História A garota da boca vermelha:e o rapaz dos olhos azuis - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aluna, Professor
Exibições 30
Palavras 1.055
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Hospital


Fanfic / Fanfiction A garota da boca vermelha:e o rapaz dos olhos azuis - Capítulo 6 - Hospital

Eu odeio amar alguém impossível alguém inesperado sei que seria impossível lutar pelo seu amor

(Andresa onn)

Abro meus olhos divagar vejo que estava num sala eu estava cheia de tubos de sangue e toda enfaixada meus braços doíam muita e minha cabeça pior ainda,tento me levantar um pouco mais meus braços não deixavam e escuto alguém falar - quer ajuda - me assusto ja que não tinha visto mais ninguém nessa sala,olho na direção da voz e vejo um garoto sentado numa cadeira do lado da cama bebendo café ele se levanta me pega no seu braço e me senta na cama me assustei e ele novamente se senta na cadeira mais desta vez olhando para mim digo um pouco confusa -por que você fez isso -ele ainda olhando para mim disse -você não queria se levantar-

Eu-sim mais quem é você -

Ele-a desculpa me chamo gabriel e você -

Eu - muito prazer me chamo Andresa -

Gabriel -é um nome muito bonito, quer alguma coisa eu vou comprar café você vai querer?-

Eu-não não obrigado só quero que você me conte como vim parar aqui

Gabriel - a verdade eu te achei na rua sangrando... e -eu interrompo ele dizendo -assim muito obrigado por me ajudar e o que foi isso no seu rosto - falo apontando para um machucado em seu rosto e ele passa a mão pelo machucado e diz
Gabriel-me desculpa por esse assunto mais um homem tentou agarrar você e eu tentei tirar você dele aí levei um murro por que todo mundo que tenta salvar alguém se fode-

Eu começo a chorar ele coloca a mão em meu rosto e diz -por que agente não faz uma brincadeira mais divertida 

Eu me assustei com a pergunta mais vi nos olhos dele que não tinha maldade alguma e sim tinha uma inocência eu digo com lágrimas nos olhos 

Eu-você deve saber que não é um bom momento 

Ele - há desculpe eu deveria ter entendido 

Eu - desculpe ser Grossa com você só tentou ajudar

Ele- não desculpe eu deveria ter entendido que não é um bom momento 

Eu - não desculpe foi eu que fui Grossa

Ele - não me desculpa a culpa foi minha

Eu ri por nos sermos tão idiotas mais ele parecia esta vitorioso com meu sorriso e é de repente escuto uma enfermeira dizer

Enfer-seu namorado garota

Ajente nos olha e eu digo

Eu- não eu acabei de conhecer ele

Enfer-a desculpa

Ela piscou para a gente e nos rimos

Ele - quer que eu te leve para sua casa você já ganhou alta 

Eu - bem que eu queria mais já não tenho uma casa 

Ele -como assim

Eu - por isso que eu estou aqui minha tia fez isso comigo 

Ele - você sabe que pode dar uma queixa contra ela por agressão  

Eu -sim mais eu não quero

Ele -é aonde você vai morar pode ficar na minha casa 

Eu Não acreditei nosso mais mesmo assim melhor não 

Eu -melhor não 

Ele-então você tem algum lugar para ficar 

Eu-sim eu tenho

Eu menti mais é melhor tentar pedir para ficar na casa de Sarah tentei me levantar mais minha perna doia muito gabriel me pegou nos braços e me colocou numa cadeira do lado da cama .como uma pessoa é tão boa assim com alguém que ele acaba de conhecer.quando lembrei que minha bolsa com o meu selular ficou na minha casa...minha antiga casa comecei a chorar e Gabriel segura em minha mão e enchugou minhas lágrimas e disse 

Ele-se você chorar eu choro também.

Eu sei um sorriso falso no rosto tremendo depois de um tempo ele me leva para conhecer um amigo que estava aqui com a namorada fui com ele me segurando em seu ombro direito quando chegamos na sala vejo David com uma garota loira e muito linda mais ele que é o amigo de gabriel ele foi em direção de David e se comprimentaro eu conversei com David e ele me contou que essa garota se chama lucy e ela está com uma doença e está perdendo a visão .

Liguei para  Sarah com o selular de David  e expliquei tudo para Sarah e por sorte ela já estava indo para a minha ex casa e vai buscar minhas coisas e Gabriel me levou para a casa dela

(Sarah on)

Como aque puta de idade pode fazer isso com Andresa ela tá louca fui de moto ate a casa dela e quando cheguei bati na porta e a tia dela abre  já toda Grossa diz

Ela-o que tu quer aqui garota

Eu - vim buscar as coisas de Andresa 

Ela - daqui você tira nada

Eu entrei na casa sem ligar para essa velha azeda

Agora ouvi ela gritando 

Ela-GAROTA SAIA DA MINHA CASA AGORA

Eu-senhora baixe sua voz comigo você pode fazer o que bem entender com sua sobrinha mais comigo você nem tente 

Ela - garota eu vou chamar a polícia

Eu -chama e eu falo para eles como sua sobrinha foi parar no hospital 

Era visível a raiva em seus olhos ela levantou a mão e antes que me batesse

Segurei sua mão 

E disse 

Eu-quem você acha que é para tentar levantar a mão para mim eu te juro minha senhora que se você tentar me bater você vai parar num hospital logo logo

Ela não falou mais nada e eu saí dali me sentindo uma  thung Life universal

Peguei as coisas dela todas as roupas e principalmente uma bolsa com o selular dinheiro e os documentos dela sai uma queda de realidade caiu sobre mim como eu vou levar tudo isso  são umas 6 malas e ó que ela não tem muitas coisas sai de lá com tudo isso é fiquei lá fora pensando como eu vou levar tudo isso eu sou muito burra mesmo de repente um carro para na minha frente e é um garoto lá dentro me chama vou até la

E ele diz

Ele-você quer ajuda 

Eu - eu não sei quem é você 

Ele -me chamo gabriel foi eu que trouxe Andresa para a sua casa

Eu - a sim ela me contou

Ele - coloca as mala no carro que eu levo 

Eu - tabom então obrigada disse sorrindo 

Ele me ajudou a colocar as malas no carro e fomos para minha casa conversamos nos três até chegar a noite então ele foi embora confesso que ele tem um sorriso encrivelmente lindo


Notas Finais


Coloquei esse capítulo para não... nem sei ta pequeno por que estou morrendo de sono


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...