História A fotografia amaldiçoada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Cabana
Exibições 7
Palavras 1.493
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Terror e Horror

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Lola é uma garota de 15 anos  morava com seus pais em uma cidade muito movimentada, Lola tinha os olhos claros e cabelos longos tinha muitos amigos, mas a sua melhor amiga era Ana uma menina gordinha. No final de setembro Lola recebeu uma noticia muito triste de sua mãe sua avó tinha falecido  enquanto dormia.

Lola ficou em choque com a noticia não conseguia aceitar que sua avó tinha ido em borá, porem deixado uma herança para sua única filha (mãe de Lola) a herança se tratava de uma antiga casa da família e todo o dinheiro que ela não havia usado.

 A casa ficava do outro lado da cidade, em questão de semanas eles se mudaram muito rápido ate para ela, Lola que não teve muito tempo para se despedir de seus amigos. Quando chegaram na casa Lola e Luis seu irmão acharam a casa horrível era de dar arrepios, Lola entrou por ultimo na casa ainda não gostando da idéia de ter que mudar de casa, de escola, e morar perto demais de uma cemitério.

Quando Lola entrou viu uns quadros bem antigos nas paredes, em todas elas principalmente nos corredores. Foi olhar seu quarto, quando entrou colocou a mochila em cima da mesinha de madeira que possuía três grandes gavetas, ao lado daquela porta imensa com vários detalhes tinha um armário que por mais q Lola insistisse em fechas uma das portas ela sempre se abria, na terceira tentativa notou um papel escrito Keity em cima do armário, quando virou o papel  era uma foto bem gasta talvez pelo tempo que deveria estar aqui.

Na foto tinha uma garotinha de uns 6 anos mais ou menos, de cabelos muito escuro caído nos ombros, ela tinha nas mãos uma boneca deixou a foto em cima da mesinha e saiu do seu quarto . Lola nesse tempo ganhou um cachorrinho preto de sua mãe, que estava fazendo de tudo para que ela se adaptasse bem naquelas casa .

Tedy nome que Lola escolheu para seu cachorro, ele era muito dócil brincava com todo mundo. Lola começou na sua nova escola numa terça feira e naquele dia estava horrível cheio de nuvens escuras no céu ameaçando dar um temporal. Lola logo fez dois amigos Rafa e Jade.

Mas naquela casa nada estava indo bem, Luis estava tento consultas psiquiatra com  freqüência, depois de começar a ver  e brincar com uma menina ele dizia que ela morava la naquela casa a muitos anos, e que tinha os cabelos nos ombros e muito escuros. Lola depois disso estava começando a ouvir vozes mas preferiu não contar nada a ninguém, começou a se isolar de todos depois de pesadelos horríveis que ela estava tento.

Lola não viu mais o seu cachorro, ele tinha simplesmente sumido depois de corres atrás de um rato até o jardim. Mas Lola quando voltava de escola viu seu cachorro jogado na rua todo machucado e sem a vida 90% das chances de ter sido atropelado.

    Muito triste ela volta para casa e contou para seu pai onde tedy estava quando o pai de Lola voltou disse que sim ele tinha sido atropelado, Luis que era muito apegado ao cachorro tinha questão de preparar um funeral para ele.

       Meses depois escutaram um latido na porta, quando foram ver, era tedy sobre apenas duas patas latindo muito, assustada Lola corre para dentro e só ouve um barulho de tiro....

Seu pai matou o cachorro afinal ele era um “morto-vivo”.

           Lola todos os dias depois da escola passava pelo cemitério e se sentava em um tumulo e estudava todos os dias. Esse comportamento de Lola estava assustado Rafa e Jade e seus pais também. Um dia quando estava voltando para casa encontrou uma flor, Lola achou uma flor linda e levou para casa, mas no caminho ela perdeu a flor e não percebeu, na hora do jantar o telefone toca, Lola atende e uma voz amedrontadora diz:

-Devolve a minha flor!

Lola não lembrava da flor e desligou o telefone pensando que era trote.

           Algum tempo depois Lola estava ajudando sua mãe quando o telefone toca, Lola atende e a mesma voz diz:

-Devolve minha flor!

Lola já não aguentava mais aqueles telefonemas estranhos, então tirou o telefone da tomada.

        De madrugada levantou como de costume, e viu seu irmão correndo pela casa falando sozinho, ela chamava mas ele não respondia só a olhava, depois de uns minutos, Luis disse:

-A Keity não gosta de você... não quer que nos conversamos tchau.

Lola ficou pensando quem era essa Keity, ai lembrou da foto em seu quarto, quando ouviu Luis dizer:

-Te achei!

Lola correu até o quarto de Luis e não ouviu mais.

Lola foi para o quarto dos seus pais e contou tudo, eles correram para o quarto do filho que estava em baixo da cama abraçando as pernas e chorando, os pais perguntaram:

-Filho o que aconteceu?

Luis não respondeu, só subiu na cama e deitou. Aos poucos ele parou de chorar e adormeceu profundamente....

No outro dia Luis agia normalmente como se nada tivesse acontecido, os dois foram para a escola como todos os dias, só que aquele dia estava estranho todos estava quietos de mais, coisa que nunca acontecia naquela turma. No intervalo da aula de português para a aula de química, Larissa levantou de sua carteira para pegar a caneta que tinha caído de sua mesa. Quando olhou embaixo da mesa de Lola, achou uma foto de uma menina de pele muito branca e olhos azuis que fazia o número 1 com a mão, Larissa admirada  com a beleza da garota da foto, resolveu que ia levar aquela foto para casa.

Pela tarde foi igual como diariamente foi...

No outro dia pela manhã, na entrada de escola, Lola esperava jade e Rafa quando veio Larissa correndo na faixa de segurança com a foto daquela garota na mão que ela tinha achado em baixo da carteira de Lola na manhã anterior para dar oi para Lola, mas não conseguiu porque quando estava no meio  da rua não viu o ônibus da escola sair e ir ao seu encontro, Larissa não teve tempo de pensar em correr, o ônibus acertou em cheio e arremessou pelo menos uns 15 metros até bater em um poste e cair no chão todo mundo que estava por perto ficou em choque, Lola correu para ver Larissa. Mas quando chegou perto dela viu a foto daquela garota mas agora não estava fazendo o numero 1 com a mão, e sim o 2.

  Depois de um tempo voltou ao normal a ser como era antes, porém meses depois, Lola começou a usar drogas com um grupo de garotos e garotas que iam praticamente todas as noites no cemitério perto de sua casa, eles ficavam la jogados em cima dos túmulos como se fossem a casa deles, a mãe de Lola já não estava tanto  preocupada porém cansada de chamar ela todas as noites.

        Certa noite Lola foi sozinho para o cemitério, e viu uma coisa que fez ela se arrepender profundamente de ter ido até lá, já era quase 3:00 da madrugada quando Lola viu uma moça se debatendo sobre um tumulo, Lola foi até la ver o que tava acontecendo, porém quando se aproximou viu uma fumaça saindo do corpo da mulher q logo em seguida se levantou e disse:

-Sua tola você não deixou ele me matar agora ele ira atrás de você.

Pela primeira vez em muito tempo Lola se sentiu sozinha e com muito medo, ela foi para casa e depois de um banho quente e uma noite mal dormida, Lola tentou tirar da cabeça as memórias daquela noite, mas por semanas a sensação de estar de estar  sendo seguida era algo constante.

      Com o tempo Lola tentou sair do mundo das drogas, se tornou uma pessoa mais acessível, nada porém adiantou, Lola já não aguentava mais aquela sensação e tomou uma decisão muito radical. Por um momento de descuido de seus pais Lola pulou a sacada dando um fim na maldição, ou seja decidiu que tirar a própria vida era a saída. Sua mãe e seu pai correram para ver o que tinha acontecido ao se deparar com o corpo de sua filha caído já sem vida, mãe de Lola ficou em falar nada, só chorava, o irmão era pequeno de mais para entender que sua irmã não estava mais Lá com ele, o pai dela então pegou o corpo da filha e abraçou e gritou o mais alto que pode:

-Porque com ela?

Arrependido por não ter tido uma vida de pai e filha como eles nunca tiveram, Jade e Rafa os amigos de Lola, ficaram sem saber dizer porque ela fez aquilo.

          Lola agora devia  estar achando que tudo tinha acabado, mas ela não sabia que o pior ainda estava por vir, a maldição continuou a atormentar um por um dos familiares de Lola, acabando com uma família inteira.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...