História A função do coração - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Blackpink, Bts, Colegial, Jungkook, Romance
Exibições 52
Palavras 1.912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem desse novo capítulo! Fiz com todo o carinho.

AVISO IMPORTANTE: estou escrevendo uma nova fic com minha amiga Gioska. Se puderem dar uma olhada lá e favoritar, ficarei agradecida. O nome é Meu complemento.

~Boa leitra

Capítulo 17 - Será Jungkook?


Fanfic / Fanfiction A função do coração - Capítulo 17 - Será Jungkook?

ANTERIORMENTE:


-Você é a única que realmente amo.

Fico o encarando sem palavras. Ele solta a cintura da Jennie e vem perto de mim, aproximando nossos rostos cada vez mais, encarando meus olhos por um instante e minha boca por outro, não sabia o que fazer com aquilo, fiquei imóvel, até que….


CONTINUAÇÃO:


Até que tomei coragem. Retirei suas mãos de mim e me afastei dizendo:

-Não sou suas negas da rua amiguinho.

Dei uma piscadinha apenas com um olho, peguei a mão de Jungkook e sai andando. Estava levando ele em direção ao cinema, e nesse caminho ele disse:

-Essa patada doeu até em mim agora.

-Hahaha, eu sou foda né? - respondi num tom de exibição que fez ele rir.

Ele então entrelaçou seus dedos nos meus, e assim fomos até o cinema para comprar os ingressos. Resolvemos assistir um filme de terror, onde seria o último dia em que seria passado, então foi meio difícil achar lugar, mas, felizmente achamos. O filme era “Quando as luzes se apagam”, e pelo jeito era muito aterrorizante, mas eu gostava desse tipo de filme, e Jungkook também. Ficamos cerca de 20 minutos na fila para comprar o ingresso e a pipoca, mas deu tempo.

Chegamos correndo na sala e fomos em direção aos nossos lugares. Assim que sentamos, acabou as propagandas insuportáveis e começou o filme. Logo no começo, levei um susto e derrubei um pouco de pipoca por conta do meu pulo. Jungkook deu muita risada da minha cara e eu me senti envergonhada, então disse:

-Você deveria me mostrar proteção, e não rir que nem um alce.

-Me desculpe - respondeu com dificuldade pois ainda estava rindo.

Quando finalmente parou de rir, colocou sua mão sobre a minha e me deu um beijo na testa. Assim continuamos a assistir o filme. Às vezes, levávamos sustos cada um apertava a mão do outro. No meio do filme, levei um susto tão grande, que me levantei e sentei no colo de Jungkook.

-O que você está fazendo? - ele pergunta colocando a mão em minha costas.

-Estou com muito medo. Quero ir embora - respondi escondendo meu rosto em seu ombro.

-O filme está quase acabando, vamos ficar eu quero saber o final.

-Deixa eu ficar aqui então?

-Tá bom.

Então me aconcheguei em seu colo, abracei seu pescoço e voltei a olhar para aquela tela enorme, ilustrando coisas do demônio.

Quando finalmente acabou o filme, me levantei animada para sair daquele lugar. Me estico um pouco, e nisso, quando olho para trás, vejo a linda figura de Suga e Jennie me observando com cara de bunda.

-Perdeu alguma coisa aqui? - pergunto, o que faz Jungkook se levantar ao meu lado e os encarar também.

-Perdi, a minha namorada.

-Pena que ela não está aqui neste momento, volte mais tarde, talvez ela volte. Ou talvez não.

-Pare com isso Kim.

-Parar com o que?

-Com esse fogo na bunda. Você sabe que eu te amo.

-Não parecia quando você estava se pegando com essa miniatura de….

-Olha o que você vai falar hein - interrompe Jennie.

-Miniatura de teste de cirurgia plástica.

-Minha beleza é natural e verdadeira querida.

-Nada em você é verdadeiro garota… além do seu…

-Epa epa, vamos parar com isso - Suga se intromete também.

-Cuida da sua vida Min Yoongi.

-Pare Kim. Me dê mais uma chance, por favor. Você não sabe o quanto está doendo aqui dentro.

-Sei sim, é a mesma que a minha, pode apostar isso.

Olho para minha baixo, e acabo olhando de relance para minha mão com a aliança, logo a retiro e dou para ele dizendo:

-Acho que não preciso mais disso.

-Não Kim, por favor. Eu te amo muito. Você é a única garota que eu realmente me importo.

Não aguentei aquilo, estava prestes a chorar. Não poderia desabar na frente deles. Então saí correndo. Deixando até Jungkook para trás.

-Espera Kim! - ouço Suga gritando.

Mesmo assim não paro de correr, saio do cinema e vou em direção do banheiro feminino, aí poderia ficar sozinha um pouco. No caminho olho um pouco para trás e vejo Suga atrás de mim, junto a Jungkook.

Consigo chegar no banheiro, entrando rapidamente e procurando uma cabine vazia. Quando acho uma e estou prestes a fechar a porta, Suga entra junto a mim e a fecha.

-O que você está fazendo aqui?!

-Shii - ele diz colocando seu dedo indicador em minha boca.

Estava prestes a xingar ele é abrir aquela porta, mas ele me puxou para si, e novamente caí naquela hipnotização, com aquela carinha sorrindo maliciosamente. Até que sou surpreendida com um beijo delicado.

Depois de um tempo, ele me coloca contra a porta e me beija mais intensamente. Começamos a perder o fôlego, quando ele se solta e sussurra em meu ouvido:

-Me dá mais uma chance.

-Não.

-Por favor. Pensa bem… Nossa discussão foi por besteira

-Você é muito safado cara. Agora pouco você estava se pegando com Jennie e agora vai achar que eu sou trouxa igual ela? Me deixa sair agora.

-Antes responda algumas perguntas.

-Fala logo.

-Você ainda sente alguma coisa por mim?

-Sim, mas está aos poucos sendo trocado por ódio.

-E sobre Jungkook?

-Sim. Eu gosto muito dele.

-Porque você está ficando com ódio de mim?

-Mano, pensa bem. A gente terminou  ontem e admito que eu errei quando beijei Jungkook, mas eu estava com cabeça quente. Aí você me dá um fora partindo meu coração. No outro dia você está se pegando com Jennie, e dá um fora nela quando me vê. O que você acha que sou? Como acha que me sinto?

-Mas você estava se pegando com Jungkook também.

-Eu não dei um fora nele quando vi você.

-Aliás, foi aquela louca da Jennie que me agarrou.

-Sei.

-É sério.

-Ah, me deixa sair vai.

-Você não me dar mais uma chance?

-Não. E a culpa é sua, fique ciente disso.

-Mais…

-Me deixa sair se não eu vou gritar.

Assim ele abriu a porta me deixando sair. Deixei ele para trás pouco me importando do que iria acontecer com ele, já que estava no banheiro errado.

Assim que saí, Jungkook veio correndo me abraçar e me perguntou:

-Ele te fez algum mal?

-Sim. Ele destruiu meu coração.

-Você ainda é apaixonada por ele?

-Não mais, outra pessoa conquistou meu coração - falei dando um sorriso para ele, que fez o mesmo.

-Daqui a pouco temos que ir trabalhar acho melhor nos apressar - ele disse por fim.

Fomos rapidamente numa loja de roupas, e foi muito divertido, já que fizemos algumas brincadeiras. Jungkook escolheu algumas roupas para mim e vice-versa. Admito que ele tem um ótimo gosto. Também fizemos desafios de quem experimentava a roupa mais rápido, e eu ganhei em todos hehe. Também aproveitei para comprar um presente para minha tia que chegaria hoje à noite para passar uns dias, e algum brinquedo para as crianças que eu cuido, já que era aniversário delas hoje. Comprei tudo o que queria sem nenhum problema, eu estava rica!

Depois de uns minutos, estávamos prontos e resolvemos comprar apenas um sorvete para ir embora.

Estava muito cansada para caminhar, então Jungkook me lavou de “cavalinho”. Só ele e meu irmão mesmo, para aguentar essa batata obesa aqui :))

Como o apartamento era próximo ao shopping, fomos caminhando e logo chegamos. Ao chegar no andar certo. A tia de Jungkook já esperava a gente na porta.

-Boa tarde.

-Boa tarde - respondemos em coro.

-Boa sorte, eles estão atentados hoje - disse dando uma risadinha e um beijo na testa de cada um dos filhos - a mamãe tá indo, tchau crianças.

Elas não falaram nada, apenas acenaram com a mão e entraram correndo e gritando já jogando tudo no chão. Eu e Jungkook nos entreolhamos, respiramos fundo e entramos. Coloquei as sacolas num canto e peguei uma em que estava o presente deles.

-Crianças, eu trouxe um presente para vocês.

Elas vieram correndo e pararam bem a minha frente estendendo as mãos. Dei o devido embrulho para cada um, que rasgaram na hora e abriram a caixa de seus brinquedos. Por incrível que pareça meu plano deu certo, cada um ficou quieto no seu canto brincando, então eu e Jungkook tivemos um pouco de sossego. Nos sentamos no sofá e Jungkook começou a falar:

-Porque você comprou um presente para eles?

-Porque é o aniversário deles.

-Só por isso?

-Quero puxar o saco de sua tia - falei dando uma risadinha.

-Sem vergonha - ele disse e começou a rir.

Então meu celular tocou, atendi, e era meu irmão.

-Alô? - falei.

-Oi batata.

-Oi Tae.

-Aconteceu um pequeno problema.

-O que?!

-Eu tive que vir ao trabalho e vou ficar até tarde, e você não levou a sua chave.

-Puts, e agora?

-Não sei. E a nossa tia só vai conseguir chegar amanhã ela disse. Parece que o ônibus ficou preso num acidente na estrada.

-Ah que pena, mas ela está bem né?

-Sim.

-E o que eu vou fazer?

-Você está no trabalho né?

-Sim.

-Vê com sua patroa se você pode ficar aí por mais um tempo, e eu passo pra te buscar.

-Ta.

-Tenho que desligar agora, tchauzinho.

-Tchau.

Desliguei e percebi que Jungkook me encarava, olhei para ele, onde sorriu e disse:

-Olha, ganhou um celular?

-Não, eu roubei.

-Nossa.

-Estou brincando, ganhei de presente de natal adiantado, do meu irmão.

-Ah. E aconteceu alguma coisa que eu possa ajudar?

-Apenas vou ter que ficar aqui até mais tarde, pois meu irmão foi trabalhar e eu esqueci a chave.

-Você pode ficar ali em casa se você quiser.

-Tá… Tá bom - falei gaguejando.

Ele sorriu e continuou me encarando. Não conseguia o encarar também, então resolvi ficar olhando para as crianças. Até que elas nos chama para brincar.

Depois de um tempo, alimentamos as pestinhas e demos um banho, que logo dormem. E assim que sentamos.no sofá, a tia de Jungkook chega, então pego as sacolas, e fui embora para o apartamento ao lado, me despedindo de minha patroa.

Quando entro na casa de Jungkook, sua mãe está na cozinha preparando o jantar. Cumprimento ela e vou com Jungkook para seu quarto. Deixo as sacolas num canto qualquer e me sento em seu pequeno sofá.

-O que quer fazer? - ele pergunta para mim.

-Humm.. não sei.

-Que tal assistirmos anime?

-Ok. Mas só se for SAO.

-Ta.

Ele liga sua televisão e coloca o anime que pedi. Assistimos a 3 episódios, quando sua mãe nos chama para jantar. Vamos para a cozinha e nos sentamos. Comi com muito prazer, já que a comida daquela mulher era maravilhosa.

-Está uma delícia.

-Obrigada - ela dá um sorriso e continua a comer.

Quando terminamos, me ofereço para lavar louça, mas não deixam. Então volto para o quarto junto a Jungkook, assistimos a mais um episódio e quando vemos o horário, já eram 21:00. Resolvo ligar para Tae. Mas ele não atende, então Jungkook fala que vai falar com sua mãe. Quando volta, a mãe dele vem atrás e pergunta:

-Quer dormir aqui Kim?

-Não. Não quero incomodar.

-Não seria incômodo algum.

-Logo meu irmão vai vir me buscar.

-Durma aqui, amanhã de manhã Jungkook te acompanha até sua casa para você se arrumar e ir a faculdade.

-Humm.. Tudo bem então.

-Vou arrumar uma cama para você.

-Obrigada.

Ligo para meu irmão novamente, e digo o que aconteceu. Ele concorda e fala para mim não se atrasar para a faculdade amanhã. Logo eu pego um pijama que comprei hoje para vestir. Iria dormir no quarto de Jungkook, então me deito. Antes de ele sair do quarto, me deseja boa noite e me dá um beijo na testa. Quando ele está prestes a fechar a porta, eu falo:

-Espera.

-O que foi? - ele abre a porta novamente.

-Vem aqui.

Ele se aproxima de mim. O encaro nos olhos e lhe dou um abraço.

-Eu gosto muito de você - falo ainda envolvida em seus braços.

-Também.

Nos separamos e eu dou um beijo na bochecha dele. Assim ele sai do quarto e fecha a porta. Mexo um pouco no celular e logo adormeço, pensando em Jungkook… Será que estava me apaixonando por ele novamente?


Continua...




Notas Finais


O que acharam?
Obrigada por todo o apoio que você vem me dando ultimamente.

NÃO SE ESQUEÇAM DE LER AS NOTAR DO AUTOR.
~Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...