História A Felicidade Existe? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção Adolescente, Romance
Visualizações 2
Palavras 348
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Mutilação
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - 2 - Apostando


Aula, aula e aula, essa foi minha programação de hoje, mas agora, finalmente, é intervalo. Enfim, paz! Comprei um refrigerante na cantina e segui sem rumo, pelos corredores, até me sentar em um banco qualquer, mexendo no celular. Uma sombra paira sobre mim e não dou importância, até escutar sua voz e desviar minha atenção para a pessoa...

Miguel:- Sou Miguel Bouvir

Era o mesmo garoto com quem bati boca (ou como gosto de dizer... Debati) sobre a felicidade, no meio da sala

Luara:- O garoto que acredita na felicidade

Miguel:- A garota que não acredita na felicidade

Me imitou

Luara:- O que quer aqui?

Miguel:- Desempatar esse jogo, meus amigos estão me zoando, porque, supostamente, eu perdi para a novata.

Luara:- Não existe suposição nesse caso, você perdeu mesmo para a novata! E como pensa em desempatar, ainda não inventaram a máquina do tempo, Amor.

Miguel:- Continuo acreditando na felicidade.

Luara:- De besta que é!

Miguel:- Eu aposto que te convenço de que a felicidade existe, e em sua forma mais concreta.

Luara:- Como assim aposta? Não pode me convencer, minha opnião sobre a felicidade é forte demais

Miguel:- Se em 2 meses eu não mudar sua opnião, você ganha.

Luara:- Quem perder faz o que o outro quiser por três semanas!

Luara e Miguel:- Apostado!

Demos um cumprimento de mãos, as segurando e balançando para cima e para baixo, sorrindo um para o outro, antes que eu puxasse minha mão, ele a segurou e depositou um beijo nela.

Miguel:- Até mais ver, Madame

Deixou calmamente minha mão em cima de minha coxa e saiu andando com um sorriso exibido (Metido :p)

"Burros. Somos tão burros em gastar nosso tempo atrás da felicidade. A felicidade é muito rápida, mais rápida que nós, mesmo que tentemos, ela corre mais rápido que a gente. Persistentes. Somos persistentes, mesmo perdendo batalhas, continuamos fortes e tentando, somos verdadeiros guerreiros. Como o papa-léguas e o coiote. A felicidade é nosso papa-léguas e nós somos o coiote. Mas como plágio é crime, vamos mudar o final para um que nós alcançamos nosso papa-léguas."

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...