História A filha de Scooter - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Personagens Personagens Originais
Exibições 39
Palavras 1.835
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Chegueiiiiii \o/
Com mais um capítulo, pessoal estão gostando da história? Esse capítulo ofereço para todas que são esquentadinha e fala o que acha na clara . Desculpa a demora, mas para não deixa você esperando demais pelos capítulos, vou postar nas terças e sextas. Então boa leitura e bem vindas leitores novos.
Ser gostarem favorite e cometem.

Desculpa os erros ortográficos e Notas finais

Capítulo 4 - Vai ter volta


Fanfic / Fanfiction A filha de Scooter - Capítulo 4 - Vai ter volta


P.O.V’S Justin Bieber


Hoje em minha casa terá um janta especial, porque o Scooter falou que iria apresenta sua filha, onde descobriu à pouco tempo, nunca sobe de sua vida amorosa no passado até ele conta quando falou de sua filha. Enquanto nós conversava eu sugeri que ele leva-se sua filha na turnê e claro que não cogitou a ideia e aceito.


Agora estou saindo do estúdio para ir almoça num restaurante. Já são quarto e meia da tarde, vejo a hora que eu vou almoça, entro no carro e o motorista me leva ao restaurante, nesse tempo fico mexendo no meu Twitter, e respondo algumas da minhas biliebers.


[...]


Quando o carro para, vejo pela a janela que estar chovendo, os seguranças que seguia o carro aparece me guiando para dentro do restaurante por conta da chuva, até que vejo alguém correndo e esbarra em mim, onde faz eu cair junto com a pessoa na lama. Caralho essa porra não enxerga não, pior que estou melado de lama e molhado, ainda a blusa branca, me levanto irritado e vejo que uma garota.


- Está cega porra – falo irritado com um olhar mortal


- Desculpa não pretendi derrubar você, mas não precisa falar comigo assim desse jeito seu mal educado – falou a garota sendo sínica


Quem essa garota acha que é pra falar de mim assim, ela só pode está de brincadeira .


- se enxerga garota, eu falo do jeito que eu quiser – falo irônico olhando ela de cima a baixo e dou uma risada dela por estar também melada de lama


- Na verdade eu me enxergo muito bem, mas fique sabendo de uma coisa pelo menos não sou eu que tô com a cara toda melada de lama – fala e sair dali sem deixa eu lhe responde do jeito merecido


Então entro no restaurante e percebo que todos ali olhar pra mim e ficar espantado pelo o jeito que estou, então vou num garçom e peço para usar o banheiro. Eu no banheiro me limpo o máximo que consigo, então saio do banheiro e me sento numa mesa peço algo para comer, até que eu vejo que a garota que me derrubou está em outra mesa. Agora que eu vejo ela sem tá melada de lama, percebo que ela é bem linda e gostosa. Com seu belo corpo molhado, seu rosto que parece ter sido esculpido por anjos e aqueles olhos azuis de anjos, decido pega o número dela, até que ela ser levanta e paga a conta e ir vai embora, eu mandei um segurança ir atrás dela, mas quando o próprio volta diz que não consegui chega a tempo pois ela tinha entrado num táxi .


Termino minha refeição e decido ir para casa, me arrumar.


[...]


Já estou atrasado, todos pessoal está em casa , então termino meu topete e coloco perfume. Estou bastante curioso e ansioso para conhece a filha de Scooter, saio do quarto e vou para a escada e desço os degraus. Encontro chaz, Ryan, Chris e Alfredo na sala conversando, ando até eles digo.


- fala dudes – falo comprimento com meu toque de amigos .


- fala gay – fala chaz e fazendo todos rirem


- gay é você que agarrou aquele homem na balada – falo fazendo todo rirem ainda mais


- não sou gay e ainda mas eu estava bêbedo – fala tentando se defende


- ata – então fala Alfredo fingindo acredita


- estão  todos aqui pra conhece a filha de Scooter? – Pergunto


- Claro ou tu acha que nós perderia de conhece a garota gostosa – fala Ryan sendo óbvio


- Então vocês já conhece  – falo


- Todos nós não, mas Alfredo sim – comenta Ryan


- E ai Alfredo ela é mesmo gostosa – falo


- Cara tu tem que ver, ela é muito gostosa e linda – fala Alfredo como lembra – se dela


O assunto terminou ali mesmo, depois de alguns minutos Scooter aparece.


- oi rapazes – fala Scooter aparecendo ao meu lado


- oi Scooter – falou todos nós em uníssono


-demora-se para ser arruma princesa fala Scooter brincando comigo


- você sabe ne  que eu tenho que está linda - falo imitando uma voz de mulher e fazendo todos rirem de minha atuação


- É mesmo mulher! – fala chaz fazendo gesto de mulher


- As donzela, vão querer meu batom emprestado – falou Ryan em riso


- Rapazes vamos pararem com essa brincadeira porque eu estou começando acredita em vocês – fala Alfredo depois que parou de rir


- ok – falou Chaz entre riso


- Então Scooter cadê sua filha? -pergunto a ele que riam de nossa brincadeira


- deve estar por aí, vou chama – lá – disseresponde Scooter e saiosair atrás de sua filha


[...]


Estava conversando com garotos até ouvi a voz de Scooter.


- Justin, aqui está minha filha Sophie – falou com um tom empolgação de alegria na voz


Então me viro e olho para Scooter, depois para a garota que é sua filha, mas Pera aí ela é a garota que esbarrou em mim , a única coisa que eu digo é.


- Não acredito que é você – falamos em uníssono


Todos ali nós olhar confuso, principalmente Scooter que faz cara de ai tem coisa e diz.


- vocês ser conhece? – Perguntou ele olhando para eu e sua filha desconfiado


Então a garota se pronunciar .


- Pai foi esse aí que eu esbarrei e foi mal educado comigo, esse idiota falou fingindo ser inocente


- Mentira Scooter, foi ela que veio correndo igual uma louca – falo me defendendo


- Mentiroso é você seu mal educado – fala demostrando raiva de mim


- olhar quem fala, logo você que saio toda melada de lama igual uma porca no chiqueiro – falo rindo de sua reação de irritação


Todos os garotos estava rindo de nossa discussão , mesmo Scooter que prestava bastante atenção  em nossa discussão.


- você agora vai ver quem aqui é a porca – fala ela


Ela fez sinal para o garçom e o chamou, quando ele ser aproximou e pegou um taça de champanhe, virou-se pra mim demostrando um sorriso diabólico.


- o que você vai fazer – Questionou com receio e me afasto


- isso é pra você aprende a trata uma garota – fala e joga o champanhe na minha cara


Todos começaram a rirem muito mais até Scooter e ela. Olhei pra ela um olhar mortal e disse.


- Vai ter volta – falo e saio com muita raiva


P.O.V’S Sophie Smith


Quem esse bosta de urso acha que é para me chama de porca, mas também fiz o que ele mereceu. Todos ali riam com o que aconteceu, mas eu digo que fiquei com um pouco de medo do que ele possa fazer.


- Sol! Não faça mas isso, olhar o estado que ele saio daqui – fala meu pai parecendo não ter gostado do que eu fiz


- Mas pai ele mereceu, você mesmo viu ele me chamando de porca e ainda mas não vou me rebaixa a um convencido. – falo tentando amenizar a situação


- Nada de mas isso é errado, mas preste atenção não quero você fazendo isso ok – fala sério


- Sim, senhor – falo irritada


Fala serio, eu iria me diverti tanto irritado esse BOSTA DE URSO na turnê. Mas tudo não é como a gente quer.


[...]


Depois do acontecimento o janta ficou chato. O Justin tinha trocado de roupas e ficou sempre me olhando com um olhar de VOCÊ ME PAGA. Então foi para o lado de fora da mansão e fiquei mexendo no meu celular, até que vejo os garotos que conversava ser aproxima de mim.


- fala ESQUETADINHA – falou um loiro com um sorriso


- Esquentadinha é sua vó – respondo


- desculpa ai pelo Ryan – falou o outro garoto parecendo ser legal


- como vocês ser chama – pergunto guardando o celular na bolsa


- Eu me chamo Chris, ele Ryan, o outro Chaz, aquele Alfredo – falou o garoto sentando ao meu lado


- Prazer em conhece-los – falo cumprimentando


- Prazer só na cama, amor – fala chaz olhando malicioso


Coro ficando igual um tomate


- Chaz seja educado – repreendeu Alfredo pelo seu ator


- Mas não é verdade – comentou


Então Chris deu um tapa em sua cabeça.


- ai – fala ele passando a mão na cabeça


Todos nós rimos.


[...]


Segunda-feira


P.O.V’S Justin Bieber


Acordei com o despertador do meu celular tocando, abro os olhos com dificuldade e me espreguiço, pego o celular no criado – mudo, desligo o alarme e vejo a hora que são onze e quarenta minutos, me levanto da cama e vou fazer minhas higiene pessoal. Quando já estou pronto, desço e vou para a cozinha toma café.


[...]


Agora eu na casa de Scooter conversando sobre o ajuste da turnê no seu escritório.


- então vai ficar assim, você vai dividir o quarto com Sophie – fala Scooter me olhando sério


- Mas, Scooter pelo o amor de deus, coloca ela em outro quarto – falo tentando mudar sua ideia


– Justin, não tem volta, você vai ficar no mesmo quarto de hotel juntos, você sabe que eu tenho muitos funcionários nessa turnê e se cada um for fica com um quarto nem um hotel vai cabe, e como eu confio em você ela iria ficar com você – comentou Scooter irritado


- Ser for por isso eu pago – falo


Eu não quero ficar com aquela garota insuportável, eu quero minha privacidade.


- Nem vem com essa de voce pagar Justin, será assim e acabou – falou Scooter e saio do escritório.


P.O.V’S Sophie Smith


Aqui estou eu na sala esperando Justin sair daquela escritório para perdi desculpa, porque meu pai me obrigou. Então o proprio sair do escritório, vou até ele e pergunto.


- Pai, ele está lá dentro ? – Pergunto apontando para o escritório


- sim, e o que você quer com ele – questionou


- fazer o que o senhor mandou, perdi desculpa – respondo revirando os olhos


Então ele faz sinal para eu entra, saio de onde estou e entro encontrando ele sentando no sofá mexendo no celular, me aproximo e sento ao seu lado. Ele olhar pra mim, faz cara de o que quer.


- o que você quer? – Perguntou com repugnância


- vir perdi desculpa pelo o que fiz – falo tentando mostra meu arrependimento


- Você acha que vir aqui e perdi desculpa  vai ficar tudo bem – fala arrogante


- você tem razão, eu sei que não podia ter feito aquilo, mas estou pedindo desculpa e se você que aceita ou não vai depende de você – falo abaixando a cabeça e mexendo no meu dedo


- ok, eu aceito sua desculpa – fala demostrando que não está mais com raiva


- Mas pelo mesmo admita que foi engraçado, como nós se conhecemos – falo rindo


- Foi- fala ele rindo


- Amigos – falo estendendo a mão


- Claro, esquentadinha – fala brincando com minha cara


- esquentadinha não – falo irritada


- então como – questionou


- Sol- falo dando um sorriso


- Então ok Sol – fala também dando um sorriso no canto da boca, onde eu vejo que a primeira desde que conhecemos.


Contínua...




Notas Finais


O que achará de discussão entre sol e Justin?
Então até terça feira e bjs

Link do trailer da Fanfic

https://youtu.be/lrydnd-DHYU


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...