História A garota diferentona - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Romance
Visualizações 10
Palavras 1.207
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura e desculpa os erros ortográficos...
Espero q vcs gostem....

Capítulo 9 - Festa: parte 2


Pov's Derek

Eu estava conversando com Lucca sobre várias coisas aleatórias, a festa estava bastante animada com música alta, várias pessoas drogadas mas no geral estava legal, quando olho para o lado vejo Yumi e Brooke vindo em nossa direção, sinto Yumi pegar no meu braço e me puxar para a pista de dança a mesma dançava  sensualmente fazendo nossos corpos se chocarem diversas vezes, eu já estava possuído pela música e pela garota na minha frente. Olho para o lado e observo que Lucca estava beijando Brooke e várias pessoas olhavam aquela cena – eu sabia que ia rolar algo entre os dois a qualquer momento – volto o olhar para a garota  e sinto que precisava contar para ela dos meus sentimentos pela a mesma o mais rápido possível.

~ Preciso conversar com você... – falo em seu ouvido e ela para de dançar para prestar atenção em mim – podemos ir para um lugar mais calmo?! – pergunto e a mesma me faz seguir ela, eu não sabia para onde estávamos indo mas apenas fui atrás.

Subimos as escadas e caminhamos lentamente por um corredor enorme, ela abre uma porta e manda entrar, assim faço e vejo-a fechar a porta, percebi que estávamos em seu quarto o que achei estranho. Eu estava muito nervoso pois não sabia qual seria sua reação, senti meu coração acelerar e me sentei na cama dela.

~ Eu não como você vai reagir a isso mas desde quando te conheci à 4 anos atrás eu sentia algo por você mas não sabia o que exatamente... – começo a falar e ela me olha com atenção, respiro fundo e continuo – O que estou tentando dizer é que.... Eu-u... Gosto de você Yumi... – dou um sorriso bobo e ela caminha em minha direção.

Yumi coloca suas mãos em minha bochecha e sou surpreendido com um beijo, começamos um beijo doce e calmo cheio de amor, pedi passagem com a língua e ela cede e o beijo foi ficando cada vez mais quente, com a falta de ar tivemos que nos separar, ela me encara e dá um sorriso de canto.

~ Eu também gosto de você bobinho – ela fala e senta em meu colo colocando suas pernas ao redor de minha cintura.

Assim que Yumi falou aquilo e sentou-se em meu colo a puxei para outro beijo com mais intensidade meus dedos deslizavam sobre as costas da mesma em busca de me desfazer da peça de roupa, delicadamente desço minhas mãos até suas nádegas percebo que sua saia tinha subido o suficiente para deixar sua carne macia e delicada, começo a massagear sua pele exposta e repouso minhas mãos em sua cintura avisando para a mesma começar a rebolar, sinto minha ereção pulsar a cada toque de sua intimidade. Me separo de seus lábios e faço um caminho de beijos até seu pescoço com a intenção de fazer ela se arrepiar deixo mordidas e chupões, nossas respirações estavam falhas, sua intimidade rija através dos tecidos que nos separava totalmente, impedindo o contato que queríamos.

Malditos tecidos.

~ Quero te criar as melhores lembranças, quero que lembre de mim quando eu não estiver perto – surruro em seu ouvido e vejo ela se arrepiar.

~ Sou toda sua amor...

Minha possessão tomou conta de minha alma, mas nem me importava com isso, nossos lábios se tocaram novamente, parecíamos que fomos feitos um para o outro, a "dança" sensual produzida por nossas línguas. Os dedos dela brincava com os fios do meu cabelo e sinto suas mãos descerem até a barra da minha camiseta começando a me despir, começou a beijar meu pescoço deslizando sua mão sobre meu corpo deixando marcas de suas unhas em meu tórax seguindo por selares no vermelhão que formou, seu corpo se encaixava perfeitamente entre minhas pernas a deixando em contato do tecido de sua cama, seus dedos com agilidade começou a se desfazer do fecho do cinto.

Pov's Yumi

Eu estava fora de mim, fui possuída pelo prazer, através do grosso tecido percebi o quanto sua ereção precisava de atenção, o quanto castigado estava apertado que se mantém. Com sua ajuda, sua calça toma rumo ao chão junto com sua boxer, envolvi meus dedos em sua ereção, meu paladar salivou ao perceber que o líquido se envolvia por quase toda a extensão. Ele gemeu de forma tão excitante que me fez molhar a calcinha, quando minha boca tocou sua glande no local mais sensível, eu queria sentir o fio do pré gozo.

~ Isso tudo é para mim? – pergunto mordendo o lábio inferior.

~ Lógico, você me deixa louco... – sua voz rouca e baixa me deixava ainda mais excitada.

Levei meu dedo sujo até minha boca e o sabor  imediatamente invadiu meu paladar, me fazendo desejar-lo ainda mais sem pensar duas vezes selei com excesso de saliva sua glande e se misturou com o pré gozo, comecei uma sucção lenta, para aproveitar cada centímetro da sua área sensível. Derek estava gemendo arrastado, aquilo tinha se tornado o meu maior pecado. Eu queria ver ele jogar a cabeça pra trás mordiscando seus próprios lábios para abafar sem gemidos e desejos. Eu conseguia sentir sua respiração pesada com seus gemidos arrastados ficando mais intensos e com uma velocidade deliciosa, tracei um caminho de selares pelo seu corpo quente. As gotículas de suor estavam percorrendo com severidade, com o gosto de seu perfume, até chegar em seus lábios, ainda sentia sua respiração pesada, seus  dedos tocaram minha pele num ato de acariciar fazendo minha pele se arrepiar por completo antes de beija-lo novamente.

Não bastou que nossa respiração ficasse falha para deslizar seus lábios até meu pescoço enquanto sua mão brincava com a barra de minha saia, fez um caminho de beijos sobre minha coxa em direção a minha intimidade me fazendo arfar. Ele mordiscou meu pescoço e senti suas mãos brincando com a costura da minha calcinha, quando percebo o tecido já estava jogado em algum canto, seus dedos entra em contato com minha entrada me fazendo gemer de dor misturado com prazer, ele fazia movimentos de vai e vem devagar enquanto lambia meu clitóris, eu gemia como nunca havia gemido antes. Sem aviso ele para de me masturbar e o olho com cara de reprovação, sem demorar muito sinto ele me penetrando gemo de prazer arfando e jogando a cabeça pra trás, ele começa com movimentos lentos e torturantes, o barulho que fazia quando seu corpo chocava contra o meu era exótico e delicioso de se ouvir, o quarto é preenchido por meus gemidos altos.

~ Mais rá... pi.... do... Aaaa-aahh – peço com dificuldade e ele obedece.

Seus movimentos aumentam a velocidade, me deixando cada vez mais louca, cada estocada era um grito de prazer, sentia meu corpo totalmente suado e ofegante mas ignorava tudo, naquele momento eu só conseguia pensar em seu membro inteiro dentro de mim. Mudei nossa posição, fazendo com que eu ficasse em cima do mesmo, eu rebolava em seu membro o fazendo gemer alto e rouco, os movimentos foram ficando cada vez mais rápidos e os gemidos se tornaram gritos de prazer, acabamos gozando juntos, ao sentir seu líquido quente dentro de mim me joguei em seu lado de cansaço, deitei minha cabeça em seu peitoral, senti Derek depositar um beijo no topo de minha cabeça e meu coração acelerou, acabamos dormindo daquele jeito mesmo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...