História A Filha de Dean Winchester - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Exibições 16
Palavras 1.944
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - 30


Eu toquei na maçaneta, ela estava lisa e gelada,porem eu me senti viva e quente.

Era como se eu tivesse despertado para algo maior.

Eu abrir a porta lá estava...

Um jardim, espera eu já estive aqui antes.

Então se é esse o jardim que eu já tive um sonho um dia isso quer dizer que ele está aqui.

Eu entrei no jardim enorme e começei a procurar por ele.

Até que eu passei por um labirinto no qual jogamos uma vez.

Até que eu me lembro do caminho e quando eu nao achava ele me guiava até o centro.

Eu fui seguindo para o centro o labirinto através de meus instintos.

Eu tenho certeza de que ele está lá no centro do labirinto, agora só falta eu chegar lá para poder conversar com ele.

Quando eu estava chegando no centro do labirinto um barulho começa a entrar na minha cabeça e depois se vem uma luz.

Aí eu percebo que já era de manhã e o Som na minha cabeça era o alarme.

Eu acordei com aquela sensação boa, se bem que eu queria ver alguém porém eu não me lembro quem.

Então eu já me levantei na maior falta de vontade escutando o meu travesseiro e o meu colchão dizendo pra mim voltar.

Sai do meu quarto e fui pro andar de baixo.

Oq eu vejo é o Sam dormindo na mesa em cima de vários livros, e o Dean todo esparramado no sofá.

Mas eu como eu boa samaritana.

Peguei um cobertor pra cobrir os dois

Só que não.

Eu peguei uma caneta permanente e desenhei na cara do Sam.

Ja com o Dean eu peguei uma espuma de barbear e coloquei nas duas mãos dele.

Aproveitei e passei maquiagem nos dois e ainda tirei foto e postou no Instagram e no Facebook.

Depois disso eu acordei o Sam de forma devagar, sem deixar ele notar que a cara dele estava pintada.

Aí eu apontei pro Dean e ele entendeu o recado.

Então ele foi lá e passou uma pena no nariz do Dean.

O Dean meteu a mão na cara.

Dean- quem foi?!!!

Katy- kkkkk.

Sam- bem feito por ter dormido no sofá.

Dean- hahaha!!

Katy- hahaha!!

Sam- do que vcs estão rindo?!

Katy- Sammy vc ta bonito hj já pensou em virar modelo.

Dean- eu acho que vc poderia até desfilar na passarela.

Sam- katy oq vc fez?!

Katy- eu não fiz nada ja a minha caneta e a minha maquiagem sim.

Dean- parece que não foi só eu que fui trollado Sammy.

Sam- acho uma boa vc também olhar no espelho.

Katy- deixa que eu pego.

Eu disse e peguei um espelho bem grande e cheguei na frente deles e virei o espelho.

Katy- vcs estão bem lindos de maquiagem.

Eu disse guardando o espelho e saindo correndo pra eles não me pegarem.

Ainda bem que eu não disse nada sobre as redes sociais se não eles iriam me matar.

Depois da minha brincadeira matinal.

Nos todos fomos tomar café da manhã.

Enquanto eu comia a minha torta e tomava a minha belíssima cerveja o Sam joga algo na mesa.

Sam- temos um caso e eu acho que é relacionado ao Lúcifer.

Dean- aonde fica?

Sam- Willegton, Ohio.

Katy- então vamos.

Dean- como assim vamos, é nós vamos eu e o Sam vc vai ficar aqui.

Katy- eu tô cansada de ficar aqui parada ou vcs me levam ou nenhum de vcs vai.

Dean- É oq mocinha eu sou seu pai e vc vai me obdecer.

Katy- eu sou maior de idade e eu posso fazer oq eu quiser, ou vcs me levam com vcs ou eu vou sozinha.

Sam- chega!

A katy vai com a gente e pronto, ela não é criança Dean ela tem que aprender a se cuidar sozinha.

Dean- tabom ,mas se a katy se machucar a gente trás ela de volta e resolve o caso.

Sam- okay então vamos lá.

Nos saímos da mesa e nos preparamos para ir para Ohio.

Depois de meia hora já estavam todos prontos.

Então nós saímos em direção ao carro.

O Dean entrou no banco do motorista, e eu no do passageiro quando o Sam abril a porta.

O Sam iria sentar na frente porém eu cheguei primeiro.

Aí ele sentou no banco de trás com cara de tacho.

Sam- sério isso Dean?vai deixar ela sentar no meu lugar?

Dean- foi vc quem quiz trazer ela agora aguenta.

Katy- agora vamos por uma música eu disse e coloquei a música Black in Black

Sam- É vc ainda deixa ela mexer no rádio?! Vc não me deixa nem tocar.

Dean- isso é pq ela tem bom gosto Sammy!

Katy- agora pé na estrada.

Nos ficamos viajando por algumas horas até que o Dean desliga o rádio.

Dean- Sammy explica pra gente sobre o caso.

Sam- eu não expliquei?

Katy- não vc só falou que tinha algo haver com o Lúcifer.

Sam- É vcs dois só vieram por causa disso?

Nos dois- É só por causa disso.

Sam- vcs não tem jeito.

Bom o cara teve a cabeça cortada por um urso e de alguma forma esse urso entrou na casa dele subiu as escadas foi até o quarto e decepou a cabeça do cara na frente da esposa, e uma semana antes alguns acontecimentos paranormais aconteceram perto dessa cidade então eu acho que pode ser o Lúcifer.

Dean- É uma boa teoria vamos lá dar uma olhada.

E depois nos aceleramos.

Quando nós chegamos nos hospedados no motel e fomos nós arrumar para ir para uma delegacia aonde nós iríamos interrogar a esposa do cara.

Enquanto o Sam se arrumava no banheiro eu e o Dean víamos doutor sexy.

Era uma série baseada em um livro.

Era bem legal.

Sam- pronto vamos.

Katy- okay.

Eu disse prestando mais atenção na TV.

Sam- oq vcs dois estão vendo?

Dean- um programa sobre um hospital, é baseado em um livro.

Sam- Desde quando vc entrou na menopausa Dean?

Dean- cala a boca vamos resolver o caso Sammy.

Depois desse papo rápido nos fomos direto para a delegacia.

Chegamos lá e fomos na recepção.

Delegado- me digam de novo oq os agentes federais fazem aqui?

Sam- nos viemos investigar o caso de um dos residentes, que foi atacado por um urso.

Delegado- Bill randon foi atacado por um Urso não se tem oq investigar.

Sam- tem realmente certeza de que foi um urso.

Delegado- oq mais poderia ser?

Dean- Bom seja lá oq foi caçou o senhor Radon pelos bosques, arrombou a porta da casa dele e subio as escadas e o matou em seu quarto.

Katy- isso é comum um Urso fazer isso?

Delegado- depende da fúria dele eu acho.

Olha escutem os Radon vivem em um lugar afastado.

La tem uma estação de trufas que faz qualquer um chorar.

E ursos também.

Sam- Tá e como está a senhora randon, as fichas dizem que ela vio tudo oq aconteceu.

Delegado- É ela vio tudo sinto muito pela pobre mulher.

Dean- Ela disse Urso?

Delegado- Kathy randon passou por um grande trauma , ela está confusa.

Katy- oq foi que ela disse ?

Eu disse e todos nós fomos levados para a sala de interrogação.

Khaty- não ,deve ter sido um urso que eu vi, pq oq mais seria?

Sam- senhora randon oq pensou que poderia ter sido?

Kathy- hã, olha agora eu me lembro claramente com certeza era um urso.

Dean- nos sabemos oq era, mas ajuda se soubermos todos os detalhes.

Katy- nos conte oq pensou ter visto.

Khaty- é impossível,mas eu poderia jurar que eu vi o incrível Hulk.

Esse foi um dos momentos mais difíceis da minha vida.

Eu segurei tanto o meu riso que tive até que prender a respiração.

Sério isso produção o incrível Hulk?

Sam- O incrível Hulk?

Khaty- eu disse que era loucura.

Dean- o Eric ou o Eduart Norton?

Khaty- a não esses filmes eram horríveis era o Hulk da tv

Katy- Lufer rindon

Dean- o do cabelo espetado?

Khaty- É esse daí.

Acham que eu estou louca?

Nos três respondemos em uníssono com a voz sarcástica.

Nós três- Não...

Dean- É... É... É que teria alguma razão para o incrível Hulk atacar o seu marido?

Kathy- não!

Sam- Não.

Depois disso nós decidimos voltar para o Motel.

Eu dei altas risadas no carro.

Depois nós decidimos que o Sam iria investigar o local enquanto a gente ia pesquisando.

Sam- oi.

Dean- achou alguma coisa?

Sam- Bom eu vi a casa.

Katy- eai?

Sam- acontece que tem um buraco gigante aonde ficava a porta da frente.

Quando do tamanho do...

Dean- Do Hulk?

Sam- pode ser, oq vcs acharam.

Dean- Parece que o Bill era um pouco nervosinho.

Ele tem duas acusações de agressão doméstica, brigas de bar e sessões de terapia ordenadas pelo tribunal.

Katy- eu acho que vc não gostaria de ver ele zangado não.

Sam- então um cara esquentado morto pelo cara esquentado da tv.

Isso não parece ser só sobremesa.

Tudo parece fazer sentido.

Dean- oq parece fazer sentido?

Sam- É que eu achei uma coisa na cena do crime.

Papéis de Bala.

Dean- só sobremesa, gosta de doces, tortura pessoas antes de mata-las

Só pode ser um brincalhão não é?

Ótimo to afim de pegar esse cara desde o local misterioso.

Sam- tem certeza?

Dean- claro que tenho.

Sam- Não tem certeza de que quer matar o cara?

Dean- O desgraçado não pensou duas vezes antes de me matar umas mil vezes.

Sam- Não eu sei é assim só estou dizendo.

Dean- qual é cara se não quer matar quer fazer oq?

Sam- Falar com ele.

Katy- oque?

Sam- olha, prestem atenção ele é uma das criaturas mais fortes que já encontramos quem sabe não podemos usalo.

Dean- pra que ?

Sam- olha os brincalhões gostam de vinho, mulheres músicas ,mas eles nao querem que a festa acabe.

Pode ser que ele odeie tanto quanto nós essa história de anjos e demônios.

Talvez ele até nós ajude.

Katy- tá falando sério?

Sam- tô.

Dean- se aliar ao brincalhão?

Sam- É

Katy- ata um monstro cruel e violento e vc tá querendo adicionar ele no Orkut?

Dean- legal Sammy.

Sam- O mundo vai acabar gente.

Não podemos nos dar o luxo da moralidade.

Eu só acho que vale a pena tentar só.

Se não der certo matamos ele.

Dean- tá e como é que a gente acha esse cara.

Sam- ele nunca faz uma vítima não é?

Ele aparece.

Então depois deste papo nos fomos nós preparar para mata-lo.

Sam e Dean já haviam me contado sobre essa história do local misterioso, eles só não me contaram quem era o brincalhão.

Eu estou um pouco curiosa.

Eu e o Dean estavamos afiando estacas e esperando alguma morte.

Rádio- É central temos um 187 no moinho da rodovia 6.

Sam- Dean, katy.

Rádio- oq está acontecendo.

Rádio- francamente eu não sei descrever oq eu estou vendo, só mande todo mundo.

Rádio- okay espere perto do carro estamos à caminho.

Dean- que coisa estranha

Sam- O bastante para ser o nosso cara ?

Katy- não sei vamos dar uma olhada.

Então nós fomos na direção em que o rádio falou na rodovia 6, e era um galpão abandonado.

Nos chegamos e o local estava praticamente abandonado.

Dean- teve um homicídio aqui, não tem carro de polícia ninguém.

Que, que vcs acham disso?

Sam- péssimo.

Katy- com certeza é uma armadilha.

Então nos três pegamos estacas de madeira que estavam no porta malas.

Entao o Dean abriu a porta do galpão e depois nos três entramos.

E lá a gente...


Notas Finais


Eu criei um novo livro.

O nome é" a chave universal"

Se quiserem deem uma olhada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...