História A g a i n - TaeNy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Girls' Generation
Personagens Lay, Suho, Sunny, Taeyeon, Tiffany
Tags Exo, Girls'generation, Junmyeon, Kpop, Lay, Suho, Taeny, Taeyon, Tiffany, Yixing
Exibições 21
Palavras 906
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo 01


Taeyeon sentia-se extasiada de estar fechada naquele local morto e excessivamente irritante.

O seu cabelo loiro, preso com um elástico preto já velho, encontrava-se desarrumado devido às longas horas de trabalho - dando-lhe um ar estranhamente atraente. O avental branco - que lhe revestia a roupa para esta não sujar - decorava-se com variadas manchas de comida, como se fossem pequenas medalhas do seu esforço. Já o seu rosto, com uma beleza imparável e sem igual, transmitia nada menos do que cansaço.

Trabalhar num restaurante definitivamente não era para si.

Porém, aquele era o seu pequeno milagre, que ela não deixara escapar por falta de dinheiro. Afinal, o seu apartamento, por estar numa zona bem localizada na cidade, tinha uma renda um pouco "generosa" demais. E alguém como a Kim era incapaz de a pagar sem um emprego com um salário razoável.

Infelizmente, o restaurante não era nada como ela imaginara antes de lá trabalhar.

Para começar, a sua clientela era quase nula; sendo frequentada apenas por pessoas de idade, que já lá iam à anos devido às suas rotinas. O ambiente em si era silencioso e monótono, tendo como banda sonora apenas o som baixo dos altifalantes - que passavam músicas atuais da rádio -, e talvez o da televisão que de vez em quando se apagava por estar avariada.

Apesar da arquitura antiquada, era até um restaurante bem bonito - na opinião da loira. E foi apenas isso que a atraiu para lá, tirando o salário até bastante generoso.

Junmyeon, o seu chefe, também não era com certeza o sinónimo de simpatia. Rico, sempre com o nariz empinado, achava-se sempre o dono de tudo e todos. Era um homem, apesar de elegante, bastante antiquado e chato - o que combinava muito bem com o ambiente que gerava. A única coisa que conseguia salvar a sua personalidade arrogante era o seu sorriso - este que Taeyeon jura ter visto pelo menos duas vezes, a contar com o dia em que o viu acompanhado com o namorado.

"Taeyeon! Eu já disse que não tolero o uso de telemóveis e outras tecnologias em locais de trabalho!"

Agora, era esse mesmo rapaz que ralhava consigo. O mais alto encontrara a Kim agachada por trás do balcão de atendimento, a teclar sucessivamente no seu novo iPhone. Aquilo era uma vergonha, já que ela estava em horário de trabalho, e não deveria estar a brincar com aquelas novas tecnologias.
Mesmo que Taeyeon odiasse quando o seu chefe ralhava consigo - por este ser alguns anos mais novo do que ela -, sempre seguia as suas ordens, com a plena noção de ele possuir um pouco de razão.

"Senhor Kim, peço desculpa. Eu juro que não volto a fazer o mesmo." - a mais velha fez uma vênia como pedido de desculpas, guardando o telemóvel no bolso do avental - "Mas é que não há ninguém para atender, e com tédio decidi ver as minhas redes sociais."

"Eu não te pago para isso, Taeyeon." - aquela era uma frase comum vinda do homem, cada vez que a loira cometia um erro - "Além de que temos clientela sim. Olha ali." - apontou com o queixo para uma das mesas, fazendo a Kim olhar para trás de si.

Ao virar a cabeça, os olhos da rapariga procuraram o local indicado - e ao encontrarem-no, automaticamente arregalaram-se. Sentindo logo as pernas fraquejarem, Taeyeon arrepiou-se da cabeça aos pés apenas com aquela presença constrangedora. Era impossível confundir aqueles cabelos negros, e aquela expressão serena que era sempre carregada sobre o rosto belo daquela pessoa. Os olhos igualmente negros, que encaravam a paisagem pelo vidro do estabelecimento, ainda eram cheios de vida - brilhando intensamente apesar do clima nebuloso e da falta de luz dentro do local.

A Kim conseguiria reconhecer a milhares de quilómetros a sua ex-namorada.
Afinal, Tiffany Hwang era considerada uma pessoa única.

"S-Senhor, eu preciso mesmo de ir atendê-la? Não pode ir o Sehun no meu lugar?" - com o desespero à flor da pele, a loira implorou baixinho ao chefe, com medo da outra rapariga ali presente a ouvisse.

"Estás doida? És a única empregada deste restaurante e ainda queres que alguém faça o teu trabalho por ti?" - Junmyeon sentiu a raiva subir-lhe cabeça acima - "Além de que o Sehun é apenas cozinheiro, e bastante arrogante. Ele nunca viria aqui atender pessoas que nunca viu na vida." - explicou o óbvio - "Agora vai atender a cliente antes que eu perca a paciência."

Taeyeon entrou em pânico, mas ao mesmo tempo não queria desobedecer o seu chefe e perder o emprego. Inspirou todo o ar que conseguiu, e limpou o suor das mãos ao avental. Fez uma última vênia a Junmyeon, e caminhou com passos curtos e inseguros até à mesa onde a sua ex-namorada se encontrava - ao mesmo tempo que retirava do bolso um bloco de notas para apontar o seu pedido.

Ah, como ela queria não ter de encarar aquele rosto outra vez.

"B-Bom dia... Vais querer algo...?"
- a voz da loira saiu num murmúrio quase inaudível, mas foi o suficiente para a outra olhar para si, igualmente espantada.
Tiffany estava tão entretida a olhar para a paisagem do local que nem reparara na presença da Kim ali. Ao ver a mais velha, o seu coração deu um pulo tão grande que quase saltara da sua boca.

"Taeyeon? És mesmo tu?"

E assim se iniciou o reencontro entre duas pessoas que não se viam e falavam à dois anos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...