História A festa - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Lucy Heartfilia
Tags Nalu
Exibições 87
Palavras 1.993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Festa, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie gente !
Eu sei que estou postando cedo demais, porém, é um presentinho pelos meus dias sem postar.


Boa leitura ^^

Capítulo 6 - Palavras de sinceridade


LUCY POVS~

Eu nunca...me diverti tanto. Faz anos que eu não sinto está sensação. Poder  voltar aqueles momentos que eu não pude aproveitar muito na minha infância. Naquele dia, eu pude ver o brilho que eu nunca tinha olhado antes. Vai ver porque...havia uma névoa nos meus olhos, aquela névoa que não deixa você  aproveitar momentos únicos, vai ver porque eu nunca mais eu aproveitei algum com alguém...eu tive vontade de segurar as mangas da blusa dele, e esticar para abraça-lo. Eu me sentia tão feliz em poder sentir aquilo de novo...aquela sensação...de voltar a tal momentos...e ....eu não me sentia tão sozinha no final das contas.

Querida, eu tenho sonhado muito

Com o que poderíamos ter sido.

Mas querida eu tenho rezado muito.

Não contaremos notas

Contaremos estrelas.

Sim, contaremos estrelas...

Eu me levantei e desliguei o alarme do celular. Eu ainda sentia um pouco de sono. Olhei para o chão e vi as roupas que usei ontem. Eu via várias manchas de sorvete espalhadas  por ela. Eu sorri  feito boba. Eu me sentia estranhamente tranquila naquela manhã, sentia que podia fazer tudo, menos aguentar a aula de física, isso eu nunca aguentaria mesmo !

Eu me levantei e me espreguicei, abri o guarda-roupa na maior emoção, agora eu tinha roupas novas ! Talvez assim eu podia chamar atenção do Sting. Calma Lucy, você só quer saber o que está acontecendo com ele, depois nós vemos o que fazemos com essa paixonite. Isso mesmo, eu mudei de objetivo. Agora não é hora de eu me derreter, e sim apoiar Sting e  saber o que se passa com  ele. Depois eu vejo está paixonite...

Eu peguei uma blusa de cigana branca,um short vermelho, e coloquei o meu all-star vermelho, fiz uma trança, e prendi na lateral da cabeça. Passei um pouco de maquiagem e um batom nude. Tinha o meu estilo, e ao mesmo tempo algo mais...bonito. Sei lá...algo mais atraente, bem, eu acho.

Peguei minha bolsa e desci. Resolvi que ia tomar café fora hoje. Droga, cheguei tarde e não pude comprar o pão...mas, em fim...

Saí  de casa e fui há uma padaria próxima a escola. Peguei um pão de queijo, e um café. Andei pela rua comendo enquanto observava o céu, aquilo podia me fazer cair ? Podia. Aquilo podia fazer eu me esbarrar em alguém ? Podia. Mas quem disse que eu me importava ?

De longe eu ouvi alguém se aproximando. Eu tomava os últimos goles de café e joguei num lixo aleatório da rua. Logo senti algo cobrir minhas vistas.

--Quem é ?- Falei dando um sorriso.

--O MOSNTRO DO SORVETE- Eu ri, e Natsu tirou suas mãos dos meus olhos. Ele se aproximou de mim e riu.

--Graças a você, minhas roupas estão com manchas impossíveis de tirar !

--Alcancei meu objetivo no final de contas !

--Desgraçado !- Eu ri brincando com ele.

Ele sorriu orgulhoso. Nós conversamos  durante a trajetória.

--Uau, está de roupa nova não é ? Quem foi a incrível pessoa que fez isso ? Está pessoa deve ser foda não é ?

-- Haha- Eu ri- obrigada, eu me sinto mais bonita com este conjunto que você fez.- Ele corou e deu um sorriso convencido.  

Nós caminhamos devagar até a escola. Eu olhava distraída para o céu. Eu ficava cada vez mais ansiosa a cada passo, eu sabia que estávamos perto. O que aconteceria ?

Quando entramos, algumas pessoas mandaram olhares curiosos para nós. O que eles queriam ? Todos nos lançavam olhares surpresos e cheios de dúvidas. Não vai me dizer que....ah, meu deus...eles pensavam que a gente estávamos juntos  ? Gente como assim ?! Só entramos juntos, sim, era um pouco suspeito. Afinal eu não vim com minha bicicleta hoje, e vim apenas acompanhada. Logo, um garoto de cabelo preto- se não me engano, era um tal de Gray, ou algo assim-  rapidamente se aproximou de Nastu e falou :

--Bom dia rosinha, - Bom dia para você também mal-educado- está acompanhando ou cortejando a...loira ai ? – Ele apontou para mim. Cortejando ?  Calma ai jovem, a gente só saiu uma vez.

--Não seja um insensível imbecil. Não seu animal, apenas nos encontramos enquanto vinha para o colégio, fumou algo ?- Natsu disse levemente corado.

-- Tá nervosinho é rosinha ? Eu tenho certeza que você queria algo mais que isso !- Eu olhei para o Gray meio surpresa, e o Natsu corou de vez, depois lhe deu um empurrão. Pareciam duas crianças.

--Vai se ferrar Gray. Quer brigar ?- Natsu falou tão vermelho que eu podia acreditar que era um tomate.

--Quando você parar da viadagem, pode ser – Eu ri levemente. Então Gray olhou para mim, e começou a me analisar. Se eu fiquei com vontade de cavar um buraco e me esconder ? Não, imagina. Só tem um filho de deus me olhando como se fosse um alienígena- Se bem que...até eu queria algo mais se fosse você Natsu- Ele piscou para mim e deu um sorrisinho de canto. OPA...

--Deixa a Lucy em paz, ela não vai lhe dar mole, Gray.

--Ninguém resiste aos meus encantos rosinha- Eles conversavam, melhor, discutiam...eu apenas olhava distraída para o nada. Eu me surpreendi quando vi o Sting passar bem na minha frente. O coração bateu mais forte, e meus olhos o seguiram, bem, eu não esperava até ele retribuir o olhar...Oh deus...então vi ele direcionar seu olhar para Natsu, e para Gray, que ainda discutiam feito dois idiotas. Ele se aproximou, e eu quase tive uma ataque.

--Bom-dia .- os meninos voltaram o olhar para ele. Eu só observava. Obviamente ele não tinha falado para mim.

--Oh, Bom-dia...- Natsu disse

--Bom-dia garanhão, olha só a nova amiguinha do Natsu – Gray puxou o meu braço, me deixando sem ação...ok, essa eu não esperava.- uma beldade, não ? –Eu corei e tentei olhar para outro lado. Sting apenas me observava surpreso- Não precisa ficar com vergonha Lu ! E de bom-dia para ela seu mal educado. Tem algum fantasma aqui ?

--B-bom dia Lucy...- Ele falou meio sem jeito.

--Bo-bo-bom dia...- Falei olhando para ele, um pouco não, e sim muito constrangida.

Gray nos olhou malicioso.

--Que tal tomar um sorvete conosco hoje anjo ? – Gray falou como se fosse meu intimo.

Eu não sabia o que falar.

--Pare de incomoda-la Gray !- Natsu falou.

--Não seja egoísta rosinha, ela não é só sua, saiba dividir- Gray se referiu a mim como se fosse um brinquedo.  E eu simplesmente não sabia o que falar.

-- Você não está vendo que está deixando ela desconfortável  ?- Natsu falou tentando se manter calmo.

--O que me diz docinho ? Ora, por favor ! Então na hora do lanche, você não tem nada a perder ! Vamos !

--Eu não sei não...- Falei meio baixo. Eu conhecia o Gray só de vista. Pelo que eu sabia, era um pegador de primeira ! Nunca tinha compromisso com garota nenhuma, ele tenta se aproveitar de tudo ! As vezes eu pegava-o me observando, era meio estranho...mas por um lado era comum...como eu disse, ele SEMPRE tenta se aproveitar de qualquer menina, não importando do jeito que ela é. Pelo menos ele não tinha preconceito com nada mesmo...pegava sem piedade. Eu não duvido nada, se eu desse mole para ele, já teríamos ficado.

--Oh, por favor loirinha !

Eu olhei para Natsu pedindo ajuda. Ele me parecia indeciso. Por fim, suspirou.

--Gente...parem de força-la...- Natsu tentou organizar as palavras em sua cabeça.

Gray olhou-o desinteressado, e depois voltou a olhar para mim. Ele aguardava uma resposta. Eu ouvi o sinal tocar...todos os alunos começaram a andar em direção a entrada, e, bem, eu não queria ficar sozinha com eles, e seria mais fácil fugir com a multidão.

--E-eu preciso ir !- Me saltei de Gray e corri para entrada. De longe, eu ouvi o Gray me chamar, mas eu pouco me importei...

Entrei na sala meio desesperada e, por sorte, consegui um lugar na carteira da frente. Vi de longe as meninas me fuzilarem com o olhar...nossa...eu tinha esquecido delas...sabia que haveria um interrogatório depois da aula sobre o porque de eu ter chegado tão tarde na sala, e não ter falado com elas.

O professor entrou. Bem, a primeira aula era de...física.

--Bom dia gente ! Abram o livro na página 290. Vamos começar.- Abrimos na página- Em termodinâmica, dilatação térmica é o nome que se dá ao aumento do volume de um corpo ocasionado pelo aumento de sua temperatura, o que causa o aumento no grau de agitação de suas moléculas e consequente aumento na distância média entre as mesmas...

A aula foi normal. O professor passou umas atividades, e depois continuou o assunto. Fiz as minha anotações, até porque, com física não se brinca mesmo...

Então o sinal bateu, e veio Química...AHH quero morrer...química era interessante, mas, ao mesmo tempo bem complicado...nessa matéria, normalmente eu passava com uns...7 pontos por ai...

--Bom dia. – O professor falo super sério. Aquele cara me dava arrepios...- abram na página 109, leiam o primeiro parágrafo. Daqui a cinco minutos irei explicar o assunto. Vou fazer a chamada, prestem atenção se não levarão falta.- Ninguém falou nada. Todo mundo sabia que aquele professor não era tão bonzinho assim...

A aula de química passou como uma corrida de lesmas. Eu não estava com tanta disposição assim, e infelizmente, acabei ficando com cara de ``?´´ o tempo todo.

Quase gritei quando o sinal tocou anunciando a aula de artes. Eu não era muito fã, mas era bem melhor que química e física juntos.

--BOM  DIAAA TURMA ! Vamos, abram o caderno de desenho, tema: Surrealismo. Quero em 30 minutos.

Quando milagrosamente a aula acabou, eu peguei meu dinheiro e meu livro. Esperei as meninas fazerem o mesmo, e seguimos para a cantina, onde elas me interrogaram durante a fila. Quando compramos, fomos ao pátio, e começamos a conversar sobre o meu caso.

-- Monstro do sorvete ? Haha, engraçado Lu, parecem até duas crianças !- Juvia falou.

--Own que fofinho ! E...eu tenho que contar algo muito louco para vocês ! – Nós voltamos a atenção para Levy- Eu e o Gajeel...Ahh...-Ela ficou vermelha.-  nós vamos se casar !- Eu quase engasguei.

--O QUE ? MAS JÁ ?- Exclamei surpresa.

--Ele me deu um anel de noivado...-Levy tinha apenas 17 anos. Eu ainda não acreditava...

--Nossa ! Que rapidez em ?- Juvia falou. Como vocês já devem ter percebido, a Erza não estava no momento. Parece que a coitada tá de ressaca pela terceira vez nessas duas semanas. Eu preciso conversar com ela urgente...quanto a Louis, ele tá de apoio com a Erza. Eu queria poder ajuda-la também. Vou passar lá hoje de tarde.

--Boa tarde senhoritas !- Ouvi uma voz familiar. Ah...essa não.

--O que você tá fazendo aqui ? – Perguntei para Gray. Aquilo soou meio indiscreto, mas não era para menos. Ele estava acompanhado de Natsu, Sting- Poiser, que milagre- e um tal de Leo que eu não conhecia.

--Boa tarde !- As meninas não pareciam nenhum pouco surpreendidas.

--Boa tarde gatinhas ! Posso me juntar a vocês ?

--Não...-Eu sussurrei. Eu não me sentia bem com todos aqueles meninos na nossa rodinha.

De qualquer forma, eles acabaram ficando lá do mesmo jeito...Gray ficou observando Juvia, que ficou encantada com a intensidade do olhar. Levy conversava calmamente com Natsu, e o Sting...bem, ele ficou calado. Eu resolvi me aproximar, e aproveitar-me do seu tédio.

--Oi...-Falei me fazendo de despreocupada.

--Er...oi.

--Não nos falamos a tempo, não ?

--É...o que tem feito ?- Ele tentou puxar assunto.

--Nada de mais...e...como vai a...sua irmã ?- Ele em parecia meio surpreso com a pergunta, logo, a sua expressão mudou, para uma tristinha.

--Cada vez pior –Ele estava sendo honesto. Eu fiquei surpresa com sua sinceridade.

~~~~~~~~------------------------------------~~~~~~~~~~

``Hoje também, uma das minhas memórias está aumentando.

Seu suspiro, mesmo que seja uma hesitação, é caro para mim.

Eu poderia ter esperado por você, para sempre...´´


Notas Finais


Até quarta <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...