História A feia que virou bela - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Aruan Felix, Bianca Tatto Marques (BIBI), Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Christian Figueiredo, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", Flavia Sayuri, Gabriel "MrPoladoful", Guilherme Damiani, Gustavo Stockler (Nomegusta), Igor Cavalari (Igão Underground), Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lucas Lira (Invento na Hora), Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Mauro Nakada, Murilo Cervi (Muca Muriçoca), Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, TazerCraft
Personagens Alan Ferreira, Aruan Felix, BIBI Tatto, Cauê Bueno, Christian Figueiredo, Daniel Mologni, Felipe "Febatista" Batista, Felps, Flavia Sayuri, Gabriel Tenório Dantas, Guilherme Damiani, Gustavo Stockler, Igor Cavalari, Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Lucas "LubaTV", Lucas Lira, Lucas Olioti, Lukas Marques, Mauro Nakada, Mike, Muca Muriçoca, Pac, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso Rezende Posso, Personagens Originais, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes
Tags Alan, Amigos, Amor, Cellbit, Colegial, Escolar, Felps, Festa, Julio, Luba, Lukas, Magia, Mistério, Mortes, Outra Realidade, Policia, Rafael, Romance, Sayuri, T3ddy, Terror, Traição
Exibições 234
Palavras 1.832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá marshmallows as pessoas novas que apareceram aqui foram:

Isabela ( Bruna34 )
Dylan ( DylanTyler )
Maria ( Maria_unicórnio )
Joana ( JoanaM )
Madu ( A_Garota_Madu )
Cathleen ( Rehh_alves )

Boa leitura marshmallows 😍😍😍😍

Capítulo 20 - Land of dead


Fanfic / Fanfiction A feia que virou bela - Capítulo 20 - Land of dead

Leiam as notas do autor porfavorzinho.

               Capítulo anterior

        Depois que tomei o banho me arrumei. Amanhã não teria aula porque era feriado, então amanhã eu não iria fazer nada. Me lembrei do bilhete que encontrei na lâmpada, então pensei muito no bilhete. Escutei um barulho na cozinha, e o barulho era muito auto, e foi chegando no meu quarto, então peguei a Lua no colo e meu martelo na mão, então fechei os olhos.

                           Agora

- Land of dead - sussurrei.

              Abri os olhos e na parede do meu quarto estava escrito "bem vinda" com sangue, respirei fundo e sai do meu quarto com Lua em meu colo, desci as escadas e vi uma sombra  passando, fui até a cozinha e vi uma menina carregando algumas armas. O cabelo dela e castanho e chanel, nas pontas eram azul, a cor dos seus olhos eram azuis. Coloquei Lua no chão e cheguei perto da menina, ela me olhou e apontou a arma pra mim, sorri e peguei a arma de sua mão, e apontei pra menina.

- Oi amiguinha qual é o seu nome? - perguntei e ela Revirou os olhos.

- Não te interessa - ela disse bem grossa.

- Me interessa sim, porque eu perguntei - disse.

- Ta meu nome é Cathleen - ela falou e olhou para Lua que estava atrás de mim.

- O que você faz aqui? - perguntei e sorri denovo.

- Eu vim procurar a Samanta - ela respondeu.

- Tá você achou - eu falei e abaixei a arma.

- Como assim? - ela perguntou cruzando os braços.

- Eu sou a Samanta, o que você quer comigo? - eu perguntei e olhei meu martelo.

- Eu vim aqui, porque a Laura falou pra mim ficar com você até ela chegar aqui - falou e eu sorri.

- Eu lembro dela, ela é a menina de franja com uma mexa roxa - falei e encostei na parede.

- Você sabi que você é a chave né? - ela perguntou e carregou mais uma arma.

- Sim mas estou confusa, porque eu sou a chave? - falei e olhei para Lua.

- Você vai saber de tudo depois, mas agora você não pode saber - ela disse e saio da cozinha.

- Tá tanto faz, eu vou sair quero saber o que tá acontecendo aqui. - falei e fui em direção a porta com meu martelo.

- Você não pode sair e perigoso pra você, e eu estou tomando conta de você - ela disse.

- Querida eu sou a dona da minha vida então cala a boca, obrigado - eu disse e abri a porta.

- Como você ousa falar assim comigo - ela disse.

- Eu sou Samanta, a garota que falam que é a chave - eu falei e sai de lá.

             Essa realidade me assustava um pouco, ela é igual a minha cidade, mas bem sombria. Fui andando até minha escola, chegando lá vi a escola orrivel, as paredes estavao com sangue e rachadas, o chão também estava com sangue, tinha pouca luz na escola, e estava nojento. Fui andando até a sala da diretoria, chegando lá comecei a vasculhar coisas da escola, não achei nada além de papéis da escola. Revirei os olhos e sai da escola, então fui andando pelas ruas, encontrei uma casa bem familiar, abri a porta e entrei, vi que era a casa de Julio, sorri ao lembra das coisas que já passei nessa casa. 

        Depois de um tempo na casa deside sair, então comecei a andar de volta pra minha casa, fui chegando perto de minha casa e escutei barulhos, corri até lá e abri a porta, vi alguns homens e Cathleen atirando neles, mas ela não conseguia acerta eles desviavam, fui em direção a um deles e bate com toda a minha força com o meu martelo em um homem, ela caio na chão e me olhou bem feio, ele pegou meu martelo da minha mão e jogou pra longe.

         Então ela me empurrou, cai no chão, ele levantou deu um soco no estômago e me deu um soco na cara, eu fiquei tão puta que subi nas costas dele, e com muita raiva quebrei o pescoço dele, ela caio na chão e sorri, alguém me segurou por trás, vi um homem me segurando, então dei um cotovelada no estômago do cara é me soltei, peguei a cabeça dele e dei 3 joelhadas, ele caio na chão, peguei meu martelo e bte na cabeça dele, fazendo a cabeça dele estourar.

          Dei um sorriso psicopata, mas então vi meu cabelo mudar de cor ele agora estava completamente branco, e minhas unas estavao pretas. Fui até um espelho que dava pra ver meu corpo todo, vi que estava usando um batom preto ( foto da capa ) . Fiquei feliz pelo meu novo visual, mas logo reparei minha cara cheia de sangue dos homens. Parei pra pensar um pouco no que tinha feito, e fiquei muito triste comigo mesma.

        Eu não acredito que eu fiz isso, eu não sou assim, nunca fui, eu só sou uma menina normal, como eu fiz aquilo, eu sou uma menina orrivel.

- Ei você foi até que boa - Cathleen falou toda cheia de sangue também.

- Eu sou uma pessoa orrivel - eu disse quase chorando.

- Samanta essa realidade é assim mesmo, você mata quem você quiser, aqui não tem regras - ela disse e eu me assustei.

- Como assim? A gente pode matar pessoas? - eu peguei.

- Sim claro, aqui é muito diferente do sua outra realidade, aqui você tem que matar pra sobreviver - ela disse e fiquei mais triste ainda.

         Não sei porque mas uma parte de mim não gostou do que eu fiz, e a outra parte está muito feliz, não entendo como eu consegui matar aquelas pessoas, eu não sei matar nem uma borboleta. Respirei fundo e ouvi a porta abrir, olhei e vi a Laura a garota de franja com mexa roxa, e atrás dela estava uma menina loira de olhos azuis com o estilo Rockeira Gótica.

- A gente precisa sair daqui agora ates que a Emily venha pegar a Samanta - Laura falou.

- Quem é Emily? - perguntei.

- Mulher que quer te matar - ela disse e me assustei um pouco.

- Quem é ela? - perguntei e apontei para a menina loira.

- Ela é a Isabela, ela faz parte do nosso grupo - ela respondeu e eu olhei aquela menina denovo.

- Sim sou Isabela e você é a Samanta não é? - ela disse e eu sorri.

- Sim querida - falei e rodei meu martelo.

          A menina loira chamada Isabela, veio até mim e deu dois tiros no chão. Eu dei um sorriso bem grande.

- Gostei dessa menina ela é bem desafiadora - falei bem feliz, eu gostei mesmo da menina de verdade.

- Tá agora vou explicar o plano, a gente vai sair daqui e vai direto pra rua do hospital, lá vai tá esperando Dylan, Joana, Maria e Madu depois nos 9 vamos para a escola fantasma. - Laura disse, e fiquei sem intender porque 9 pessoas, só são 8.

- Legal gostei da parte da escola - disse e olhei para Lua.

- Vamos, todas prontas? - Isabela perguntou.

- Não - disse e peguei Lua no colo.

- Porque? - Cathleen perguntou pegando uma catana.

- Aonde a Lua vai ficar - eu disse apontando para a minha gatinha.

- E serio que você não sabe? - Laura perguntou.

- Saber o que? - disse muito confusa.

- Ei Lua você já pode ficar normal, você ja está protegendo ela - Cathleen falou - larga a Lua.

- Tá bom eu acho - disse e coloquei Lua no chão.

        Lua olhou pra mim e depois para todas as meninas, e ela foi virando algo que eu não estava entendendo, depois de alguns segundos, minha gatinha avia virado uma menina de uns 13 anos eu acho, ela tinha cabelos bem negros e os olhos eram negros também, ela estava vestida com um casaco preto e com o capus do casaco cobria sua testa.

       Fiquei paralisada mas logo a menina me olhou, e veio até mim e tirou o casaco mostrando em sua testa uma tatuagem de Lua, essa menina tem olhos bem puxados parecendo um japonesa, ela é linda.

- Olá Sam - a menina disse e eu sorri.

- Olá Lua você é mais linda assim sabia? - disse.

- Obrigado Sam - ela disse.

- Bom a Lua e sua guardiã, ela tem o poder de virar qualquer animal ou inseto, ela tem 13 anos - Isabela disse.

- Já que você é minha guardiã isso explica essa tatuagem - disse e mostrei uma tatuagem minha que está no meu pulso, que é uma menina e um gatinha.

- Sim bom vamos - Laura falou abrindo a porta.

- Espera, todos aqui tem poderes? - perguntei.

- Não nem todos, você tem poderes, mas ninguém sabe quais são eles, você vai saber com o tempo, um deles é você conseguir mudar de realidade, e ficar lá o tempo que você quiser - Lua disse e colocou seu capus novamente.

- Tá então vamos - disse meio estranha por eu está passando por essas coisas.

             Pensei e fomos andando até o hospital, durante o caminho fiquei pensando no que está acontecendo, como isso pode acontecer.

           Porque eu sou a chave? Porque eu tenho uma guardiã? O que tá acontecendo? Meu Deus me ajuda, são tantas perguntas não respondidas, eu só queria saber o que tá acontecendo, estou muito confusa, e como assim eu tenho poder, que realidade estranha.

          Estávamos chegando perto do hospital, quando ouvimos tiros, vimos lá na frente 4 pessoas lutando contra homens encapsulados, na hora que vimos aquilo cada um se preparou, Lua virou um tigre branco, eu sorri e apertei meu martelo, Isabela estava com as mãos com fogo, Cathleen estava com uma catana e várias facas, e Laura estava com duas armas nas mãos.

         Sorri e corremos até lá, nos estamos ganhando, quando vi Lua caída no chão e um homem iria matar ela, não sei como teleportei pra lá,  joguei o homem no chão e com muita força bate meu martelo na cabeça dele fazendo sua cabeça estourar. Olhei para Lua e ela virou uma cobra gigante preta, me assustei mas logo sorri, ela foi em direção aos homens e esmagou todos.

         Depois que todos morrerão Lua virou uma menina denovo, veio até mim e sorrio.

- Como você conseguio se teleporta? - Lua perguntou.

- Também não sei - respondi.

        Olhei para trás lá estava Isabela, Laura, Cathleen e mais 4 pessoas que não conheço, vi todos cansados por causa da luta, fui até eles com a Lua e...
           
   


Notas Finais


Obg por ler

Amo muito vcs ❤

E desculpa mesmo pela demora 😍

*-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...