História A filha do Joker (Camren) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren, Normainah, Psicopatia, Romance, Sangue
Visualizações 156
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá meus caros leitores, novo capítulo hahaha, quero avisar também que minha nova fic está com o primeiro Cap, hoje farei de tudo para postar outro mais tarde, o nome da fic é
As filhas da Terra e da Lua...
Boa leitura!!!

Capítulo 9 - O sim ao plano


Fanfic / Fanfiction A filha do Joker (Camren) - Capítulo 9 - O sim ao plano


Pov : Camila


Lauren e seus planos malucos, Dinah e seu PC e eu e meu jeito bobo de ficar olhando Lauren trabalhar em seu plano

Deitada no sofá já estava ficando entediada, vendo Lauren e Dinah ali sem poder ajudar ou fazer nada, decidi sair da sala e ir dar uns tiros na sala de tiro ao alvo 

Levantei do sofá e fui até as escadas para a sala de tiros que era no subterrâneo, sai e elas nem perceberam 

Entrei na sala e fui até a mesa onde haviam as pistolas, peguei a que supostamente a Lolo me deu de pesente e a carreguei

- Vamos lá Camila, assim como a Lolo te ensinou - falei para mim mesma

Olhei para o alvo e imaginei apenas os policiais que queriam prender a Lauren, mirei bem e atirei, um tiro seguido do outro 

Acertei quase todos

Coloquei aquele revolver novamente na mesa e peguei o que Lauren mais gostava, era um todo preto, um pouco grande, ela o segurando fica mais charmosa e sexy que já é

Recarreguei a arma e destravei, começando a atirar novamente 

- Ser namorada de uma assassina te deixou bem charmosa - disse uma voz feminina e rouca, atrás de mim

Me virei e me deparei com Lauren com os braços cruzados olhando para mim com um sorriso maléfico 

Esse sorriso

Lauren começou a se aproximar de mim, mexeu em seus cabelos como ela sempre faz, isso fez com que meu coração começasse a acelerar 

- Tenho um trabalho para você, amor - disse ela segurando meu queixo e se aproximando mais um pouco

- O que é esse trabalho? - perguntei 

- Coisa simples, quero que seja minha cobaia - disse ela 

Arregalei os olhos e segurei em seus ombros afastando seu corpo do meu 

- É o que?! - gritei em um tom desacreditado 


Pov : Lauren


Estava planejando tudo em uma folha de desenhar planta de casas, pelo que tudo indicava, teria de envolver tanto a policia, como Camila 

Olhei para o sofá e vi somente Dinah que se intertia stalkeando Normany 

Foi ai que escutei tiros, mesmo que em um volume baixo, já tinha deduzido onde estava Camila

Levantei da cadeira e fui em direção a sala de tiros para tornar a lembrar e ensinar como se deve atirar, poderia aproveitar e perguntar se ela não iria querer fazer parte do plano, mesmo sabendo sua resposta

Abri a porta de ferro da sala de tiros e me deparei com Camila atirando assim como a ensinei 

- Ser namorada de uma assassina te deixou bem charmosa - falei, a fazendo virar em minha direção

Fui até ela e quando disse o que precisava ela ficou em choque

- Você vai me meter nisso? Sério? - disse Camila em um tom surpreso e raivoso 

- Amor... Eu cuido de você, relaxa - falei chegando mais perto de seu rosto

Roubei um beijo intenso, logo pedi passagem com a língua e ela cedeu, segurei sua cintura com um pouco mais de força colando nossos corpos enquanto ela passava suas mãos em meus cabelos e os puxava gentilmente

Fui descendo o beijo e passando minha mão boba por seus seios a fazendo gemer baixinho 

Coloquei minha mão esquerda dentro da blusa e fui subindo para encontrar minha mão com os seios de Camila 

- Lolo, para, ainda não... - disse ela levantando meu rosto

Ela já estava com a respiração um pouco pesada e tava difícil controlar, mas realizei seu pedido

Tirei minha mão de debaixo da sua blusa e em seguida dei em sua boca vários selinhos, a abracei e tenho certeza que ela estava sorrindo com a língua entre os dentes como sempre faz

- Ok Lolo, eu participo do plano - disse Camz me fazendo sorrir de orelha a orelha

- Essa noite após o jantar - falei piscando para ela

Peguei na mão de Camila e a puxei para fora da sala de tiros


Pov : Dinah


Depois que decidi ajudar Lauren precisava conseguir os equipamentos necessários, pelo que ela me disse, parece que vamos nos livrar desses caras também 

Peguei o celular e digitei o número da morena em meu celular e logo começou a chamar no celular da Many 

- Alô - disse uma voz feminina do outro lado da linha

- Normany? - falei olhando para a tela do pc esperando carregar a montagem de vídeo que salvaria a pele da Lauren

- Hey, DJ - disse ela em um tom de felicidade

- Desculpa ligar assim - falei sorrindo, ainda de olho na tela do pc

- Tudo bem, o que esta fazendo? - perguntou ela

- Estou vendo Tv - falei digitando um código de vídeo, com o mesmo código do original 

Precisava fazer o horário do vídeo passar naturalmente, sem nenhum detalhe faltando 

- Ah... - disse ela do outro lado da linha

- Tem algo para fazer hoje? - perguntei sorrindo depois da ideia que tive

- Não, quer vir aqui? - disse ela 

- Seu pai não vai brigar?? - perguntei quando a barrinha terminou de carregar, o vídeo estava pronto

- Relaxa, ele não está em casa... - disse ela 

- Chama uma pizza, eu pago e daqui a meia hora estou ai - falei 

- Certo, mas tudo bem entrar pela janela? - disse ela com um tom de voz um pouco sem jeito

- Como assim, Janela? - perguntei totalmente sem entender

Orshi, como assim ela queria que eu entrasse pela janela de seu quarto como se fosse uma ladra? Louquinha do suco tang

- É que os vizinhos e a portaria avisam a meu pai sempre que alguém entra - disse ela que parecia estar sem jeito 

- Ok... Tudo bem, até lá - falei sorrindo

- Até - disse ela dando uma risadinha e desligando o celular

Abri minha carteira e vi ter dinheiro suficiente, desliguei o pc e o coloquei em cima do sofá, levantei e fui até a porta de entrada, então escutei a voz das garotas subindo as escadas da sala de tiro ao alvo

Peguei a chave de uma das motos da Lauren e sai para fora em direção a garagem 

Era uma moto em tanto

Fui até ela e montei, liguei a chave e liguei a moto

- Tem como não sorrir com uma moto dessas? - falei sorrindo e acelerando, logo cheguei na esquina da casa da Many

Dei a volta na casa e comecei a escalar as barrinhas de ferro, em direção ao quarto de Normany

- Romeu, é você? - falei baixinho enquanto colocava o pé em uma pedra para segurar em sua janela

 - Many - falei batendo na janela que logo foi aberta

Fui puxada por suas mãos super lindas para dentro de seu quarto, mas entrei toda desajeitada caindo em cima da Normany e tudo

Me levantei assustada ao perceber que seu rosto estava centímetros do meu

- Desculpa, levanta - falei a levantando 

- tá perdendo a prática hein - disse ela virando as costas para mim

- É... - falei, dando uma risadinha sem jeito 



Continua...






Notas Finais


Comentem o que estão achando, pelo amor de cristo, ah e lembrando, a fic já está com o primeiro Capítulo
Divulguem, please


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...