História A EX Resignada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha, Inuyasha Kanketsu-hen
Tags Inuyasha, Kagome, Rin, Sesshoumaru
Exibições 73
Palavras 1.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Lírica, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


⍟ Aeeee, eu de novo!!

⍟ Boa leitura!

Capítulo 2 - Palavras ao vento


Fanfic / Fanfiction A EX Resignada - Capítulo 2 - Palavras ao vento

Rin On

 

Bom, pelo que acho que conheço do Sesshoumaru ele tá pirando neste exato momento. 1 2 3

- Rin Taisho. - É, tão previsível... que até é divertido. Acho que trabalhar aqui vai levantar meu astral, continuei andando, em direção as senhores que conversavam sobre um coquetel de nomeação para o novo presidente.

- Bom dia. - Todos me olharam de cima abaixo isso me deu uma certa incomodada.

- Bom dia, o que uma ninfa está fazendo aqui e não em casa ? - Pelo visto são velhos chatos e machistas, que tédio!

- Cuidando das 45% das ações que são minhas. - Todos arregalaram os olhos e fitaram Sesshoumaru que aproximava do meu lado direito.

-Rim Taisho, não me ouviu? - Falou ele de novo, pqp não sou mais nada dele para ele usar o meu sobrenome de casada.

 

 Sesshoumaru On

 

Chamei por Rin e ela me ignorou pelo visto voltou a ser aquela adolescente birrento pela qual me apaixonei perdidamente. Aqueles velhos não paravam de encara-la dava para sentir o cheiro de excitação deles, droga.

Aumentei os passos em direção de Rin, fiquei ao lado direito dela e a chamei pelo sobrenome de casada. Acho que ela vai gostar, ou não.

- Ela é sua esposa Sesshoumaru Taisho? Ou é sua filha? - Aqueles malditos.

-Ela é. -  Rin me interrompeu.

- Ex, sou a ex esposa dele. Muito prazer, Rin Susuki. - A olhei de forma desafiadora e ela sustentou o olhar para mim, o que ela pensa que está fazendo?

- Então você filha do grande Susuki? Realmente você tem a beleza da esposa dele.

 

Rin On

 O que Sesshoumaru pensa que está fazendo?? Não irá me convencer de deixar as ações com ele.

- Obrigada senhor, se me da licença. - Nesta hora chegou um rapaz alvoroçado, bastante comunicativo.

- Mas quem essa Deusa? Sesshoumaru, essa é sua nova secretária? Desde que separou da gordinha anda com cada avião, mas essa aqui é melhor até do que a nova oficial, fiu fiu, é a melhor. - Senti uma veia no meio da minha testa pulsar e vejo Sesshoumaru se afastar.  Porém algo me deixou arrasada, como assim nova oficial. Ele está mesmo com Kikyo sério?

 

Sesshoumaru On

 

Maldito Miroku, por que tenho que ter um maldito amigo desses.  Afasto-me de Rin para poder ficar seguro, ela irritada da medo em qualquer Youkai.

Porém  mais uma vez ela me surpreende.

- Não senhor, não sou uma secretária. Muito menos uma paquera, com licença.

A vi se afastar e Miroku indo atrás dela, maldição.

 

Rin On

 

Que cara mais idiota... Grrrrrrr Fui puxada pelo braço.

- O que quer droga? - Já falei irritada.

- Calma aê tigresa, só queria me desculpar e saber se podemos nos conhecer melhor. - Levantei a sobrancelha e sorrir de lado.

- Deveria perguntar antes para o seu amigo ali se ele te deixa sair com a Ex esposa dele, agora com licença.

Sai deixando aquele retardado boquiaberto.

 

Sesshoumaru On

 

Maldito Miroku o que pensa que está fazendo dando em cima de minha Rin?

 - Mano por que não me disse que era a gordinha que não tem nada de gorda, como você largou aquela mulher cara? Organizada,  companheira, atenciosa, linda. Que se foda se fosse gorda. - Ouvir Miroku soltar uma gargalhada.

- Você deve ta morrendo, por que mano do céu, ela é um tesão. - Não conseguir conter a raiva e dei um soco na cara de Miroku, sai em direção a minha sala com os olhares de todos sobre minhas costas.

Passei apressado por Kagura ignorando-a por completo. Entrei na slaa e bati a porta a trancando em seguida.

Maldição Rin, por que você tinha que aparecer nessa maldita empresa? Não é só a aparência, mas sinto sua falta. Do seu cheiro, seu olhar, seus abraços, suas caricias, dos seus gemidos, de você.

Parece que só aprendemos a dar valor quando perdemos...

 

Rin On

 

Voltei para a sala de reuniões e Sesshoumaru não estava lá. Estranhei mas então resolvi ignorar.

Bomm a reunião prosseguiu tranquila era sobre os preparativos da confraternização de sexta. Terminamos a reunião com tudo definido, Kanna, a secretária de Naraku me guiou até minha sala e apresentou minhas duas secretárias, Kagome e Sango.

- Oi meninas- Estávamos dentro de minha sala. - Bom, me chamo Rin, e estou começando hoje aqui. Qualquer coisa que você notarem que eu esteja indo ao contrário dos padrões da empresa, por favor, falem.

- Não quero que aqui seja restritamente profissional, quero ser amigas de vocês. - Elas me olhavam boquiabertas.

- Como você aguentou?- Perguntou Sango que levou uma cutucada de Kagome. - Kheê, somos amigas escutou?

- Aguentei o que? - Perguntei sem entender.

- O mala do Sesshoumaru, todos aqui sabiam do romance dele com sua sobrinha, ela vinha aqui na empresa e transava com ele na sala dele, as vezes e passava por você já que nunca vinha aqui.

Como estou me sentindo? Desmoralizada! Completamente. E aquele maldito se recusa a assinar o maldito divórcio.

- Credo, a que ponto chegaram por sexo e dinheiro, mas enfim, águas passadas. Prefiro não falar sobre ele.  Vocês querem almoçar comigo? Não faço ideia o que vestir no coquetel de sexta.

Elas sorriram e eu sorrir de volta.

 

Sesshoumaru On

 

Toc toc, batia Kagura na porta já que eu não atendia o telefone, estava tomando meu Wiskhy em paz.

- O que infernos quer Kagura? - Perguntei enfurecido, mas como resposta obtive o silêncio, fechei os olhos e então senti o cheiro, era o dela. Único, avancei na porta e abrir ela já estava saindo. Segurei em seu braço e a puxei de encontro ao meu peito.

O Pronto! O clima perfeito estava feito, nos encarávamos, nossas bocas estavam a poucos centímetros, sua mão direita repousava sobre meu peito e minha mão direita apertava sua cintura.

 

Rin On

 

Despertei daquele transe, me afastando subitamente dele.

- Aqui estão os papeis, por favor assine, não estou exigindo nada de você, as crianças podem ficar final de semana na sua casa e você pode visita-los sempre que quiser, não quero nada o que é seu, apenas quero minha liberdade.

O vi mudar de expressão e já entendi a resposta. Apertei os punhos tentando ganhar coragem.

- Bom Sesshoumaru, já que você não quer por bem, iremos para o litigioso!! Tenho provas que você se relacionava com minha sobrinha na minha própria casa. Se você quer um escândalo infelizmente terá.

Virei de costas mas antes de sair, ele me puxou pelo antebraço e me beijou. Custou muito mas eu não o correspondi. Segundos depois ele me largou e olhou fundo nos meus olhos. Seus olhos pareciam tristes.

- Sinto muito Sesshoumaru, mas não sinto mais nada por você. E desejo que você seja feliz com minha sobrinha, desejo mesmo, do fundo de meu coração. - Toquei seu rosto e olhei em seus olhos. De você, não quero nem amizade.

Sai da sala em passos lentos, nem, eu to quase tendo um treco, não sei de onde conseguir forças para falar tudo aquilo....

- Meu Kami- sama por que tudo não poderia ser verdade? - Suspiro pesado...

 

4 dias depois

 

Bom continuo indo a empresa, não vi mais Sesshoumaru desde nossa última conversa agradável. As crianças me perguntam dele e falo que ele esta viajando. Já que ele não procura as crianças, eu não posso fazer nada...

Eu, Kagome e Sango nos tornamos mais próximas, elas são maravilhosas, e olhem só, Kagome é apaixonada pelo o Inu, que maravilha né? Eles formariam um ótimo casal! Meu vestido para hoje a noite já esta comprado, chegarei lá lindíssima, infelizmente não tenho quem me acompanhar.

Fiquei sabendo por fontes seguras (Sango} que Kikyo ira com o Sesshoumaru. Elas inventaram de que eu tenho que ir acompanhada e to sentindo isso vai da merda!

- Rin, está tudo confirmado viu, você vai conhecer ele hoje as 19:00 na recepção de seu apartamento!! - Grrrr, essas duas não sei não.

- Aiai, isso não vai da certo! - Disse desempolgada.

- Vai sim!!! - Pegou em meu braço me arrastando para fora da sala, estávamos rindo pela forma que Sango falava.

Meu sorriso aumentou quando me encontrei com Kikyo.

- Olá querida sobrinha. - Sem ressentimentos, só quero ela longe de mim e de meus filhos, ou talvez de meu ex marido. Para Rin!!

- Nossa, mas não é que a patinha gorda se tornou cisne. - Sorrir com a piada.

- Pois é, o que força de vontade não faz! Ainda bem que o por fora é fenótipo, mutável. Não é como por dentro, genótipo que você herdou de seu pai. Esse infelizmente querida sobrinha, não muda nunca! Com licença.

Sai sorrindo simpaticamente, todos os funcionários gostavam de mim.

10 minutos depois chegamos no restaurante para podermos almoçar.

- Esta tudo bem Rin? - Perguntou Kagome preocupada. Suspirei profundo.

- Não sei Kagome, tenho que ser forte por mim e meus filhos, mas as vezes a deprê chega. Dói tanto, a ingratidão das pessoas machuca demais. Mas enfim, tudo o que fiz por eles, eu só queria de voltar o amor e respeito. Acho melhor eu não ir...

- Para para para para para tudo!! - Chegava Sango do banheiro. - Estória de essa de não ir? Ninguém aqui vai deixar de ir não, ouviram bem? Vamos para essa festa e depois vamos para uma balada, dá muito, por que dá para desconhecido não trás sentimentos muito menos ressentimentos!

Corei com aquilo, só tive 2 homens Sesshoumaru e o meu primeiro namorado.  Bom meu primeiro namorado é um fofo, pena que ele teve que ir embora do país.

- Okay Okay. - Suspirei derrotada.

- Vamos para meu apartamento, iremos nos arrumar lá. Ligarei para que a baba venha passar a noite com meus filhos.

Bom nos arrumamos, eu estava simplesmente divina modéstia!

-Rin do céu você está linda. - Ouço o celular de Sango tocar e ela sai para atender.

- Amiga fica tranquila, estaremos com você!

- Obrigada!!

- Vamos ele chegou!!! Rin prepara seu coração por que ele é demais!!!

Saimos do apartamento indo em direção a recepção, ri do jeito que ela falava até parece que era até...

-Ai meu Kami-sama.

- Você - Falou ele com sua voz rouca e sexy. - O anos te fizeram muitíssimo bem Rin! 

 

 


Notas Finais


⍟ Iaaai??

⍟ Outras fics minha caso queiram acompanhar! Até mais e beijos!

⍟ Doce obsessão: uma história de uma garota superdotada que cresceu em um orfanato e quando fica adulta conhece suas origens. Rin x Sesshoumaru
https://spiritfanfics.com/historia/doce-obsessao-6535832

⍟ História A história por um novo olhar, o recomeço: Fala sobre a vida após o poço come-ossos ter fechado! A vida no futuro e as incertezas da existência do misticismo na era atual.(Estarei atualizando amanhã) Kagome x Sesshoumaru
https://spiritfanfics.com/historia/a-historia-por-um-novo-olhar-o-recomeco-6032400

⍟ Desejada: fala de uma menina órfã que deseja vingança pela morte misteriosa de sua mãe e por um homem que a iludiu e a fez odiar os homens. (Estarei atualizando ela amanhã!) Rin x Sesshoumaru
https://spiritfanfics.com/historia/desejada-6653708


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...