História A garota da Harley Davidson - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance, Sexo
Exibições 7
Palavras 2.138
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Nesse capítulo está mais claro o anterior.

Espero que estejam gostando!

Capítulo 7 - Notei ela de verdade pela primeira vez


Fanfic / Fanfiction A garota da Harley Davidson - Capítulo 7 - Notei ela de verdade pela primeira vez

Autora

Aquele garoto era o popular da escola. Os professores sabiam do potencial dele mas ele não ligava. Fazia as coisas que bem entendia. Sem mãe e criado apenas pelo pai. Foi um garoto jogado. Se envolvia em algumas brigas de rivalidade de escola ou até mesmo as vezes para proteger os mais fracos.

Mas depois que ele saiu com uma garota que xavecava apenas por diversão, ele perde a virgindade e se sente muito viril. Tinha 15 anos.
Já que fazia boxe por seu pai ter colocado para que fosse um passatempo para o filho já que não podia estar sempre presente, Brian realmente buscava se confortar no boxe. No ano seguinte, depois de sua ‘peguete’ uma nova garota entra na escola e ele se apaixona logo por ela. Cabelos lisos e loiros e feição delicada como se fosse uma mulher mas ao mesmo tempo uma menina jovem que nunca iria envelhecer. Seus 16 anos e estava a se envolver em brigas de rua por ser dinheiro fácil mas nada que fosse mais a fundo, afinal estava apaixonado pela garota, e sentia que gostava muito dela. Seu nome era Lia Carter. Por ela faria tudo e abriria mão de umas das coisas que mais gosta de fazer, brigar sem regras e pela Lia, tomaria jeito na vida.

Começaram a namorar e cada dia era um dia de novas paixões e paixões entre os dois.

Ele sabia da existência de Keira, chamava sua atenção e mexia um pouco com ele mas nada de mais que fosse a fundo.

 

Brian

 

Não acredito, mais uma vez o diretor está me chamando. Merda...a escola sabe que participo de briga de rua ilegal mas não precisa ficar em cima de mim caralho.
Estava caminhando para a sala do diretor e vi uma garota sair de lá chorando muito. É aquela garota que era o orgulho da escola. Kate, Keith, Kênia....Keila seilá.....

Chegando na frente da sala do diretor a secretária dele chegou e me puxou,

- Calma garotão, espera um pouquinho. – assenti e sentei no banco do lado de fora da sala.

A porta se abre e vejo o diretor com uma expressão meio triste...

- Bom... Senhor Walker por favor entre. – Assenti com a cabeça me levantando quase que num pulo.

- Diretor...aquela garota...é? – O diretor demora um pouco para responder após fechar a porta e se vira em direção a mesa.

- Kei......alguma coisa correto? – ele assentiu.

- Sim Senhor Walker é o orgulho da escola a Keira Marshall.

- Ah sim a garota super inteligente da escola....mas enfim.....o que aconteceu? Ela estava chorando bastante.

- Você saberá senhor Walker, fofoca nunca para quando cai em mãos de jovens. Se espalha de um jeito inexplicável, até nisso são mais rápidos que adultos – o diretor me disse sorrindo. - Bom não foi para falar da senhorita Marshall que te chamei aqui, é sobre as brigas que andam tendo. E soube que teve alguns rapazes que estavam atrás de você aqui no colégio.

- Eles? Já dei fim....quer dizer fim entre aspas né.

- Okay senhor Walker agradeço que fizeste isso mas eu gostaria que você saísse dessa vida...por que, você...não é burro e muitos professores estão preocupados com você.

- Diretor...eu posso tentar mas não garanto que vou sair...ainda tenho um ano e gostaria de pensar muito bem. Mas por enquanto...obrigado a preocupação mas não quero parar. – me levantei e fui saindo da sala.

- Senhor Walker, por favor, por você, pense muito bem. – estava de costa ainda para o diretor.

- Sim senhor – e abri a porta e sai da sala. 

Sinceramente, eu não gosto que fiquem em cima de mim me cobrando, quanto mais me cobram mais eu fujo e deixo de fazer as coisas. E ainda mais isso, estava mexendo com algo que gosto, eu gosto de luta e lá eu busco o meu conforto.

Meus dias são assim, eu vou para escola, de tarde vou para o boxe. A noite as vezes ia para as brigas de rua ou farrar mesmo. Depois de perder a virgindade eu nem ligo mais para nada, uma noite eu transei com uma garota sem compromisso. Foi muito estranho mas amei a sensação de ter prazer sem me encher o saco, mas ao mesmo tempo não queria fazer por fazer, ficou uma confusão na minha cabeça.

Só lembro de um dia que foi massa e comecei a nota-la mais...a Keira, a garota prodígio até pensei em pedir ajuda para ela em algumas coisas pra nota mas depois desse dia acho que esse pensamento foi embora pois ela começou a mudar muito.

Depois que A Garota Prodígio perdeu a mãe, muitas pessoas apoiaram ela e só porque é menina tem as filhas da puta que ficam desejando o mau. Sei que A Garota Prodígio não é o tipo de pessoa que faria mal à alguém então está na cara que essas meninas iriam mexer com ela um dia ou outro.

Mas depois de um mês mais ou menos que ela perdeu a mãe teve uma briga muito feia. Só deu para escutar no corredor:

- VAMOS ADAM CONTA PARA A ESCOLA TODA SABER QUE VOCÊ É UM CANALHA FILHA DA PUTA!

- OLHA SUA VADIAZINHA, GOSTARIA DE LEMBRAR QUE EU SOU MAIS VELHO, RESPEITO SERIA MUITO BOM.

Como muitos alunos que já estavam fora da sala eu também sai. E quando vi não acreditava era a garota prodígio brigando com o namorado.

-RESPEITO? VOCÊ NÃO MERECE NADA DE RESPEITO ATÉ MESMO UM CU DE UMA BONECA INFLÁVEL PARA ENFIAR ESSA SUA ROLA.

Todos riram, e todo mundo achava que ela era só nerd. Na verdade fala bem pra uma garota que ganha prêmios de competições de física e matemática.

- UM CU DE PLÁSTICO FAZ MUITO MAIS DO QUE ESSA SUA BUCETA.

E daí a escola inteira entendeu que eles transaram mas o Adam traiu ela. Mas também...ela vai namorar um cara escroto. Ele estava no mesmo ano eu só que ele era de outra sala.

- ÓTIMO! FICA COM CU DE PLÁSTICO E QUE SEJA UM PLÁSTICO CHEIO DE PRODUTOS TÓXICOS E FAÇA PERDER ESSA SUA ROLA DE MERDA QUE PINTO DE BORRACHA DEVE DAR MUITO MAIS PRAZER

Okay essa frase foi estranha...”produtos tóxicos”? Mas depois disso ele começou a ser zoado que ele é um canalha e nenhuma menina vai querer ficar com ele e vai acabar comprando boneca inflável e vai perder a rola por causa do material que a boneca foi feita. Até! ele mudar de escola por não aguentar mais, todos zoavam ele com isso. (Fora a briga que ele apanhou muito).

- ACABOOOU TUDO ENTRE NÓS SUA VADIA!

- FODA-SE!

Quando a Garota Prodígio disse isso, todos os alunos fizeram um coro de

- UHHHHHHHHHHHHHHH – até alguns cantaram turn down for what. Nunca tinha visto uma briga de casal tão boa assim.

Quando a garota já estava saindo ele foi atrás dela e nós telespectadores também uma renca de gente.
E vimos ele pegar a Keira violentamente pelo braço. Okay isso não foi legal e eu ia bater nele se fizesse mais alguma coisa. Pô isso não se faz com uma menina.

Mas ela deu um tapa na cara dele que ele merecia e muito e ela ficou lá olhando para ele encarando, nunca senti tanto medo só de olhar pra uma garota. Ela estava me convencendo que era bem diferente, nada comum.

Ele começou a argumentar de um jeito muito escroto.

- EU FUI BUSCAR PRAZER COISA QUE ERA SUA OBRIGAÇÃO E VOCÊ NÃO ME DEU SUA VIRGEM DE MERDA! FUI BUSCAR PRAZER E FICAR SATISFEITO COISA QUE ERA SUA OBRIGAÇÃO TER ME DADO.

E ficou se justificando tentando ter razão e até mesmo convencer algumas pessoas que ele estava certo e foi a vítima e essas coisas...engraçado que ele sabia que não tinha mais terreno.

 - Então trair é bonito? VAI LÁ COMER A VADIA E ESPERO QUE COM TODO ESSE TUMULTO VOCÊ TENHA A FAMA DE CANALHA!

Ela se virou e foi embora mas ele tocou em um assunto muito delicado.

- ISSO FOGE FAÇA IGUAL SUA MÃE FEZ, ELA MORREU NÃO MORREU!? ELA É FUGIU! SE TE MATASSE PARA LIVRAR DE VOCÊ IRIA SER PPUNIDA! VIU QUE A ÚNICA ESCAPATÓRIA PRA SE LIVRAR DE VOCÊ E NÃO SER CULPADA ERA MORRENDO SUA FILHA DA PUTA!

E ela veio pra cima dele bater. Ele se defendeu do primeiro golpe mas não esperava o outro. Que recebeu no rosto logo em seguida o fazendo perder um pouco o equilíbrio e indo para trás. Porém ele revidou e atingiu ela que caiu se apoiando em uma mão. Eu ia tomar a dor por ela quando percebi que Dustin me segurou, desde quando ele estava aqui? Mas tudo bem.

- Brian...não se intrometa, ela sabe se defender muito bem, você não sabia? Ela faz karatê desde pequena.

- Dustin não posso ver uma garota sendo apanhada...- nem terminei de falar a frase só escutei um:

- WOOOOOOOW da multidão e voltei o olhar para a briga.

Ela tinha socado ele no rosto e no estomago. Eram movimentos muito bonitos que ela dava. Novamente ele consegue atingir ela e vejo que começa a ter sangue no rosto dela. Mas Keira vai para cima de novo e dá um golpe com a perna, ele segura a perna dela mas ela usa a outra e ambos caem no chão porém ela está apoiada nos braços e levanta rapidinho e vai para cima dele. Começa a socar muito ele, não sei se as pessoas notaram mas ela estava segurando muito o choro. Porém duas lágrimas caem e contornam seu rosto. Ela enxuga e nisso recebe um soco na parte da boca mas não foi com tanta força porém foi o suficiente de fazer um pequeno machucadinho no cantinho provavelmente pelo anel que o Adam usava no dedão. Ele usava um anel preto que no final ninguém sabia para o que era ou se significava alguma coisa.

Ela continuava até que chegou o professor de educação física e tirou ela de cima. Bom meu professor de educação física era bem malhado e alto...acho que tinha uns dois metros. E Keira...não era muito grande. Mas ela era muito bonita...muito mesmo, tinha um rosto de mais velha como se já tivesse 20 anos. Meu Deus sério que comecei a achar isso dela...

Logo em seguida a enfermeira chegou e foi socorrer, engraçado que a enfermeira foi primeiro na Keira por mais que era evidente que o Adam estava pior. Nisso chegou alguns outros professores pra dispersar a gente e ajudar o Adam enquanto a Keira foi andando para quadra com o professor de educação física.
Eu e Dustin começamos a rir muito pois o que a Keira fez era o que qualquer um daquela escola queria fazer no Adam mas ele tinha dinheiro e se mexesse sem motivo com ele poderia se dar muito mau. Mas ela nem teve medo disso.

- Dustin...mano foi engraçado...nunca pensei que a nerd, a garota prodígio era assim.

- Brian, ela é inteligente mas não é careta, já fui em uma competição por causa da minha amiga a Zara.

- Ah sua irmãzinha de consideração?

- Sim ela mesma, ela pediu pra levar ela já que era em outro estado a competição e fiquei um pouquinho lá. A Keira é bem zoeira....vamos dizer assim. Nem conversei com ela mas dava pra ver que ela era legal, a Zara ria muito perto dela.

- Você só foi deixar a Zara? Que irmãozão eim!! – E ri muito – Dustin é uma gracinhaaaa – e comecei a zoar com ele.

- Para porra, Brian filho da puta! – ele também ri sem jeito.

E vimos a professora de Física correr em direção para a quadra. Estávamos tendo aula dela quando a briga começou e ela ficou na sala assistindo tudo de camarote. Provavelmente ela queria ver tudo pra depois ser testemunha a favor da Keira, ela amava a garota prodígio demais.

A aula da minha sala era educação física e o professor nem estava. Depois de uns 30 min que o professor não apareceu decidi ir embora pois nem estava mais em clima depois do show que vi.

- Iai Dustin bora sair?

- Demorou!!

Pegamos nossa coisas e fomos para a cidade. Não fazíamos a mínima ideia do que fazer mas saímos e quando caminhávamos, vimos a garota.

- Eta Brian é a Keira! – Olhei pro Dustin e depois para frente onde ele apontava.

- Ela....ta na frente de um studio de tatuagem?

- OH LOCOOO ela entrou mano, vai fazer uma com certeza.

- Uiii to bravinha e vou me rebelar fazendo tattoo... – e começamos a rir - Cara, depois de hoje não duvido nada dessa garota – depois de falar isso olhei pro Dustin.

 Fiquei pensativo...com certeza ela não seria a mesma. 


Notas Finais


Muito obrigada por ler!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...