História A Força Desse Amor - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Agnes, Aninha, Carmem, Cascão, Cascuda, Cebola, Denise, Do Contra, Dorinha, Irene, Magali, Maria Cebolinha, Marina, Mônica, Nimbus, Penha, Quim, Sofia, Titi, Toni, Xaveco
Tags Cascao, Casgali, Cebola, Cebonica, Magali, Monica, Tmj
Exibições 140
Palavras 3.130
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ola!! Boa tarde! Como está sendo a quinta feira de vocês? *-* espero que estejam bem!
Obrigada a quem favoritou recentemente! E muuuito obrigada a todos que estão comentando!

Ai está mais um capítulo pra vocês 😍😍!

Capítulo 44 - Frente A Frente Com O Inimigo.


Fanfic / Fanfiction A Força Desse Amor - Capítulo 44 - Frente A Frente Com O Inimigo.

Mônica tentou muito resistir mas não conseguiu e desmaiou totalmente. O loiro aproveitou e saiu rapidamente do local com a dentucinha nos braços, em seguida a colocando na parte de trás da van.

- Vai! Dirige! - Ordenou Toni ao seu comparsa já no banco do carona.

A van arrancou na mesma hora...

- MÔNICAAA!! - Magali dá um pulo de seu colchão e olha ao seu redor, as meninas ainda dormiam, mas quando olhou na cama de Mônica, totalmente vazia e desarrumada, começou a gelar e sentir um desespero enorme - Gente!!  Levanta!! A Mônica!  Aconteceu alguma coisa com ela!! - Magali tentava sacudir as meninas.

- Aii ta de noite ainda! - Denise reclamava ainda dormindo, colocando o cobertor sobre a cabeça.

- Já vou mamãe - Aninha virava para o outro lado.

- ACORDEM!!! - Magali se levanta gritando.

- Ai que escândalo minha filha!!  O que foi? - Carmem tira sua máscara de dormir e se levanta junto das outras meninas.

- Alguma coisa muito grave aconteceu com a Mônica..  A Mônica...  Ela..  ela precisa de ajuda... E... a gente tem que avisar o Cebola e... - Magali começa a chorar desesperada.

- Magali calma! Talvez tenha sido só um pesadelo! Pode ser que a Mônica esteja lá em baixo, vem vamo lá ver. - Marina pega na mão de Magali pra descerem juntas, as meninas, também já de pé, as seguem.

- Mônica? Você ta ai? - Chamou Marina descendo as escadas lentamente.

- Amiga,  por favor esteja aqui... - Magali fechava os olhos ainda chorosa e sentindo a angústia e o medo apertarem cada vez mais.

Denise então acende a luz da sala e da cozinha.
Deixando bem nítido que não havia ninguém em nenhum dos cômodos.

- Vi nos banheiros e nos quartos lá de cima, não tem ninguém. - Disse Maria Mello descendo as escadas.

- Viu eu falei!! - Magali ainda chorava.

- Será que ela não está na casa do Cebola? - Perguntou Ramona

- Não gente!! Se ela fosse pra lá, ela ia me avisar!! Aconteceu alguma coisa eu sinto! Sinto que ela não tá bem! Temos que ligar pro Cebola agora! - Magali rapidamente pega o Celular e disca esperando ele atender.

- Magali, fala com calma, você ta muito nervosa, nesse desespero você vai assustar ele. Pode ser que ela esteja na casa de algum parente e... - Dorinha tentava acalmá-la mas Magali não dava ouvidos.

- Alo! Cê...

- Alô? ... Ué? Magali? O que foi? Tá tudo bem?  - Cebola achou estranho a amiga ligar esse horário. Começou a se sentir preocupado.

- Não.. Cê..  Eu... Eu...

- Alô? Magali? ...Você... Você tá chorando?! - Nesse momento Cascão que estava dormindo no colchão ao lado da cama do amigo, acorda como se já soubesse que sua amada não se sentia bem. E olha pro Cebola tentando entender o que acontece.

- A Mônica..  Ela..

- A Mônica? O que aconteceu com a Mônica? - Cebola imediatamente levanta da cama, já com uma sensação ruim no peito.

- Não sei ela..  Ela sumiu de repente...

- Tô indo praí! - Cebola rapidamente desliga.

Magali se senta no sofá chorando enquanto suas amigas tentavam acalmá-la.

- Magali, calma,  ela pode não ter sumido, pode ter saído por algum motivo... - Disse Aninha.

- Não! Porque ela sairia??? Ainda mais no meio da noite!..  Não..  Aconteceu uma coisa grave! Ela tá em perigo eu sinto que está, eu sabia que alguma coisa ia acontecer!!! Eu sabia!!


POV MÔNICA

Minha cabeça doía muito, estava sentindo meu corpo pesar, me sentia mole e ainda mais fraca, era uma sensação bem ruim.
Quando abri os olhos com um pouco de dificuldade, tentei me mover, mas estava presa numa cadeira com as mãos amarradas para trás, havia um pano em minha boca.
Observei melhor o lugar e me encontrei num local um tanto quanto escuro, as paredes eram cinzas, apesar de estar escuro tinha iluminação vindo do lado de fora pela fresta de uma grande porta, era uma sala espaçosa, com um grande telão e uma mesa com gavetas, parecia ter muita tecnologia naquele lugar, lembrava um escritório secreto bem moderno. De repente ouço passos se aproximando da porta.

- Olha só! A bela adormecida finalmente acordou!- Toni se aproximava da dentucinha com um sorriso vitorioso no rosto. Enquanto Mônica o olhava extremamente zangada.
A moça se debatia tentando se soltar, tudo que ela mais queria era quebrar a cara daquele loiro nojento! - Não adianta tentar Moniquinha, ta bem amarrada! - Toni andava em volta da cadeira onde ela estava, e mal podia conter sua satisfação em ver Mônica naquela situação - ... Aliás garanto que contra mim você já não pode mais! - Toni se abaixa e diz em seu ouvido - ...É uma garota FRACA, inútil!! - Depois de ouvir aquilo, Mônica para de se debater, realmente por um momento ela havia se esquecido que não era mais a mesma. - E acho bom mesmo você se comportar se não quiser se machucar! - Toni falava calmamente passando os dedos pelo queixo da morena, tudo pra meter medo... E realmente estava conseguindo, Mônica se sentia impotente e inútil por não poder ajudar a si mesma, se fosse há um tempo atrás ela poderia sair dali num segundo, arrebentando aquelas cordas em seu pulso e o nocauteando, tudo com muita facilidade. Mas agora ela não conseguia nem sair daquela cadeira, imagine enfrentar Toni que era bem maior que ela.
E pelo seu porte físico,  com certeza tinha bastante força.

- Huuuumm hummmm - Mônica mesmo com medo, tentava enfrentá-lo.

- Ah você quer falar? Claro porque não?- Dizia Toni debochando da situação, logo tira o pano de sua boca e se afastando.

- Como você sabe que eu tô fraca hein?? Se eu quisesse eu poderia sair daqui e te encher de cascudo e ai?? - Mônica tentava passar confiança, e não deixar seu medo transparecer.

- Hahahaha ah Mônica por favor! Se você estivesse normal, nem teria como eu te trazer pra cá, não me subestime! Você acha que eu sou idiota!? - Toni se abaixa ficando bem próximo, frente a frente com a dentucinha,  a olhando nos olhos - Sei muito bem que você tá aí cheia de pose como sempre, só pra mostrar que é corajosa!! A poderosa do limoeiro!! Mas as coisas mudaram!! Você não é mais a mesma, agora qualquer um pode te derrotar fácil!!
E sei muito bem que está morrendo de medo!!! E é exatamente isso mesmo que eu quero!!

Mônica engoliu aquilo a seco, ele tinha razão...

- ... Er.. Toni sei muito bem que nunca nos damos bem mas…  Eu.. eu achei que você fosse capaz de ser bom! .. eu estava disposta a ser sua amiga!

- Ah conta outra garota hahaha, - Toni se afasta ficando de costas pra moça - Sei muito bem que você só estava comigo pra esquecer o idiota do Cebola! Apenas ficamos quites! Enquanto te usei pra conseguir o que eu queria, você me usou pra esquecer o Cebola.

- E o que você queria?

- Calma.. Sem pressa! Já já você vai saber de tudo o que aconteceu…

- Mas isso tudo a troco de quê? O que foi que eu te fiz de tão grave pra você ter tanto ódio de mim assim?

- Não se coloque no centro do mundo garota! Não tenho só raiva de você!! Meu alvo maior sempre foi aquele careca ridículo e sei muito bem o quanto ele te ama, destruindo você estarei destruindo ele!!

- Mas o que ele te fez? Porque tem tanto ódio dele?

- ASSIM COMO VOCÊ FEZ COM A PENHA, CEBOLA FEZ COMIGO!

- Hã? Como assim???

- Bom,  vamos relembrar o passado... - Toni começava a se aproximar e sua raiva aumentava cada vez mais - Eu tinha todos de todos os bairros na palma da minha mão, era respeitado em cada rua!! Por bem ou por mal! Enquanto Cebola com o passar dos anos sempre foi o galã, o preferido de todos, cheio de amigos, tinha até aquele clubinho dos meninos do qual ele era o líder e claro o protegido da Dona da rua!...

- Você era respeitado à base de bullying Toni!!! Você não buscava ter amigos de verdade! A gente podia muito bem ter sido seus amigos! E pelo visto..  Isso tudo não passa de inveja!!

- Há inveja daquele nerd? Me poupe!!!...Eu queria respeito falô?!! E bater e ameaçar quem saísse da linha, foi o modo que encontrei pra que me respeitassem! -Toni demonstrava sua raiva ao lembrar do passado - Queria que parassem de me importunar! A vida toda sofri por não ser perfeito, nunca me levavam à sério, me xingavam de tudo que era nome! Mas a vida dá voltas não é? Quando voltei pro Limoeiro, totalmente repaginado, vi o quanto as meninas ficaram caidinhas por mim,  inclusive você!! - Toni não deixou passar a oportunidade de se gabar por isso, e disse com orgulho dando um largo sorriso.

- Todo mundo comete erros... E gostar de você foi um deles... Me desculpe Toni mas aparência não é tudo! Você sofrer bullying na infância não foi culpa nossa!! Você pode ser o loiro de olho claro,  o que for! Isso não significa absolutamente nada pra mim!! De que adianta ser uma pessoa bonita por fora e ser alguém tão... tão... tão asquerosa por dentro? - Toni começava a olhar com mais raiva - Eu também sofria bullying por toda parte por não ser perfeita, eu também era excluída por muitas meninas mais bonitas que eu, eu também batia nos meninos quando me desrespeitavam e sei que isso não era tão correto, e nem sou a pessoa perfeita pra te dar essa lição de moral, mas nem se compara as crueldades que você fazia Toni! .. De juntar grupos e mais grupos pra bater em quem era diferente de você, em pessoas inocentes! Você combatia o bullying com atitudes covardes!... Eu sempre fui um pouco pavio curto, mas sou grata por não ter me tornado uma delinquente feito você!!!

Toni, num ato rápido de raiva, se aproxima,a pega pelo pescoço e a aperta.

- TOMA MUITO CUIDADO COM O QUE VOCÊ FALA GAROTA!! Você sabe muito bem do que sou capaz! Tudo o que eu prometo eu cumpro! E sabe muito bem que não está em condições de me afrontar!..- Mônica tentava não demonstrar medo, mas naquele momento foi impossível, ela sabia que Toni era agressivo, mas não a esse ponto, enquanto ele a apertava com um excesso de ódio no olhar, ela tentava recuperar o ar - Como eu queria te destruir!!! - Toni a apertava ainda mais, Mônica não conseguia mais respirar - Queria te destruir só pra aquele ridículo ver do que sou capaz de fazer com sua amada!!! Se me desafiar Mônica você vai conhecer o pior de mim!!!!... Porém ainda não é o momento… - Toni depois de seu ataque de fúria a solta rapidamente e se afasta e continua a falar sobre o passado. - ...E sobre o passado... Não era só isso...

- COF COF COF arf arf - Mônica tentava recuperar o ar, mas seu medo só crescia, pela primeira vez teve muito medo do Toni.


- ...Não vou mentir Mônica, quando éramos pequenos eu tinha um forte sentimento por você... afinal era a garota mais forte do bairro, poderia junto comigo colocar todo mundo na linha!
Mas você sempre arrastava as asinhas pra cima daquele boyzinho nerd! Mesmo com todas as brigas, todo mundo sabia que você gostava do Cebola, e ele mais uma vez me passava pra trás!! O pior de tudo é que você sempre foi uma idiota! Sempre se arrastava pra ele enquanto ele não dava a mínima pra você! Ele sempre preferiu garotas como Carmem e Penha, garotas com classe, garotas de verdade! E não garotas brutas e osso duro feito você! - Mônica o olhava com raiva, mesmo naquela situação e com medo não conseguia conter a raiva que tinha em cada palavra que ele dizia. -
E mesmo assim, você sempre andava atrás dele, sempre o perdoando pelas coisas que fazia com você de todo o bullying que fez você passar... Todo mundo só lembra das coisas que EU fiz! Mas do que ele faz, ninguém lembra!!  

- Não!!  Não foi bem assim! Eu sempre briguei com o Cebola sim! Já tivemos raiva um do outro, sei muito bem o que ele me fez passar na infância, sempre estivemos em constante competição... Mas ele já me ajudou muito e o amor sempre foi maior! Hoje eu sei que ele mudou, ele amadureceu... Quanto a você Toni...só piorou..  Olha o que você tá fazendo!? Por que tudo isso? Por que não muda?

- Mudar pra que? Pra ser um bando de retardados feito vocês? Hahaha O mundo é dos espertos Mônica, só gente como eu é capaz de vencer na vida, gente boa não tem lugar nesse mundo! Olha só pra você agora! Sempre foi a boa garota forte, defensora de todos, e agora é uma garota qualquer! Fraca! Não pode comigo!!! Não pode com ninguém!!!

- Isso eu já sei!!  Já entendi!  Agora sou mesmo uma garota comum! - Dizia Mônica derramando algumas lágrimas abaixando a cabeça - Mas me diga logo o que você quer de mim? Me trouxe aqui pra quê? O que você quer com essa vingança?

Antes mesmo que Toni pudesse responder Penha surge da porta.

- Tudo Mônica!! Tudo o que você tem! Quero que você sofra! Quero tirar de você tudo aquilo que você ama!

- Penha?!!

- Claro, quem mais poderia ser? - Penha se aproximava com um sorriso ficando ao lado de Toni - Sei muito bem que muita gente te odeia, Mas é claro que eu seria a mais apropriada pra pensar num plano tão perfeito!
Você deve se perguntar o porque está ai toda fraquinha, wonn pobrezinha... - Penha sorria e dizia num tom sarcástico - Não se preocupe, você vai saber de tudo e de muito mais... Quero que fique por dentro de tudo e observe cada passo de meu triunfo, pedi que te trouxessem aqui exatamente pra te mostrar o que é ser uma vencedora de verdade!

------------------------------

 

Cebola acabava de chegar na casa de Mônica junto de Cascão e Xaveco.
Cascão ao ver a amada em prantos só soube abraçá-la forte.

- Fala Maga,  o que aconteceu com a Mônica, cadê ela? - Cebola a olhava com um rosto preocupado.

- Não sei.. Eu..  Eu sei que ela tem o hábito de tomar água de madrugada e tal, mas quando descemos ela não tava aqui!! Não está em lugar nenhum e eu sei que ela não tá em casa de parente!! Ela foi tirada daqui contra a vontade dela!! Eu posso sentir que nesse momento ela tá sentindo medo ... Eu sinto que ela não ta bem, ela ta correndo perigo a gente tem que encontrá-la rápido! - Magali dizia rapidamente, deixando Cebola ainda mais preocupado. - Por favor Cê acredita em mim, não podemos esperar, temos que achar ela!!

- Eu acredito em você! E também sinto que algo de muito errado está acontecendo. Não consegui dormir a noite toda... Com uma sensação horrível... Mas achei que era coisa da minha cabeça - Cebola começava a se sentir culpado.

- Pra ela sumir de madrugada com certeza tem algo muito errado! - Disse Xaveco tentando pensar no que aconteceu.

- Mas o que vocês querem dizer? Que entrou ladrão aqui? Mas parece que não levaram nada! - Carmem olhava ao redor.

- Exatamente, não foi ladrão... entrou quieto demais ... E parece que sabia que Mônica tinha esse hábito justamente pra atacar na hora certa!... - Cebola tentava se acalmar pra pensar.

- Então é alguém bem conhecido. - Disse Cascão

- Mas estava tudo trancado, como alguém poderia entrar aqui? Pelo o que vejo não teve nenhum arrombamento... A não ser que a Mônica abrisse... Ou... - Disse Denise

- ...Ou... A não ser que essa pessoa tenha uma chave mestra!!! ... - Cebola imediatamente se lembrou de quando puxou a Mônica numa sala pra conversarem, pra ele tentar provar sua inocência com o tal exame...

FLASHBACK ON

- Mônica??!  Ta tudo bem?

- Toni?! Ué O que ta fazendo aqui? Como entrou? A porta tava trancada! - Disse Mônica vendo o Toni se aproximar.

- Eu usei uma chave mestra, fiquei desesperado quando vi alguém te puxando pra cá.

FLASHBACK OFF

- Toni!! FOI O TONI!! Ele tem uma chave mestra!! - Cebola começava a sentir a raiva subir por suas veias,  só de pensar que Toni poderia ter feito mal a dentucinha.

- Faz sentido...  Ele deve estar querendo se vingar da Mônica pelo o que aconteceu no karaokê.- Disse Dorinha preocupada

- Mas como ele sabia que ela tava fraca? Ele não seria louco de se meter com ela se ela tivesse normal! - Perguntou Cascão.

- Bom isso eu não sei... - Cebola começava a andar pra lá e pra cá, tentando pensar - ...A não ser que ele tenha alguma coisa a ver com isso também!... OLHA.. EU JURO QUE SE ELE MACHUCAR ELA,  EU NÃO RESPONDO POR MIM... - Cebola se dirige a porta.

- Cebola, onde você vai? - Pergunta Aninha

- Ué onde mais?!! Vou pra casa dele ver se ela ta la!

- Não acha muito óbvio ele deixar ela na própria casa? - Disse Xaveco

- E não seria melhor chamar a polícia pra cuidar disso? - Disse Dorinha.

- Não interessa, por algum lugar eu tenho que começar... Quem sabe encontramos alguma pista lá! E quanto a polícia, todo mundo sabe que sempre demora demais, tem que esperar 24 horas pra ser considerado um desaparecimento! Não estou com paciência pra isso! Magali mesmo sentiu que tem algo muito errado com a Mônica, e infelizmente eu sinto o mesmo! Eu tenho que fazer isso, não vou ficar aqui parado esperando ele fazer alguma coisa com ela, eu vou agir!!! Alguém vem comigo?

- Bora! - Cascão se levanta o acompanhando.

- Eu vou!

- Não Maga, melhor você ficar - Cascão a segura.

- É, a gente nem sabe se a Mônica tá na casa dele, é só um palpite, melhor você ficar. - Disse Cebola. - Alguém mais?

- Er.. Não sou lá muito corajoso sabe.. mas posso dar cobertura pra vocês. - Disse Xaveco.

- Beleza.

- Meu amor! Toma cuidado por favor! - Magali levanta o abraçando forte.

- De Boas, a gente volta logo! - Cascão retribui beijando sua testa.

- E com a Mônica de volta! - Disse Cebola confiante.


Notas Finais


Quando não pode ficar mais tenso.. Fica..
Será que Cebola vai encontra-la? \o/
Nos vemos na próxima! Prometo postar logo logo! ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...