História A filha do chefe (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Chimchim, Hoseok, Jeonguk, Jhope, Jimin, Jin, Jungkook, Kookie, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Taehyung, Yoongi
Visualizações 282
Palavras 1.110
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Seok Kwan


Fanfic / Fanfiction A filha do chefe (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 13 - Seok Kwan

S/n On 

 

Um dia já tinha se passado. Meu pai ia chamar a polícia, pois era absurdo tanto dinheiro. Mas era perigoso pois o sequestrador poderia matar Jungkook. Mas ele fez mesmo assim...

 

S/n Off

 

Narrador On

 

Jungkook ainda estava preso. Também estava fraco, com fome e sede. Seok Kwan estava bolando um plano para fugir do país assim que recebesse seu dinheiro. Mas também tinha um plano para caso a polícia chegasse. 

 

Foi quando ele ouviu um barulho e se assustou. Pegou em seu revólver e se aproximou da porta do seu galpão onde Jungkook estava preso. "Se esse moleque estiver tentando fugir, eu vou fazê-lo engolir cimento pra que endureça em sua garganta" pensou ele com sua mente psicopata. 

 

Abriu a porta devagar e colocou só um olho pra fora. Ele ainda via a sombra de Jungkook amarrada na cadeira fraco. Olhou para os lados e entrou no galpão ficando atrás de um pilar

 

SK: Jungkook? - ele chamou, mas o silêncio prevalecia. 

 

Foi quando sentiu um tiro passar perto do pilar onde estava encostado

 

SK: Olha aqui! Eu sei que você está querendo soltar o Jungkook, mas não adianta! Atire de novo e eu atiro na cabeça dele

 

Um rápido silêncio ficou mas logo foi ocupado por vários barulhos de tiros. Seok Kwan começou a atirar de volta. Então conseguiu correr pra dentro da sua sala e pegou sua metralhadora. Começou a trocar tiros com pessoas que ele não via de onde vinham

 

SK: Já chega - ele disse, então atirou mirando na cabeça de Jungkook - se era isso que queriam, vocês conseguiram! - gritou e saiu correndo pelo escuro.

 

Os agentes que ali trocavam tiros com Kwan saíram correndo atrás dele, mas ele simplesmente havia desintegrado

 

Agente 1: Código 494, o meliante acabou de fugir por algum lugar não identificado. Vamos precisar de reforços! - disse pelo rádio 

Agente 2: Chefe! E o garoto? 

Agente 1: Não se preocupe, ele está bem. Vamos!

Agente 2: ????

 

Narrador Off

Jungkook On

 

Eu ainda estava amarrado quando ouvi um barulho baixinho vindo do canto do galpão onde eu estava preso. Então ouvi um sussurro 

 

Xx: Jeon Jungkook?

JK: Eu...

Xx: Somos do FBI, fomos contratados pelo Sr Park para lhe salvar e te tirar com vida daqui 

JK: Ai, graças a Deus. Me ajudem por favor 

Agente 1: Calma, vou lhe tirar daqui

 

E dizendo isso, o homem conseguiu tirar minhas algemas com uma espécie de chave mestre. Agora saia por aquela porta e vá direto para o carro estacionado com a placa OFK1221. Afirmei com a cabeça e então fui. 

 

Corri até o carro e encontrei com um outro agente. Ele segurava uma caixa e um copo

 

Agente 3: Tome garoto. Coma algo e beba este chá. Vai se sentir melhor 

JK: Poxa, obrigado 

 

Pego a caixa e a abro. Rosquinhas! Era daquilo que eu precisava. Comi com tanta pressa que quase esqueci do chá. 

 

Assim que terminei, o agente pegou o rádio 

 

Agente 3: Agente 065, estou saindo com o garoto em segurança 

Agente 1: Afirmativo, obrigado. 

 

Então o homem começa a dirigir o carro. Fico pensando em como escapei daquilo. Meu coração batia forte com medo de ser pego novamente. Eu teria que tomar mais cuidado dali pra frente. 

 

O carro chegou até o prédio da BigHit, onde eu fui recebido com vários fotógrafos e repórteres. Cobri o rosto por causa dos flashs em meus olhos, e segui o agente que dirigira o carro para mim. 

 

Entrei e fui levado para o andar do Bangtan, e fui recebido com abraço dos meus 6 hyungs preocupados

 

JH: Cara, nunca mais me dê um susto desses

JM: Eu fiquei com tanto medo de te perder - Jimin chorava 

J: Seja mais cuidadoso da próxima vez - Jin era um dos que me abraçava mais forte 

TH: Você quase me matou do coração - Taehyung se juntou a Jimin nas lágrimas 

 

Eles continuaram falando, mas foi como se de repente tudo a minha volta perdesse o som. Eu não escutava mais nada, e nem via nada. Apenas via Sr Park e S/n parados no canto da sala olhando o nosso abraço. 

 

Então os hyungs me soltaram e eu corri para o abraço dos dois. Primeiro Sr Park me deu um abraço bem apertado 

 

SP: Fiquei com medo de não ter mais essa criança que vive correndo e fazendo besteira pelo meu prédio - ele diz segurando as lágrimas que ameaçavam cair

 

Então assim que o solto, encaro S/n. Ela estava com os olhos inchados e a pele vermelha. Nos olhamos por um tempo, quando Sr Park disse 

 

SP: O que estão esperando?! Se abracem 

 

E foi como se tudo perdesse a razão. Abracei S/n com vontade de nunca mais soltá-la. Senti as lágrimas caírem como se não fossem parar mais. Seus braços pequenos envolviam minha cintura e seu rosto cheio de lágrimas manchava o meu casaco. 

 

Afastei nossos corpos e peguei em seu rosto. Apreciei um pouco a visão que eu tinha medo de não poder ver mais, e puxei seu rosto, que veio de encontro ao meu selando nossos lábios. 

 

Nosso beijo pareceu surpreender todos que estavam na sala. Então ela lembrou que estávamos sendo observados por Sr Park e nos soltamos

 

S/n: Am.. pai...err isso foi...

 

Ele apenas sorriu 

 

SP: Eu sei filha, vocês têm a minha permissão 

S/n: É serio??

SP: Claro. Eu só quero ver minha princesinha sorrir 

 

Então S/n abriu seu lindo sorriso e abraçou o pai, que também feliz, a abraçou. 

 

Depois de um tempo me recuperando, S/n, que estava sentada do meu lado, falou

 

S/n: Isso é pra você aprender a ficar longe de coreógrafas putas 

JK: Ah! S/n, sobre isso, eu não tive nada a ver, foi ela que...

S/n: Eu sei - me interrompe - Hoseok me contou tudo. Eu fiquei me sentindo estúpida. Me desculpe... 

JK: Tudo bem. Não é culpa minha se sou irresistível - eu brinco

S/n: ATA - ela ironiza 

JK: Estou mentindo?

 

Ela ri e me dá um beijo 

 

S/n: Você tem razão. Não resisto aos seus lábios 

JK: Eu te amo... 

S/n: Eu te amo mais - ela sorri me abraçando 

JK: Eu amo bem mais 

S/n: Eu amo mais 

SG: Olha se vocês não pararem com isso, eu jogo os dois pela janela 

 

Rimos da cara de Suga que mexia no celular sem tirar o olho da tela

 

JK: A gente também te ama Suguinha 

SG: Aish! Eu vou embora - se levanta - Tchau todo mundo!

 

Damos mais algumas risadas até que finalmente voltamos pra casa para eu tomar um banho e me livrar daquele trauma que eu havia sofrido.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...