História A Força Nove - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Asuma Sarutobi, Baki, Chiyo, Chouji Akimichi, Chouza Akimichi, Dan Kato, Darui, Deidara, , Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Guren, Haku, Han, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Ibiki Morino, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Jiroubou, Juugo, Kabuto, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Karui, Karura, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kin Tsuchi, Kisame Hoshigaki, Konohamaru, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Matsuri, Mei, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Omoi, Oonoki, Orochimaru, Pain, Pein, Rin Nohara, Rock Lee, Roshi, Sai, Sakon & Ukon, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Samui, Sasori, Sasuke Uchiha, Shibi Aburame, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Shisui Uchiha, Shizune, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Utakata, Yagura, Yahiko, Yamato, Yugito Nii, Zetsu
Tags Naruhina, Universo Alternativo
Visualizações 47
Palavras 2.051
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ecchi, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Achei que de fato so conseguiriam postar semana que vem, mas dará para postar regularmente. Até o próximo.

Capítulo 3 - Sangue e morte.


Fanfic / Fanfiction A Força Nove - Capítulo 3 - Sangue e morte.

Era nove e meia da manhã, aproveitando do trânsito lento naquela manhã, Naruto pôs se a admirar a cidade que a muito não via. A mudança percebida por ele ate aquele momento era enorme. Chegava a ser impressionante que aquela cidade movimentada e cheia de vida de dia, era a mesma cidade sombria e sem lei a noite. Ate quando duraria a onda de caos e terror na cidade? Seus habitantes certamente já não aguentava mais.

Passando por uma avenida conhecida, Naruto se deparou com um estabelecimento na qual ele conhecia muito bem. O Ichiraku Ramen. Durante sua infância e adolescência aquele lugar esteve sempre presente em sua vida, mesmo nos momentos ruins. O Ichiraku foi o único local daquela cidade na qual sentiu falta durante o tempo que esteve fora.

Ele decidiu dar um tempo ali e comer antes de seguir ate o hotel onde ficaria hospedado. Estacionou o belo carro e entrou, fazendo o sino de vento soar, alertando aos funcionários da entrada de um novo cliente.

Assim como a cidade, o estabelecimento também cresceu, tendo reconhecido o local apenas pelo letreiro. Contando com um amplo espaço e ambiente climatizado, o local comportava mais clientes e com conforto.

No momento que colocou os pés ali, o delicioso aroma dos incríveis ramens feito pelo tio do Ichiraku o fez sentir-se nostálgico. Mas nem tudo era mil maravilhas, ele também teve más momentos ali, na qual tentava não pensar. Mas foi inevitável, foi ali que teve o primeiro encontro com aquela que no passado marcou sua vida, e também foi ali o seu último encontro antes de ir embora.

Balançou a cabeça negativamente em uma tentativa de não pensar sobre seu passado e se acomodou em um dos confortáveis banco em forma de U com uma mesa no meio. A atendente logo veio ate ele com o cardápio em mãos, mas aquilo não seria necessário para ele. Fez o pedido e ela saiu. Após esses anos, Naruto e Ayame não reconheceram um ao outro.

...

Após o reencontro com Naruto e em especial a última conversa antes dele partir, Hinata estava desnorteada. Sentindo os pés fora do chão. Naquele momento acontecia um conflito de sentimentos que lhe causava uma terrível enxaqueca. Ela retornou para dentro de sua sala e se trancou.

Após todos esses anos...por que logo ele tinha que voltar a minha vida. Parecia coisa de livro. Em meio ao caos que essa cidade vive...que eu vivo, ele retornaria sendo a solução. Eu precisaria me manter firme e forte para trabalhar ao seu lado. Ve-lo novamente tem me causado novamente remorso.

FLASHBACK ON

-Por que...Naruto kun, p-por que esta partindo assim sem mais ou menos? – perguntou a garota de cabelos azuis com os olhos marejados. – como ficaremos?

-Bem longe um do outro. Espero não olhar para sua cara nunca mais. – respondeu Naruto com desprezo e partindo do Ichiraku e deixando a garota sozinha, desabando em lágrimas. Para sorte dela, se pode se dizer assim, a amiga de cabelos róseos passava próximo ao estabelecimento e a avistou aos prantos através da grande vidraça.

FLASHBACK OFF

Batidas na porta tiraram a detetive de seus devaneios. A mesma direcionou o olhar ate a porta, e pela pequena parte de vidro viu o detetive Uchiha. Meio que sem vontade ela levantou e a abriu.

-Você está bem? – perguntou preocupado notando seu semblante.

-Estou. É só uma enxaqueca. – respondeu Hinata.

-Presumo que essa enxaqueca tenha nome, certo? Se lhe faz sentir melhor, eu também não estou nada bem.

-Pra falar a verdade, não me faz sentir melhor. – respondeu a detetive. Ela sentou em sua poltrona e passou a checar sua mensagens em seu celular.

-Sei a barra que está passando pela sua irmã e agora pela volta dele, se precisar de um amigo basta falar.

-Obrigada. – agradeceu dando um sorriso amarelo.

-Agora preciso ir. Acabei de consegui que a Sakura me veja. – despediu Sasuke partindo dali, mais uma vez a deixando só.

...

Após comer, Naruto deixou o Ichiraku. Como estava satisfeito. Após todos esses anos, voltar a a experimentar aquela maravilha sem igual na qual so encontrava ali. Certamente voltaria em outras oportunidades enquanto estivesse na cidade.

Pagou a conta e partiu. Estava tudo calmo ate Kurama alerta-lo sobre uma ocorrência.

-Detectei uma intensa troca de tiros entre clãs rivais. Analisando bem a imagens de câmeras na proximidades, são os olhos sangrentos contra o clã da lua de sangue.

-Qual a situação atual? – perguntou Naruto.

-Muito ruim. São cerca de trinta e oito pessoas na principal praça de cento. A muitos inocentes pegos no fogo cruzado. Quer que avise aos outos? – perguntou Kurama.

-Sabe que não é necessário. – respondeu Naruto sorrindo confiante. Enfim um pouco de ação. Ele precisava daquilo para faze-lo pensar em outras coisas. Pisou fundo no acelerador e partiu em direção ao local dito por Kurama. Este passou a controlar os semáforos do centro, assim facilitando que ele seguisse ate o local o mais rápido possível.

...

O belo mustang vermelho parou do outro lado da rua, em frente a praça dita por Kurama. Mesmo antes de chegar ali já era possível ouvir os disparos das armas. E não era simples revólveres não. Sub metralhadora, Ak, escopetas. Armas potentes.

Naruto desceu do veículo e observou tudo ao redor. A avenida por conta da “guerra” promovida entre s dois clãs estava parada. Havia duas viaturas por ali, mas parecia que era só de enfeite.

Naruto tina cerca de 1,84 de altura e vestia uma camisa de manga longa laranja aberta e uma camiseta branca por baixo e calça preta. Ele pegou o telefone e conectou os fones de ouvidos.

-Kurama, é hora do show. – dito isso ele selecionou a música silhoutte em sua playlist e iniciou. (N/A: sim, é minha música favorita de todo o anime. Ajuda na hora da criatividade ) o loiro sacou duas pistolas magnum .44 do coldre e partiu com tamanha agressividade em seu semblante que certamente assustaria a detetive Hyuuga.

Isse no se de fumikomu gōrain bokura wa Nanimo nanimo mada shiranu Issen koete furikaeruto mō nai bokura wa Nanimo nanimo mada shiranu Utatte utatte utatteku Kirameku ase ga koboreru no sa

Naruto entrou na zona de guerra causada pelo violento conflito entre os dois clãs. Com auxilio de Kurama que conseguia detectar as presenças dos criminosos e passar as informações a Naruto.

-Dois a cinquenta metros a sua esquerda escondidos atrás da estatua do fundador da cidade. – avisou Kurama. Naruto girou, movimentando os braços na direção indicada pelo parceiro. Antes de completar tal movimento ele disparou uma vez, engatilhou e disparou novamente em questão de milésimos. As balas fizeram uma curva impressionante (N/A: estilo o filme o procurado). Cada um dos criminosos que estavam ali foram acertados por duas balas que vieram cada uma de um lado diferente e lhe atingiram a lateral da cabeça, se chocando uma com a outra dentro do crânio deles. O impacto causou uma pequena explosão que abriu um buraco em suas cabeças, espalhando massa encefálica em diversas direções, e pintando parte da gloriosa estátua de Senju Hashirama de vermelho.

Oboetenai koto mo takusan attadarou Daremo kare mo shiruetto Daiji ni Shiteta mono wasureta Furi o shitanda yo Nanimo nani yo waraerusa

-Há cinco membros do clã da lua sangrenta escondidos entre as árvores a vinte metros ao norte de onde esta. – avisou novamente Kurama. O loiro girou habilidosamente as pistolas em seus dedos e se movimentou de modo que os visse.

Ágil e mortal.

Naruto disparou cerca de dez vezes em menos de cinco segundos, tendo inclusive nesse meio tempo recarregado as pistolas. Todos os disparos acertaram as cabeças de seus alvos. Por ser um calibre potente, o estrago feito deixava mesmo os mais experientes polícias enjoado.

Percepção e reflexos sobre humanos.

-Tem um sniper na torre da igreja a 80 metros ao noroeste que lhe detectou. – alertou Kurama. O homem já havia disparado contra ele, porém Naruto, surpreendentemente percebeu o disparo e esquivou do tiro. O loiro guardou a pistola e sacou uma faca militar e cortou a bala em duas assim que passou a centímetros de seu rosto e girando, disparou contra o sniper acertando dois tiros, em cada um de seu olho. Com o tiro o homem despencou de quase cinquenta metros de altura.

Isse no de omoidasu shounen Bokura wa nanimo kamo o hoshiga tta Wakatatteiru tte a kidzuitieru tte Tokei no hari wa hibi wa tomaranai Utatte utatte utatteku nagareru toki to kioku Dooku Dooku Dooku ni natte

Rápido

Ele guardou as pistolas e sacou as duas facas militares da cintura e avançou em uma velocidade sobre humana (N/A: nada fodasticamente rápido como o flash, ta mais para o capitão américa, um pouco mais rápido) nas direções ditas por Kurama. Golpeando os criminosos em pontos vitais ,ou cravando as facas em seus crânios e os rasgando sem piedade, sem que os mesmos  nao conseguissem reagir. Um a um eles caiam, tendo uma morte rápida e sem nem perceberem o que os atingiu.

Mais distante, dois polícias assistiam a ação dele impressionados. O mais velho da dupla, que tinha pele estranhamente azul olhava de forma suspeita para ele. O homem olhava com certo receio diante as habilidades de um membros da força nove. Que tipo de treinamento que eles devem ter passado? Se perguntava.

Um a um, os membros de ambos os clãs iam caindo sem vida perante a Naruto. O loiro impiedosamente matava a cada um. Ele não podia suportar todo aquele caos e pavor que eles estavam espalhando por toda a cidade.

Toda aquela adrenalina em nivel anormal devido ao árduo treinamento fizeram com que seus olhos azuis passasse a serem vermelhos sangue, dando a ele um aspecto assustador, capaz de impor medo ao coração do mais cruel criminoso.

-Não deveríamos te-lo ajudado? – perguntou o policial novato ao veterano.

-Ele está bem, então não. – respondeu de forma rude e logo entrando na viatura. - vamos logo.

A dupla saiu e agora como fim do confronto entre membros dos dois clãs, mais duas viaturas chegaram no local, agora que estava tudo calmo. Naruto deixou o local com alguns respingos de sangue pelo rosto e bem pouco na roupa. Os policiais chegaram aaborda-lo, mas assim que lhes fora mostrado o distintivo e o poder que ele possuía, os mesmos o ignorou e foram olhar a cena do tiroteio.

Após Naruto sair dali, não tardou e uma equipe de reportagem chegou no local. A chegada da força nove ainda não havia sido divulgada a imprensa.

...

Era cerca de sete da noite. O céu estava completamente estrelado, e sem nenhuma nuvem sequer. Naruto estava em seu quarto analisando algumas informações acerca daquela situação na cidade quando foi interrompido por batidas na porta. O loiro que trajava apenas uma calça se levantou e a abriu. Era Fuu. Todos os membros decidiram por se hospedarem no mesmo hotel.

-Fuu, aconteceu algo? – perguntou Naruto.

-É estava meio solitário naquele quarto imenso e pensei em assistirmos algum filme. – respondeu a garota mostrando o dvd de um filme. Há algum tempo ela era afim dele e ele era o único que não via isso.

-Claro. – respondeu dando passagem a ela. A garota praticamente se jogou sobre a grande e confortável cama dele e se acomodou. – pode ser legal. – Naruto deitou na cama ao seu lado. Ela “inocentemente” se aproximou, mas como ela era meio espaçosa, ele não deu a mínima para isso.

Assim que o filme iniciou, Naruto constatou que se tratava de um filme de terror, que ela tinha medo. Fuu era membro da elite da força policial do país, enfrentava coisas perigosas na vida real tinha medo de filmes de terror. Estranho, não,?!

A medida que a tensão aumentava, os sustos se tornava mais constantes. E em um desses sustos, ela acabou que abraçando. Diante o ato inesperado, Naruto a encarava de forma curiosa, com os rostos tão próximos. Ele não havia reparado nela além de uma companheira de equipe, mas notou ali o quão bela e atraente era.

Fuu resistia a vontade de beija-lo, porém a cada segundo que passavam com os rosto tão próximos, essa vontade so aumentava. Ela decidiu se entregar ao desejo e quando iria selar seus lábios, algumas batidas na porta interrompeu o momento. O serviço de quarto que Naruto havia pedido há alguns minutos.


Notas Finais


Então...?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...