História A filha da sabedoria - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Exibições 11
Palavras 1.032
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 3 - 2-Festa


A caminho da festa, Mily me contou que teria uma surpresa para mim na festa. Eu não queria saber qual seria a surpresa, eu so queria a minha cama. 
Quando chegamos a frente do local que seria a festa , um desespero tomou conta de mim. O pingente to meu colar começou a brilhar,um brilho fraco mas era possível notar de bem perto. Isso me assustou. E para completar uma voizinha,não era a minha consciência,me disse: Cuidado,cuidado. Volte você corre um grave perigo. 
-Carol?Vamos?!
-Ahn?
-A festa! vamos Carol. Acorde.
-A claro, vamos logo. 
Estava bem agitada a festa,pelo que eu pode ver.Mas assim que chegamos, os olhares vinheram ara cima de nós. Vi muitas garotas,de boca aberta, e muitas com a mão na boca.
E os garotos com o queixo no chão.

Mily estava dançando, e eu, eu estava quase dormindo sentada. 
-Não vai dormi vai? Logo agora que eu cheguei, e iria te chamar para dançar?
Era o rapaz da loja, o dono ou filho do dono, não sei. E falando nisso, eu nem sabia o nome dele. 
-Não sei. Pois o meu pai me disse, que eu não devo falar com estranhos. E nesse caso, eu prefiro durmi, do que ir dançar com um estranho e ser sequestrada. 
-Eu não sou um estranho, você já me conhece esqueceu. 
-Não ,eu não o conheço. Eu já o vi, mas não sei nem ao menos o seu nome. 
-Não seja por isso, vamos começar do começo. Oi eu sou o Jonathan. 
-Prazer Jonathan, eu sou a Carolina. 
Ele estendeu a mão para mim. Eu a peguei. 
-Prazer...Carolina.-ele deu um sorriso, o mais lindo que eu já vi.-Carolina quer dançar?-fiz cara de quem estava pensando- Não pode dizer que eu sou um desconhecido pois você já me conhece. 
-Eu não disse que nada. 
-Vamos dançar agora. 
Ele pegou a minha mão, e me ajudou a levantar. 
-Eu também não disse que iria dançar. 
Ele olhou para mim com os olhos arregalados, eu tive que rir,e voltei-me a sentar. 
Ele deu um sorriso, maligno. Ele iria aprontar algo. Ele simplesmente se ajoelhou no chão, e começo a falar, praticamente gritando. Eu coloquei as mãos no rosto. A música parou.
-Carolina, -nessa hora,eu juro, eu ouvi alguém ir de encontro ao chão. - você me daria a honra de ,nesse dia, que é tão importante para você,você aceita dança comigo. -teve gente que riu. Se era assim eu iria entrar na brincadeira. 
-Eu ficaria honrada.
Nós nos levantamos. Mas antes de irmos para a pista de dança,falaram no microfone. 
-Mas antes. Vamos bater Parabéns para a aniversariante e para quem é essa festa. Parabéns Carol.
Todos começaram a bater parabéns. 
Depois dos parabéns. Eu e Jonathan fomos para pista de dança. 
-Para a aniversariante e seu a acompanhante. Uma música lenta. -disse o Dj.
Ele pegou na minha cintura e minha mão. Eu coloquei a mão em seu ombro. E assim começamos a dançar. 
Coloquei os braços envolta de seu pescoço, e sua mão foi para minha cintura. Ele me puxou mais para si, até que nossos rostos ficassem lado a lado. 
De onde estava,pude ver Mily dando uma piscadela para mim,eu Pisquei de volta.
- Sabia que você é a mais bela da festa? Não. Não da festa não, você e a mais bonita que eu já vi. 
Correi e dei uma risadinha, de vergonha. 
-Isso são só palavras. Tem meninas mais bonitas que eu.
-Eu não estou brincando. Você é mais bonita do que a própria Afrodite. 
- Afrodite e a mais bela das deusas da mitologia grega e das humanas . E diz que não ouve ninguém mais bonita do que ela. 
-Isso mesmo. Não houve, mas agora áh.
Nesse estante percebi que nossos rostos estavam a centímetro de distância. 
Eu não conseguia me afastar. Por dois motivos;
1°_ Seus braços me apertavam contra seu corpo. 2°_Eu estava hipnotiza por seu olhos, mais que o céu da manhã. 
Um estrondo ecoa por todo salão. Todos sem saber o que era saíram correndo. Quando dei por mim eu estava em uma parede. A mais longe do que quer que seja. Eu ainda estava nos braços de Jonathan, ele estava na minha frente, minha cabeça estava em seu peito. Ele estava me protegendo. Notei também que Mily também me protegia. Mas ela não ficou com medo. Nem Jonathan. 
Em um estante uma voz grossa e assustadora ecoou pelo local. 
- Cadê ela. Cadê a meio sangue. 
Eu estremeci. Jonathan me apertou mais. 
-Fique com ela. Eu irei cuidar dele. -Jonathan disse para Mily. Ela assentiu. 
Ele tirou os braços de mim e correu para o local aonde tinha vindo a voz. 
Mily me pegou pela mão e saiu correndo.
-O que está acontecendo Emilya? -ela apertou a minha mão ela sabia que eu estava bem e não em choque. -Mily,me conte. Agora!
Sem para de correr ela me disse:
-Você, nesse momento prefere morrer, ou esperar até que tudo se acalme, para que eu lhe explique tudo ?
-Nesse caso, eu prefiro correr para depois ficar sabendo né!
Nos corremos até que chegamos ao seu carro. 
-Entre,rápido .
Entrei. Ela não esperou que eu terminasse de entrar , e arrancou com o carro. 
-Màs uma dessa e eu caiu.
-Você não está entendendo. Eu tenho que te proteger. Se não quem morre sou eu. 
-Quê? 
-Vamos para sua casa. Lá ele não pode sentir o seu cheiro. 
-Não entendo nada sabia?!
Quando olho pelo retrovisor vejo um carro nos seguindo. 
-Não tem preocupar . E o Jonas. 
- Bom.
- Você tem certeza que não está em choque?
-Tenho. Eu só estou tentando...digerir, tudo isso. 
-Se acalme eu irei te explicar tudo,tudinho . Mas preciso que você. Se mantenha assim.
O Telefone dela toca, ela sem olhar quem era atendi:
-Alô?!-seja quem for do outro lado, também estava bem calmo. Pois quando eu estou nervosa e falo com ela pela telefone ela diz: mantenha a calma. Bem ela não diz ela grita. Ela continua-Ela está bem, ela é forte.-uns segundos se passam ,ela continua. -Seja quem for e forte. Pois o pai dela não é. Nos segue, pois ela precisa saber de tudo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...