História A Esperança - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Digimon
Personagens Agumon, Armadillomon, Biyomon, Cody Hida, Davis Motomiya, Gabumon, Gatomon (Tailmon), Gomamon, Hawkmon, Joe Kido, Jun Motomiya, Kari Kamiya, Ken Ichijouji, Koushiro "Izzy" Izumi, Mimi Tachikawa, Palmon, Patamon, Sora Takenouchi, Taichi "Tai" Kamiya, Takeru "T.K." Takaishi, Tentomon, Veemon (V-mon), Wormmon, Yamato "Matt" Ishida, Yolei Inoue
Exibições 31
Palavras 1.356
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Primeiramente peço desculpas a todos por minha ausência estes dias,eu tenho passado por muitas coisas fora daqui e por isso me faltaram ânimo e tempo para postar a fic.
Capítulo 13 pessoal,espero que gostem.

Capítulo 13 - Capítulo 13


Tóquio Odaiba - 15 de Agosto de 2005
7:27 PM

  Realmente o tempo havia virado de cabeça pra baixo e quem pagava a conta disso era eu e Ken, havia dito para Patamon ir voando para casa avisar a minha mãe que iria deixar Ken na estação de Hikarigaoka e que ficasse por lá mesmo... É o que da ter um amigo que mora praticamente do outro lado da cidade, mas era bom por um lado, podíamos ir conversando algo que convenha a nós dois.
  A seguinte cena era dois amigos andando na calçada um com uma mochila e com chapéu enquanto um carregava uma "pelúcia" no colo, até chamava atenção pois as pessoas na rua estavam com uma blusa ou qualquer peça de roupa característica da época de frio, éramos os "corajosos" por esse motivo.

Ken: - Na próxima vez eu trago uma mochila com uma blusa... (Falava isso apertando Wormmon que estava em seus braços)

- Bem eu trouxe somente a mochila mas não tinha nenhuma blusa... (Eu ria desse fato) E um dia essa frase de não trazer roupa pra frio vira um lema aqui em Minato.

Ken: - Acho que isso acontece porque vocês são vizinhos do mar praticamente.. Por isso vocês sentem primeiro. (Falava meio sem graça)

- Pode ser Ken... (Coçava a cabeça rindo) Em Tamachi o tempo vira assim?

Ken: - Nem tanto, a maioria das vezes o tempo fica naquele clima que amanhece.

- Entendi... (Passávamos na frente do Mercado dos Inoue que estava aberto ainda naquele horario) Hey Ken não vai entrar para ver a Yolei-san?

Ken: - Ahh... Já são mais de 7... Acho que ela ja deve estar em casa, e outra, ela não quer que eu vá ver ela quando tenho compromisso com vocês..  Ela quer que eu me divirta com meus amigos, ela me falou que é bom separar essas coisas tipo namoro com as amizades.

- Que bom isso Ken... Hoje em dia é bem raro as meninas terem atitudes assim com seus namorados. (Admitia isso surpreendido com a atitude da amiga) Bom que ela não tem ciúmes de mim e dos Davis... (Ria)

Ken: - De vocês ela não tem mesmo são amigos meus e dela, não tem motivo nenhum. (Ajeitava o cabelo que o vento bagunçava) Agora de outras garotas ela vira uma fera com isso.

- Eu imagino mesmo como deve ser e com a Yolei ainda hehe, Se ela te visse com outra menina ela te mataria... (Falava segurando o chapéu por causa do vento)

Ken: - Ela nunca vai me ver com outra isso eu garanto, amo muito aquela menina... (Corava enquanto dizia)

- Verdade. (Ria) Isso não é tipo seu Ken e fico bem contente de ser assim... mas quando ela está com as amigas, você faz a mesma coisa?

Ken: - Faço! (Fazia o sinal positivo com a cabeça) Vamos dizer que seja por direitos iguais...

  Ficávamos em silêncio por um tempo até observando as luzes da cidade enquanto andavamos, era uma noite bonita com estrelas e a bela lua cheia até que...

Ken: Takeru-kun... Você se sentiu meio incomodado com a conversa minha e de Davis sobre as meninas? (Perguntava para mim)

- Eu demonstrei? (Dizia eu arrumando minha mochila e a colocando em minhas costas novamente)

Ken: - Não.... Mas... (Falava tentando arrumar palavras para a resposta)

- Me desculpe Ken.... (Parávamos um pouco pois estávamos cansados da caminhada) Vocês dois podem conversar de tudo perto de mim... Mas sobre esse assunto eu só estou confuso sabe... Eu não sei o que é amar alguém e isso me deixa mal, porque eu vejo você e a Yolei-san, Tai e Sora agora o Davis e a Kari e eu aqui... As vezes eu sinto falta de alguem do meu lado sabe Ken, e também vejo meu irmão como ele está só porque ele não teve um sentimento correspondido e "só" por isso ele está péssimo e eu penso " Se é isso o que eu quero "...

Ken: - Eu não passei por isso ainda Takeru-kun e nem quero para ser sincero é muito dolorido passar por uma situação dessa, lembra do Davis no início?...

  Como não esquecer daqueles dias? Acho que foi das vezes que mais dei forças a um amigo e eu me sentia culpado por isso, ele achava que eu era interessado pela menina que ele amava... Mas não era isso, muitas vezes ele me rejeitou como amigo e me negava ajuda quando ele estava naquele estado até que um dia tive de conversar com ele seriamente para esclarecer as coisas.
  Dizer a ele que não amava a Kari e explicar que éramos muito ligados por causa que nos se conhecíamos a muito tempo desde 1999 e por isso aquela proximidade toda e me coloquei a disposição para lhe ajudar naqueles tempos difíceis.
  Hoje eu e ele olhamos para trás e damos certas risadas, desde aquela rivalidade que ele tinha comigo por causa daquela confusão a nossa imaturidade em encarar as coisas, e quem diria ele está a um passo de conquistar a menina que ele sempre quis ter ao seu lado como o amor da vida dele.

Ken: - Você não pode pegar os exemplos a sua volta e aplicar em sua vida Takeru... Até porque você nunca passou por isso ainda, você não deu uma chance a ninguém e nem ao seu coração, para de se lamentar e pode ter certeza que cedo ou tarde você estará livre dessas perguntas que enchem sua mente. (Olhava fixamente em mim)

- Ken-kun....

Ken: - Me desculpe mas é o que penso... (Baixava a cabeça depois da fala)

- Não precisa Ken... isso era o que eu tinha de ouvir e precisava ouvir... (Sorria) Muito obrigado por me fazer olhar as coisas de outra maneira amigo. (Colocava minha mão em seu ombro)

Ken: - Só que você não precisa se culpar por tantas coisas que ainda não aconteceram, é um equívoco que você tomaria... (Dizia mais aliviado o garoto)

  Trocávamos sorrisos a minha era de gratidão e me surpreendeu Ken ter me dito todas aquelas coisas ele sempre passava uma imagem de se reprimir em todos os sentidos, deve ser por isso que me veio tamanha surpresa, devia me acostumar pois ao passar do tempo mudamos e constantemente.

- E então Ken... quando volta para Odaiba? (Dizia retomando a caminhada)

Ken: - Eu não sei quando venho pra cá novamente TK, a Miya tinha planejado de eu vir aqui jantar com a família dela pois ela não me disse o dia ainda... (Falava já procurando em seus bolsos o bilhete do transporte)

- Sério? Espero que seja logo, precisamos aproveitar bem as férias e nos vermos mais... (Chegávamos a estação de Hikarigaoka) Vai encarar os Inoues? (Dizia rindo)

Ken: - Preciso... (Ria da brincadeira) Foi pior quando foi a primeira vez que fui lá, eu estava puro nervosismo naquele dia...

- Foi pura crueldade da Yolei-san te chamar na véspera de Natal com a metade da família dela debaixo do mesmo teto... (Arrumava novamente meu chapéu por causa do vento)

Ken: - Nem me lembre Takeru-kun... Aquele dia faltei ter um ataque do coração, a família dela é numerosa e de gênio forte... igual a ela! (Falava rindo sem graça)

- Hehe.... Bem amigo esta entregue, agora é só pegar o metrô e ir para casa se aquecer, por esse tempinho que pegou nós de surpresa. (Falava tentando me aquecer)

Ken: E em pleno verão esfriar assim... Tem alguma coisa errada aqui. (Falava brincando comigo) Muito obrigado por me trazer até aqui TK. (Reverenciava educadamente)

- Não precisa agradecer Ken, eu que deveria agradecer por ter me iluminado a minha mente... e eu não poderia deixar um amigo meu vir sozinho até a estação, seria falta de consideração minha. (Dizia sorrindo ao amigo)

Ken: Estou feliz que tenha lhe ajudado em algo Takeru. (Sorria de volta e em seguida descia as escadas dizendo) Até mais TK me chame no D-Terminal!

- Chamo sim Ken, boa volta pra casa! (Respondia de volta em um tom alto)


Notas Finais


Muito obrigado por lerem até aqui pessoal :))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...