História A garota do bordel - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Visualizações 8
Palavras 484
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Capitulo 10


 Tommy abriu a porta da sua casa e acendeu as luzes. 
 - Pode entrar. Esta é minha casa.
 - Bonita. Simples mas bonita. 
 Depois de mostrar os cômodos, faltava apenas um a ser mostrado: o quarto dele.
 - E por último mas não menos importante: o meu quarto. Ele abriu a porta e ela entrou.
 - Gostei muito. Disse Rafaela olhando para a enorme cama e o puxando.
 Ela se sentou de frente para ele e Tommy, ainda de pé, segurou o rosto dela com as duas mãos afim de levantar os olhos na direção dele e a beijou. 
 Pouco depois ambos estavam nús e Tommy beijava - lhe os seios e Rafaela passava a mão pelo cabelo dele. Depois ela aproveitou que ele mudou de posição e começou a massagear o pau dele e ele estava adorando aquilo.
 Eles deram uma pausa para colocar a camisinha e Tommy introduziu seu membro nela com eles de conchinha e ambos gemiam no mesmo ritmo.
 Ao terminarem, ele tirou a camisinha e ficaram dando selinhos apaixonados e ela passava o indicador pela bochecha e queixo dele enquanto conversavam até dormirem. 
 - Bom dia, amor. Tommy a acordou com beijinhos na bochecha.
 - Bom dia - Ela sorriu e segurou o rosto dele com uma mão na bochecha e o beijou na boca - Eu não estou sonhando, né? A gente saiu para jantar, você me pediu em namoro, eu aceitei e depois passamos a noite no seu quarto.
 - Sim. É real. E ele a beijou.
 - Estou com fome. O que será que tem para comermos? Disse Rafaela.
 Tommy se levantou da cama, ainda nú, pegou uma cueca e foi para o banheiro. Depois ele a puxou para a cozinha e ela se sentou numa cadeira na mesa e ficou olhando ele preparar ovos para comer com pão e café.
 - Segunda - feira eu começo no supermercado. Estou tão ansiosa...
 - Vai dar tudo certo. Agora você é só minha e não precisarei dividir com mais ninguém. Disse dando uma mordida no pão.
 - Nem acredito que estamos aqui falando da vida sem me preocupar com nada. Se não tivesse te conhecido naquele lugar nós não estaríamos aqui agora.
 - Esquece aquele lugar. Não quero imaginar tudo o que já fizeram com você lá. 
 - Oras, o mesmo que fizemos essa noite. Mas alguns caras eram meio brutos e eu só ficava pensando na sua forma carinhosa de me tocar e de me possuir.
 - Sério? Tommy ria debochado.
 - Desde a primeira vez eu soube que você era especial. O destino queria que fosse assim e aqui estamos. Eles se beijaram.
 - Se quiser você pode se mudar para cá e não precisa mais pagar a pensão. 
 - Mudar ainda não. É muito cedo para juntarmos nossas coisas. Eu posso ficar aqui nas nossas folgas.
 - Eu vou adorar ter você aqui comigo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...