História A Espera de Sua Alma - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Cana Alberona, Charlie, Droy, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Jet, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Nikora "Plue", Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Silver Fullbuster, Skiadrum, Sting Eucliffe, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Nalu
Visualizações 267
Palavras 1.567
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Um Breve Encontro


Fanfic / Fanfiction A Espera de Sua Alma - Capítulo 11 - Um Breve Encontro



 

 

Natsu ON

 

Entrei na escola,meus amigos me seguiam um pouco atrás.Uns me olhavam com duvida e outros com olhares maliciosos.Isso me deixou desconfortável,mas não é de se admirar,desde antes do meu treinamento eu era só um garoto franzino e alegre.Fui tirado dos meus pensamentos quando ouvi uma voz extremamente irritante chamar meu nome.

- Nat-kun,Nat-kun... - Gritava em um tom alegre tentando fazer uma voz sensual,mas só tentando mesmo,alguns que passavam pelo corredor,pararam para observar a cena.

Me virei para e vi uma coisa de cabelos brancos curtos,olhos azuis com uma maquiagem azul fortíssima que ia até um pouco abaixo da sobrancelha,usando um batom vermelho,usando saia curta rosa e uma blusa branca de alça,e saltos pretos.Correndo até mim com os braços abertos e uma feição alegre,meu Deus,parecia até uma pata manca.Ela!Ele!Sei lá que diabos é isso tentava me abraçar em um movimento rápido me esquivei para o lado fazendo aquilo cair de cara no chão.

- Nat-kun!Porque fez isso - Falou se recompondo e me olhando massageando a testa vermelha.

-Eu gosto de mulher. - Falei - E além disso eu nem te conheço menina. - Repensei um pouco - Menino.A sei lá que merda é você!? - Falei em desistência.

- Nat-kun! - Falou manhosa se levantando - Como pode se esquecer da sua namorada!? - Perguntou irritada batendo o pé esquerdo no chão sem parar cruzando os braços.

- Eu lembraria com certeza se tivesse namorando com você. -Respondi indiferente voltando a caminhar,parei subitamente quando a senti me abraçar por traz.A olhei por cima dos ombros e a empurrei,ainda irritado a olhei mortalmente- Não me toque! -Falei calmamente porem sem deixar de ser ameaçador.

- Eu ainda sou sua namorada!Eu tenho o direito. -Elevou um pouco o tom de voz.

- Não seja por isso. - Falei me virando um pouco - Estou terminando com você. - Continuei indiferente voltando a caminhar de relance notei meus amigos me olharem surpresos segurando uma risada.Voltei a caminhar.

- Você não pode fazer isso! - Exclamou chorosa.

- Não só posso como vou - Falei caminhando como se nada tivesse acontecido - E se você tocar em mim de novo vai se arrepender. -Conclui.

- Está me ameaçando? - Perguntou me desafiando.

- Ameaçando. - Soltei um riso debochado - Considere com um aviso.

Voltei a caminhar como se nada tivesse acontecido,as pessoas que estavam em volta apenas seguravam uma risada,a cada passo que eu dava abriam caminho me fitando com medo.Caminhei lentamente em direção a minha sala e me sentei no fundo em direção perto das janelas.Alguns minutos depois  meus amigo chegaram e se sentaram à minha volta,Gray na minha frente,Jellal a esquerda e Gajeel na frente dele.

- O que foi aquilo? -Perguntou em um tom surpreso rindo.

- Aquilo?O que? - Perguntei.

-Nunca pensei que viveria para presenciar você tratando a Lissana daquela forma e ainda terminando com ela. -Gargalhou em seguida.

- Sem contar no “aviso” amigável! - Afirmou Jellal fazendo aspas com as mãos.

- Gi hi hi hi.Caramba!Por um momento pensei que você iria bater nela na frente de todo mundo. - Gargalhou ainda mais ao se lembrar de quando o Natsu a confundiu com um homem.

- Você ainda duvida? - Falei sem muito interesse virando em direção a janela para admirar a paisagem de árvore que se estendia pelo pátio,desnecessariamente grande.

- Você não faria isso,faria!? - Perguntou desacreditado.O fitei brevemente com o olhar frio e voltei a observar a paisagem - É parece que ele faria mesmo,não sei nem porque perguntei. - Concluiu.

- Natsu o que aconteceu para você ter mudado tanto?Você não se envolveu em nada perigoso? -Perguntou Gray me olhando seriamente.

- Ainda não? - Falei simplesmente - E respondendo sua outra pergunta,você já deveria saber eu vou fazê-lo pagar caro por ter feito aquilo comigo e com a Wendy.Por culpa deles ela foi obrigada a ir morar em Nova York,já que fui incapaz de protegê-la. - Cerrei os punhos trincando o maxilar.

- E qual é seu grande plano?Gênio! - Debochou Gray.

- Depois eu conto - Falei olhando ao redor da sala e algumas pessoas prestavam atenção.

Soar do segundo sinal indicava que qualquer aluno que não estivesse dentro da sala não poderia entrar.Uma mulher de cabelos brancos trajando um vestido até os joelhos bege,entrou sorrindo.A fitei brevemente voltando a olhar pela janela entediado.

- Essa é a irmã da sua ex-namorada. -Comentou passando as mãos pelos seus cabelos negros e virando-se para me encarar- Sorte a sua que ela é gentil.Se não ela faria da sua vida um inferno.Você não a conhece porque saiu da escola uns dias antes de começar as férias,no começo ela só seria professora substituta,mas o diretor gostou tanto do jeito dela ensinar que acabou se tornando professora em tempo integral,antes que você pergunte ela é de matemática. -Começou a rir sendo acompanhado pelos outros dois idiotas.

- Do que estão rindo? -Perguntei curioso.

- Você é péssimo nessa matéria. - Disse o azulado abafando a risada.

- Nessa e no restante. - Gargalhou baixinho - Não sei como você conseguia tirar zero em educação física.Gi hi hi hi.

- Correção eu era! -Afirmei convicto- E vocês adoram rir das desgraças dos outros - Conclui entediado.

- Como você ficou sem graça - Comentou - Tá parecendo um velho rabugento,até o pamonha ali é mais divertido que você. - Falou apontando para um certo azulado que pareceu ofendido.

- Nossa magoou - Fingiu-se de ofendido colocando a mão direita sobre o peito - Mas é verdade que o Natsu ta um verdadeiro pé no saco - Concluiu voltando a prestar atenção na aula.

- Desculpa por ser uma merda. - Comentei ofendido.

- O rosinha já que você parece gostar tanto dessa aula - Disse a professora fazendo todos da sala rirem-Me explique como se resolve essa conta.

Me levantei entediado,peguei o giz e rapidamente resolvi,voltei a me sentar,a professora revezava o olhar entre a lousa e depois para mim ainda surpresa.

- AH que ótimo nosso amigo além de ser um velho rabugento virou um nerd. - Comentou Gray fingindo animação- O dia não podia estar melhor.

Olhei para o lado e dois idiotas abafavam uma risada,cerrei os olhos e os encarei raivoso

- Me desculpem por ser uma droga! -Disse levemente irritado.

- Droga pelo menos ainda vicia.Gi hi hi. - Disse me fazendo-o olhar irritado.

- E então,algum de vocês sabem se o Sting e seu grupo apareceu hoje? - Mudei de assunto revirando os olhos.

- Você não vai mesmo desistir dessa vingança estúpida? - Falou Gray.

- Estúpida!?Toda vez que tomo banho e olho pelo espelho as cicatrizes,só fazem aumentar meu ódio,ou quando acordo e lembro que minha irmã não está mas ali para me chamar.E você está pedindo para que eu esqueça de tudo,jogue toda porcaria que fizeram para mim debaixo do tapete e viva minha vida feliz como se nada estivesse acontecido. -Ri em escárnio - Quem está comigo?Já vou logo avisando vai ser muito perigoso,e quem não estiver preparado para morrer é melhor nem me seguir,principalmente os covardes! - Afirmei sério em um tom baixo porém calmo e frio.

- Sinceramente eu concordo com ele. -Falou o azulado apontando para mim- Os caras praticamente nos humilharam,e pedir para esquecer isso e viver a vida inteira com nosso orgulho rasgado seria pedir de mais.Eu to dentro.E você Gajeel?.

- Não precisava nem ter perguntado.Eu não quero ser tachado de maricas pelo resto da vida não.Eu também estou dentro. - Conclui e todos olharam para o moreno esperando uma resposta.

- O que eu faço com vocês. - Riu fraco soltando um suspiro logo em seguida - Eu tenho escolha!?Tô dentro.

Sorri com isso.Voltamos a prestar atenção na aula e quando o sinal bateu indicando que era hora do recreio,nos levantamos sem pressa e nos dirigimos a cantina a fila enorme nos fez desistir de comer.Olhei em volta procurando minuciosamente o grupo do Sting,mas para minha infelicidade e a sua sorte ele não havia aparecido hoje.As aulas passaram rapidamente,eu estava entediado.Na hora de ir embora entrei no meu carro sendo seguido por Gray,Parei ao notar o sinal vermelho,e sem nada pra fazer olhei brevemente pela janela e do outro lado da rua vi algo que me intrigou,para ser mais preciso alguém.Uma jovem loira andava em rumo contrário,seus cabelos loiros balançavam ao vento,de repente ela olha em minha direção e meus olhos se encontram com os seus achocolatado,nosso contato é quebrado quando um ônibus entra na frente,quando o caminho volta a ficar livre e tempo achar a loira misteriosa,ela já não estava mais lá,inerte em pensamento nem ouço uma voz me chamar.

- Natsu.Oe Natsu. - Fala irritado me dando um tapa na cabeça.

- O que,que é? - Perguntou irritado.

- Quando é que você vai voltar a dirigir,o caras lá atrás estão buzinando faz tempo. - Diz apontando o polegar,olho brevemente vendo o rosto de irritação dos motoristas.

Volto a dirigir,deixo Gray em seu hotel rapidamente,depois vou para casa,meus pais trabalham bastante,como de costume ela se encontrava vazia.Vou para meu quarto e tomo um banho rápido,vesti minha cueca box preta,me deito de barriga para cima fitando o teto com meu braço esquerdo servindo como travesseiro.Me lembro novamente,aqueles olhos achocolatados que tanto me intrigava,era como se eu a conhecesse,mas de onde?Eu tenho que encontrá-la novamente.E assim acabo por dormir pensando na loira misteriosa.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado até o proximo capitulo.E Obrigado pelo apoio.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...