História A Força Desse Amor - Capítulo 79


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Agnes, Aninha, Carmem, Cascão, Cascuda, Cebola, Denise, Do Contra, Dorinha, Irene, Magali, Maria Cebolinha, Marina, Mônica, Nimbus, Penha, Quim, Sofia, Titi, Toni, Xaveco
Tags Cascao, Casgali, Cebola, Cebonica, Magali, Monica, Tmj
Visualizações 167
Palavras 2.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, Tudo bem? Tem recadinho no finzinho do capítulo.

Boa leitura.

Capítulo 79 - As vezes, é preciso o mal vencer... E a vida cessar...


Fanfic / Fanfiction A Força Desse Amor - Capítulo 79 - As vezes, é preciso o mal vencer... E a vida cessar...

Maria Cebolinha naquela noite, sem conseguir pregar os olhos, começava a ser atormentada por seus pensamentos - Mais um dia se passou, e nada do meu irmão voltar, Penha parece focada em seu objetivo de revolucionar tudo, parte da turma praticamente virou escrava dela, fazendo até os caprichos mais idiotas como, limpar seus sapatos favoritos, separar suas bijuterias, ela já se sente uma rainha no meio de nós. Passei o dia todo nesse quarto, enquanto Cascuda e Carmen traziam comida pra gente escondido dos robôs e nos contavam cada coisa que teriam que fazer. Eu como alvo principal, tenho que permanecer aqui, trancada junto com o restante dos pais que já avisados do ocorrido de que a revolucionaria estava aqui, aceitaram permanecer quietos por dica do franja, e ainda tivemos que enrolar os pais de Denise, Xaveco e DC dizendo que estavam na casa de um amigo buscando ajuda e que logo voltariam. O restante da turma que ainda não aceita a ideia de "se jutar a ela", permaneceu aqui comigo o dia todo, no maior tedio e preocupação, precisamos ganhar tempo, ir enrolando, mas, sinto que não vai adiantar muita coisa. Penha pode estar distraída por enquanto, já que está tão feliz pelo dominio completo de quase todo o país. Mas por quanto tempo isso vai durar?  Eu queria muito estar com a minha família de novo... Maninho, onde você está? Por que não volta logo? - Maria observava o quadro onde ela, seu irmão e os pais, estavam felizes, curtindo um piquenique no parque. Ao lembrar desse dia, ela derrama uma lágrima sobre a foto. 

 

Dudu - O que está fazendo? Ta tudo bem? - Ao acordar e ver Maria sentada num canto do quarto, desviando de alguns que dormiam no chão, ele se aproxima. 

 

Maria - Ta. 

 

Dudu - Larga de ser mentirosa. 

 

Maria - Não começa. Não, não tô bem mesmo, mas não tem muito o que fazer...

 

Dudu - Parece que é o fim do mundo, mas não é, ainda tem solução. 

 

Maria - Uma solução bem perigosa por sinal. E se não voltarem? Se a Penha decidir matar a gente antes? Uma hora essa enrolação toda não vai colar mais. 

 

Dudu - A gente acha uma solução. Franja ta tentando descobrir como desativar esses robôs, se ele descobrir rapidamente, estamos salvos. A vida é como andar de skate, em meio a quedas, é preciso persistir, até mesmo quando a gente se machuca, não podemos desistir de tentar. Sua familia, mesmo longe continua sendo sua familia, com certeza estão pensando em você e farão de tudo para voltar, não te deixariam sozinha.  E enquanto eles não estão aqui pra cuidar de você... bom... eu... eu estou...

 

Ela desvia o olhar da foto, observando o rosto do amigo e dá um sorriso, feliz por ouvir aquilo. Precisava saber que tinha alguém do seu lado naquele momento difícil. 

 

Dudu - Olha, eu também estou com medo, mas é preciso estarmos juntos pra enfrentar isso tudo, se apegando na força um do outro, fica mais difícil cair. Eu tô aqui com você e irei sempre te apoiar. 

 

Maria - Obrigada... - Sorrindo, eles se abraçam, num abraço forte e reconfortante. Aquilo fez seu coração se encher de esperança, cicatrizando a ferida novamente. 

 

------

 

FUUUUSSHHHH - Furioso o dragão cinza passava dizimando boa parte dos combatentes do reino de Luna. 

 

Cebola - Dloga, só esse dlagão já ta acabando com uns 10 de nossos guardas, tudo de uma vez...

 

Xaveco - Pois é, assim vai ficar complicado e arriscado demais.. 

 

DC - Calminha Cebolacio, você se estressa demais meu caro inimigo de cabelo estranho... É só levarmos ele pra um local mais afastado, assim não tem perigo..

 

Denise - Finalmente uma ideia genial saiu da cachola desse menino... E podem deixar essa parte comigo... - QUIAAA - Novamente em seu formato de Águia, ela sobe aos céus, em direção ao tal dragão.

 

Cebola - Enquanto isso, vamos cuidar do soldado gigante... - Ele segue para outra direção.

 

Cascão - E ai careca... O que faremos?

 

Cebola - Não sei o ponto fraco dele ainda, por isso apenas o atacaremos normalmente. E Mônica, é melhor ficar aqui atrás.

 

Mônica - N-não, mas eu...

 

Cebola - Atacar!!! - Sem deixar a moça insistir, ele avança acompanhado de outros guardas. 

FITCHIM FITCHIM - Por mais que golpeasse com a espada, os danos eram apenas alguns arranhões. 

 

GROOOOOWWW - Com um golpe, o grande soldado gigante arremessa o rapaz no ar. 

 

Mônica - Cê!!!! 

 

Cascão - VEI, isso não vai adiantar...  Vou tentar alguma coisa.. - Com velocidade ele avança, levantando poeira. - VUUUSH mas antes mesmo de atacar. - GROOOWWW CAAPOU VUMM - Recebe forte ataque, fazendo-o voltar na mesma velocidade, caindo nós pés da amiga. 

 

 

Mônica - Cas??  - Ela o ajuda a levantar 

 

Cascão - Arrgh, To legal...

 

Cebola - Ele não deixa ninguém se aproximar dele praticamente... Dloga Arrgh - Ele diz se recuperando do ataque anterior. 

 

Mônica - Chega, isso não ta adiantando... -Ela avança pra cima do bicho após pegar um grande escudo de um dos guardas caídos. 

 

Cebola - Mônica!! O que vai fazer? 

 

Mônica - Eu tenho ivulnerabilidade esqueceu? - Ela avança pra cima do bicho após pegar um grande escudo de um dos guardas caídos. - 

Vem monstrengo, me ataca!! Chega de ter medo Mônica... - Ela diz pra si mesma observando o bicho avançar. 

 

VUUUUSH VUSSSH

 

Sofia - Denise, tenta parar ele... Não tô conseguindo mirar... - A mesma tentava focar no dragão com um arco e flecha. 

 

DC - Foi uma ótima ideia vir pra esses lados das vilas... - Ele diz saindo de um comercio destruído - Onde tem uns comércios bem maneiros, pegamos um arco e flecha, e uma maçã, mas ainda quero saber porque que não pude comprar um monociclo pra mim... alguém me explica?? 

 

 

Xaveco - Não, vamos precisar de um monociclo... E caso não saiba...  ESTAMOS AQUI PRA ACABAR COM UMA GUERRA! 

 

DC - Quer uma maçã? Ta muito estressadinho camarada, precisa se acalmar... - Ele diz dando tapinhas na cabeça do amigo. 

 

Denise - GENTEEEE EU AINDA TÔ AQUI EM CIMAAA AAAAH - Ela gritava desviando do enorme dragão em círculos ao redor das vilas, que além de destruida, estava bem vazia. 

 

Sofia - Vou tentar acertá-lo... 

 

Xaveco - Não! Com essa velocidade, você pode acertar a Denise...

 

Denise - Ai meu pai, esse dragão ai é veloz demais... Equanto os outros la em baixo, são mais lentos do que internet discada...  EI, SERÁ QUE DÁ PRA PENSAREM EM ALGUMA COISA?? EU NÃO POSSO FICAR AQUI DISTRAINDO ELE PRA SEMPRE! FUUUUSHHH - Uma bola de fogo é solta em sua direção - AAAAH Ele vai me alcançar!! - PARA DE SOLTAR ISSO, LAGARTO COM ASA!! FUUUSHH - AAAH Brincadeirinha... Você é lindo...

 

DC - Olha, Pensar em alguma coisa, até dá, eu mesmo tô pensando numa macarronada muito loka que minha mãe faz com molho shoyu e chocolate e... 

 

Sofia - Deixa de besteira DC, precisamos ajudar ela... 

 

Xaveco - Tô tentando pensar... Calma... 

 

DC - E eu ainda tô com fome pô... - Ele joga o caroço da maçã os destroços. 

 

Denise - Rapidooooo...  Essa não.. - Sem perceber, ela acaba avançando em direção a uma gigante árvore - Aaah droga droga drogaaAAaa...  - E na intuição de escapar VUUUUUMP acaba realizando um looping desviando da mesma. 

Na mesma hora, o tal dragão cinza, passou derrubando a enorme planta. CRAAAASHCBLAM... Continuando a perseguir - Ai papai, eu juro que nunca mais entro num blog de fofoca se você me tirar dessa... 

 

DC - Haha, essa foi boa...

 

Xaveco - Espera, vocês viram aquilo?? 

 

Sofia - Vi, a Denise fez um looping bem maneiro. 

 

DC - Pois é, eu com certeza faço melhor... 

 

Denise - VEM AQUI ENTÃO, PALHAÇO!

 

DC - Opa, partiu - Ele ia avançar porém Sofia o segura. 

 

Xaveco - Não... Após bater na árvore, o dragão diminuiu de velocidade..  Provavelmente com pancadas na cabeça poderemos o parar pra atacá-lo. Já sei o que faremos...

 

Mônica - AAAAAAAARGH CAPLOF - Após ser lançada longe, ela se levanta rapidamente e continuava avançando para distrair o montro. - IAAAAAA. 

 

Cebola - Entendi o que a Mônica quer fazer, tive uma outra ideia.. Atenção guardas... Se posicionem!! 

 

Max - Mas...como que Mônica está tão ivulnerável assim? Com um golpe daquele, qualquer pessoa desmaiaria ou morreria... Desse jeito vai ser difícil completar minha vingança, tenho que descobrir de onde vieram esses poderes deles e como anular. - Ele observava a luta escondido num dos cômodos do castelo.

 

Magali - AAARRGH AAAAAH - Caploft - Apos receber grandes cargas elétricas cinzas pelo corpo, a mesma cai de bruços no chão, tremendo e tentando se levantar. 

 

Edgar - HAHAHAHAHA

 

Até que antes de poder se reerguer

 

Craaaac creeeeec CRAAAAASH - Garras surgiram abrido o chão e as janelas

 

Magali - AAAAAAAAHHH BLAM - As mesmas a puxaram, a prendendo fortemente na parede enquanto Edgar se aproximava. - E-eu não consigo usar mais nada dos meus poderes... Minhas opções acabaram...  Por que me sinto tão tonta? - Ela se perguntava. Até ser surpreendida por um soco no estomago. POOOU

 

Magali - AAAAARGH

 

POOF, POOU CAAPOF - Magali recebia fortes golpes na barriga, enquanto o sangue já escorria por seus lábios. Sua dor era insuportável... 

 

Edgar - Essa é a bruxa mais poderosa do universo? - Ele para ofegante. 

 

Magali - AAARGH COF COF - Ela ainda cospia sangue, continuando presa. 

 

Edgar - É patética!! Se fosse tão poderoa, não precisaria nem dos seus amiguinhos para acabar com essa batalha hahahaha. Você tem bons poderes, isso eu não negaria - Ele se aproxima passando a mão no rosto ensanguentado da bruxinha que chorava enquanto sua visão escurecia aos poucos e logo voltava. - Mas é uma imbecil, não superou seu medo de ter uma responsabilidade muito grande, não conseguiu atingir as espectativas que todos esperavam, e sempre deu tudo de si, pra atingir o que todos sempre falavam que você era e pra quê ? Pra apenas sofrer!!! Era tão boa como sua tia, e no fim Nena teve uma das mortes mais dolorosas e crueis... Quando perceberá que a bondade nos mundos não compensa? Quando vai perceber que só é feliz quem faz o mal e quem fica por cima?... Amor, carinho, bondade, família, amizade, são coisas que não existem!!! No momento de sofrimento, apenas você está aqui sofrendo... Onde está sua tia tão poderosa que tanto te protegeu pra nada? Está morta..... 

Você não é uma bruxa digna, não seria a chave pra salvar o mundo mágico e .... VOCÊ! PERDEU! 

 

Xaveco - Amor, continue voando... 

 

Denise - Não, não.. vou parar aqui pra tomar chá das 5 com o dragão. - Ela diz ironicamente. 

 

DC - Oba, vai ter bolacha? 

 

Denise e Sofia - Quieto!! 

 

Xaveco - Vamo la cara...  Você consegue...  - Ele se concentra e mesmo com a alta velocidade do dragão, rapidamente, tomando cuidado com Denise, foi criando barreiras invisíveis, bem proximas do rosto do dragão, até que

BLAAAM, atinge a criatura, o deixando levemente tonto e fazendo-o diminuir a velocidade. 

 

Denise - Ta dando certo!! 

 

VUUUUSHH 

 

Denise - AAAAAHH - UFA, escapei de uma bola. 

 

BLAAM - E mais uma vez, ele bate sua cabeça contra a barreira. 

 

Xaveco - Sofia, aproveita pra tentar atirar... 

 

VUUUSHHH BLAAM

 

Sofia - Tô tentando... Mesmo assim ta muito veloz ainda...  Eu não sou tão boa de mira...  Eu só sei lutar... 

 

DC - Acho que já sei o que fazer... - O mesmo se concentra, se separando em pelo menos 10 DC'S

 

DC 1 - E ai cara, como vai? 

 

DC - Bem mal e vocês? 

 

DC 2 - Péssimos - Ele diz sorrindo. 

 

Denise - DO CONTRA!! É PRA HOJE VIU! 

 

DC - Muito bem, meus caros inimigos, já sabem o que estou pensando... 

 

DC 3 - No palhaço e na panqueca... 

 

DC - Er... Também, maas, temos que salvar a chatonilda

 

Denise - QUÊ?! 

 

DC - TRÊS TWO UNO...  VUUUUM VUUUM VUMMMM - Com seus truques ninjas, varios DC'S deram as mãos, seguidas de várias cambalhotas em conjunto, como uma ótima acrobacia, e logo fez com que DC aterrizasse certamente na cabeça do dragão. 

 

DC - E ai parça? Tudo em cima? 

 

GRRROOOW? 

 

DC - Uhul olhem que maneiro, tô surfando num dragão haha minha mãe tinha que ver isso.. 

 

Denise - Isso que dá, trabalhar com gente com vento no lugar de cerebro. ANDA LOGO!!! 

 

DC - Xaveco, no 7 você cria a barreira e assim que o lagarto bater a cabeça, sofia atire sua flecha em uma de minhas duplicatas ai em baixo. 

 

Sofia - Mas isso vai adiantar?? 

 

Xaveco - Esse plano não faz sentido... 

 

DC - 5...6..7!!!

 

BLAAAM

 

FLAAASH

Assim que a duplicata estava prestes a ser atingida, com seus truques ninjas, o mesmo gira vuuushhh e volta segurando a flecha na mão, rapidamente, o mesmo voltou para o corpo de DC, que consequentemente permaneceu com o objeto. 

 

Xaveco - Que.. Que... Que.. Que... 

 

Sofia - Eu não sabia que tu tinha esse poder todo. 

 

DC - Nem fiz nada demais... 

 

Denise - ANDEM LOGO!!! 

 

DC - Isso vai doer um pouquinho amigo...  

 

CATHAAACH - A flecha foi fincada bem em seu olho.

 

GROOOOOOWWWWW - e o mesmo foi ao chão, caido e ferido. 

 

Sofia - Coitadinho... 

 

Denise - UFA..  Coitadinho nada, tô exausta!! 

 

Xaveco - Agora precisamos ajudar o restante do povo...

 

Os mesmos saem correndo..  Mas ao chegar no local, se depararam com gritarias e vibrações dos guardas de Edgar, enquanto o mesmo segurava Magali pelo pescoço, desmaiada, na porta do grande salão. 

 

Enquanto Mônic e Cebola tentavam segurar a ira de Cascão que aos poucos foi se entregando a tristeza, e chorando ajoelhado ao olhar seu amor daquele jeito.. 

 

Denise - Ah não... 

 

Xaveco - Nós.... 

 

DC - Perdemos... 


Notas Finais


Essa fic foi muito importante pra mim, por ela conheci pessoas, por ela aprendi muitas coisas e vi o quanto a criatividade é capaz de nos ajudar no dia-dia. Se caso você pensa em escrever, faça isso, busque algo ou alguém que te inspire, algo que goste e escreva, mesmo se pensar que não é capaz, ou que não tem criatividade, apenas faça... eu pensava a mesma coisa, mas sei que ate onde cheguei fui bem feliz e realizei muitas coisas e cenas que gostaria de ver na TMJ.
Aprendi a sonhar mais do que já sonhava... porém... Eu tô num momento bem difícil da minha vida, com certeza um dos mais díficeis, passando por problemas bem sérios, e logo surgiram outros, tô com bastante dificuldade de suportá-los, ou até mesmo, não conseguindo... Não sou de contar isso pro mundo todo >< no geral sou bem reservada, só falo quando o bicho pega de verdade... mas enfim... Queria muito continuar a fic, mas não sei se consigo, ando sem forças, e os últimos acontecimentos desses dias me pioraram muito como nunca antes, por isso peço MUITAS, MUITAS, MUITAS orações (pra quem acredita ><) e acima de tudo peço muita paciência de todos.

Se caso eu não aparecer mais, desde já agradeço MUITO a TODOS que permaneceram comigo até aqui...

Muito obrigada...

Talvez não seja um adeus...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...