História KakaSaku - A farsa de Kakashi - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Kakashi Hatake, Sakura Haruno
Tags Canino Branco De Konoha, Hentai, Kakashi, Kakashi And Sakura, Kakashi Hatake, Kakashi-sensei, Lemon, Naruto, Rosada, Sakura, Sakura Haruno, Sakura-chan, Shoujo(romantico)
Visualizações 531
Palavras 1.384
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Até amanhã a noite


Fanfic / Fanfiction KakaSaku - A farsa de Kakashi - Capítulo 2 - Até amanhã a noite


 
 
Sakura ON 
 

Após a missão, Sakura e Naruto vão ao local de encontro que seu ex-sensei marcou, perto do Ramen Ichiraku. Local que o loiro tanto amava.

Chegando lá Sakura nota que Kakashi ainda não tinha chegado, deixando ela furiosa. —Não acredito que o Kakashi-Sensei vai dar mancada de novo! Nem tive tempo de me trocar direito depois da... 

Ela é interrompida por uma voz familiar:

—Sakura, Naruto? Por Kami, vocês estão enormes!

Ela se vira ligeiramente, não escondendo a surpresa em sua voz: 

—Sukea!? 

Sukea era um fotografo que tentou ajudar os dois a descobrirem o rosto do platinado, mas como todas as vezes, falharam miseravelmente. 

—O que veio fazer aqui? —Naruto perguntou com uma cara de desconfiado. 

Ele sorriu para ambos, fazendo com que as bochechas da rosada ardessem levemente. Não lembrava dele ser tão bonito.

—Ah, estava indo á Suna para fotografar a paisagem e resolvi passar aqui. 

—Suna tem uns lugares paradisíacos, sempre estou indo lá aprender algum ninjutsu médico, talvez a gente se esbarre. 

Ela nota que Sukea ficou levemente vermelho com seu comentário. Sakura nunca tinha o olhado de outra forma, pois na ultima vez que se encontraram ela era ainda uma criança, agora já com seus dezenove anos, o observava com outros olhos. A rosada notou que ele era bem bonito, com sua feições maduras e cabelos desgrenhados marrom, com um sinal um pouco abaixo da boca, tornando-o um pedaço de mau caminho. 

— Ino me ensinou durante esses anos todos que nunca deixe uma oportunidade boa passar.  —Pensou com malícia.

Sakura só estava esperando uma brecha para convida-lo para sair. 

—Ah Sukea, já que está aqui, será que podia nos ajudar a tirar fotos de um certo alguém? —Naruto sussurra. 

—Ainda não desistiram de verem o rosto de seu sensei? —Indaga ele 

—Naruto enche o peito e responde: 

—Jamais! 

Sukea meneia a cabeça divertido com as expressões de Naruto, e diz que pode ajuda-los uma última vez. 

—A brecha é agora! 

—Então Sukea, você pode ir jantar comigo lá em casa amanhã? 

Sakura arruma seu pedido após de notar a cara de espanto de ambos.

—É, quer dizer, para fazermos um plano, vai se o Kakashi-Sensei escuta... 

Naruto a interrompe entusiasmado:

—Ahhh Sakura-Chan, vou adorar jantar na sua casa! 

Como previsto, a rosada dá um cascudo nele, batendo seu recorde de maior galo feito por ela. 

—Baka, eu chamei ele e não você, nem sabe organizar sua casa, quem dirá um plano. 

Sakura se vira seguidamente para Sukea, que observava toda cena assustado. Ela muda a postura de ataque, se transformando rapidamente em uma menina meiga.

—Então? 

—Tu-Tudo bem. —Ele a responde sem se mexer, com medo de dar um movimento em falso.

Sakura sorri e diz para se encontrarem em uma praça perto de sua casa, pois ela imaginava que ele não sabia onde morava.

—Ah, não será preciso sei onde mora, te encontro lá.

—Como sabe onde eu moro? —Sakura pergunta franzindo a testa. 

Ela percebeu o homem levantar ambas as sobrancelhas para o alto com um pouco de espanto. Depois sua expressão suavizou—Na última vez que estive aqui, você me apontou onde era mais ao menos a sua casa.  

Sakura tenta se lembrar quando tinha mostrado à ele aonde ela morava, porém ela não se recorda do momento.  

—Já que sabe aonde moro, você pode me encontrar umas nove e meia lá em casa. —Ela fala com um sorriso contido. 

Ele faz um sinal positivo com a mão e se despede deles, falando sobre algo que tinha que fazer numa lojinha antes que fechasse. A rosada observou ele sumindo no fim da rua com passos rápidos e largos. 

Sakura dá um pulinho de alegria, deixando Naruto completamente confuso.  Com tudo que aconteceu, ela nem tinha  notado que Kakashi não tinha chegado até agora, deixando-a irritada : 

—Kakashi-Sensei me paga por ficar esperando ele que nem uma tonta. 

Mal terminando a frase apareceu Pakkun, o ninken do Kakashi.

—Pakkun? Kakashi-Sensei está bem? —Ela pergunta preocupada. 

Ele levanta sua cabeça minimamente e a responde: 

—Está sim, ele só mandou avisar que teve que ajudar uma velinha na rua e não vai poder vim. 

O rosto antes preocupado da rosada, se torna pura fúria instantaneamente. 

—E ELE SÓ MANDOU AVISOU AGORA!? 

Naruto entra no embalo: 

—ARGH, AQUELE SENSEI DO PENTEADO ESQUISITO VAI VER, DATTEBAYO!

—Meus ouvidos não tem nada a ver com isso, se quiserem reclamar conversem com ele amanhã, bom tenho que ir, até Naruto e Sakura. 

Ele desaparece em uma nuvem de fumaça ao dizer isso.

—HUMPH, ele vai ouvir e pode ter certeza que não será pouco! —Resmungou a garota de cabelos rosa.

—Idem Sakura-chan. —Naruto fala com os braços em sua cintura.

Ela inventa algo sobre arrumar seu quarto. Estava ansiosa para chamar Ino e irem em sua casa para contar tudo que tinha acontecido a poucos minutos atrás. O loiro a segue até o fim de uma rua, e depois segue uma outra rua oposta dela, com um aceno de despedida.

Kakashi ON 
 

 O ninja rodava em seu quarto fazia algum tempo. Não acreditava que tinha aceitado o pedido da garota.Estava se perguntando o motivo de ter feito aquilo.

—Droga,droga, o que eu faço Pakkun? 

—Olha Kakashi, essa é a primeira vez que vejo você estragando seu disfarce. Que ideia foi essa de dizer que sabia onde a garota morava? —O ninken pergunta com uma voz preocupada. 

—Eu não sei, talvez eu tenha ficado surpreso pela pergunta dela, pois cai entre nós, eu nunca imaginaria a Sakura tomar a frente de nada.— Ele coloca as mãos entre o rosto apreensivo.

—Por que não desmarca com ela, como fez agora a pouco?

—É diferente, desmarquei o encontro de hoje com os dois porque não iria conseguir encara-lá hoje e o pedido foi dela, não meu, não quero deixar ela magoada, já não basta o Sasuke ter ido embora, agora ser dispensada pelo "Sukea" —Ele faz o sinal com as mãos— Deve doer bastante.

—Vocês humanos são complicados. Diz o amigo com tédio 

—Eu vou ficar no máximo meia hora lá, irei bolar qualquer plano ainda hoje e já leva-lo pronto. 

Pakkun o olha com curiosidade e indaga: 

—Se está tudo sob controle, então por quê está mexendo a perna freneticamente? 

Kakashi olha para a própria perna, ele não tinha percebido que estava fazendo tal coisa. Na verdade, ele nem sabia que podia ficar tão ansioso assim. Tinha treinado duramente esses anos todos para conter esse tipo de coisa, que poderia prejudicar em suas missões, aonde o ninja teria que ter total auto controle.

—Eu preciso ir, agora eu tenho filhotes para cuidar. Adeus Kakashi. —Diz o cão, desaparecendo logo em seguida, deixando novamente o quarto do ninja em total silêncio.

O platinado afunda o seu rosto no travesseiro, virando-se para olhar o teto logo após. Estava desejando que o amanhã demorasse um pouco para chegar, queria ter mais tempo para inventar alguma desculpa para deixar claro que ele não estava interessado nela sem que a mesma se magoasse.

—Vai ser uma longa noite hoje.
Sakura ON 

—Eu já te disse milhões de vezes Ino, ele só ficou sem graça e disse sim, mais NADA.

Sakura já estava perdendo a paciência por ter que explicar 3 vezes as expressões faciais de Sukea, quando ela o pediu para jantarem juntos.

—Mas testa, seus pais não vão estar aqui amanhã a noite? —Ino pergunta preocupada, pois ela conhecia os pais de Sakura e sutileza não era a palavra que combinava com eles.

—Você acha que eu não pensei nisso? Eles vão em alguma festa pouco antes dele chegar e eu já disse que viria visita.

A loira lança um olhar animado.—Amanhã para escolhermos uma roupa, porque o que você veste não pode ser considerada uma, ta mais para um trapo. —Ino se levanta e caminha até a janela, pulando ela seguidamente, deixando para trás uma Sakura enraivecida.

A rosada vai para sua janela e grita:

—trapo é essa roupa curta de puta que você usa sua porca!

A ninja recebe um dedo no meio da amiga, fazendo com que ela risse com a cena. Sakura se espreguiça e se joga em sua cama. Sabia que não iria conseguir dormir agora, pois estaria muito ocupada imaginado em como deixar aquela noite a mais perfeita possível. 


Notas Finais


*-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...