História A estrangeira - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, Taehyung
Exibições 11
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


aaaah vai ter umas treta sinistras hoje no cap
Começando pelo o Jimin


Vamos lá !! '-' kkk

Capítulo 7 - Sorriso


Fanfic / Fanfiction A estrangeira - Capítulo 7 - Sorriso

POV Jimin

Nossas aulas foram chatas, não havia motivos para nós fazermos graças. Sem a Junnie aqui não há obrigações e muito menos respeito com a vida. Todas vezes que o professor se virava para o quadro branco eu olhava em meu celular pra ver se havia mensagens da Junnie, não possuía nada, estava em branco não tinha motivos para continuarmos com aquela negócio dela estar querendo se casar com um homem que não ama somente para nos proteger. Alguém estava digitando no nosso grupo mas não dava para ver o nome, então eu rezava muito pra que fosse ela, mas não era.. Era a Ana ela queria nos ver na hora do almoço, eu suspirei derrotado mas mesmo assim concordei digitando rapidamente que nós iriamos almoçar com ela, a mesma estaria sozinha no almoço, lanche e jantar. Como a amiga está sendo mantida em cativeiro pelo os irmãos e o pai não poderia voltar tão cedo para seu verdadeiro lar, se é que ainda existe um.. A aula passou rápido e já estávamos a procura de Ana, Jin não quis vir disse que não estava muito disposto. Acho que ele não foi muito com a cara da Ana não, TaeTae me contou que ela está chateado e está assim com ela porque ela sabe do nosso escondidinho que ninguém mas daqui do colégio sabe. Ana estava muito bem vestida não sou o Kookie mas tenho que admitir a roupa dela era a melhor de todas as meninas aqui, era uma blusa branca solta e uma saia roxa um pouco curta e sapatilhas pretas. Fui sorrindo até ela e a mesma me deu um olhar malicioso e eu tente ao máximo me segurar para não sorrir de volta, acho que ela lembra do beijo e acha que eu estou querendo ficar com ela no momento, não é bem assim não. Só não quero que ela me entenda mal, mas não estou oferecendo o meu coração ao ninguém é bem difícil pra alguém entrar nele.


-Bom dia meninos... ué cadê o Seokjin? - ela me encarou e depois para o resto de pessoal eles trataram de ficar quietos e apenas suspiramos mas acho que ela entendeu.
-Vamos nos sentar. - mandei e ela concordou me puxando pelo o braço e fazendo me sentar ao lado dela, notei que possuía mais algumas meninas ali na mesa todas se sentaram perto dos outros fiquei com a sobrancelha arqueada pra esse ato.
-Bom, vocês devem estar se perguntando quem são elas, certo? - Ana se virou para todos nós e apenas concordamos.
-Meu nome é Soo Gi o dela é Rain e da lourinha ali é Nana. - a garota se levantou e apresentou as amigas e notei que as mãos de Ana estava passando atrevidamente nas minhas coxas.
-É um prazer. - apenas disse isso e me virei para o outro lado querendo achar respostas para aquilo tudo que ocorria a minha volta, escutei risadinhas delas.
-Vamos lá seja mas gentil. - ela agarrou o meu rosto com firmeza me fazendo engasgar na mesma hora, ela olhou dentro dos meus olhos e ficou me encarando como se fosse me matar, ela veio se aproximando fazendo nossos lábios se chocar um no outro.

O mundo ao meu redor desmoronou num piscar de olhos, O QUE DIABOS TÁ ACONTECENDO COM ESSE POVO HOJE? . Voltei a realidade minutos depois e a fastei de mim, ouvi os gritinhos animados das outras meninas e virei a cabeça para o lado vendo que os meninos estavam estáticos e com os olhos arregalados num jeito que me assustou. Me levantei fazendo um pequeno barulho ela me olhou assustada.


-Você não deveria ter feito isso! - eu berrei alto fazendo ela pular para trás e todos que estavam na mesa, peguei as minhas coisas e saí dali uma fera.

Estava irritado, e o que ela fez apenas me fez ficar irritado. Ninguém tinha dado o direito dela me fazer isso, nem minha mãe pode fazer isso. Me encontrava no escondidinho quando sinto uma voz suar naquele lugar, olhei na direção da voz e pude ver que era a Junnie ela estava totalmente rebelde, ela sorriu pra mim e veio se sentando ao meu lado com um enorme sorriso que encheu os meus pulmões de ar.


-O que há com você, Jiminnie? - ela se sentou e me encarou um pouco raivosa.
-Você não devia estar na sua prisão, não? - a olhei e ela me bateu com força me fazendo gemer de dor.
-Diga mais alguma coisa que vou bater agora no seu rosto. - ela cruzou os braços e bufou, isso me fez sorrir um pouco.
-Me responda, primeiro! - exigi e ela suspirou concordando, eu sorri com o ato dela.
-Meu irmão me deixou vir, a não ser que o Woo Bin viesse comigo. Eu consegui despista-lo para vir pra cá. - ela sorriu me fazendo franzir as sobrancelhas.
-Claro.... Bom sua amiga me beijou.. - não olhei nos olhos dela, apenas escutei uma gargalhada vindo dos lábios dela me fazendo estremecer.
-Não me diga que não gostou?! - ela me empurrou de leve me fazendo estremecer com isso, Junnie nunca viu os meus sentimentos sobre ela mas sabia que só de tê-la por perto eu era correspondido.
-Gostar eu gostei, mas eu não a amo! Poxa, eu disse que queria amar uma menina e namorar de verdade. - fiquei com o rosto nublado e a mesma bufou bagunçando os meus cabelos.
-Aprenda a amá-la! Dê uma chance a ela... Vai... - ela me pediu de um jeito carinhoso no qual não pude resistir e sorri com isso.
-Só você pra me fazer rir. Sua ogra. - eu ri e senti um tapa no meu ombro me fazendo gritar e olha-la melhor.
-OGRA O CACETE, JIMIN! - ela gritou se levantando e saindo do escondidinho me fazendo rir e logo em seguida sorrir.
-TAMBÉM TE AMO, KIM JUN! - eu gritei olhando para a porta da onde ela saiu e apenas escutei um resmungo alto na qual eu comecei a rir intensamente.

 

 


Notas Finais


Foi curto sorry !!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...