História A Família Uchiha - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Colegial, Incesto, Itasaku, Naruto
Visualizações 165
Palavras 1.320
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


maissssssssssss ummmmmmmmmmmm
chorem queridos, pos o cap está triste

Capítulo 15 - Você vai embora... Itachi?


Fanfic / Fanfiction A Família Uchiha - Capítulo 15 - Você vai embora... Itachi?

Itachi

Que dias maravilhosos, esses Sakura e eu bastante apaixonados, tudo estava absolutamente perfeito, bom hoje nossos pais chegaram de mais uma de suas viagens e queriam fazer um jantar especial para uma comemoração especial, eu já sabia o que era, mas queria falar com Sakura antes. Estávamos á caminho da escola, Sasuke ficava mascando um chiclete e fazendo aquele estouro irritante, Sakura minha princesinha usava fones de ouvido e cantarolava uma musica de uma banda coreana.

-Sasuke, para com isso. –o olhei pelo retrovisor.

-por que? –estourou de novo o chiclete.

-tá me incomodando. –disse já perdendo a paciência, ele sorriu e continuou minha veia da têmpora ia soltar logo logo. –o que você quer hein pirralho?

-seu Playstation. –revirei os olhos e aceitei.

-tá bom, agora para com isso. –ele jogou o cliclete pela janela e eu achei nojento e fiz careta.

-já contou pra Sakura? –o olhei rapidamente arregalando os olhos.

-como você sabe? –perguntei surpreso.

-o pai contou, mas diz ai, já disse? –perguntou com um tom sério.

-ainda não. –falei com pesar.

Logo o deixei em sua escola e segui para a minha junto com Sakura, á todo momento a olhava e ela estava tão distraída que logo chegamos.

-Sakura espera. –a segurei enquanto ela tirava os fones de ouvido.

-ah, eu tenho aquela prova de matemática hoje, tenho que estar na sala agora, me deseja sorte. –deu um rápido selinhos em meus lábios e saiu correndo.

-mas.... –ela já havia ido... merda!

Bom, sai do carro peguei minhas coisas, e fui para minha sala, fiquei sentado, mas em nenhum momento consegui prestar atenção nas aulas, o intervalo veio e eu fiquei com esperança de contar a Sakura agora, mas assim que fui procura-la a vi com de longe com uma garota de cabelos azuis e que sentava de seu lado.

Fui então para o corredor vazio e fiquei sentado lá, peguei meu celular e comecei a ouvir música, me sentia mal por estar escondendo isso de Sakura, mas ela me perdoaria?

...

As aulas finalmente acabaram e eu estava indo para meu carro, para esperar Sakura, andava tão distraído que alguém pulou nas minhas costas e eu quase cai.

-eeiii. –falei assustado e a pessoa passou os braços por meus pescoço.

-Itachi, meu amor. –era Sakura e eu dei um sorriso alegre. –olha! –mostrou a prova no meu rosto. –conseguimos 10! –dizia alegre e me deu um beijo na bochecha, a desci das minhas costas e a olhei ela sorria tão largamente que até me bateu uma pequena tristeza. –o que foi?

-nada, parabéns minha princesinha. –a abracei apertado.

–vamos que nossos pais já devem estar em casa e também tô ansiosa pela noticia que eles vão dar no jantar de hoje. –se soltou e me puxou e seguimos para o carro.

Perdi toda a coragem de falar com ela e logo, entramos no carro e seguimos de volta á nossa casa nossos pais estavam a nossa espera e nós três fomos até eles.

-como foi a viagem? –perguntou Sakura abraçando a mãe e o pai ao mesmo tempo.

-foi ótima querida.

Fiquei observando a cena e logo almoçamos juntos, tudo parecia bem... mas tinha um mal pressentimento no meu coração.

 

Sakura

Estava me arrumando em meu quarto, estava ansiosa por jantar com nossos pais, Itachi estava estranho hoje e isso me deixava preocupada, ele estava assim desde ontem, será que ele quer me contar alguma coisa? Terminei de me perfumar e me olhei no espelho, usava um vestido cor de vinho um pouco abaixo dos joelhos e com a saia rodada, pus uma maquiagem leve e um batom vermelho. Logo a emprega bateu na porta e eu fui até meus pais, papai hoje dirigiu e nos levou ao restaurante favorite de Itachi e ele estava tão quieto que nem disse nada á mim apenas me olhava e sorria, mas era um sorriso triste.

-por favor sigam-me. –o garçom nos recebeu e nos levou até uma mesa mais afastada das outras pessoas.

-obrigada. –agradeceu meu pai puxando a cadeira para minha mãe sentar e logo nos sentamos também. –meninos peçam o que quiserem a noite é especial.

Papai disse feliz e todos começamos a fazer pedidos com nossas comidas prediletas, e ficamaos por muito tempo nos deliciando com a deliciosa comida do local e com historias divertidas sobre as viagens de nossos pais.

-meninos, eu gostaria de dizer algo. –papai começou pegando uma taça de vinho e a erguendo. –eu sempre tive orgulho dos meus três maravilhosos filhos. –disse e sorrimos um para o outro contentes. –eu e sua mãe demos muito dura para lhes dar uma vida boa e agora que estamos envelhecendo. –Itachi que estava ao meu lado apertou minha mão e eu entrelacei nossos dedos. –chega a hora de um de vocês tomarem a frente e cuidarem do patrimônio da família Uchiha.

-pai vai logo quero pedir a sobremesa. –Sasuke falou risonho e rimos.

-Sasuke, deixe seu pai falar. –mamãe falou com um sorriso feliz.

-bom, gostaria de fazer um brinde em homenagem á Itachi, meu primogênito. –falou e erguemos nossos copos, sorria alegre, mas Itachi não estava.

-pai espera. –Itachi tentou interromper apreensivo. –acho que devíamos guardar isso pra depois.

-isso o que? –o olhei confusa e senti um aperto no coração.

-Itachi, mas viemos comemorar sua decisão. –mamãe disse tão alegre começou a se emocionar.

-escolha? –sussurrei baixo, Itachi me olhou franziu o cenho triste.

-Itachi vai se transferir para Tóquio para estudar negócios e assumir o controle das nossas empresas. –papai dizia orgulhoso ele e mamãe estavam, Sasuke nos encarou e eu me senti com um nó na garganta.

-você vai embora? –perguntei sentindo minha voz falhar e meu coração palpitar.

-Sakura... –começou mas parou.

-sim, ele vai daqui á dois meses. –Sasuke respondeu e eu o olhei com descrença, até ele sabia disso?

-traidor. –disse olhando pro Sasuke e soltei a mão de Itachi, me levantei bruscamente da mesa e sai correndo do restaurante, meu coração batia rápido e eu corria pelas ruas batendo nas pessoas, minha visão ficava embaçada pelas lágrimas que enchiam meus olhos, tudo parecia estar em ruínas, Itachi me abandonaria eu o perderia, parei de correr e fiquei andando pela rua quase deserta com frio.

-Sakura. –Itachi apareceu por trás de mim e tocou meu braço me fazendo para de andar e encará-lo ele também chorava.

-AHHH, EU TE ODEIO EU TE ODEIO! –gritava e ficava lhe empurrando.

-Sakura meu amor. –dizia triste.

-EU NÃO SOU SEU AMOR, ME DEIXA EM PAZ. –ele me puxou pela cintura e eu chorava e gritava querendo afastá-lo. –ME SOLTAAA!

-por favor, eu juro que ia te contar. –se explicava, mas eu só queria ficar longe dele, dos meus pais de tudo, sentia raiva, tristeza e quando vi que Itachi não me soltaria que ele também estava triste me rendi á ele e o abracei forte

-você disse que ficaríamos juntos você mentiu. –chorava em seu ombro enquanto ele me abraçava forte e afagava meus cabelos.

-eu tinha que fazer isso. –disse e eu me afastei olhando –o  com surpresa.

-o quê? –perguntei tocando seus ombros.

-não posso contar agora, mas preciso que me entenda. –dizia com ternura e segurando minha cabeça entre as mãos.

-te entender? Itachi. –voltei a chorar e ele me abraçou novamente. –por favor não me deixa. –pedi em meios á choros e sentia as lagrimas dele escorrerem pela minha cabeça.

-oh, minha pequena, mas eu não posso, sinto muito. –ficamos por um instante ali abraçados até que ele me soltou.

-acabou. –disse e ele me olhou com os olhos arregalados. –acabou tudo entre nós Itachi. –comecei a andar, mas ele me segurou. –quero ficar sozinha.

Me soltei e comecei a andar, o deixando ali no meio da calçada sem reação a medida que me afastava mais eu chorava, mais eu soluçava, mais eu sentia um vazio tomar conta do meu interior... Itachi



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...