História A Filha do Chefe - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 98
Palavras 1.108
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ecchi, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


~kimflaviane não me aguentei!

Aqui está mais um capitulo :>

Capítulo 6 - Mais duvidas


Fanfic / Fanfiction A Filha do Chefe - Capítulo 6 - Mais duvidas

Parecia que hoje o relógio estava com preguiça. As horas estavam passando tão devagar.

Minha cabeça estava prestes a explodir de tanta dor, eu estava com muito sono (mesmo me entupindo de café antes de sair do dormitório e durante todo o trajeto do dormitório da BIGHIT ate a universidade).

“Não acredito que passei a noite inteira pensando no que Jeong-Hee me disse…”

Por mais que eu não quisesse aceitar, lá no fundo eu sabia que a hipótese da minha amiga ate que fazia sentido... bem lá no fundo.

Nunca me apaixonei por ninguém à primeira vista, mas já ouvi alguns casos.

“Não acredito que estou considerando essa hipótese louca...”

 

================

 

As aulas passaram e eu mal prestei atenção nelas. Estava ocupada demais pensando nas palavras de Jeong-Hee.

‘Taehyung também deve estar apaixonado por você, e se não estiver provavelmente ele irá se apaixonar. ’

Aff. Na hora que Jeong-Hee me disse aquilo senti algo dentro de mim, não sei explicar o que, mas foi algo bom...

Fico me perguntando se Tae sente algo por mim. Ou se algum dia ele poderia sentir algo.

“Eu vou achar ficando paranoica de tanto pensar nesse assunto. ”

 

Fui até uma maquina de bebidas que se encontrava próxima ao corredor que ia para uma das saídas da universidade. Pequei um café extraforte e fui ate uns banquinhos que tinham do lado de fora da universidade e me sentei.

Dizer que os banquinhos se encontram fora da universidade é meio que mentira. A universidade era dividida em varias “áreas” por assim dizer. Era formada por 3 prédios e ao redor era grama para todo lado, parecia um parquinho. Em meio a esse pequeno “parquinho” tinham alguns banquinhos e mesinhas espalhados por aqui e ali. Difícil de explicar.

-E aí Sun Hee querida.

Jeong-Hee me cumprimenta com um longo sorriso estampado em seu rosto. A encaro com a típica “cara de bunda”.

-Ai ai ai, que cara é essa amiga?

-Essa cara é culpa sua!

Ela ri da minha resposta e eu a olho torto, o que faz com que ela ria ainda mais.

-Eu não tenho culpa se você não transa.

Diz e meu rosto cora um pouco. Sou uma pessoa que se constrange facilmente e também não gosto de ficar falando dessas coisas, fico com vergonha. É mais forte do que eu.

Minha amiga sorri maliciosa.

-Idiota!

-Afinal, o que aconteceu?

-Você aconteceu, Jeong-Hee.

Digo suspirando.

-Você conseguiu instaurar duvidas em minha mente. Eu não dormi nada essa noite e sabe porque? Porque você teve que ficar enchendo minha cabeça de idiotices ontem e não sei porque meu cérebro guardou todas essas informações e decidiu que queria me torturar juntamente com você e me fazer ficar pensando nisso a noite toda!

Jeong-Hee não contem o riso.

-Idiota!

-Acalme-se querida Minzy. Eu estou aqui para ajuda-la!

Reviro os olhos. Eu não precisava de sua ajuda, sabia muito bem o que aquilo implicaria, resumindo para vocês.... Mais dor de cabeça!

Com certeza ela bolaria um plano mirabolante em sua cabeça, ela já deve estar bolando um nesse exato momento, ela não perde tempo.

-Jeong querida, não faça nada, não pense em nada e em hipótese alguma NÂO diga mais nada sobre esse assunto!

Ela ri e assente, mas eu sabia que ela iria tocar no assunto novamente quando tivesse a possibilidade.

-Vamos almoçar juntas hoje?

-Não posso. Me desculpe mas vamos ter que deixar para a próxima. Tenho que almoçar a velocidade da luz e ir para o trabalho.

Digo e Jeong-Hee me encara com um sorriso malicioso nos lábios, sabia bem no que ela estava pensando. Ela não iria me dar paz tão cedo.

-Te odeio.

Digo me levantando e pegando a mochila.

-Também te amo Sun Hee.

Ela diz me lançando vários beijinhos, eu apenas sorri e acenando com a cabeça fui embora.

 

======QUEBRA DE TEMPO=======

 

Almocei a velocidade da luz e fui correndo para a BIGHIT.

Na parte da manhã os garotos tinham ensaio. Agora a tarde eles têm reunião com o CEO, Kim Sejim que é o manager deles e todos os diretamente envolvidos no novo álbum e no comeback que estava mais próximo que nunca.

Estava ansiosa com tudo. Não faço ideia do porque, mas estava muito ansiosa.

 

Cheguei na BIGHIT no exato momento em que a reunião estava começando.

Entrei na sala em silencio e me sentei perto de Namjoon, já que era o único lugar livre que encontrei.

Ele me encarou por alguns segundos, que pareceu uma eternidade. Eu sorri o cumprimentado e ele retribuiu com um lindo sorriso.

“UAU! Que sorriso é esse...”

Aquelas covinhas eram lindas. Poderia ficar o dia todo só observando-o sorrir.

Seu olhar era cativante e pude ver malicia em seus olhos.

Os meninos já aviam dito que Namjoon era o mais tarado entre eles.

Desviei o olhar envergonhada e me sentei.

A reunião seguiu tranquila.

 

================

 

Os garotos tinham o restante da tarde livres e me chamaram para jogar tempo fora com eles em seu dormitório. Melhor dizendo, Kim Taehyung me convidou.

Aceitei já que não tinha nada melhor para fazer.

 

-Que tal assistir um filme?

Jungkook sugeriu e todos concordaram.

Depois de quase uma hora decidindo que filme ver, acabamos optando por “Nae Sarang Ssagaji” (100 dias com o Sr. Arrogante). Já havia visto o filme, mas não disse nada. O filme é legal e não me importava em vê-lo novamente.

Nesse meio tempo Yoongi foi tirar um cochilo e Jin tinha ido preparar a pipoca.

Com a pipoca pronta damos play e começamos a assistir o filme.

 

Durante toda a duração do filme pude sentir aquele par de olhos vidrados em mim. Toda vez que eu me virava em sua direção ele desviava o olhar. Aquilo já estava começando a me dar nos nervos.

Em um momento Tae se deitou nas minhas pernas e eu o encarei surpresa.

-Algum problema nuna?

Me pergunta fazendo beicinho eu apenas sorrio e balanço a cabeça negando.

Ele sorri feliz com minha resposta.

‘Se não esta apaixonado por você, é capaz dele se apaixonar...’

As palavras de Jeong-Hee voltam a me atormentar.

Tento afastar esse pensamento, mas é mais forte do que eu.

“Será que ele sente algo por mim? ”

Aff!!

Novamente sinto aquela sensação de estar sendo observada, olho para o lado e lá esta ele me encarando novamente.

Aquele par de olhos castanhos.

Fixei meu olhar no dele e dessa vez ele não desviou. Estava serio e me olhava com reprovação.

‘Acho que ele está apaixonado por você. ’

Mais uma vez as palavras de Jeong-Hee invadem minha cabeça e a duvida se instaura em minha mente.

“Será? ”

 


Notas Finais


de quem será aquele par de olhos....?! Qual a opinião de vocês?

logo logo vai ser revelado :>


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...