História A força da nossa paixão... - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 2
Palavras 684
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Hey!

Capítulo 4 - A maldade...


   Nos fomos la pra fora e brincamos um pouco, mas com a nossa idade, sabe, agente enjoa, o Riuke me observava, e eu me sinto incomodada com isso, ele me olhava disfarcadamente, quase toda hora, eu continuei de boa, fingi que nao ligava, ate que uma hora nao aguentei:
   -O que foi Riuke?
   -Nada nao.
   -Affs veio ce fica me olhando quase toda hora! Isso irrita!
   -Perdao Yune-Chan.
   -Nao, tudo bem.
   -Mas, nao entendo o porque voce fica irritada com isso.
   -Se voce soubese.
   -Soubece do que?
   Que eu te amo!!!
   -Nada.
   Eu me levanto mas ele me puxa, acabo caindo em cima dele, eu tiro um pouco da franja que estava em meu rosto, eu me levanto e nos coramos um pouco, eu saio com os olhos cheios de lagrimas, eu me tranco no quarto e vou abaixando no chao, encostada na porta, eu abaixo a cabeca chorando:
   -O que foi Yune-Chan?!
   -Emyli?!-Meu rosto estava vermelho e olhado das minhas lagrimas.
   Nao tinha percebido que ela estava la, ela me abraca, eu passo a tarde toda com ela, chorando em seus bracos, eu contei tudo pra ela, como me sentia, e sobre o que houve, ela me entendeu, e disse pra mim nao desistir.
   Ela realmente me entende como ninguem.
   Emyli on.
   Eu a abracei com forca, pois eu tambem ja havia sofrido por um garoto, e eu sei como ela se sente.
   Quando ela termina de chorar, sentamos na janela nos duas, e olhamos o final de tarde, realmente muito bonito.
   Alguns aninhos mais tarde.
   -Haha!
   -Nao vale Yune!
   -Cala boca baka!
   -Baka e voce sua idiota!
   -Ae?-Dou um pulo em cima dele-Quem e a baka agora?
   -Voce!-Ele me vira, ficando em cima de mim.
   -Voce nao muda mesmo Riuke.-Empurro ele.
   -Ainda jogando?!-Disse a Emyli entrando no quarto.
   -Hey Emyli! O que trouxe pragente?!-Disse o Kuro.
   -Nada!
   -Voce e mesmo ruim!-Ele levanta a Emyli e a deita sobre a cama.-Agora ira pagar o preco!
   Ele comeca a fazer cosquinhas nela, ela ria igual a uma crianca, o Riuke apenas observava com um sorriso no rosto, mas por dentro a raiva o consumia, e, ele nao superou ainda, acho que nenhum deles, nem eu...
   A Emyli e a unica que nao percebe as intencoes deles, e eu sei que isso e meio que, fatal.
   Eu dou um longo suspiro e me levanto:
   -Vou um pouco la fora, se comportem!
   -Hay!
   Eu saio um pouco, vou ate a geladeira e pego uma cerveja, a Kita ainda esta dormindo.
   Eu saio pra fora e bebo um pouco, derepente aparece o Yuko:
   -Ei gatinha!
   -Yuko? O que faz aqui?-Disse o encarando e dando um gole na garrafa.
   -Vim te ver!
   -Ja viu, agora vaza!
   -Ei! O que e isso! A gata esta selvagem! Sera que eu vou ter que domar voce denovo?-Ele da um sorriso malicioso.
   Lembro bem desse sorriso, esse idiota! Que odio dele!:
   -Mandei voce ir.
   -Nao antes de te domar denovo.
   Eu bebo o resto que estava na garrafa e quebro na cabeca dele, depois dou um chute na barriga dele:
   -Idiota.
   Eu olho pra tras e PAM! Riuke, ele estava apavorado:
   -V..Voce ouviu nao e?-Disse abaixando a cabeca, toda vermelha.
   -S..Sim, desculpa, eu, nao sabia...-Ele abaixa a cabeca.
   -E, esse nojento fez isso comigo,-Eu viro ele pro lado.-Nao vai acordar tao cedo.
   -Depois desse golpe, ate eu.
   Dou um sorriso singelo, entro pra dentro de casa, sento na janela do quarto, observando o corpo daque filho da....
   A Emyli o olha:
   -E ele?
   -Esse infeliz mesmo.
   Ela me abraca:
   -Voce realmente e forte, Yune-Chan.
   -Hum, esse apelido e mais antigo que tudo.
   -Mas e bonitinho.
   -Hum.
   O Kuro nos observa, espero que o baka do Riuke nao fale nada...


Notas Finais


Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...