História A Garota Do Calendário: Janeiro (Camren) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camren
Exibições 118
Palavras 657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeee, Boa noite! Tudo bem? Resolvi postar mais um. 😆😆😆😈

Capítulo 10 - Capítulo 10


— Estou contando com isso. — Ela acariciou meu pescoço. — E vou querer saber o que está acontecendo ali também. — Gesticulou, inclinando a cabeça para o casal feliz que parecia estar sonhando acordado. Dei risada de sua insinuação evidente.

O jantar transcorreu sem problemas. Aparentemente, ajudei a manter Jen ocupada, o que permitiu que Jay se sentisse à vontade para discutir o próximo filme. No fim das contas, ele deixaria Lauren dirigir várias cenas do casal, com diálogos mais pesados e, possivelmente, as cenas românticas na cama. Achei aquilo hilário e ri quando ele contou.

Os olhos de Lauren encontraram os meus e se estreitaram.

— Desculpem. Lembrei de algo engraçado que aconteceu mais cedo. Não se incomodem comigo — falei, mas podia dizer, pela forma como Lauren colocou a sobremesa de lado, que eu levaria uma bronca mais tarde.

— O que foi tão engraçado? — ela perguntou quando Jay saiu para fumar e Jennifer foi com ele.

Afastando o guardanapo, inclinei-me para perto dela.

— Só achei engraçado que o sra. Não-Estou-Em-Condições-De-Ter-Um-Relacionamento vai dirigir cenas românticas. Me pareceu completamente fora da sua zona de conforto. Só isso. — Eu ri. Senti que havia tocado em seu ponto fraco quando ela levou a mão para a base do meu pescoço.

— Você não reclamou ontem à noite. — Sua voz baixou para aquele timbre sensual, o mesmo de quando ela estava ditando as regras. Isso fez o fogo tomar meu corpo, aquecendo o espaço entre minhas pernas. Estávamos perto, tão perto que a distância entre meus lábios e os seus era de quatro ou cinco centímetros. Com certeza perto o suficiente para que ele pudesse sentir minha respiração em sua boca enquanto eu falava.

— A noite passada foi foda... — Ela inspirou e lambeu os lábios. Estava tão gostosa e eu a queria tanto. — Tirando... — acrescentei — ... o fato de que nós não fodemos de verdade. — Deixei a palavra “fodemos” rolar de meus lábios. — Nós fizemos sexo, não romance.

A mão de Lauren segurou meu pescoço enquanto seu polegar acariciava minha bochecha e seus lábios se aproximavam ainda mais, mas sem tocar os meus. Eu praticamente senti o gosto do café que ela tomou depois do jantar.

— É isso o que você quer? Romance? — ela perguntou, seus lábios pairando contra os meus.

— Não. Eu quero foder... — Mal soltei a palavra e senti uma mão pesada pousar em meu ombro.

— Dois pombinhos apaixonados! — Jay Underwood quebrou o clima, e nós nos ajeitamos na cadeira. Eu estava começando a pensar que jamais sentiria o gosto suculento de sua boca, a pressão de seus lábios nos meus, e eu queria tanto... Caramba! Eu estava ficando muito impaciente com isso, mas de jeito nenhum daria o primeiro passo.

Lauren cobriu a boca com a mão. Tenho certeza de que foi para encobrir a risada silenciosa.

— Mais tarde, linda. Temos a noite toda — prometeu.

— Sim, sim. Já ouvi isso antes. — Fingi um bocejo, levantei meu chá e tomei um gole. Morno. Blergh.

Sua boca se abriu e ela balançou a cabeça, os olhos verdes deslumbrantes à luz das velas.

— Desafio aceito.

Mal cruzamos a porta quando Lauren me virou e usou seu corpo para me pressionar contra a parede. Seus lábios foram imediatamente para a pele sensível do meu pescoço. Ele lambeu a longa trilha entre minha clavícula e a parte de trás da orelha. Os pelos na minha nuca se eriçaram, arrepios percorreram minha pele enquanto eu fechava os olhos. As mãos de Lauren passaram por debaixo da minha saia e sobre a minha bunda, então ela levantou uma de minhas pernas e depois a outra, sem o menor esforço, colocando-as ao seu redor. Ergueu meu corpo longilíneo e cheio de curvas contra o seu e me pressionou com força de encontro à parede.

— Vou entrar tão fundo que você vai me sentir na garganta — prometeu.

— Cacete... — falei enquanto ela me carregava na direção do meu quarto.


Notas Finais


Kkkkkkkkkkkkkkkkk, vou deixar vcs esperarem de novo, kkkk, sou muitooooo má, hehe. Até breve. 😈😈😈😈🔥🔥🔥🔥😆😆😌😌😏😏😏😏😏😂


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...