História A filha de Severo Snape - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Severo Snape
Tags Descoberta, Elizabeth Prince, Severo Snape
Exibições 137
Palavras 912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Magia, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem do capítulo!!! Estou de férias!!!!!

Capítulo 27 - Capitulo 27


Ela sai correndo! Eu vou até a sala de Minerva.
- Severo! O que traz sua visita aqui?- pergunta Minerva sorrindo
- Eu só vim avisar que Elizabeth vai comigo!
- Sério?! Mas isso é uma ótima notícia!-
- Uma ótima é incrível notícia!- diz Dumbledore aparecendo de surpresa em seu quadro
- Mas é claro! Tinha que aparecer!- digo
- Severo!- diz Minerva
- Nem ligo Minerva! Eu sei que no fundo ele me ama! 
- Aham....
- Fico muito feliz com você meu filho! Eu estou muito orgulhoso!
- Eu não estou fazendo o mínimo!
- O mínimo que você bem que está gostando!
- Olha! Eu tenho que ir!- digo impaciente
- Severo! Cuide bem dela tá?! Não deixe essa menina solta por aí!- diz Minerva
- Ok.... Ok...
- Tchau meu filho!- diz Dumbledore 
Saio da sala... Senhor, esses velhos me tratam como se eu fosse uma criança! Vou até meu quarto e Elizabeth estava ali na porta com suas malas! 
- Entra!- digo para ela entrar no meu quarto, e pego suas malas.
- Quando a gente vai?
- Agora mesmo!
- Agora?!
- Sim, eu vou pegar minhas malas! - pego minhas malas e coloco do lado dela. - Segure suas malas com uma mão, e a outra de para mim! 
- Como assim?- ela pergunta assustada 
- Só me dá a mão! E vira para o outro lado! 
- Para o outro lado?!Mas... - antes que ela pudesse falar alguma coisa eu aparato com ela, que quando a gente para ela vomita.
- O que foi isso?!- ela grita assustada 
- Aparatação!- digo limpando seu vomito com minha varinha
- Mas... Mas a gente não pode apartar em Hogwarts!
- Mas eu não sou uma pessoa qualquer!
- Nunca mais quero aparatar na minha vida!
- Logo você acostuma!- digo indo para meu escritório.
- Espera! Essa é sua casa?- ela diz olhando tudo.
- O que você acha?- eu pergunto
- É gigante! Você mora aqui sozinho?- ela pergunta ignorando minha grosseria
- Moro!
- Mas isso é praticamente do tamanho do orfanato que eu morava! E só mora uma pessoa aqui!- diz ela surpresa
P.O.V ELIZABETH 
Depois da minha trágica chegada, eu observo a casa de Snape, era gigante, ela tinha grandes cortinas verdes, sua casa era marrom, e tinha vários móveis luxuosos, mas era uma casa vazia, era gigante, tinha 5 quartos, mas Snape só usava um quarto. Vou o seguindo até seu escritório, e observo que por onde você passa tem varias estantes com livros, e uns quadros antigos com alguns símbolos que lembravam a Sonserina. 
- Professor! Onde eu vou dormir?
- Nessa casa! - diz ele irônico
- Isso eu sei! Eu só quero saber em que lugar dessa casa!
- Na cozinha!- diz ele andando para um lado e para o outro me ignorando
- Hahaha! Que engraçadinho! 
- Onde mais você acha que vai dormir?- ele pergunta, enquanto procurava alguma coisa em sua gaveta
- Eu que pergunto! Você não me apresentou nada nessa casa!
- Eu estou ocupado agora!
- Ocupado?! 
- Sim... Ocupado....
- Com o que exatamente?
- Eu preciso achar umas cartas com alguns ingredientes de poções para mandar para o hospital!
- Por acaso não seriam aquelas cartas que estão na sua cadeira?- digo apontando, ele se vira para a cadeira, pega as cartas, e faz uma cara de " como não vi isso antes"
- Ok! O que você quer?- diz ele finalmente olhando para mim.
- Saber onde eu posso guardar minhas malas e onde eu vou dormir!
- Venha comigo!- ele me chama, eu pego minhas malas e o sigo
A gente sobe as escadas, que eram gigantes, elas estavam super lustradas, mesmo parecendo que ninguém aparecia naquela casa há séculos! O andar de cima era mais bonito que o de baixo, haviam vasos chiques, e grandes janelas, e no grande corredor havia os quartos. 
- Aquele no final do corredor é meu quarto!- ele diz apontando.- Esse é o seu quarto!- ele diz abrindo a porta, eu olho surpresa.Era enorme, tinha uma cama de casal, um grande guarda roupa, tinha até um sofá no quarto, tinha uma escrivaninha com uma pena e tinta nela, existia uma linda sacada.E o melhor havia um banheiro só para mim.
- Não vai entrar?- ele pergunta com uma certa impaciência.
- Ah! Vou sim!- eu digo, e ele entra atrás de mim, com as minhas malas, eu olho tudo, passo a mão por todos os móveis, e por tudo que tinha naquele quarto, ele tinha um tom verde claro, bem diferente do que tinha na casa, a cor até me deixou um pouco mais animada!
- Esse quarto é realmente meu?
- De quem mais seria?
- Ah não sei! É que eu nunca imaginei ter um quarto desse só para mim! E ainda desse tamanho, é enorme....- digo sorrindo
- A proposta da cozinha ainda está de pé....
- Obrigada por tudo!- vou até ele e dou um abraço no homem.- Eu posso decorar meu quarto?
- Como assim decorar?
- Ah sei lá! Colocar algumas flores, figurinhas, coisas fofinhas, e até mesmo bonecas!
- Mas é claro que não!
- Ah porque não?
- Porque eu disse que não!
- Mas...
- Mas nada! Eu disse que não! Agora eu vou para meu escritório! Eu te chamo na hora do almoço!Até lá não me interrompa!- ele diz nervoso e sai.


Notas Finais


Comentem... Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...