História A Forbidden love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Exibições 18
Palavras 855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi ^^
Bom,esta é a minha primeira fanfic aqui no Spirit,e eu realmente espero que gostem.

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction A Forbidden love - Capítulo 1 - Prólogo

E lá estavam eles.

Frisk e Chara estavam com alguns metros de distância do esqueleto com o cachecol empoeirado,naquele último corredor,onde seriam obrigados a lutar novamente.

Frisk estava usando o pingente em forma de coração,que pertenceu a Chara, segurava a faca real em sua mão direita,e vestia um sorriso psicótico no rosto.

Sans estava vestindo as mesmas roupas de sempre,e o cachecol vermelho,que pertencia a Papyrus.O sorriso usual de seu rosto e o olhar de admiração foi substituído por uma expressão cheia de  ódio e desgosto.

A criança coberta de poeira deu um passo para frente,com o sorriso ainda presente no seu rosto.

“Nem mais um passo!“O esqueleto gritou,do outro lado do corredor,com a mão direita no cachecol,e a esquerda ao lado de seu corpo,fechada,resistindo à vontade de correr até a criança e dar um soco na cara dela.

Frisk nem deu ouvidos.

Como das outras vezes,ela caminhou até ficar em frente do esqueleto,cujo ambas das órbitas estávam cheias de lágrimas azuis,e o esquerdo brilhava em azul e amarelo,soltando uma espécie de "chama" azul.

O esqueleto levantou a cabeça,e olhou para os olhos da criança,com ódio presente nas suas órbitas.

“Esse é o olhar de quem morreu centenas de vezes.“O esqueleto riu.

A criança deu um olhar de raiva para o esqueleto,que a ignorou.
Frisk segurou a faca com mais força,e deu mais um passo para frente,arrancando um sorriso falso do esqueleto da jaqueta azul.

“Welp.Desculpe,senhora.É por isso que eu nunca fasso promessas.“O esqueleto disse,soltando o cachecol,e colocando a mão direita no bolso da jaqueta.

Conforme tudo em volta deles ficou preto,a criança deu um sorriso psicótico,que arrancou uma expressão assustada do esqueleto,que em um flash voltou a ser uma expressão de ódio e desgosto.

“Está um belo dia lá fora,pássaros cantando,flo-“O esqueleto se interrompe.

Frisk observa uma onda de ataques virem até ela.
Primeiro,aquela onda de ossos,que ela perdeu um pouco de HP desviando dela,e depois aquela sequência de Gaster Blasters,que ela já havia decorado a ordem por agora.

“Eu sempre me perguntei por que as pessoas não usam seu ataque mais forte primeiro.“O esqueleto disse,com as mãos nos bolsos.

A garota deu um sorriso conforme ergueu a faca,e correu atrás do esqueleto,com o sorriso sendo substituído por uma expressão irritada quando o esqueleto desviou com certa facilidade,antes de dizer,com um sorriso falso no rosto:

“Hehehe.O quê?Achou mesmo que eu iria ficar parado?“

A garota lançou um olhar de ódio,conforme desviou do próximo ataque,que era aquele muro de ossos,com uma pequena abertura,pela qual ela deveria passar.

Como ela já havia feito isso dezenas de vezes,ela conseguiu desviar dos ossos com certa facilidade,dando um sorriso macabro em seguida.

 

Um esqueleto com suor espalhado por todo o seu crânio e uma criança ofegante se encaravam.

“Uh,você realmente gosta de sair com essa coisa por aí,hein?“O esqueleto disse,tirando as mãos dos bolsos,e olhando diretamente para a criança.

Frisk apenas o encarava com uma expressão indiferente no rosto,apenas esperando o momento certo para atacar.

“Escute,eu...ainda tem uma boa pessoa dentro de você.Eu sinto isso!Alguém em que em outro tempo pode ter sido..uma amiga?“Ele soltou um suspiro,e colocou as mãos de volta nos bolsos da jaqueta.

“Apenas abaixe a sua arma.Vamos acabar com isso.“Ele disse,colocando um sorriso no rosto e estendendo os braços.

Lágrimas começaram a cair dos olhos de Frisk e Chara.
Elas começaram a se lembrar dos acontecimentos na rota pacifista,e do que fizeram nesta rota.


As tortas de Toriel,o encontro com Papyrus,cozinhando com Undyne,o show de Mettaton,o "encontro" com Alphys,"saindo" com o Sans.


“Eu não quero mais fazer isso.“Frisk e Chara murmuram em coro.

As duas garotas se olham,e dão sorrisos fracos,uma para a outra.
Ambas das garotas não queriam mais isso.
Elas queriam o seu final feliz de volta.

“Vamos lá,parceira.Você se lembra be mim?“Sans pergunta.

Frisk olha para a faca que segurava,e a arremessa para o outro lado da sala.
Conforme as lágrimas caem do seu rosto,ela cai nos joelhos,e desaba em lágrimas.

“Você está...me poupando?“Sans pergunta,colocando os braços ao lado do corpo."Finalmente.Parceira.“

Frisk levantou a cabeça,e ainda de joelhos olhou para o esqueleto que estava com alguns passos de distância dela.

“Eu sei como é difícil..fazer essa escolha.Abrir mão daquilo que lutou tanto para conquistar.“Sans olhou diretamente para a criança que estava chorando em joelhos na sua frente.

Frisk e Chara ouviam atentamente cada uma das palavras do esqueleto de jaqueta azul.

“Eu quero que saiba,que não deixarei que se perca.Venha cá,minha amiga.“Sans disse,abrindo os braços.

Frisk não pensou duas vezes.Ela correu para o abraço do esqueleto,apenas para ser surpreendida por ossos atravessando o seu corpo.
Atacada em seu momento mais fraco,como ela fez com Papyrus.

Frisk não conseguia dizer ou fazer nada.Ela só conseguia gemer de dor.

“Get Dunked On!“O esqueleto diz,lançando um sorriso vingativo.“Se nós somos mesmo amigos,você não vai voltar.“


Quando percebe,Frisk estava de volta no seu último Save,no início do corredor.

Frisk e Chara se olham,com arrependimento nos olhos.

“Eu não quero mais isso!“Frisk grita,sumonando a barra do reset.

A garota do suéter azul com listras rosa aperta a barra do reset,e as duas são transportadas para uma espécie de sala.

De mãos dadas,as duas esperam o reset acontecer.


Notas Finais


Vejo vocês na próxima

Ciao ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...