História A estrela cadente - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jimin, Jungkook
Exibições 185
Palavras 1.324
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Eu não quero.


Fanfic / Fanfiction A estrela cadente - Capítulo 13 - Eu não quero.

     -Trocamos qual é o problema, quer dizer tem algum problema? -O que ele queria dizer com aquela ligação.

-O livro acabou na metade esse é o problema.

-Esse livro é tudo farsa - O que ele queria dizer  com isso.

-Esse livro não é farsa e vocês só trocam de corpo porque estão apaixonados um pelo outro. -Eu bufei.

-O Jimin nunca vai gostar de mim, entenda.

-Você que pensa.  - A ligação foi encerrada e eu segui até a sala terminando a papelada.

    Ao sair da sala eu olhei a única luz acessa no local e olhei através do vidro, Jimin estava dançando mas parecia ser uma dança triste como se ele estivesse colocando os sentimentos dele naquela dança, na melodia que tocava baixo no rádio. A música para e tento sair mas

-Estava me espionando? -Jimin havia me prendido na parede do corredor, eu desviava o olhar, procurava algo para olhar tentando esquecer a tentação de olhar para Park Jimin.

-Eu estava na sala terminando os papéis eu já estava indo embora - Jimin deu uma risada e aproximou nossos rostos até que nossas testas estivessem coladas uma nas outras.

-Vou fingir que acredito. -Ele saiu de perto de mim e eu sai da empresa correndo, já estava noite quase de madrugada para ser mais exato, não teria mais condução essa hora o jeito era ir à pé mesmo.

      O vento estava forte, eu tinha esquecido minha blusa e eu estava com muito frio, parecia que eu ia congelar o meu queixo batia descontroladamente, os postes tinham pouca iluminação e isso ao me fazia acelerar os passos, quando virei a esquina de muitas travessas vi o carro de Jimin parado e o mesmo me esperando.

-Quer carona? -Perguntou e eu Neguei.

-Como chegou aqui antes de mim?

-Pela porta dos fundos, entre no meu carro só vou te dar uma carona.

-Jimin eu não quero - Ao dizer isso ele pegou o meu pulso e abriu a porta do carro me colocando dentro do mesmo a força.

-Você não tem o que querer Jeon -Ele passou os braços através da minha cintura, eu achei que ele ia me beijar mas ele acabou puxando o cinto e o prendendo, esse ato fez que Jimin desse uma risada nasal.

      No caminho todo eu fui sem falar uma palavra, minhas mãos estavam em meu rosto eu devia estar todo corado pelo ato de mais cedo, aquela boca de Jimin só me deixava mais louco.
     Paramos em frente à porta de minha casa e na porta tinha um bilhete, eu o virei e comecei a ler.

" Oi filho, eu e suas irmas vamos passar a noite na sauna, já que seu emprego está melhor precisamos relaxar um pouco, espero que não se importe, eu levei as chaves mas você pode passar a noite na casa de seu amigo/amor, né? "

      Jimin pareceu se divertir com aí não reação lendo o bilhete deixado.

-Vamos lá pra casa -Ele ia puxando o meu pulso mais eu me debati e consegui puxar meu pulso com certa força, fazendo Jimin dar uma risada nasal e me olhar com um olhar diferente, um olhar de raiva.

-Eeeuu... Eu não vou para sua casa Jimin -Por que eu  tive que gaguejar?
       
       Jimin pegou o meu pulso novamente e me pensou contra o carro, estavamos tão perto que eu podia sentir nossos abdômens encostados uns aos outros. Eu virei minha cara e comecei a olhar o poste, eu tentava achar outra coisa para focar pensei em gritar por socorro mas eu gosto de Jimin, não vou dizer que não estava gostando.

      Eu fechei meus olhos por impulso ao ver que nossos narizes estavam se tocando, achei que Jimin fosse me beijar mas como na vez passada ele apenas me colocou dentro do carro. Ele deu a volta e sentou no banco do motorista.

-Achou que eu ia te beijar? -Eu dei uma engasgada com o próprio ar que fazia presente dentro daquele carro. Ele começou a rir.

-Não.

-Então porque fechou os olhos? Por que desviava o olhar? -Quando eu ia responder fomos interrompidos pelo segurança do prédio que apenas disse boa noite, Jimin parou o carro e eu subi as pressas.

      Abri a porta do saguão e apertei o botão do elevador, do meu lado Jimin apenas dava sorrisos e eu ia me encolhendo, me assustei quando o sininho indicando que o elevador tinha chegado, eu entrei nele e fiquei no canto esquerdo e Jimin se
Posicionou no canto direito, quando a porta fechou ele veio até mim novamente.

-Me deixa em paz Jimin - ele ia chegando mais perto.

-Cena cliché não? Aonde os protagonistas se pegam dentro de um elevador. Ele a me beijar mas o sino tocou e ele se afastou, no elevador entrou um senhor idoso que talvez soubesse o que estava prestes a acontecer segundos antes dele entrar.

-Desculpe interromper mas eu não sabia que o elevador Sérvia de motel - Eu desviei o olhar e coloquei minha cabeça apoiada no metal da parede do elevador.

    Finalmente chegamos ao apartamento o Jimin abriu a porta e entrei rápido me trancando no banheiro logo ligando a banheira e a esperando encher.

-Vou deixar roupas pra você aqui do lado de fora -Jimin gritou do outro lado da porta.

-Ok.

      Durante o banho eu ainda estava tentando entender tudo que aconteceu hoje, por que Jimin agiria assim comigo? O que está dando nele. Um dia ele se agarra com puta na boate e outro dia ele quer me agarrar, eu não sou uma puta como aquelas que pega e acabou, esse termo de ficar e um idiotice, as pessoas só ficam por beijar, muitas vezes não há sentimento algum. Apenas fazem por diversão. Mas se Jimin acha que eu vou ficar com ele como aquelas vádias ficam ele está muito enganado eu sou diferente.
     Desliguei a banheira e esperei toda a água sair, abri a porta lentamente e peguei rapidamente as roupas me trancando novamente no banheiro. Era um pijama confortável ficou curta a calça mas isso pelo motivo deu ser mais alto que o Jimin.
    Eu sai do banheiro e ouvi choros vindo de sala, um fui até a mesma e chegando lá vi Jimin deitado sofá chorando.

-Jimin? Tá chorando? -Ele levantou.

-Jungkook me desculpe, eu não sei o que eu sinto por você, eu não sei, eu estou confuso, não sei se é atração ou se eu realmente gosto de você -Eu gelei com as palavras.

-Jimin eu... -Ele me interrompeu

-Jungkook posso te beijar!? -Eu estava confuso, mas acabei Sedento e assenti positivo com a cabeça.

       Jimin se aproximou e selou os nossos lábios, o beijo era calmo sem pressa alguma, ele pediu passagem com a língua e eu cedi, nossas linguas dançavam em uma sincronia perfeita, as suas mãos foram para minha cintura a apertando me fazendo dar um gemido durante o beijo, minhas mãos estavam nos seus cabelos e os apertavam de leve, por impulso Jimin se sentou no sofá e eu sentei em seu colo sem parar o beijo, suas mãos foram em direção ao minha bunda a apertando e logo indo ao meu membro aonde ele deu uma leve apertada, eu repensei eu queria perder minha virgindade em um sofá sem ele ter certeza? Não eu não posso fazer isso.
      Eu sai de seu colo mãos foi uma tentativa falha pois ele me puxou fazendo nossos membros se encostarem fazendo ambos gemerem.

-Jimin por favor não ele - apertava minha bunda enquanto lambia o meu pescoço vez ou outra chupando.

-Sou relaxa Jungkook -Ele nos deitou ficando por cima de mim eu me debatia e ele ia me beijar novamente

-Para Jimin por favor eu não quero -Jimin saiu de cima de mim virando de costas.

-Me desculpa Jungkook eu perdi o controle, eu... -Ele começou a chorar e foi em direção ao quarto batendo a Porta e se trancando
 

    



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...