

 

eu acabei dando, eles começaram a rir e antes de saírem o quê segurava a faca disse:

 

- quer saber não vou deixa assim em branco não. - ele olha pros seus capangas. - acabem com ele só não machuque muito a florzinha 

 

Os cara começaram a rir eu ia corre mais um me agarrou pela a barriga e me arrastou pelo um beco e outro já fechava os punhos eu gritei:

 

- me solta!!!

 

- vai doer só um pouco

 

Ele começa a dar socos em minha caixa torácica me deixando fraco com uma dor horrível tentei da chutes aíque foi pior eles me jogaram no chão um me prendeu e começou a da socos em minha bochecha e o outro a chuta as minhas costas e rindo de mim eu tentei de tudo pensar em algo bom mais era muito difícil o que me chutava pisou em minhas mãos fazendo eu gritar, o outro se levantou dando dois chutes em meu estômago eu me contorcir  de dor o outro chega e diz:

 

- deixa esse babaca aí a polícia já passa por aqui

 

- certo chefe. - um deles antes de ir cospe em minha cara.

 

Eu fiquei no chão suando frio não sabia o que fazer eu estava com minha visão embasada acho que vou desmaia  em 10 minutos preciso ser rápido  liguei para primeira pessoa que aparecer tinha "Lisa" liguei e ela desligou acho que ela não quer saber de mim eu liguei novamente ela desligou minha mão tava doendo tanto que não consegue segura no celular me enclui segundo a barriga gemendo de dor eu preciso ser forte, tentava respirar, acho melhor ligar para ambulância me viro novamente para ligar mais minha visão não deixa.

 

Lisa narrando:

 

- tem certeza Eunwoo que é por aqui?

 

- é garota eu já morei aqui como você me deu a descrição só fica calma ok 

 

- ta.. - ele me olha sorrindo.

 

Chegamos desce do carro atordoada meu ex fantasma segura meu braço dizendo: 

 

- ó calma eu to aqui vigiando vai lá 

 

- ok 

 

Comecei a anda tudo estava deserto me assustei quando um gato saiu da lata de lixo fazendo um barulho assustador Euwoon que estava escorado numa loja ria baixo sa minha cara eu só suspiro e volto à andar quando passei pelo um beco escuro eu escuto alguém gemer de dor será?  Minhas pernas travam eu volto dois passos e entro no beco atenta quando eu vejo num canto se contorcendo de dor compulsivamente era Taehyung que estava realmente machucado eu me agacha desesperada eu falo com medo de toca-lo:

 

- T-Taehyung! - ele se vira pra mim ele estava realmente fora de consciência. - o que fizeram com você?  Eunwoo!!! - grito por ele. - Eunwoo!!! - aproximo  meu rosto seguro delicadamente seu rosto. - por favor seja firme

 

Lisa..

 

- oi! - chega Eunwoo.

 

- vamos leva-lo lá pra minha casa pega o carro 

 

- Ele tem que ir por hospital!

 

- e eu trabalho nele! Anda. - ele sai. - me perdoa por favor 

 

Ele segura minha mão e faz uma careta eu olho para sua mão ela estava machucada eu comecei a chorar ele se esforçava para demostrar seu amor por mim ele fala com dificuldade:

 

- Lisa...- o interrompe.

 

- não se esforce!

 

- e-eu preciso te dizer se acaso eu sofrer um derrame ou um ataque nos nervos..- ele faz outra careta. - eu te amo

 

Suspiro. - eu também.  - eu deito ao seu lado.

 

Eu pego meu polegar e limpo seu rosto os imundos cuspiram nele eu falo:

 

- você não merecia isso 

 

Ele apenas sorri e fecha os olhos.


Notas Finais


Aí que bateu bad com isso


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...