História A Flor da Manhã - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 23
Palavras 402
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Mistério, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oii gente! Então, eu resolvi deletar a outra história, porque não tinha saído como imaginei. Faltou algumas informações iniciais e não tinha gostado do início. Resolvi recomeçar, só que dessa vez com um estilo de escrita mais detalhado como eu gosto.
Espero que gostem!
Abraços VRB

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction A Flor da Manhã - Capítulo 1 - Prólogo

O sol brilhava naquela tarde de verão. A pequena Elise corria pelo jardim raspando os dedos pelas folhas dos arbustos. Os risos da garota ecoavam no silêncio do dia, enquanto os raios luminosos refletiam na sua pele alva.

De repente ela para, seus olhos grandes e curiosos encaravam uma roseira. 

A planta chamava a atenção da garotinha, com seus galhos frondosos, carregados de botões. Muitas flores, já reveladas, espalhavam um perfume suave e doce que se infiltrava nas narinas da menina, esta, enchia de ar seus pulmões para apreciar melhor o aroma da planta. 

Ah! Como ela gostava de flores! Principalmente das rosas. Não sabia explicar o que a atraia tanto seu gosto pela flor, talvez a delicadeza das pétalas dispostas em espirais, ou quem sabe a textura aveludada, muito provável a fragrância única. 

- Elise!! Aí está você, minha bonequinha!

A garota se "acorda" do transe soltando a rosa das mãos. A mãe se aproxima e dá um beijo da bochecha rosada da filha.

- De novo no meio das rosas!? Elise, vai acabar se machucando com os acúleos!

- O que é isso mamãe?

Diz a garota com o cenho franzido.

- As vezes me esqueço que você só tem 5 anos. É essa parte pontuda que você chama de espinho.

- hahaha você é engraçada mamãe! Muito mais fácil falar espinho.

- haha verdade mocinha, mas não é o certo. - ela fala passando o indicador na ponta do nariz da filha, em sinal de brincadeira.- Agora vamos entrar! O sol está muito forte aqui fora.

As duas caminharam de mãos dadas até entrar no sobrado.

----------------------------------------------------------------

(Música do despertador)

8:00 da manhã

Elise acorda com o som do despertador tocando o clássico Pour Elise. Ela levanta meio sonolenta e saí  cambaleando de cima da cama, vai até o banheiro se arrumar. 

- Por Deus! Já são 8:15!!

Ainda desnorteada com o sonho na cabeça, a jovem se troca as pressas e saí de casa com um sapato na mão e outro no pé. Depois de apertar o botão do elevador, termina de se calçar. 

- Meu Deus! Vou chegar atrasada. E que estranho, sonhar com aquilo de novo! Eu tinha cinco anos, era pra ter esquecido.

O elevador chega e ela entra apressada.

No meio do caminho sente o estômago roncar e passa em uma lanchonete para pegar um capuccino. Saí de lá com um copo na mão e uma rosquinha  na outra. Depois chama um táxi e parte em rumo ao trabalho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...