História A Filha de Hades (Camila G!P) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Mitologia Grega
Tags Camilag!p, Camren
Exibições 48
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 3 - 2 Discovery part 2


Fanfic / Fanfiction A Filha de Hades (Camila G!P) - Capítulo 3 - 2 Discovery part 2

[...]

Olhei para todos os lados a procura de alguém para me ajudar e nada e nem ninguém, foi ai que senti algo estranho dentro de mim. Meu corpo começou a se esquentar, tudo em minha volta está torvo e meus olhos queimando feito brasa, e então olhei nos olhos do monstro e conseguir ver o reflexo de meus olhos, estavam em estavam chamas vivas, então nesse momento eu soube o que deveria ser feito.

- Δεν ξέρω από πού προέρχεται, ούτε που σας έστειλε. Αλλά θα πάμε πίσω στα Τάρταρα και να μην βγούμε από εκεί πάλι .( Não sei de onde vem, e nem quem te mandou. Mas você irá voltar para o Tártaro e não sairá de lá novamente.)

Após ter tido isso, o monstro simplesmente virou cinzas, eu apenas fiquei olhando para o chão vendo seus restos, tentando entender como falei grego e o que tinha acabado de acontecer aqui, após um tempo encarando o chão sou tirada do transe por Dinah e pelo nosso professor de Música Sr.Henry cujo não estão com uma expressão nada boa em seus rostos

- Mila você está bem? - Dinah pergunta tocando meu ombro
- S-Sim
- Jane, leve Camila para casa e diga a mãe dela que não é mais seguro ela ficar aqui, temos que leva-la ao acampamento.
- Levar a onde? Porque não é seguro? Onde está acontecendo?
- Vem Mila, no caminho de explico.
- Onde vamos?
- Para sua casa, anda logo.

Dinah saiu correndo na frente, e eu logo atrás, já que ela era muito mais rápida que eu, e eu não sou nem um pouco atlética então estava com um pouco de dificuldade para acompanhar, assim de saímos do prédio da escola pegamos o carro do pai de Dinah que ela usa para ir a escola e fomos a caminho da minha casa.

- É o seguinte Mila, você é filha de Hades, o deus do sob mundo.
- Que tipo de droga você usou Dinah? - pergunta incrédula
- É sério minha, você é uma semideusa, e eu sou sua protetora.
-Como isso é possível?
- Sabe as histórias dos deuses terem filhos meios humanos meio deuses, então é verdade e você é uma.
- Isso é insano
- Eu sei, e eu sou filha da deusa do fogo e meu pai é um gigante.
- Tá agora faz sentido - digo rindo
-Hahahaha engraçada você viu?
- Tá, tá, foi mal, mas eu não podia perder essa oportunidade.
- Entendo, eu faria o mesmo - diz com um sorriso no rosto
-Blz, mas que história é essa de eu não estar segura aqui?
- Agora que descobriram que você é filha de um dos três grande e do deus da morte, provavelmente seu pai deve ter muitos inimigos e querem o afetar ou afetar todo o Olímpio usando você.
- Uhhhoooo
- E por isso você precisa ir para um lugar onde você irá ter treinamento, para poder controlar seus dons.
- Dons?
- Sim, como você acha que fez uma dracaenae desaparecer? Seu pai pode mandar e desmandar nos monstros mas provavelmente não foi ele que enviou aquele monstro.
- Eu não sei o que fazer ou pensar, isso é tudo loucura.
- Eu sei, por isso estou aqui. Para ajudar você - Dinah para o carro em frente a minha casa, se vira para mim - Para tudo que você precisar, agora vamos pegar suas coisas e ir para o acampamento, Sr. Henry já deve ter conseguido falar com sua mãe.
- Ok - foi tudo que disse, é muito para uma pessoa só

Desço do carro, caminho até a porta da minha casa a abro, minha mãe vem em nossa direção por uma expressão totalmente preocupada.

- Filha, você está bem? Se machucou? Sr.Henry  me ligou, disse que você tem que ir para o acampamento o mais depressa possível.
- Calma mãe, eu estou bem.
-Que bom, minha filha. Suas coisas ja estão arrumadas.
- Ok, eu vou até o quarto pegar - Dinah diz subindo as escadas
- Mãe?
- Sí, Mi Hija 
- Por que nunca me contou isso?
- Estava esperando a hora certa
- E quando seria? Mãe eu poderia ter morrido
- Seu pai não deixaria filha, você está aqui agora e vai ficar tudo bem.
- Gostaria de poder acreditar nisso..- sou interrompida por Dinah
- Vamos?
- Já peguei tudo
- Mãe? Não tem como eu ficar? Eu prometi a Sofi que voltaria, não quero deixar vocês três.
- Filha, por mais que me doa dizer isso, você precisa ir. Quando tudo isso acabar estaremos aqui. Te amo Mi Hija
- Eu também te amo mãe, diga a Sofi que volto quando puder - eu gostaria muito de acreditar em minha mãe que tudo ficaria bem, que eu voltaria para casa o mais rápido possível para ficar com eles e brincar com minha irmã mais nova, como faço todo dia. 
- Se permaneça forte filha - abraço minha mãe, como se fosse o último abraço que daria a ela, eu já estava chorando e ela também
- Mila, precisamos ir agora - afasto da minha mãe, a deixando com lágrimas nos olhos eu não estava muito diferente e fechando a porta atrás de mim.

Entramos no carro de novo e olho para trás vendo cada vez minha casa ficar mais distante, bom nesse momento estou indo para o acampamento meio sangue o "refúgio" para meios sangues com minha protetora e melhor amiga Dinah Jane, ela é filha da deusa Héstia (deusa do fogo) e de um gigante. O que agora faz muito sentido, porque Dinah é muito alta. 
Estamos saindo da cidade indo para o norte de Miami.

[...]

Já estamos a algumas horas no carro, já está noite e estamos em uma pequena cidade
- Dinah? Precisamos parar para dormir.
- É precisamos, comer também minha barriga tá roncando muito.
- Gorda
- Pessoas grandes,precisam comer
- Faz tão sentindo agora
- Idiota
- Para ali naquele hotel - digo apontando para um prédio simples com um letreiro em Neon escrito ELLUS 

Entramos no estacionamento do local, deixamos o carro ali. E fomos para a recepção, tudo cheirava a madeira polida e produtos de limpeza com uma decoração antiga, tinhas umas 3 cadeiras e uma mesa de centro  tudo de madeira,  um balcão também de madeira. Atrás do balcão tinha um homem que aparentava ter uns 40 anos, com fios loiros com branco estava sentado em uma cadeira de balanço ele estava dormindo, quando chegamos perto dele sentimos o cheiro de produtos de limpeza mais forte. Então Dinah tocou uma espécie se companhia, acordando o homem.

- Boa noite, queremos um quarto - digo chamando atenção do homem que levantava da cadeira
- Quantas cama? - sua voz é muito grossa, que chega a dar medo 
- Duas - Dinah diz olhando o homem pegar uma chave
- O quarto de vocês é 2707, sobe a escada próxima a direita.
- Obrigada, senhor

Fomos até o quarto como ele disse, o quarto não é tão grande mas  é confortável duas camas um do lado outra com um frigobar do lado da janela. Eu simplesmente me jogo em uma das camas, tudo que quero é dormir, Dinah faz o mesmo.

- Mila, amanhã acordaremos cedo. Quanto mais cedo saímos. Mas rápido chegaremos
- Ok, boa noite Dj
- Boa noite

Se eu não estivesse cansada e morta de sono eu até tentaria entender tudo o que aconteceu. Espero que quando eu acordar seja tudo um sonho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...