História A filha da sabedoria - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Exibições 6
Palavras 593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 5 - 4- Ataque


  Assim que paramos em frente a minha casa. Rapidamente. Mily saiu do carro, e outra pessoa abria a minha porta. Era Jonathan. 
   -Você está bem?
   -Sim. 
   -Venha Carol.
   Mily pega minha mão e né arrasta para dentro. 
    -Chegou cedo ri... .
   -Tá na hora Antônio. Você ou eu?- diz Mily.
   -O que aconteceu? 
   -Um ciclope nos atacou.-responde Jonathan. 
   -Emilya, suba e arrume as coisas dela. Contar a ela é minha responsabilidade. -Mily assentiu. 
   Meu pai respirou fundo antes de continuar. Ele olhou para Jonathan que estava sentado em um sofá longe da gente. Ele olhou para mim,e colocou as mãos na cintura. 
   -Quem é ele mocinha? 
   -Ele salvou a minha vida pai, na festa.-notei uma coisa-Pai?! Você ta me enrolando?
   -Não filinha.
   -Uhum! Fala pai eu...sei que consegue. 
     Alguns segundos se passaram. 
   -Filha, como você sabe, eu conheci a sua mãe na faculdade. Nos faziamos  Direito. Aí nos começamos a namorar. E depois de dois anos ela engravidou de você. No dia em que ela disse que estava grávida,ela também contou quem era. Eu senti muita raiva, fiquei furioso por ela ter me usado. Mas eu a amava, quer dizer eu a amo ainda depois de anos eu ainda a amo. Ela não podia voltar, nem mesmo para o seu templo. Eu a hospedei, cuidei dela, a amei, em todos os momentos. E quando você nasceu. Ela chorou muito por ter que te deixar. Ela queria,que você vivesse uma vida humana normal. Sem ninguém te atrapalhar entenda, ela fez para o seu bem.
   -Eu...Eu...Eu...-respirei fundo.-Eu, entendo sim. Mas quem é a minha mãe?
    Nesse momento o colar começou a brilhar um pouco mais forte que da última vez. E a voz tornou a falar:Cuidado você corre perigo. Fuja. 
   Peguei o colar , com as duas mãos. 
    -Esse colar que você usa, foi ela que te deu.
    -E por que ele está brilhando?- larguei-o
   -Eu não sei filha. Eu não tenho essa resposta. 
   -Então me responda a primeira. Quem é a minha mãe? 
   -A sua mãe e uma deusa.
   -Deusa, tipo mitologia grega, nórdica e romana?
   -É. E você sendo metade humana e metade deusa você é uma semideusa. 
    Eu não sei oque me aconteceu. 
    -Eu sou oque?  E você só me diz isso agora?  Você...esperou...eu...quase...morrer...pra me dizer isso. Logo você que...que dizia que teria que haver lealdade entre nós, que...que nós deveríamos mentir um pró outro. Você quebrou
o nosso PACTO. 
   -Me perdoe filha, eu só queria te proteger. Dos deuses. Filha a coisas sobre você, que você própria terá que descobrir. Me perdoe? -elé estava ajoelhado na minha frente.-Me perdoe filha? 
   Me ajoelhei na sua frente. 
   -Áh, papai eu e que lhe devo pedir desculpas. 
   -Áh filha. Eu te amo tanto.
    -Eu também pai.-eu o abraço, e me afasto para olhá-lo - Mas...iai quem é a minha mãe? 
    -Ela não está, mas...ela inda manda. E disse você só saberia quem ela é junto com todos. Quando ela lhe reclamar. 
    -Sério isso? -ele assentiu- Fazer oque então né? 
   -Tudo certo ai? -pergunta Mily. 
   -Está sim.-respondo 
    -EMILY precisamos ir. Quanto mais tempo ela passar aqui mais ela corre perigo. 
   -Certo. Senhor Antônio. Você a verá logo. Eu prometo. 
   - Eu vou com vocês. 
   -Antônio,eu acho melhor não, eu ja tenho que me preocupar com dois. E se você for,serão três. 
   -pai se voce ficar, eu nao vou me preocupar. Por favor fique! 
     -Se assim pra vocês fircar  melhor. Por favor cuidem da minha filha .- ele olhou pro Jonathan-  Isso inclui você rapaz. 
    -Claro senhor. 
   E assim me despedi de meu pai e parti.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...