História The lovely Created - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Drama, Escravidão, Jenna Coleman, Justin Bieber, Morte, Povos Antigos, Revelaçoes, Romance, Sexo
Exibições 1.154
Palavras 2.220
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá meus amoresss, eu não resolvi demorar, porque o capítulo já estava pronto e já estava aditado, então resolvi postar, espero que goste dessa capítulo ^-^
Queria agradecer por cada apoio de vocês e queria agradecer pelos os favoritos, cara, estamos subindo muito e eu não tenho nem palavras para isso, então por tudo que estou fazendo é por vocês
*-*
Amores, não esqueçam de comentar, mesmo eu não ligando para isso, mas isso, no fundo é importante, para mim saber como esta indo o novo desenvolvimento da fanfic ^-^
Bom, não tenho muito o que falar, então espero que aproveite e curti o capítulo ^-^
Qualquer dúvida, entrar em contato comigo ;)
Aaaa andes que eu me esqueça, no comentário no capítulo que tinha dado um recado ( e que apaguei ) de que eu ter mudar a personagem principal, bom, eu resolvi tirar a Camila Queiroz e colocar a Jenna Coleman, porque na minha opinião ela vai se encaixar muito bem nesse rumo dessa fanfic e achei melhor colocar ela aqui como perseguem principal. Não sei se vocês conhecem a serie: rainha victoria, a Jenna Coleman é protagonista e digamos que MEIO inspirei nessa serie! Entendeu?! ^-^


BOA LEITURA ^-^

Capítulo 3 - Sr. Bieber é estranho


Fanfic / Fanfiction The lovely Created - Capítulo 3 - Sr. Bieber é estranho

Aurora POV's/on

Aninha me falou que hoje ela ia fazer sopa de legumes e eu concordei. Enquanto eu ia picando os legumes, Aninha foi fazendo umas massas, se eu não me engano, acho que seria pão. Na hora achei um prato bom para ser feito, aliás, fazia um bom tempo que não comíamos sopa de legumes. Aninha sai com as massas, que estava em uma bandeja de ferro e leva até a lareira.

- Você sabe porque o sr. Bieber não quer que você converse com Eriki ?- Aninha volta ficando do meu lado. Bufo de intrigação e nego com a cabaça.

- Sinceramente eu não sei, ele nunca se preocupou com isso, acho que ele não dá nem importância do quem fazemos amizade- Falo voltando a picar os legumes.

- Sr. Bieber é estranho- Assenti. Realmente ele era um estranho.

- Ele não é totalmente estranho, só que o comportamento dele está sendo estranho- Olho de canto para Aninha e ela estava mexendo na outra massa.

- Então o que pode ser ? - Pego os legumes e coloco na panela que estava na minha frente.

- Eu sinceramente não sei.- Olho novamente para pia e vejo que estavam faltando legumes- Aninha, acho que vou ter que pegar mais legumes.- Olho para Aninha.

- Esses não deram ?- Nego com a cabaça- Se quiser eu posso ir lá buscar- Nego novamente.

- Não precisa, fica aqui e toma conta das coisas, enquanto eu vou lá pegar.- Ela assente. Limpo minha mão na água e depois no guardanapo. Saio da cozinha indo na direção da horta que ficava no fundo do casarão. Lá tinha de tudo, ou quase de tudo, sempre que falta alguma coisa para completar a comida, ou quando estiver faltando, a gente vem aqui e pega. Não sou muito de vim aqui, afinal, eu limpo mais dentro da casa do que fora. Mas as vezes eu gosto de vim aqui no final do dia, ver o sol se por, me relaxar, e sentir os ventos gelados do final do dia bater em meu corpo. Olho para grande extensão do campo, cheio de mato, mato não, comida, tudo em fileira. Antes de entrar no enorme campo, pego um baldinho que as criadas usam para colocar os legumes e entro no campo. Fui na primeira fileira que era cenoura e pego a quantia que eu precisava, depois eu vou nas batatas e começo a pegar.

- O que faz aqui?- Ouço alguém falar em meu ouvido me fazendo tomar um susto, viro meu corpo para pessoa e vejo Eriki parado me olhando com um sorriso no rosto. E acabo me lembrando sobre o que o Sr. Bieber falou.

- Oi Eriki- Falo séria voltando a pegar as batatas- Eu acho melhor você voltar a trabalhar se não o Sr. Bieber não vai gostar- Percebo que ele desfaz o sorriso e fica sério.

- Eu sei que ele não gosta que a gente fique parado, mas eu te vi aqui e resolvi vir aqui conversar com você.- Sinto uma pontada em meu peito.

- Mas eu não quero conversar com você Eriki, então por favor me deixa em paz- Falo rude fazendo ele me olhar sem acreditar no que eu havia dito.

- Porque você esta me tratando assim?- Ele pergunta sério, eu sabia que ele estava ficando bravo. Paro o que eu estava fazendo e olho para ele, irritada, nervosa.

-Te tratando como?!Só acho que devemos fazer o nossos papéis de criados, e não ficar fazendo amizades- Falo, fazendo Eriki me olhar confuso.

- Eu sei, mas é sempre bom ter uma amizade, com quem conversar.

- Mas eu não quero sua amizade, nem de ninguém, só a de Aninha- Sinto novamente um aperto no meu peito ao dizer essas palavra. Eu não queria dizer isso ,mas as palavras do Sr. Bieber vinham na minha cabeça e eu sei que ele tem coragem de fazer, e isso falou mais alto, então tenho que falar isso, pro bem de nós dois. Eu já tinha pegado uma boa quantia de batata, então saio deixando Eriki ali parado, mas ao virar as costas pra ele, ele segura meu braço me fazendo olhar pra ele.

- Aconteceu alguma coisa?- Ele pergunta olhando no fundo dos meus olhos- Porque você mudou em relação a nossa amizade?- Ele faz outra pergunta.

- Eu só não quero mais sua amizade.- Falo sem conseguir olhar nos olhos dele- Agora me solta.- Falo porque ele estava começando a me machucar.

-Eu só quero saber o motivo Aurora- Ele aperta mais o meu braço me fazendo gemer de dor.

- Entenda Erike eu não quero sua amizade...agora me solta.- Falo olhando pra ele que me solta, mas antes de voltar a andar. Eu penso, tenha que machucar ele. Olho pros olhos dele e respiro fundo tentando achar forças pra falar aquilo pra ele- Nunca pedi sua amizade , sua amizade pouco me importa, pra mim ela não vale nada, e nunca mais ouse dirigir uma palavra a mim.- Tento passar convicção e percebo que funciona quando ele engole em seco. Abaixo meu olhar e saio apressadamente, mas eu não estava conseguindo muito, porque eu estava no mato e com um salto.

Quando entro na cozinha novamente. Paro e solto todo o ar que estava no pulmão, logo a consciência pesada de ter falado aquilo pro Eriki bate em minhas costas, fazendo-me levar uma outra pancada. Olho para Aninha e a mesma estava olhando para mim, esperando eu dizer uma única frase, mas esta era a questão, eu não estava conseguindo dizer nada, até eu estou tentando processar o que acabou de acontecer. Duas pancadas, dois baques, em um só dia. Respiro fundo e tomo coragem e vou até a pia e coloco os legumes. Aninha observava cada passo meu, apoio minhas duas mãos na pia e jogo de leve meu corpo. Olho para Aninha.

- Ele vai ficar chateado comigo?- Falo baixo. Aninha enruga a testa.

- Quem?- Ela estava confusa.

- Eriki- Ela regala de leve os olhos.

- Você falou sobre o sr. Bieber ter te ameaçado por causa de sua amizade com ele?- Ela fala chogada. Nego com a cabaça.

- Não! Só falei que não queria a amizade dele,e que pouco me importava com a amizade dele.- Aninha ergue uma sobrancelha.

- Vendo de um lado, você foi muito boa com ele, assim ambos não vão morrer, mas por outro você pegou pesado- Olho para pia e volto a olhar para ela.

- Se eu não falasse isso, ele ia ficar insistindo do porque eu ter me afastado dele.- Aninha assente.

- Aurora, faz o que é melhor, se isso foi o melhor, não a argumento que possa julgar- Assenti me recompondo.

- E isso é o melhor.- Solto novamente meu ar que estava em meu pulmão- E pode apostar, que isto está sendo mais triste para mim do que para ele, eu considero ele como irmão, e agora vamos ter que acabar com tudo isso.- Bufo.

- A escolha foi do sr. Bieber. - Assenti.

- Por isso Aninha, se a escolha não fosse dele, era mais que óbvio que eu ia continuar com essa nossa amizade.- Pego a faca que estava na pia.

Aninha,  não tocou mais no assunto, e eu resolvi não querer mais falar disso, então resolvemos fazer nossa sopa em silêncio. De vez ou outra Aninha falava alguma coisa, que era em relação ao prato que estávamos fazendo. Pego a colher de pau e começo a mexer na sopa que ainda estava na lareira, e vejo que já estava bom. Vou até a mesa, pego vários guardanapos e vou até a panela e pego ela pela alça e volto para mesa.

- Pronto, Aninha.- Falo.- Acho que já está bom.- Aninha olha para mim e assente.

- O pão também está bom, agora eu vou passar para os pratos e deixar esfriando aqui.- Ela fala indo para o armário pegar os pratos. Ela volta com a concha de pegar sopa e o prato. A gente não tinha só feito isso, a gente fez várias coisas, como sempre, mas como Aninha disse, esse seria o prato principal, que eles já estão acostumados a comer.

- Por enquanto que você vai levar e arrumar a mesa para eles, eu vou limpar essa bagunça e depois vou ter que passar a roupa do sr. Bieber. - Aninha assente, colocando a sopa no prato.

Vou até a pia, mas antes eu coloco um avental, depois começo limpar a louça que tinha, e não era pouca. Apesar que depois Aninha vai ter que limpar tudo de novo, mas eu já vou dar uma grande avançada aqui. Hoje iria comer sr Bieber e sr. Jeremy - pai de sr. Bieber - era as mesmas pessoas, sempre eles dois, quando sr. Bieber estava fora, sr. Jeremy almoçava e jantava sozinho. Eu lavava a louça meio que com pressa, pois, eu tinha praticamente um guarda-roupa inteiro para passar, que era do sr. Bieber, e provavelmente se eu não terminar hoje terei que terminar amanhã. Respiro fundo e começo a trabalhar.

A louça estava enorme e parecia que não tinha mais fim, e isso estava cada vez me intrigando mais, pois eu estava com um pouco de pressa para terminar logo isso, porque eu tenho o guarda-roupa para limpar, e provavelmente passarei o resto do dia lá, e quanto mais rápido eu terminar melhor. Eu sei que daqui alguns minutos essa pia vai encher de louça e Aninha terá que limpar. Depois de um longo tempo e determinada hora, eu quase termino de limpar a pia.

- Vejo que já está quase acabando de limpar- Olho para porta e vejo Aninha entrar com um prato na mão e indo até a mesa, onde estava a panela de sopa.

- Sim, falta bem pouco para terminar- Limpo minha mão no avental e viro meu corpo para ela.

- O filho do sr. Jeremy perguntou onde estava a outra criada, e na hora veio você na minha cabaça, pois você é a única que não se encontrava ao redor deles, porque você esta limpando aqui.- Abro minha boca minimamente surpresa pelo que ela tinha acabado de dizer. Aninha estava colocando a sopa no prato. Ela olha para mim de canto- Deve ser porque ele está acostumado com a gente ao redor dele, e ele viu que estava faltando uma criada e achou estranho.- Ergo uma sobrancelha de leve. Aninha da de ombro.

- Sim deve ser.- Tento dar de ombro, mas simplesmente me viro e tento focar-me no que eu estava fazendo. Ouço os passos de Aninha se distanciando e logo não ouço mais nada.

Estranho, como ele pode sentir minha falta naquele local? Balanço minha cabaça para os dois lados, tirando isso de minha cabeça, ele só perguntou, o que tem de mal nisso?

Depois que terminei de limpar a pia, resolvi comer, antes de ir para o guarda-roupa do sr. Bieber. Depois que terminei de comer fui para lá, abro a porta e dou de cara com um guarda-roupa imenso. Nada que possa me surpreender, aliás, eu já vim aqui no guarda roupa do sr. Bieber fazer faxina. Olho para a enorme pilha de roupa que estava em minha frente, e logo um desânimo passou em meu corpo, só passou, porque logo eu tive que me movimentar e começar a trabalhar, peguei cada uma das pilhas e fui passando, peça por peça. E assim as horas foram passando, até que chegou uma hora que minhas mãos não aguentavam mais, meus braços imploravam para parar e meu corpo também. Solto o ferro e o alívio passa em meus braços, mas logo minha alegria se transforma em tristeza, pois eu tinha que terminar de guardar às roupas e tinham muitas. Penso e acho melhor parar e deixar para amanhã, eu já estou sem energia para continuar, e agora deve ser bem tarde, os criados já devem estar todos quase na cama e eu ainda estou aqui.

Coloco o ferro de passar roupas no seu devido lugar e em seguida desligo a luz e saio do guarda-roupa. Quando saio da guarda-roupa, saio em silêncio, pensando que o sr. Bieber poderia estar dormindo, mas não, ele não estava no quarto, e isso foi um alívio muito grande para mim. Quando saio do quarto. Vou para a cozinha, pego alguma coisa para comer: Água com pão, ultimamente não estou comendo muito bem, quase sempre não estou com fome, na maioria das vezes é na janta. Termino de comer e vou direto para nosso quarto. Eu durmo junto com as criadas, é um quarto para dividir em cinco mulheres, e tem outro quarto que é dos homens. Entro no quarto em silêncio, pensando que elas deviam estar dormindo, e minha resposta estava certa, todas estava dormindo. Entro em silêncio e vou para minha cama, sento e solto um suspiro. Tiro meu salto e meus pés dão graças a deus. Me levanto e vou para o pequeno guarda-roupa e pego minha roupa de dormir e vou direto para o pequeno banheiro. Quando termino de tomar banho e me arrumar para dormir, vou direto para minha cama, mas paro no meio do caminho e lembro do vestido da minha mãe, vou até o guarda-roupa e pego o vestido e volto para cama. Deito-me e inalo o perfume que tinha no vestido, e era o  cheiro de minha mãe, fecho os olhos sentindo o cheiro e acabo pegando no sono...


Notas Finais


Até o próximo capítulo, amores ^-^
Bjssss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...