História A escrava - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Camila Queiroz, Ciumes, Drama, Escravidão, Justin Bieber, Morte, Povos Antigos, Romance, Sexo
Exibições 617
Palavras 1.773
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHAAA QUEM VOLTOUU, EU MESMA :)

Amores não sei como esta esse capitulo. friuzinho na bariga??? MUITA, serio espero que gostem desse capitulo, fiz o maximo que pude e na minha opinião esta bom ^-^ Agora eu tenho que ver o lado de vocês.
Se gostarem desse capitulo comenta ai gente preciso saber o que estão achando, se estão gostando ou não.
Queria agradecer novamenete pela os favoritos, obrigado gente por cada apoio e espero que gostem da historia.
Esse capitulo foi feito pensando cada um de vocês *-*
bjss

Capítulo 3 - Assim espero Aurora


Fanfic / Fanfiction A escrava - Capítulo 3 - Assim espero Aurora

Aurora POV's/on

Depois que eu terminei de ajudar Aninha na cozinha, fiquei sentada na mesa da cozinha olhando as outras mulheres fazendo mais coisas. Aninha é muito legal e por esse motivo eu pude esquecer por um momento o que tinha acontecido comigo no quarto do Sr. Bieber, confesso que estou muito chateada e confusa, porque ele ficou daquele jeito? Tudo bem que ele não gosta que nós fiquemos fazendo muita amizade, mas ele sabe que Eriki é uma pessoa muito boa e legal de se conversar, e não uma pessoa mal, alias mal são pessoas como o Sr. Bieber, não nós que somos escravos, que apenas fazemos tudo para agradar aos nossos donos.

Mas eu ainda fico sem entender sua mudança de humor tão rápida, quando ele me chama pra falar uma coisa ele fala normal, e do nada ele muda, eu já estou acostumada com isso. Aninha fala que é o jeito dele, então eu respeito, porque minha mãe dizia "Sempre respeite o próximo". Diz Aninha que as vezes o Sr. Bieber acorda de bom humor, mas na maioria das vezes não, porque ele já acorda cheio de problemas pra resolver e ele acaba ficando irritado. Olho para a porta e vejo Aninha entrando e me veio uma ideia na cabeça.

- Aninha?- Levando- me, Aninha me olha de lado já sabendo o que eu queria por causa da voz fina que fiz.

- O que é Aurora- Ela para o que estava fazendo e olha pra mim com tédio.

- Posso buscar legumes no jardim pra você- Falo com certa animação fazendo Aninha revirar os olhos. Eu queria fazer alguma coisa, ficar sentada olhando pro nada cansa, então pelo menos fazendo isso me distraio um pouco.

- Aurora você sabe que o Sr...

- Ele não vai saber, agora é a hora do almoço, ele nem vai saber que eu sair pra buscar legumes- Falo com uma esperança na voz pra deixar eu ir buscar legumes. Aninha assente.

-tudo bem- Dou um pulinho de alegria fazendo-a  soltar uma risada- Mas vai logo pro Sr. Bieber não desconfiar- Assinto e saio dali sem deixar Aninha falar mais nada. Saio do casarão e começo a correr até a horta, a que tem aqui é muito grande, eu amo ir aquele lugar, ficar sentada em baixo das arvores, comer algumas frutas ou apenas ir pegar legumes para Aninha fazer comida. Assim que chego na horta, olho pra grande extensão de mato que tinha ali, mato não, comida, era tudo em fileira, cada fileira era uma comida diferente. Começo a andar pelo o meio das carreiras. Pego um balaio que tinha ali, aonde começo a colocar os legumes.

- O que faz aqui?- Ouço alguém falar em meu ouvido me fazendo tomar um susto, viro meu corpo para pessoa e vejo Eriki parado me olhando com um sorriso no rosto. E acabo me lembrando sobre o que o Sr. Biber falou.

- Oi Eriki- Falo séria voltando a pegar os legumes- Eu acho melhor você voltar a trabalhar se não o Sr. Bieber não vai gostar- Percebo que ele desfaz o sorriso e fica sério.

- Eu sei que ele não gosta que a gente fique parado, mas eu te vi aqui e resolvi vir aqui conversa com você- Sinto uma pontada em meu peito.

- Mas eu não quero conversa com você Eriki, então por favor me deixa em paz- Falo com rude fazendo ele me olhar sem acreditar no que eu havia dito.

- Porque você esta me tratando assim?- Ele pergunta sério, eu sabia que ele estava ficando bravo.

-Te tratando como?!Só acho que devemos fazer o nossos papeis de escravos, e não fica fazendo amizades- Falo, fazendo Eriki me olhar confuso.

- Eu sei, mas é sempre bom ter uma amizade com quem conversar.

- Mas eu não quero sua amizade nem de ninguém, só a de aninha- Sinto novamente um aperto no meu peito ao dizer essas palavra. Eu não queria dizer isso ,mas as palavras do Sr. Bieber vinham na minha cabeça e eu sei que ele tem coragem de fazer, então tenho que falar isso, pro bem de nós dois. Pego uma boa quantia de legumes e saio deixando Eriki ali parado, mas ao virar as costas pra ele, ele segura meu bravo fazendo eu olhar pra ele.

- Aconteceu alguma coisa?- Ele pergunta olhando no fundo dos meus olhos- Porque você mudou em relação a nossa amizade?- Ele faz outra pergunta.

- Eu só não quero mais sua amizade- Falo sem conseguir olhar nos olhos dele- Agora me solta- Falo porque ele estava começando a me machucar.

-Eu só quero saber o motivo Aurora- Ele aperta mais o meu braço me fazendo gemer de dor.

- Entenda Erike eu não quero sua amizade...agora me solta- Falo olhando pra ele que me solta, mas antes de voltar a andar. Eu penso, tinhe que o machucar pra que nunca mais ele olhasse pra minha cara, se não o Sr. Bieber nos mataria, e isso me doeria mais do que não poder falar com ele. Olho pros olhos dele e respiro fundo tentando achar forças pra falar aquilo pra ele- Nunca pedi sua amizade , sua amizade pouco me importa, nunca mais fale comigo- Tento passar convicção e percebo que funciona quando ele engole seco. Abaixo meu olhar e saio correndo dali o mais rápido que podia.

justin bieber POV's on

Depois da conversa com Aurora, me deitei na cama de toalha mesmo e comecei a pensava sobre a nossa conversa. Será que eu teria realmente forças de matar Aurora? Isso não saia da minha cabeça, já estava ficando irritado, irritado com tudo isso, eu não conseguiria nem bater na Aurora, imagina matar ela, o porque? Nem eu sei, e isso me deixa nervoso, o jeito que ela me olha, a sua voz doce e calma, tudo nela me irrita, não quero dizer que tenho irritação a ela, mas sei lá, é uma coisa estranha. A única amo nela é seu sofrimento, o sofrimento dela me excita, ver seu olhar de dor, isso me deixa louco. Mai eu me controlo, não posso me envolver com uma escrava. Jamais.

Me levando e coloco uma roupa normal de ficar em casa, olho no relógio e vejo que já estava na hora do almoço.  Saio do quarto, e desço as escadas, vou pra sala de jantar e vejo que os meus criados colocavam a comida na mesa, sento no final da mesa e uma escrava vem me servir, olho pra cozinha e vejo que Aurora não estava lá, olho novamente pra confirma e realmente ela não estava. Olho pra Aninha que estava em um canto da cozinha.

- Cadê Aurora?- Pergunto rude fazendo Aninha engolir seco.

- Acho...acho que ela esta na cozinha- Ela fala nervosa. Mentirosa.

- Não Sr.- Uma outra escrava entra no meio da conversa, me fazendo olhar pra ela- Eu estava passando perto da horta e vi ela pegando alguns legumes- Balanço a cabeça e levando e saio dali para confirmar se Aurora estava realmente na horta.  Chego perto da horta e vejo Aurora conversando com o seu querido amiguinho Eriki, sinto meu sangue ferve. Vejo eles conversando sobre alguma coisa, que eu vou descobrir o que é, logo Aurora sai de perto de Eriki mas o mesmo a segura pelo braço fazendo ela olha pra ele, e mais uma vez sinto meu sangue ferver quase me fazendo explodir de irritação ao pensar que ele poderia esta machucando ela. Eu até poderia ir lá e acabar com o momento dos dois, mas eu queria ver ate aonde isso iria. Eriki solta o braço de Aurora e a mesma fala mais alguma coisa e sai correndo em direção aonde eu estava, me encosto na parede esperando Aurora virar aqui, e quando Aurora vira arregala os olhos de susto ao me ver parado ali, e da um passo trás com medo.

- O que eu falei pra você?- Falo tentando manter a calma, porque ela estava se esvaindo. Ela olha pro fundo dos meus olhos chamando minha atenção pros dela.

- Des...desculpa se...Bieber- Ela fala gaguejando de medo.

- O que vocês estavam conversando- Fico de frente a ela, dando passos pra frente a encurralando na parede.

- Eu falei pra ele que eu não queria amizade dele e ele perguntou o motivo e eu só falei que não queria mais- Dou uma risada de vitória, seguro em sua bochecha e aperto erguendo seu rosto pra cima, fazendo ela olha pra mim

- Boa garota, pensei que você ia me desobedecer e você e ele teriam que sofrer o castigo- Vejo ela engolir seco e uma pequena excitação passa por meu corpo, vendo o sofrimento em seus olhos pretos brilhantes.

- Desculpa, não vai mais haver conversas entre mim e  Eriki- Ela fala com a voz tremura. Me fazendo soltar uma risada fraca.

- Assim espero Aurora- Falo em seu ouvido, fazendo-a  se arrepiar por inteira. Volto meu olha pra ela, e olho bem pros seus lábios chamativos, que agora estava um pouco rosado e aberto, e um desejo de juntar nossos lábios invade meu corpo. Respiro fundo tentando tirar isso da minha cabeça, mas cada vez que eu olhava pra ela, parecia que eu não tinha força pra me controlar, e isso me deixava frustrado, parecia que esses lábios estavam me chamando, eu tenho que me controlar, eu não posso me envolver com escrava qualquer, isso esta me deixando louco, ela esta me deixando louco, mas eu não posso cair. E por impulso me afasto de Aurora que também estava imóvel sem entender o que acontecia aqui, volto olha pra ela, que ainda estava parada, e saio dali sem dizer uma palavra a deixando sozinha.

Volto pra sala de jantar e vejo que os empregados ainda estavam lá a minha espera, sento na mesa novamente e começo a comer, eu não estava conseguindo comer nada, pensando sobre hoje, sobre o que aconteceu comigo e com Aurora. Naquela hora, tudo que eu mais queria era beija-la, mas eu sai de perto antes que eu fizesse uma cagada e que me desse mais problemas do que já tenho. Saio dali e dispenso os criados, eu até que sou bom com os meus escravos, mas só quando eu quero. Subo as escadas e vou pro meu quarto, nesse momento eu quero descansar, hoje foi um dia muito corrido, por causa da viagem. Chego no quarto tiro meu sapado me jogo na cama e fico pensando em coisas aleatórias e acabo caindo no sono feito uma pedra de tão cansado que eu estava...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...