História A Filha de Dean Winchester - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Exibições 14
Palavras 940
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - 24


E do nada uma luz cercou os dois winchesters.

E derrepente tudo ficou preto.

Do nada os dois winchesters estavam dentro de um avião, não entendendo nada oq aconteceu.

De dentro do avião dava pra ver uma luz bem forte saindo da igreja na qual os dois estavam.

E aquela luz estava atraindo uma tempestade de nuvens escuras e raios

Se eles tivessem ficado mais um segundo eles estariam torrados.

Agora os dois estavam no avião tentando entender oq tinha acabado de acontecer.

Porem eles ainda não tinham ideia do que estava por trás daquela luz, mas algo bom era oq não era.

Enquanto isso em outro local.

Katy p.o.v on.

Tudo estava escuro,nao havia nenhuma luz,a ultima coisa que eu me lembro era de ter levado a morte como uma velha amiga (entendedores entenderão )

O local onde eu estava?

Eu não me lembro pra onde eu fui depois que eu morri, mas o local que eu estou agora não é o céu e nem o inferno.

Eu estou em um local fechado e a minha respiração esta limitada.

Eu estou de volta?

Eu não tenho tempo para pensar estou começando a ficar com falta de ar.

Eu provavelmente devo estar dentro do meu caixão.

Eu vou ter que arranja um jeito de sair daqui .

O caixão é grande então eu consigo pegar um isqueiro no meu bolso e um canivete.

Eu faço uma marca com o meu canivete aonde eu iria ligar o fosforo.

liguei o fosforo na parte da tampa do caixão,esperei esfriar um pouco.

Quando esfriou eu prendi a respiração e comecei a socar a parte fria.

Eu estava fraca,mas eu não iria desistir.

Eu soquei de novo e de novo.

Eu tinha que sair dali ,eu acabei de voltar pra minha vida e não vou morrer de novo.

Eu vou conseguir e não vou desistir.

Continuei socando ate que eu me concentrei bastante e dei um soco muito forte.

O caixão quebrou porem começou a cair muita terra , porem eu continuei quebrando o caixão.

Ate que comecei a tentar ir pra cima.

A terra estava úmida , e eu estava subindo cada vez mais pra cima em busca de ar.

E eu subia cada vez mais cada vez mais ate que eu senti agua na minhas mãos.

Deveria estar acontecendo alguma tempestade isso quer disser que eu estou perto da superfície e esta chovendo lá fora.

Estava ficando cada vez mais difícil de chegar na superfície a terra úmida estava dificultando a minha subida.

Mas mesmo assim eu não desisti.

Eu continuei subindo ate que finalmente a minha mão finalmente sente a superfície.


Depois disso eu me apoiei no chão e subi para a superfície.

E respirei bem fundo em busca de ar para recuperar o meu folego.

Onde eu estou?

Eu sinto que reconheço esse lugar.

Espera eu conheço essa é a arvore que fica atrás da cabana do Bobby.

Eu procurei a casa do Bobby mas não dava pra ver nada naquela chuva.

Então eu fui pra direção que eu achava que ficava a casa.

Eu estava toda suja de terra e ensopada de água.

Decidi bater na porta antes de sair entrando assim do nada.

Ninguém atendeu a porta,então eu decidi arrombar.

A cabana estava vazia ,não havia ninguém lá dentro.

Então eu decidi entrar e tomar um banho antes de tentar qualquer coisa.

[...]

Após um banho e uma troca de roupa eu decidi pegar uma arma e por no cós da causa, caso algo acontecesse .

Decidi tentar ligar pro Bobby e pros meninos,mas nenhum deles atendia.

Katy- cass eu estou viva sera que vc poderia vir aqui me ajudar.

Cinco minutos se passaram e nada.

Anjo da guarda é a minha mao na cara do castiel.

Se é da guarda é pra proteger quado o protegido precisa de ajuda.

Depois disso eu tentei ate ligar pro Crowley e nem ele tava atendendo o telefone.

Quer sabe eu vou invocar ele aqui.

Peguei alguns ingredientes de invocação e recitei algumas palavras para invocar o Crowley.

Ele também não ta respondendo.

Oq sera que aconteceu com esse povo,sera que eu morri por tanto tempo.

Nem mesmo dão um sinal de vida pra mim.

Então eu sentei no sofá da casa do Bobby.

E pensei como eu voltei?

Como me trouxeram de volta?

Pq me trouxeram de volta?

Alguma coisa não ta encaixando nessa historia, e eu sinto um mal precentimento.

Bom como eu estou frustrada e com fome, eu vi que a tempestade já havia passado.

Então eu vi que havia um impala 67 sem ninguém pra dirigir , então eu procurei a chave do carro e cai com o pe na estrada.

Decidir ir a algum lugar que vendesse hambúrguer.

No caminho liguei o radio e procurei dinheiro no porta luvas.

Achei trezentos dólares escondidos

Guardei na carteira e decidi ir na lanchonete comer que nem uma baleia.

[...]

Eu fiquei umas duas horas na lanchonete só comendo.

Então decidir ir pra cabana do Bobby levando uma torta para mim comer mais tarde.

Cheguei lá estacionei o carro.

E entrei dentro da cabana , é parece que eu vou ter que esperar pelos rapazes.

Então eu vesti o meu pijama, peguei a minha torta e uma cerveja da geladeira e sentei no sofa pra ver doutor sexy.

E como os rapazes não estão aqui eu posso beber cerveja de vez em quando.

Então comecei a assistir a serie esperando por algum sinal de vida.

Narrador p.o.v on

Sam e Dean estavam a caminho da casa da Bobby e oq os esperava por lá seria uma grande surpresa.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...