História A garota da moto (Castiel) (Terminada) - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Armin, Castiel, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Nathaniel, Nina, Personagens Originais, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Viktor Chavalier, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Romance
Exibições 333
Palavras 866
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 24 - "Canta pra mim?"


Eu havia o encontrado, deitado no sofá da salaa de espera da empresa. Seus olhos estavam inchados, e vermelhos. Ele havia chorado com certeza.

Neguei de leve com a cabeça, peguei uma almofada da poltrona e coloquei no canto do sofá, me sentando e colocando sua cabeça no meu colo.

Comecei a fazer carinho pelos seus cabelos castanhos me lembrando de toda a preocupação que eu tive até chegar aqui. Novamente, eu me apeguei a alguém.

Fiquei alguns minutos, ou horas ali, ate meu celular começar a vibrar continuamente. Eu o desliguei e voltei ao que estava fazendo. Até vê-lo se aconchegar ao meu toque.

- Castiel tem sorte. - Ele disse, me surpreendendo. Achei que estivesse dormindo. - Adoraria sentir esse carinho o dia todo.

- Bobo. Está acordado. - Me permiti soltar um sorriso fraco. - Quer falar sobre o que aconteceu?

- Não. Só quero ficar um pouco aqui com você. Já que acho que não se importaria em me ver chorando. - Junior, sempre fazendo graça.

- Claro que não. - Falei, ele voltou a se aconchegar, e eu senti algo quente em minhas coxas descobertas pelo calção. Ele realmente voltou a chorar. 

- Canta pra mim? - Ele não esperou que respondesse. - A música que cantou primeiro no show. Por favor.

Eu engoli. Não era o tipo de música que alguém gostaria de ouvir. E ele sabia qual era. - My condolecenses... I'ii...

....

- Não! - Gritei, ao vê-lo comer meu salgadinho. - Esfomeado. - Disse rindo.

Comemos alguma coisa e voltamos a conversar. Ele evitava ao máximo o assunto do pai, entendo ele. Quem gostaria de falar sobre isso? Ele apenas me contou que ficaria responsável pela empresa, enquanto o irmão não viesse. O mesmo chega amanhã, ou melhor, já passou da meia noite, então hoje à noite. Eu nunca conheci Matteo. Só ouço falar dele, mas deve ser responsável e inteligente como o Junior, só que mais velho.

Eu me preocupo com a mãe dele. Ela ainda tem a filha do segundo casamento para criar. Sim, ela está a anos casada com outro homem mas mesmo assim ainda amava seu ex marido. As vezes, imagino que Junior possa ter mais problemas do que eu. Principalmente por todos acharem que ele é uma pessoa forte, aquela que você pode falar qualquer coisa e ela não vai se importar. Mas não é assim que funciona. Junior também precisa que as pessoas tenham cuidado com o que falam e fazem. Ele é fraco por dentro.

Como eu, na verdade. Mesmo uma ou duas palavras podem me fazer perder a cabeça. Forte por fora, fraca por dentro. Por mais que eu negue isso. Jamais direi essas palavras em voz alta, eu espero.

Ao chegar no apartamento, tive problemas ao achar a chave. Não conseguia encontrá-la de jeito algum. Foi aí que me toquei que estava usando a jaqueta de Lysandre. Jamais as acharia.

Peguei o celular no bolso do calção e disquei seu número.

- Lysandre? 

- Olá.

- Eu peguei sua jaqueta, mas acho que já sabe... Bom, eu acho que esqueci minhas chaves no pavilhão do show.

- Depois sou eu o esquecido. Deixou sim, senhorita. Castiel as levou, disse que a esperaria aí.

- Obrigada Lysandre... E desculpa o acordar essa hora da madrugada.

Desliguei o celular, e tentei abrir a porta. Estava aberta, e Castiel estava dormindo no sofá. Revirei os olhos e ri. Fui até meu quarto, tomei um banho frio e troquei de roupa. Me joguei na cama sem pensar duas vezes, eu estava morta.

....

Me acordei com o barulho de algo caindo e logo ouvi risos. Me levantei cambaleando da cama e fui até a sala.

- Minha casa virou... - Bocejei no meio da frase e me encostei na parede com os braços cruzados. - Restaurante?

- Não reclama, gatinha. Estamos fazendo o almoço. - Disse Dake, me dando um beijo na bochecha.

- Isso. Vem, estamos no terraço. - Disse Junior pegando alguns pratos. - Aproveita e me ajuda aqui dorminhoca! - Eu ri, era bom vê-lo animado.

Fui ao quarto, coloquei um calção e uma camiseta. Coloquei meus chinelos e prendi o cabelo.

Fui até o terraço e estava praticamente todo mundo lá. Dake, castiel, lysandre, Junior, Alice e Lena. Eu odeio essa garota, nem sei por que ela está aqui.

- O que realmente estão fazendo aqui? - Perguntei rindo ao ver os meninos se batendo.

- Mal agradecida. Nós viemos comemkrar seu aniversário e não ganhamos nem um "obrigada meninos vocês são demais". - Ironizou Dake numa tentativa falha de imitar minha voz.

Eu havia me esquecido completamente do meu aniversário. Incrível minha habilidade com datas comemorativas. 

Eu ri. - Desculpe Dake. Não sou tão menininha para falar desse jeito.

- Dake para com essa merda agora ou eu acabo com você. - Ameaçou Castiel e só então percebi que Dake me olhava maliciosamente.

Revirei os olhos e fui até Alice. - Ky... Me desculpa eu...

- Eu sei, Alice. Tá tudo bem, só dá próxima vez me avisa. - Ela assentiu sorrindo.

Conversamos e bebemos refrigerante. Eu estreutei os olhos ao ver Lena se aproximar do Castiel.


Notas Finais


Só eu que acho que vai da merda com a Lena?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...