História A fenda - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 958
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite pessoal ^^

Capítulo 32 - O escultor de mentes


Fanfic / Fanfiction A fenda - Capítulo 32 - O escultor de mentes


Voraxe olhava Neo sorrindo com desdenho:


Voraxe: Nesse estado...o que poderás fazer contra mim?


Neo olhava com atenção bem nos olhos de Voraxe, ele sabia que estava numa posição prejudicial e Shiva não conseguia também lutar sozinha contra ele. Neo então concentrou mana em ambas as suas mãos.


Neo: O estado do meu corpo....não se compara com o estado da minha mente...


Voraxe então sentiu todo o seu corpo ficar paralisado como se algo o prende-se e então apercebeu-se que sua mente estava em constante luta contra a mente de Neo o privando assim de seus movimentos. Shiva aproveitou o momento se lançando a Voraxe e com a sua mão esticada para o exilar, mas assim que a mesma chegou perto de Voraxe, novamente a mesma sentiu imensas dores a fazendo cair por completo. Neo então deu um leve sorriso.


Neo: Já entendi...


Voraxe: O que foi que entendeste?... - disse ainda olhando Neo e paralisado.


Neo: O facto de enfraqueceres pessoas não é um feitiço ou algum tipo de magica....é algo com que já nasceste, uma habilidade...logo não gastas tanta mana a usá-la...mas no entanto, só consegues segurar uma pessoa e me pergunta o que farás agora contra mim!


Neo logo deixou a mente de Voraxe e se lançou a ele a grande velocidade.


Voraxe: E tu? o que farás com os teus braços fer....


Voraxe foi interrompido por um forte chute na cara do mesmo fazendo ele dar uns passos atrás. Voraxe logo retirou a sua espada e se lançou a Neo rapidamente tentando deafirir vários golpes. Neo desviou-se de todos rapidamente e sem qualquer dificuldade.


Neo: Sabes...tens uma mente muito aberta...


Voraxe: Argh! Cala-te seu merdas!


Voraxe terminou a frase  com um forte golpe que acabou acertando o solo e quebrando parte dele na sua frente. Neo estava bem ao lado da espada olhando Voraxe de lado.


Neo: Sabes...o meu nome na tua memória já faz parte da tua derrota...


Neo deu uma forte joelhada no estômago de Voraxe o que fez o mesmo levar as mãos á barriga e cuspindo um pouco de sangue. Voraxe então cerrou os dentes e desfiriu um forte soco em Neo em sua cara mas o mesmo se desfez na sua frente. Voraxe olhou em volta procurando Neo mas não havia sinal dele. Voraxe estava num plano completamente deserto e estava tudo negro em sua volta.


Voraxe: O-onde estou?


Neo: Sabes...quando entendes, já é tarde demais...


Voraxe olhava para todos os lados tentando saber de onde veio a voz mas simplesmente via negro em sua frente.


Voraxe: Mostra-te ou não tens coragem?


Neo: Eu estou bem na tua frente...como estou ao teu lado e atrás de ti...


Voraxe estava confuso, não sabia onde estava e o que estava acontecendo. Voraxe acabou por cair no chão olhando para todos os lados.


Voraxe: O que é isto...não me sinto bem...


Neo: O que sentes?...bem, ouvi dizer que pessoas se alucinam rapidamente quando não entendem o que está na sua frente...


Voraxe olhava o chão enquanto tentava perceber o que se passava mas logo sentiu um enorme desconforto na sua cabeça que ficava cada vez pior que Voraxe tentava resistir. Ao fim de algum tempo Voraxe acabou por entrar em uma enorme dor que fazia o mesmo gritar e arranhar o chão com as suas unhas. Os seus gritos ecoavam por todos os lados o que o fazia enlouquecer mais e sentia tal dor na sua cabeça que parecia que ia explodir. Voraxe então olhou em frente para o negro horizonte mas uma enorme luz apareceu. Várias imagens começaram a passar no horizonte negro e rapidamente.


Voraxe: Isso...isso são as minhas memórias...


Derrepente uma enorme e forte dor entrou na cabeça de Voraxe o fazendo gritar de desespero. A dor era de tal forma que Voraxe começou a se morder nas mãos tentando alterar a dor, mas nada a fazia parar. Depois, as palavras de Neo ecoavam na sua cabeça: "o meu nome na tua memória já faz parte da tua derrota". A dor durou tanto tempo que Voraxe já não gritava mas sim, chorava. Já não sabia o que fazer para parar aquilo e já estava a fica louco. Não sabia porque estava ali nem fazia a menor ideia de quem era a voz que estava sempre sussurrando.


Voraxe: Quem...quem, quem é que eu sou?


A dor já se começava a instalar de tal forma que já não era sentida, apenas Voraxe olhava em frente enquanto agarrava em seus joelhos. Voraxe ainda estava lagrimando mas logo começou rindo alto.


Voraxe: QUEM É QUE EU SOU?


Disse enquanto dava altas risadas. O seu olhar estava vazio e negro e já mal pestanejava os olhos. Voraxe começou a baloiçar-se e acabou caindo no chão rebolando. Voraxe começava a se morder e a arrancar pedaços de pele e carne de seus braços começando a sangrar imenso e a ter graves hemorregias. Voraxe não estava satisfeito e acabou por começar a arrancar os dedos de sua mão esquerda com a sua própria boca.


Voraxe: Dor...dor...simplesmente, sabe bem...


Voraxe estava todo sujo com sangue e com a sua mão direita começou a arrancar os seus cabelos com forte força enquanto ria alto. Voraxe coçava a cabeça com enorme força fazendo a mesma sangrar de tantos arranhões.


Voraxe: NÃO AGUENTO MAIS PRECISO DE MAIS DOR!


Voraxe então se arrastou até sua espada que ainda estava no chão e pegou nela. Sem pensar sequer o mesmo a eapetou bem no seu peito e logo a sua mente teve um chocalho. Bem na sua frente estava Neo o olhando e ele havia voltado aonde estava antes. O mesmo estava repleto de sangue e olhou Neo devagar.


Neo: Quando não podemos usar o corpo...a mente é a arma mais poderosa...


Voraxe apenas caiu para a frente morto sem dizer qualquer palavra. Neo olhou Shiva que ainda estava com algumas dores de cabeça e caminhou até ela a pegando.


Neo: Vamos...Grimbald vai precisar de nós para derrotar Graves.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...