História A Fera l Muke - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Michael Clifford
Tags Cashton, Drama, Lemon, Magia, Muke, Revelaçoes, Romance
Exibições 63
Palavras 1.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Magia, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ficou grandinho, espero que não tenha ficado cansativo de ler.

Capítulo 2 - Transformação


Fanfic / Fanfiction A Fera l Muke - Capítulo 2 - Transformação

 

 

2 anos atrás...

Luke

Eu estava em cima do pequeno palanque montado no pátio da escola, todos os alunos e professores do Norwest Christian College estavam presentes, todos batendo palmas e segurando plaquinhas com minha foto, coisa que eu achei idiota, mas Arzaylea disse que poderia dar mais visibilidade.  Assim que os aplausos e a gritaria cessaram eu comecei meu discurso. 

– Verdadeiro ou falso? Vocês só são pessoas agressivamente feias e de cara tristes. Passaram na fila da beleza? – Apontei para algumas pessoas que estavam perto de mim e recebi olhares feios de volta, nada que não combine com a cara delas. – De qualquer jeito pessoal é melhor assumir o fardo que você tem! Pessoas bonitas são melhores, é assim que as coisas são. – Recebi mais aplausos e aquilo só me fez perceber que eu realmente tinha chances de ganhar. 

Michael

Eu estava um pouco afastado da multidão que idolatrava Luke. Ajeitei meus grandes óculos e suspirei, eu gostava de Luke, mas ele só falava besteira. Avistei Calum no meio das pessoas, seu olhar era de puro desprezo pelo loiro e por todos que o rodeavam, alguns professores não estavam diferente dele. 

– Então... – Luke voltou a falar – O que isso tem haver com concorrer ao comitê? Quase nada – Ele riu fraco – Exceto que nunca me elegeriam por causa do meu compromisso com a escola. Mas o que vocês têm a se perguntar é; votariam em mim por que eu sou rico, popular, bonito e tenho um pai famoso? – Todos ficaram em silêncio – É claro que sim! – Ele gritou e todos foram ao delírio. 

Olhei de volta para todas aquelas pessoas e percebi Calum saindo do pátio com raiva, Luke também notou, mas ficou quieto.  Olhei o loiro por mais alguns segundos e então avistei Arzaylea e outro garoto que eu não recordava o nome se aproximar, quando vi Luke e a garota se beijarem meu estômago queimou, sai de lá o mais rápido possível.

Luke

– Mandou bem cara, muito bem – Tayler disse animado assim que chegamos ao corredor.

– Discurso matador – Arzaylea beijou minha bochecha e eu sorri. 

– Vocês viram aquele idiota do Calum? – Olhei para os lados e torci o nariz em raiva.

– Faça como eu, fique longe do bruxo – Tayler deu de ombros

Suspirei de surpresa quando virei o corredor e dei de cara com cartazes com minha foto rabiscados e com frases dizendo para não me elegerem. Calum me olhou e sorriu de lado.

– Talvez tenha sido eu, mas você não se importa né? – Sorri da mesma forma que ele e me aproximei – Entregue a alguém que mereça. Michael Clifford não concorreu porque sabia que não tinha chances contra você – Olhei de relance e o tal Michael se desesperou repetindo diversos não. – Mas eu espero que na hora da votação seus seguidores saibam escolher certo... Ah, e vou acrescentar, aparência é importante para você né, nossa! 

– É importante para todos, mas parece que para você não – Rebati e todos que estavam atrás de mim riram – Calum apenas riu e saiu. 

Michael olhava para os lados, ajeitando os óculos a cada segundo. 

 – Eu agradeço a difamação que você e seu amiguinho fizeram para me derrubar, mas não acho que vão conseguir.

– Eu.. Eu não sou amigo do Calum e eu n.. não fiz isso.– Ele gaguejou um pouco.

Michael 

Estudo com Luke já faz três anos e hoje foi a primeira vez que nós trocamos alguma palavra e como sempre eu consegui passar vergonha com meu maldito gaguejo. 

Eu não sabia muito sobre ele, apenas o que via em suas redes sociais ou o que as pessoas falavam, mas eu sabia que ele não tinha um relacionamento bom com o pai, não é como se os dois fossem brigados, mas o Senhor Hemmings era um homem muito ocupado e não tinha tempo para ficar com Luke.  Eu sabia também que Arzaylea era apenas sua ficante, eles nunca assumiram nenhum namoro em público, mesmo que ela tentasse sempre. 

Eu tinha uma queda por ele, o que era idiotice minha já que eu estava classificado no grupo dos rejeitados e ele com certeza me achava uma verdadeira piada, mas o que eu posso fazer, ele me atraiu de um jeito inexplicável. 

Luke

– Pai – Levantei animado do sofá quando o vi descer as escadas – Pai, eu tenho certeza que vou ganhar a eleição.

– Ótimo – Ele sorriu – Adivinha, demiti a Gil hoje, ela tem olhos grandes demais e as pessoas gostam de quem é bonito – Concordei – Quem discordar é burro ou feio.  

– Tá, mas quem é Gil?

– Não te disse sobre ela? – Neguei – Eu acho que sim. 

– Eu sei que não, pois me lembro que a última vez que conversamos mais de cinco minutos, foi quando eu estava no primeiro ano.

Meu pai era ocupado, não tinha tempo para sentar e conversar um pouco com seu filho, então eu fui mais prático mandei uma mensagem para seu celular contando o que aconteceu na escola, só assim para ele me dar atenção. 

No outro dia na escola foi a mesma coisa, eu estava eleito e dei a todos mais um discurso realista, porém o bruxinho não gostou nada. Calum tinha fama de bruxo, apenas porque era estranho e talvez realmente se parecesse com um, mas a verdade era que ele apenas queria ser como eu.

– Olha se te consola, eu não acho que tenha sido marmelada – Eu corri ate ele quando o vi, não gostava dele, mas ter um bruxo com raiva de você não é bom – E me desculpa pelo o que eu disse. 

– Sem papo furado Hemmings.

– Falo sério, quero te compensar – Ele parou de andar e me olhou – Tenho convites para a festa de comemoração e posso te dar um. 

– Tá bom, qual a pegadinha? – Deixei claro que não estava aprontando nada – Eu não sei qual é o jogo, mas eu vou jogar. Todos merecem uma segunda chance – Ele sorriu e eu também. 

Xeque-mate!

– Mas fica esperto, você sabe o que dizem de mim e só idiotas mechem com bruxos. 

Michael

Eu não sabia o porquê tinha aceitado trabalhar de garçom naquela festa, aquelas luzes coloridas piscavam rapidamente me deixando quase cego. Pude perceber Luke e Arzaylea a poucos metros de mim brigando, ela estava com raiva, pois Luke tinha levado uma rosa barata pra ela. O loiro foi ate mim pegar algumas bebidas.

– Não tive oportunidade de me desculpar pelo meu comportamento. 

– Falou comigo alguns dias atrás pela primeira e ultima vez então não teve oportunidade mesmo – Não sabia de onde tinha tirado coragem para falar assim, mas eu queria muito me bater. 

– Oh... Desculpa – Pareceu bem sincero – Fica aqui a noite toda?

– É, eu preciso do dinheiro – Ri fraco – Tô economizando para viajar – Definitivamente ele não precisava de tanta informação. 

– Ah..

– Tira uma foto comigo – Eu pedi antes que ele falasse mais – Jornal da escola. 

Ele concordou e então tiramos a foto. Foi legal sentir Luke por alguns segundos ao meu lado e não acho que ele não tenha gostado. Ele me olhou por mais alguns segundos como se estivesse me analisando e deu um sorriso de lado como quem gostou do que viu. Luke voltou aos amigos e eu ao trabalho. 

Luke

– Só fiquei com pena – Falei quando vi que Tyler iria dizer algo idiota. 

Calum se aproximava, não estava tão ruim como de costume.

– Ah você acreditou – Andei ate ele – Acreditou que eu realmente queria você aqui, o bruxinho de quinta que me humilhou publicamente e quase me custou à eleição, sem chance! – Ele me olhava sem expressão, os braços cruzados fortemente – Olha, se você for atraente te deixam ficar – Olhei para a mesa ao lado – E ai, ele é atraente? – Perguntei para uma das garotas que estavam vendendo as entradas e recebi um não em troca – Ah que pena.

– Eu só vim para te dar uma segunda chance – Calum se pronunciou depois de segundos em silêncio – Luke, é melhor você assumir o que está por vim – Ele me disse olhando nos olhos e eu senti tudo girar, escutava ao 'pé do ouvido Calum sussurrar palavras que eu não conseguia identificar. 

Minha cabeça girava e eu não conseguia entender o que estava acontecendo. Senti Arzaylea me puxar pra pista de dança, mas aquela musica alta, pessoas em volta estava me deixando louco.  Minha visão estava embaçada e eu já não tinha muito controle sobre mim.  Via vultos do Calum em todo o lugar que eu olhava, não sabia se era coisa da minha cabeça, eu não tinha bebido. 

Sai daquele lugar o mais rápido possível, as ruas estavam desertas e eu ainda estava tonto. Graças a Deus meu prédio ficava próximo dali, subi ate o terraço, minha cabeça doía, eu olhava para baixo e tudo girava, assim que eu levantei a cabeça dei de cara com Calum. 

– Como se sente Luke? – Olhei confuso – Estou aqui pelos os que não entraram na fila da beleza. – Ele andou ate mim e pegou meu braço – É o seguinte, você tem um ano para achar alguém que te ame antes que a arvore floresça novamente – Olhei para o meu braço e como em um passe de mágica surgiu o desenho de uma arvore com flores brancas ali e então elas desapareceram. – E se não conseguir você fica assim para sempre.

Senti todo o meu corpo queimar, uma dor forte surgiu no meu rosto, era insuportável. Calum me levou ate a parede do prédio e eu pude ver meu reflexo. 

– Não! – Eu gritei desesperado.

– Você é tão bonito por fora quanto é por dentro, Luke – Dito isso ele sumiu. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado e ate o próximo caso vcs queiram q tenha <33333333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...