História A Filha de Dean Winchester - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Exibições 17
Palavras 3.320
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - 18


Boa leitura;3

Eu em breve encontrarei o meu odiado irmao miguel,e irei batalhar contra ele em breve,mas por em quanto eu tenho que arquitetar o meu novo plano para roubar os poderes da winchester.


E o meu primeiro passo será...treina-la para que ela fique bem poderosa,meu segundo passo sera;quando ela estiver com os poderes no máximo eu utilizo um feitiço de transferencia dos poderes dela para mim.


Narradora p.o.v on


Crowley teve a brilhante ideia de ligar para a wichester para eles conversarem a sós,crowley tera que usar todos os argumentos positivos a seu favor e o favor que a winchester esta devendo a ele.


Crowley pega o seu telefone e digita o numero da katy.


Ligaçao on


C:ola esquila


K: oq vc quer?


C:nos prescisamos conversar e com extrema urgência


K:e sobre oq iriamos conversar?


C:me diga onde vc esta que eu te conto.


K:vc nao pode vir aonde eu estou.


C:pq algum problema


K:na vdd vc nao pode vir aqui pq eu to no céu.


C:entao desca aqui em baixo no inferno,ou faça qualquer coisa,mas nos prescisamos conversar,


K:ok em meia hora eu estarei ai no inferno.


K:mas como eu vou chegar ai?


C:eu tenho um demonio que trabalha pra mim chamado Ajay,ele pode te ajudar,ele ira te esperar onde nós fizemos o pacto, ok?


K: ok


C:adeus esquila.


K:adeus Fergus


Ligaçao off


Katy p.o.v on


O fergus me ligou e quando eu fui dizer tchal eu disse o nome dele e desliguei na cara dele,eu estava no céu quando o crowley me ligou e no céu vc descobre muitas coisas e eu descobri o nome do crowley,ironico não?


Eu estava caçando um caso e procurando mais conhecimento aqui no céu,descobri bastante coisas que nunca imaginei que existissem,e estou começando a achar que vou ter que virar do mal pra prender o lucifer na jaula pra sempre.


Agora eu vou visitar o Fergus e espero que seja importante oq a gente tenha que conversar.


Nao quero perder o meu tempo.


[...]


Eu me lembro que quando eu estava pesquisando no ceu que tinha uma forma de ir para o inferno,com um demonio taxista chamado Ajay, eu nao estou muito forte pra poder ficar me teletransportando toda hora entao vou com o demonio do crowley.


Cheguei no local onde eu e o crowley fizemos um pacto e esse tal de Ajay estava lá.


Katy- O crowley quer conversar comigo!-eu disse seca-


Ajay-ele me avisou que quer conversar com vc entao irei te levar até lá-ele disse me encarando-


Katy-vai ficar olhando pra minha cara ou vai me levar pro crowley-eu disse fria-


Ajay-vamos então- ele disse estendendo a mão


Eu primeiro o olhei desconfiada,mas depois peguei sua mão e nós fomos parar num local sem vida,uma sensaçao percorreu pelo me corpo quando chegamos lá,parecia um local no qual estava totalmente deserto e nao havia nada nem ali,eu pensei que o inferno fosse cheio de almas e nao só uma floresta nublada e sem vida.


Katy- Aqui é o inferno?


Ajay-não,aqui é o purgatorio,a entrada pro inferno fica depois daquela pedra.


Katy- e porque vc me troxe para a entrada do inferno ao inves de me levar pro inferno?


Ajay-pq eu só vou ate aqui,depois daquela pedra vc vai sozinha.


Entao decidi ir ate a pedra resmungando um "demonios medrosos" e puxei a pedra para o lado com um pouco de dificuldade e entrei naquele buraco.


Quando eu entrei havia um corredor todo vermelho ou vinho com lamadas meio ofuscadas e varias portas,aquele era o inferno,assim quando dei o primeiro passo senti um calafrio na minha espinha e esse calafrio percorreu por todo o meu corpo.
Mais a frente haviam as portas e essas portas eram como grades com pessoas pedindo ajuda e gritando para parem ou as libertarem,essas selas nas quais eles estavam eram nojentas.




Continuei andando pelo corredor escutando os sussurros e as lamentaçoes da pessoas que estavam lá a cada respiraçao ou passo que eu dava,aquele lugar era um pouco horripilante,mas tambem um pouco sem graça ou criatividade, o Fergus prescisa de ajuda pra melhorar esse lugar.


Continuei a andar pelo corredor procurando pelo Rei do inferno,e acabei por decobrir que esse lugar é enorme e para todos os locais que eu vou eu acabo me perdendo,acho que o Fergos tinha que pelo menos me dar o mapa desse local de tao grande que ele é.


Ja verifiquei todo esse local, vendo almas sofrendo e sendo torturadas,acho que o Fergus deve estar no andar de cima fazendo alguma coisa.


Subi uma escada muito alta,com um tapete vinho escuro, e a cada degrau que eu subia eu começei a sentir uma prezença algo ou alguem com a aurea obscura,uma pessoa não,varias acho que sao demônios,continuei subindo e tinha um corredor que ia pra direita e outro pra esquerda,o da direita tinha uma porta maior do que as outras e ela estava fechada, o corredor da esquerda tinha mais selas e outra porta no final igual a da direita.


Eu decidi ir pela direita,pq sempre que vou pela direçao esqueda acaba dando merda,pq eu sou a pessoa menos sortuda do mundo.


E cada passo que eu dava era a sensação de obscuridade e a sensação sombria aumentava cada vez mais,eu sentia os demônios dentro daquela sala e eu senti um que era mais forte,eu acho que é o Crowley.


A porta esta fechada e como eu não tenho senso de educação eu decidi chutar a porta e entrar com estilo,quando eu entrei eu vi um trono no qual o Fergus estava sentado conversando com outros demonios e a sua sala era totalmente preta,era uma sala grande e Fergus parecia entediado andes de eu estar la entao quando eu entrei ele ja demonstrou um sorriso e pedio para os demonios sairem da sala pq ele resolvia os problemas depois, para que nos podermos conversar.


Katy- olá,Fergus


Crowley-como vc descobrio o meu nome?


Katy- eu tenho os meus contatos


Crowley- o que vc acha da gente conversar em um local mais confortavel com uma roupa mais formal?


Katy-okay


Crowley- me siga por favor-ele disse estendendo sua mao-


Katy- nao sabia que vc sabia falar por favor-eu disse pegando sua mão e o seguindo


Crowley-tem muitas coisas que vc nao sabe sobre mim


Katy-para onde estamos indo?


Crowley- é surpresa,mas saiba que é um presente e vc pode vir aqui sempre que quiser,pois sera muito bem vinda.


Katy- eu virei aqui mais vezes porem vc ira me dar um mapa desse lugar, pq eu me perdi duas vezes pra poder te achar.


Crowley- o inferno é muito grande,porem eu vou te enviar o mapa para o seu celular, ok?-ele diz parando de frente para uma porta-


Katy-ok


O crowley abriu a porta e o quarto que eu vi era demais!


Katy- ahhhh!-eu gritei muito feliz olhando o quarto todo.


Crowley-gostou da surpresa?


Katy-eu amei!-eu disse abraçando ele e dando pulinhos de alegria-


Crowley-pode me soltar agora-eu soltei-que bom que gostou pq agora ele é seu sempre que quiser vir ou ficar aqui,agora se me der liçença eu tenho que cuidar do jantar,entao quando vc estiver pronta toque o sino que um demonio ira vir te buscar,alguma duvida.


Katy- nenhuma duvida,mas muito obrigado pelo quarto e por tudo.


Crowley-essas roupas tambem sao suas,e se estiver faltando alguma coisa é só me avisar.


Katy-nao esta faltando nada,esta tudo perfeito obrigado.


Crowley-agora se me der licença-ele disse e saio pela porta do meu novo quarto.


Quando ele fechou a porta eu olhei cada detalhe daquele quarto




Esse quarto era demais e estava da minha cor favorita,preto.

Do lado da cama tinha uma porta,aquele era um closet um closet! Dentro do closet tinha muitas roupas elegantes ou de gala,mas tambem tinham as minhas roupas favoritas,muitos mais muitos all stars de todos os tipos,botas,sapatilhas,saltos...etc. resumindo tudo que eu amava.

Haviam quatro portas duas do lado direito e do esquerdo do closet,decidi ir primeiro pelo lado esquerdo dessa vez e quando eu entrei avistei uma sala de armas com todos os tipos de armas,facas e outras coisas,eu amei essa sala,talvez eu venha me divertir mais tarde.




Tinha duas portas a direita eu decidi ir primeiro na mais perto e era a segunda sala mais maneira do meu quarto,era uma sala cheia de guitarras que eu pessoalmente ,amo!




Analisei por um tempo essa sala e peguei a guitarra vermelha,e quando eu fui testar ela estava perfeitamente afinada,ela tocou suavemente e ela tem cordas muito boas,tambem vou voltar aqui mais tarde pra me divertir,depois sai de la e fui ver oq tinha nas outras duas salas.
Fui na outra do lado esquerdo e lá tinha uma sala de jogos!eu to começando a achar que o crowley me ama.



Decidi ir na ultima porta do lado direito,eu entrei e lá havia um banheiro enorme com uma banheira,meu deus o Fergus é demais.
Voltei e olhei para a minha cama e la estava um vestido para mim vestir,entao decidi tomar um banho para me arrumar e ir jantar com o crowley.


Acho que vou ficar aqui por um bom tempo.

[...]

Tomei o meu banho e que banho,eu me senti como se tivesse tirado um peso das costas,eu refleti muito naquela banheira de hidromassagem que o crowley me deu , eu to começando a achar que o crowley é bonzinho ou algo assim pq ele é muito legal.

Sai da banheira e decidi me arrumar e vesti o vestido que Fergus me deu.


E depois eu arrumei o meu cabelo e ele ficou solto e ondulado,sinseramente o Rei do inferno tem bom gosto pra vestidos.

Quando estava pronta me olhei no espelho e murmurei um "uau!" pq eu tava muito diva.

Ja que estava pronta fui ate o sino e o toquei e logo um demonio do crowley apareceu em minha porta.

[...]

crowley-vc está deslumbrante neste vestido.

Katy-muito obrigada crowley.

Crowley-tudo para agradar minha nova amiga

Katy-nao,eu to falando obrigado por tudo mesmo,eu tenho um quarto só meu aqui no inferno,uma sala cheias de guitarras,outra de armas e facas, uma banheira e uma sala de jogos,eu nunca pensei que diria isso,mas vc esta sendo como um pai que eu nunca tive e esta sendo ate melhor que o Dean, muito obrigado por ser meu amigo.

Eu disse e depois abraçei ele com força,no inicio ele fico de boca aberta e sem reação,mas depois retribuio o abraço e rapidamente nos afastamos.


Crowley- nao acho que eu seja melhor que esquilo, mais nao fique tao feliz antes da hora pois nos temos muito que conversar e o assunto é serio.


Katy-entao vamos logo.


Crowley puchou a cadeira para mim sentar, e pela cara que ele esta parece que o assunto é serio.


Nos estavamos em uma sala de jantar , para dois com comida chique e vinho sobre a mesa, e um ramo de rosas em seu meio de centro.


Crowley estava com seu formal e belissimo terno preto e uma gravata vermelha em volta de seu pescoço.


Katy-antes de começarmos gostaria de dizer que seus demonios sao um bando de covardes,eles nem tem coragem de entrar no proprio inferno so pq tem medo de te encarar-eu disse num tom de ironia-


Crowley- mas é bem melhor antes ser temido do que amado,sabe eu sei que ja disse isso uma vez e disse que nunca iria repetir mais eu construi me reino baseado no abandono da minha mae a minha pessoa quando ainda era pequeno.


Katy-nao se lamente,por uma bruxa vadia que poderia ter tido um filho otimo e divertido


Crowley-nao me lamento,mas esse nao é o assunto do momento.


Katy- entao desenbucha logo, eu vi que pela sua cara ai vem bomba ,mas saiba eu estou sabendo de muitas coisas e descobrindo coisas que possam te interessar e como somos amigos eu te conto oq eu sei e vc me conta oq vc sabe que tal?


Crowley- otima ideia


Katy- que tal eu começar?


Crowley- as damas primeiro.


Katy- bom,eu tinha um namorado que provavelmente esta morto agora,mas vc deve esta pensando oq ele tem a ver com essa hostoria,entao se acalme que eu vou te contar tudo.


[...]


Depois de explicar tudo sobre o Andrew e as minhas varias descobertas sobre lucifer e do meu encontro com o meu pai e tio no caminho, e sem esquecer os meu dois novos integrantes da minha lista negra,cass e tio lú.


Contei quanse tudo pro crowley que ouvia atentamente cada palavra que eu falava, fazendo muitas expressoes facias diferentes a cada informaçao que eu dava pra ele,a unica parte da conversa que eu ocultei foi sobre a minha proposta de treinamento que lucifer me fez,mas tirando isso crowley sabia de tudo, e eu queria que ele soubesse , pois prescisava de um aliado.


Nao confio totalmente no crowley,mas ele vem se mostrado um otimo amigo, entao darei esse voto de confiança.


Crowley- olha tudo que vc me disse sera bem utilizado,mas vc nao me falou isso só por falar, ou falou.


Katy- na verdade eu quero que vc seja o meu aliado nessa guerra entre mim e lucifer.


Crowley- eu sinseramente nao quero que ele saia da jaula,entao eu irei me unir a vc,mas tem um porem que eu estou sendo obrigado a falar,se nao eu e os meus demonios morremos.


Katy- era so oq me faltava,sabia que nessa historia tinha algo estranho,sempre te um mas ou um porem,vamos desenbucha logo.


Crowley- o esquilo pedio pra mim conversar com vc,sobre o apocalipse e te explicar tudo.


Katy- OQUE!!-eu disse batendo com bastante força e raiva na mesa-


Crowley- katy se acalme por favor, eu ainda nao terminei de explicar, alguns demonios conseguiram libertar à lilith uma demonio muito poderosa chamada de mae pois ela foi o primeiro demonio criada por lucifer,ela é muito mais poderosa que todos os demonios e pode controlar eles com o pensamento.


Porem ela fara de tudo para quebrar todos os selos o mais rapido possivel para poder libertar lucifer,um mestre no qual ela é muito fiel,mas esse nao é o ponto.


Vc tem poderes suficientes para matar a lilith e seus seguidores e impedir o apocalipse,mas se vc nao impedir a lilith de abrir a jaula lucifer saira de la atras de uma casca para poder possuir permanentemente ou seja eu tio sam e quando lucifer sair miguel ira atras do dean para poder te possuir e batalhar contra lucifer no campo de batalha.


E se isso acomtecer so vc tera poderes suficientes para conseguir fechar a jaula junto com os quatro aneis dos cavaleiros do inferno,agora vc conpreende?


Katy- olha crowley,eu sinseramente nao faria nada pro dean,ou pro sam e principalmente o castiel ,pois oq eles fizeram nao tem volta,mas eu como sua amiga só aceito a sua proposta com uma condição.


Crowley- dependendo da proposta eu aceito.


Katy- eu quero que vc me torne a princesa do inferno.


Crowley- só isso, eu achei que fosse pedir qualquer outra coisa, mas ser princesa do inferno é isso que vc quer tem certeza?


Katy- nunca tive tanta certeza na minha vida.


Crowley- okay ,entao agora vc é a nova princesa do inferno entao eu te darei essa coroa e esse colar.






Katy- pera esse nao era o colar de diamantes perdido no mar?

Crowley- nao o perca , pois foi muito dificil de conseguir, esse colar protege vc de feitiços que sugam os seus poderes e seres sobrenaturais ,ou seja se vc morrer vc meio que ressuscita e esse colar tem o poder de te teletransportar ou pro inferno ou pro céu sem ser percebida.

Katy- ta agora que eu sou a princesa do inferno eu tenho outro pedido.


Crowley- vcs seres humanos sempre querem mais.


Katy-nao reclama,eu quero que me de poderes de bruxa,um grimorio magico e o impala 67 do dean eai eu salvo vc e o mundo.


Crowley- vc ta doida, se o dean souber que vc quer o impala ele surta e vem me matar.


Katy- ou vc manda o recado pro Dean ou trato nada feito,agora se me der licença eu vou estar no meu novo quarto- eu disse e levantei da mesa com elegancia e bem devagar-


Sai andando da sala de jantar e indo ate a porta,mas algo pega o meu pulso.


Crowley- okay eu falo com o Dean,mas vc tem que convencer ele de nao me matar.


Katy- ótimo , agora eu vou trocar de roupa e depois a gente vai falar com eles.


[...]


Fui para o meu quarto,tirei aquele vestido lindo e o salto e vesti outra roupa mais comfortavel.



Apos vestir minha roupa de caçadora,fui até a sala de armas e peguei algumas,pra levar escondidas atras da bota,pois nunca se sabe.

Sai do meu quarto e fui até o trono do fergus,para avisalo que nós poderiamos ir atras do Dean.


Entrei na sala sem pedir perdição e ja vi que já colocaram o meu trono ao lado do trono do Rei do inferno.


Isso vai ser muito divertido.


Crowley -pronta?


Katy- antes eu quero subir primeiro e da uma palavrinha com eles e quando eu te ligar vc vai pode ser?


Crowley- leve quanto tempo precisar,eles estao em wisconsin caçando alguns demonios.


Katy-obrigada


Eu disse ja me teletransportando para winsconsing.


Apareci na frente dos dois e eles apontaram as armas pra mim, eu começei a rir.


Dean-katy?


Katy-nao o coelhinho da pascoa.


Sam-katy é vc mesmo?


Katy-claro que sou eu seus idiotas.


Eles abaixaram as armas devagar.


Ai quando eles abaixaram a guarda,eu peguei a minha arma atras da calça e apontei pra eles.


Katy- Agora quero deixar algo bem claro, se vcs forem atras do fergus de novo pra que ele converse comigo ou tente me convencer de alguma coisa eu mato vcs, se mentirem ou tentarem me enganar de novo eu mato vcs e se eu ver o castiel cada um vai comer bolas de anjo no almoço,entendido?


Dean- pera aí o nome do crowley é fergus-ele diz em um tom de ironia-


Katy-entendido?- eu digo e destravo a arma-





Dean/sam- sim!


Katy- otimo, pq eu só vou voltar com uma condiçao.


Dean- eu faço qualquer coisa pra vc voltar


Katy-qualquer coisa mesmo?-eu digo arqueiando a sombrancelha-


Sam/dean- qualquer coisa pra vc voltar-


Katy-ok eu quero esse impala 67


Dean- tudo menos a minha baby!!


Katy- é pegar ou largar.


Sam- Dean da o carro pra ela- sam sussurrou-


Dean- nao sam tudo menos a minha baby


Sam- dean é so um carro, e depois vc pega de volta.


Dean- sam é a baby.


Sam- dean se vc nao fizer o mundo acaba


Dean-okay,mas se eu nao voltar a dirigir a minha baby vc morre.


Katy-ja se decidiram?!


Sam- o dean vai te dar o impala


Katy- eu quero ouvir isso da boca dele.


Dean- eu vou te dar o meu carro-disse resmungando-


Katy- o que? Nao escutei repete!


Dean- eu vou te dar a minha baby.


Katy- eu tinha escutado da primeira vez,so queria que vc repetisse.


Sam- entao quer dizer que vc voltou pra nos


katy-nao, essa situaçao so vai voltar ate o fim do apocalipse


Dean- okay,entao se decidir ficar sera bem vinda


katy- onde esta o bobby?


Dean- esta caçando com o rufus


katy- okay , agora so vou enviar uma mensagem


eu decidi enviar uma mensagem para o crowley avisando que ele poderia subir;


crowley- ola rapazes, ola princesa


dean- ola fergus- disse o dean ironico-


crowley- so ela pode me chamar de fergus,pra vcs e rei do inferno.


dean- que intimdade e essa com a minha filha


katy- ele é meu amigo.


sam- pera desde quando o crowley é amigo de alguem?


Katy- desde que ele me conheceu.


Dean- e que historia é essa de princesa?


Crowley- vc nao contou pra eles?


Katy- eu te chamei pra me ajudar a contar


Dean- contar oq?


Sam- e como assim pedir a ajuda dele pra contar?


Crowley- A Katy é ...





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...