História A Filha da Viúva (Uma História Romanogers) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agent Carter, Agents of S.H.I.E.L.D., Capitão América, Demolidor (Daredevil), Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Thor
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Dra. Helen Cho, Howard Stark, James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jane Foster, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Peggy Carter, Personagens Originais, Phillip Coulson, Sam Wilson (Falcão)
Tags Capitão América, Captasha, Guerra Civil, Homem De Ferro, Natasha Romanoff, Romanogers, Stasha, Steve Rogers, Steven Grant Rogers, Thor, Tony Stark, Viuva Negra
Exibições 280
Palavras 1.486
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá pessoas (principalmente Mabel), resolvi postar a minha fic que já venho postando no Wattpad a algum tempo aqui também graças a insistência de algumas pessoinha então boa leitura e até o próximo capitulo.

Capítulo 1 - A Menina Da Marca Romana


Fanfic / Fanfiction A Filha da Viúva (Uma História Romanogers) - Capítulo 1 - A Menina Da Marca Romana

 

Quinjet da S.H.I.E.L.D. sobrevoando a Itália
P.O.V Natasha 
             
             Ste: Estou muito preocupado com essa missão Nat... - ele diz arrumando seu uniforme.

Nat: Não fica assim Cap... - digo chegando atrás dele e colocando a mão em seu ombro - É só mais uma missão de várias outras que vai ser bem sucedida...

Ste: Mas esta envolve crianças Nat, crianças! Três crianças... - ele fala tudo de uma vez e fecha os olhos. - Acho que é um pouco mais complicada... lidar com crianças é difícil...

Nat: Qual é Soldado! Vai relaxa aí... Não vai querer passar essa tensão pra crianças né? Acredite eu odeio crianças... mas eu odeio mais ainda as pessoas que as usam para esperimentos...

Ste:Mas... Então tá... Vamos repassar o esquema. - por um momento achei que ele ia me perguntar o por que, mas não ele não perguntou nada.

Eu e Steve repassamos todo o plano novamente, eu entraria pela tubulação enquanto Steve criaria uma distração no corredor principal da base, que eu sabia de có toda a estrutura , ela era dividida em setores que tinha um corredor principal no meio , do lado esquerdo tem os dormitórios e a área de convivência, com um micro Hospital , refeitório e um pátio com um palco, do lado direito fica os estoques, tanto de comida como de armas , e os laboratórios e escritórios, Três agentes entrariam, pelo lado esquerdo em busca das três crianças e eu e o Steve íamos pelo lado direito atrás dos cientistas, e bem, eu ia atrás das minhas informações, o que Steve não sabia era que a S.H.I.E.L.D não estava somente atrás dos cientistas, mas também das crianças, por isso Fury pedira para eu e Steve virmos juntos já que ele sabia que Steve não deixará nada acontecer com as crianças, e eu , bem, ele precisa de mim pra não deixar o coração de pudim dele falar mais que a Razão.

Ste: Então é isso. Lembrando que temos agentes do lado de fora da base , qual quer situação de risco, chame reforços, e se caso alguém encontrar qualquer um dos procurados ou reféns, nos avise pelo comunicador, já que não temos certeza dos horários.

Todos: Okay. - respondemos juntos.

Nós descemos e executamos o plano perfeitamente até chegarmos no Quinjet e ver que faltava uma criança.

Ste: Tenho que voltar para pega-lá !

Nat: Eu vou com você! E nem adianta falar que não !

As duas crianças que estavam no Quinjet estavam dopadas dormindo nos dormitórios quando ás encontraram, mas parece que a outra estava em outro lugar , e eu estou duvidando que ela está no único lugar que não fomos, o laboratório que estava desativado segundo as informações que o Fury me passou...

Nat: por ali Steve! - digo apontando para o corredor estreito.

Romanoff e Rogers rápido eles ativaram a alto destruição da base e vocês sabem o por que!

Recebo o aviso pelo comunicador e olho diretamente para os olhos de Steve, começamos a correr até o final do corredor, chegando lá Steve arromba a porta e nós entramos dando de cara com uma cena horrível, tinha uma criança , com cabelos grandes pele branca e uma roupa de bailarina preta com uma sapatilha com alguns detalhes em prata toda entubada com um líquido escorrendo para sua veia, mas o mais triste era todos os seus hematomas e o seu outro braço que tinha marcas que pareciam serem feitas com um ferro quente escrito palavras em italiano.
" Da Roma a Roma, Agnes la mia piccola Arma letale III "

Nat: nós precisamos tirar ela daqui Steve!

Tiro o soro da sua veia, mas antes pego uma amostra para a S.H.I.E.L.D, Steve tira com cuidado a tubulação do seu nariz e eu a pego no colo com cuidado, ela tenta se mecher mas parece que não tem força para o tal ato.

Saímos correndo da base e quando estamos quase na porta de saída tudo começa da explodir, Steve me abraça com cuidado, por causa da menina e usa seu escudo para nos proteger dos estilhaços de vidro.

Chegamos correndo ao Quinjet e quando entramos eles já levantam voo.

Passei todo quase todo o voo com a menina no colo, ela era especial eu sentia isso desde que vira as marcas em seus braços.

Meus braços já estavam dormentes então Steve chegou e sentou do meu lado.

Ste: se você quiser não quiser deixar ela com as outras meninas eu posso segurar ela pra você descansar.

Nat: Eu prefiro deixar ela com você - digo e passo ela para o colo do Steve , ela o abraça mesmo dormindo.

Quando chegamos na base vou direto para a sala de Fury e peço Steve para me seguir com a menina nos braços por onde passamos os agentes nos olhavam espantados.

Entro na sala sem ao menos bater na porta.

Fury: a porta existe pra bater antes de entrar Romanoff... quem é essa criança? Sua filha e do Rogers?

Nat: Vá a merda Fury... nós a resgatamos na missão!

Fury: Então o que ela está fazendo aqui? A leve para a Cho agora! E Romanoff me passe o relatorio da missão amanhã hoje tenho uma reunião. Hill está no comando! - Fury diz ja saindo da sala, mas antes ele para perto de mim e fala baixo para que o Steve não ouça - Você sabe o que significa essas marcas no braço dela , sabe que eles vão vim atras dela novamente , acho melhor você e o Rogers cuidar muito bem dela.

Apenas abaixo a cabeça e sigo para a sala da Cho com o Steve.

Depois de um tempo esperando a Cho , ela aparece , diz que não podemos entrar , mas ela vai cuidar muito bem dela , ela pergunta seu nome e eu falo que não sei, e depois não vemos mais a garota por duas horas, eu acabo adormecendo sentada apoiada no ombro do Steve.

Quando acordo vejo que a menina está deitada em uma cama de hospital e eu em um sofá nada confortável... Nossa que cavalheiro você em Steve, me deixar em um sofá desse...

Steve se vira pra mim e me explica que tirou amostras de sangue minha e dele enquanto eu estava dormindo e que a menina já estava bem.

Pouco tempo depois que Cho apareceu e nos explicou que ela tem dois soros que são muito parecidos com o meu e o do Steve , que ela sofreu muito , pois tem marcas roxas e hematomas por todo o corpo, que no máximo ela deve ter uns 3 ou 4 anos. Depois de explicar tudo Cho falou que sua ala estava lotada e que não poderia ficar com ela, então pediu para eu ou o Steve ficarmos com ela. E passou alguns dos seus mega medicamentos para passarmos nos hematomas e na queimadura que ela tinha no braço.

Cho a levou para tomar um banho depois que ela acordou, ela voltou com o cabelo mais curto e um vestido branco.

Steve a pegou no colo e ela permaneceu calada, mas tambem não chorou então Steve tentou conversar com ela mais foi em vão e eu sabia o porque... então eu mesma tentei conversar com ela:

Nat: ciao! stai bene? Puoi parlare poco l'inglese? (Olá! você está bem? Você pode falar pouco de Inglês?)

Agnes: Si. Il mio nome è Agnes (sim. meu nome é Agnes)

Ste: Ela só fala Italiano?

Nat: não , ela tambem fala inglês, só usei o Italiano para fazer ela falar...

Ste: Nós vamos para onde?

Nat: Poucos sabem, mas eu tenho uma casa... não olha pra mim com essa casa de "porque você não me contou?" eu comprei quando o primeiro filho do Clint nasceu e Laura precisava vim para cá consultar com a Cho... em fim longa historia... lá é bem grande e como está tarde você pode ficar lá.

Quando conseguimos finalmente sair da S.H.I.E.L.D , encontramos com a Sharon, bom tudo bem , ela é gente boa mas ela é muito fingida e fica dando em cima do Steve mesmo que ela já disse que não quer nada com ela e que já está apaixonado por outra mulher (essa é sortuda viu, e ele nem quis me contar quem é)

Sharon: até agora na S.H.I.E.L.D. ? já são quase meia noite... é hora dessa criança ir dormir não?

Ste: Nós já vamos Sharon... obrigado pelo conselho... - Steve fala com um tom de ironia, parece que alguém aqui não está com paciência com atiradas...

Steve diz e vai em direção ao carro dele e eu vou atrás. Quando chego até o carro ele destrava as portas e me entrega as chaves.

Ste: Você dirige até lá enquanto vou aqui atrás com ela... depois compro uma cadeirinha para ela.

Nat: Okay, então lá vamos nós.... serviço de babas super-hérois em funcionamento...


Notas Finais


Espero que tenham gostado, beijos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...