História A Freira e o Vampiro - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Seiji Komori, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Visualizações 37
Palavras 1.188
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction A Freira e o Vampiro - Capítulo 15 - Capítulo 12

Yui //on//.

Depois de tudo isso, resolvi botar a cabeça para Pensar. Karl diz que seu filho não me amava de verdade, ele deve estar certo, ele é o pai de Ayato, deve provavelmente saber muito mais que eu sobre seu próprio filho. Enfim, decidi aceitar o meu casamento com Karl, afinal, seria um bom começo para mim, ele parece verdadeiramente me amar, e tudo que quero é isso, ter um marido que me fassa me sentir amada, mas por ele mesmo. Mesmo que ele não me ama, meu coração é totalmente do Ayato-kun.

Eram 18:00, Mary me disse que o jantar começaria mais ou menos, às 20:00 Horas, tenho um tempo para começar a me arrumar, então a primeira coisa que fiz foi tomar um banho relaxante de banheira com água morna,  ainda estando na banheira, Mary lavava meu cabelo, massageando meu couro cabeludo, adimito que não sou acustumada com esse tipo de coisa, mas ela nem sequer deixou eu fazer por mim mesma, diz ela que a mesma gostou muito de mim e que gosta de mimar "suas senhoras" deste jeito.

Após isto, ela disse que ia pegar o vestido e algumas coisas para mim, assim me deixando completamente a vontade para me lavar, e foi assim mesmo. Assim que ela voltou, me disse para que me enxugasse com a toalha branca que havia em sima da pia de mármore branco e algumas outras cores claras.

Ela disse que era para deixar tudo por sua conta, então deixei. Sei que não faz tanto tempo que nós nos conhecemos, mas sinto que posso confiar nela.

Ela me arrumou, eu estava pronta, assim que me dei conta, vi meu reflexo no espelho, eu estava com um lindo vestido longo (foto de capa), e uma maquiagem leve, e meu cabelo estava apenas preso em um coque, que deixa duas mexas de cada lado soltas, e logo depois Mary me ajudou a calçar um salto baixo, a cor do sapato era a mesma do vestido.

Karlheinz //on//.

Faz um bom tempo que Yui foi se aprontar para o jantar, que pelo que sei vai ser mais um baile do que especificamente um jantar, talvez seje bom para me aproximar de Yui.

Eu estava pronto, vestido com o meu terno preto. Eu esperava Yui na sala, assim que me dei conta, ela estava descendo as escadas igual a uma princesa, com o vestido que eu mesmo tinha escolhido para ela, Mary fez tudo do jeitinho que lhe mandei, ela estava simplesmente fantástica.

Karlheinz:- Então, vamos querida?

Yui apenas acentiu, enganchando se braço no meu, com o seu jeitinho invergonhado e tímido, como gosto de faze-la ficar assim. Fomos para a limusine que nôs esperava, assim, o chofer deu partida e seguimos o caminho.

Eu estava conseguindo fazer a cabeça de Yui, isso era bom, bom demais para ser verdade! Talvez finalmente eu tenha ela para mim, uma mulher que me ame.

Ayato //on//.

Cada vez mais, eu ficava aflito e preocupado, Yui era importante para mim, queria ela em meus braços.

Eu e meus irmãos esperávamos que Subaru chegasse logo, pelo que sei, ele disse que havia subordinado um dos "capangas" do Karl para que ele dissesse onde ele estaria. Fazia tempo de Subaru havia ido, e finalmente ele chegou. Eu logo me levantei da poltrona para saber de notícias.

Subaru:- O Karl ta obrigando a Yui à ir num baile, parece que vai ser na mansão do nosso tio de 3° grau, se chegarmos a tempo, talvez conseguimos chegar lá o quanto antes.

Então assim, começamos a montar um plano, se fazermos tudo perfeitamente, eu conseguirei minha Yui de volta.

Yui //on//.

Demorou um pouco para que chegássemos, mas finalmente chegamos. Entramos pela grande porta de madeira. Karl me guiava pelos corredores, até chegarmos em um belo salão. 

Era enorme, e tudo muito lindo, assim que chegamos, todos olharam diretamente para Karl, como se ele fosse muito mais importante, assim, também senti muitos olhares para mim.

Narrador (a) //on//.

Karlheinz:- Fique perto de mim e não fale nada, amenos que lhe mencionarem na conversa.

Isso soou baixo, apenas para que Yui pudesse ouvir, e ouviu, tinha certeza que queria ficar de boca fechada, afinal, não gostaria de inrritar o mais velho.

Em poucos instantes após isso, Karlheinz e Yui foram recebidos por um outro homem, ele teria seus cabelos verdes e olhos vermelhos, e pele pálida. 

???:- Se não é. Karlheinz! Pensei que nem viria!

Fala ele comemorando com o sua taça de vinho em mãos, logo ele percebeu a presença de Yui. Karlheinz apenas deu seu típico sorriso.

???:- E quem seria a adorável dama ao seu lado?

Karlheinz:- Ah sim! Esta é minha noiva, Yui Komori, Yui, este é Richter.

Richter pegou a mão de Yui e lhe deu um beijo delicado em sua mão, olhando em seus olhinhos cor-de-rosa.

Yui não falou nada.

Richter:- Então se é assim, tomaremos um vinho para comemorar!

Richter fez um sinal para um garçom, assim, ele veio trazendo duas taças.

Yui nunca foi de beber, apenas em ocasiões bastante especiais, mas não iria negar.

E assim se passou um pouco de tempo na festa, se apresentando para os convidados que vinham falar com o "casal" e ser praticamente obrigada a tomar goles de vinho. Yui não era acostumada com tomar tanto álcool, assim, tendo dores fortes na região da barriga, e fortes náuseas. Ela não teve muitas escolhas assim, fez:

Yui:- Karl, eu não to bem, poderia pedir para o Chofer me levar para casa?

Yui não estava realmente bem, Karl via isso, então logo pegou seu telefone celular para ligar para o chofer, estava seguro de que Yui não iria fugir enquanto não estaria perto, afinal, ele mesmo diz que fez sua cabeça.

Ligação //on//.

Karlheinz:- Quero que venha buscar Yui.

???:- Sim, claro pôde deixar comigo senhor, na verdade já estava chegando para esperar os senhores por aí...

Karlheinz:- Sei... Aliás, a sua voz não parece a mesma, está bem?

???:- S-sim senhor! Apenas espere, já ez-estou aí!

Ligação //off//.

Subaru //on//.

Por pouco ele não suspeita, estava difícil de segurar o ar e fazer essa voz!

Eu estava vestido com as roupas de chofer, já o VERDADEIRO chofer, está semi-nu e amarrado com cordas enquanto Shu, Reiji e Kanato davam cobertura e cuidavam para o chofer não fugir.

Eu já estava indo a caminho, a limusine estava passando pelo meio da pista, e balançando para todos os lados, mais nem sei por que...

Laito:- IDIOTA!!! VAI NOS MATAR ANTES DE CHEGARMOS LÁ!!!!!!

Ah é... Eu nunca dirigi antes...

E tinha esquecido de que Laito e Ayato estavam lá atrás.

Narrador (a) //on//.

Bom, não demorou muito para que os meninos chegassem lá.

Yui já estava à espera, a limusine estava em frente ao portão da mansão, a mesma se sentia mal por "abandonar" Karl na festa.

Assim que entrou, deu de cara com Ayato, e os dois se beijaram como se não haveria o amanhã.

Yui:- Pensei que nunca mais eu poderia lhe beijar assim assim novamente.

Ayato:- Apenas foi um pensamento, vou estar aqui para te salvar para o que for.

Laito:- Legal, muito legal o momento lover de vocês bombinhos mas se não perceberam temos que ir embora.

Assim, Ayato segurou Yui firme em seus braços, tentando matar as saldades de sua amada, e assim se preparando até que subaru fosse começar dirigir novamente.

Laito:- Subaru larga na pernada!

Assim seguiram viagem.....











Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...