História A garota dos cabelos de fogo - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Tags April, Grifinória, Harry Potter, Romance, Saga
Exibições 172
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Esse cap é para todos os shippadores Scina e Hapril, infelizmente não teve Romione ;-;

Espero que gostem

Boa leitura

Kisses
(*3*)

Capítulo 40 - LIVRO 4:Cap 1: Me mostre


Fanfic / Fanfiction A garota dos cabelos de fogo - Capítulo 40 - LIVRO 4:Cap 1: Me mostre

Está linda – Minha mãe comentou assim que me viu, enquanto eu me olhava no espelho. Sorri, tentando esconder meu nervosismo.

Por que estou tão nervosa?Simples, porque meus pais tiveram a ideia de meu irmão e eu chamarmos Rony, Hermione, Gina e o Harry para jantarmos com a gente. E será a primeira vez que eles verão os meus amigos e principalmente, a primeira vez que eles verão Harry. Eles não sabem que nós nos beijamos mas minha mãe tem suspeitas de que algo está acontecendo entre a gente e o meu pai tem ciúmes do Harry, o que indica que ele também suspeita. Não que eu esteja com medo de que meus pais não gostem dos meus amigos e tal, mas eu to nervosa e eu não sei o porque disto!! 

- Obrigada, mãe! Eles chegaram, não? – Ela assentiu

- Faz cinco minutos – Mordi o lábio inferior

- Ok, só vou passar um batom e eu já irei! – Ela jogou um beijo para mim e fechou a porta

Passei um batom vermelho, que combinou bem com o vestido e com o meu cabelo que segundo Draco naquele poema do ano em que fui petrificada: São os cabelos de fogo.

Fiquei ao pé da escada e desci delicadamente as escadas, porém ninguém  prestou atenção. Quando cheguei ao meio, Scott se virou para a escada e arregalou os olhos ao me ver daquele jeito, o que atraiu a atenção de todos eles, principalmente Harry. O único que eu me importava se iria ou não ser atraído.

- Está linda,  April – Gina comentou, sorrindo

- Pelo menos isso, estou com fome!! – Scott exclamou, me fazendo revirar os olhos enquanto eu termino de descer as escadas e me sento ao lado de Rony, que sorria de lado

- Se não vá falar nada que preste, fique quieto – Avisei para Scott, que sorriu presunçosamente

- A Lasanha está pronta – Minha mãe anunciou, sorri de orelha ao orelha ao ouvir que seria lasanha, eu simplesmente amo lasanha!! É a melhor comida de todas, quem não concordar toma feitiço

-Draco não vem, não é mesmo? – Scott perguntou, atraindo a atenção de todos, inclusive de um certo moreno possessivo!

- Chamou Malfoy? – Harry perguntou, com um sutil toque de irritação

- Sim – Respondi, fingindo que não havia percebido que ele estava feliz da vida com o fato de nós termos chamado Draco – Afinal, ele é meu amigo, Harry 

*

Confesso que fiquei um tanto quanto triste por Draco simplesmente não aparecer, sem avisar nem nada do tipo. Mas já imaginei que ele não iria vir, principalmente quando ele soube que Gina, Rony, Hermione e Harry estariam na minha casa. Como sempre, o ódio impedindo a confraternização.

Sorri enquanto minha mãe colocava a lasanha nos nossos pratos. Meu pai as vezes lançava uns olhares um tanto quanto intimidadores para Harry, que parecia meio constrangido. Até que veio a linda pergunta do meu pai:

- Tem irmãos, Harry? – Coloquei a mão na testa, por que raios ele tinha que tocar no assunto “Família” com um garoto órfão??Ele bate bem da cabeça

- Não, sou filho único – Diferente do que eu esperava, Harry respondeu sorrindo, fiquei com medo dele ficar triste sabendo que tinha chance dele ter algum irmão caso seus pais não fossem mortos.

- Eu tenho irmãos – Rony comentou enquanto comia a lasanha – 6, contando Gina

- Continua falando de boca cheia que a mamãe vai saber – Gina avisou, fazendo cara feia ao ver a comida dentro da boca de Rony

- Desculpe – Ele disse, engolindo a comida – Mas está uma delícia! – Minha mãe sorriu ao ouvir o comentário de Rony

- Obrigado...É...Como é mesmo?

- Ronald – Ela sorriu – Mas pode chamar de Rony!

- Ok, Rony! Desculpe esquecer, mas vocês são muitos!

- É porque não conheceu Percy, Fred, Jorge, Carlinhos e Gui Weasley – Nós seis comentamos, apesar de só duas pessoas conhecerem os dois últimos, Gina riu baixo ao ver a cara dos meus pais, Rony tentou dar um bom exemplo por isso respondeu: 

- Meus irmãos – Rony explicou

*

- Eu levo a louça – Me ofereci quando todos acabaram de comer – Mas eu vou precisar de ajuda, por que não me ajuda, Harry? – Ele logo entendeu o recado e pegou uma parte da louça. Colocamos as louças na pia e eu fiquei o encarando.

- Ciúmes?Sério? – Perguntei

- April...Eu não gosto de você próxima a ele – Revirei os olhos

- Eu e ele somos apenas amigos, Harry! Sabe muito bem que eu gosto de você!! – Retruquei, ele sorriu e me deu um selinho – Agora vamos voltar antes que meu pai tenha um ataque psicótico

- Ah! Percebi que seu pai me odeia – Ri com o comentário de Harry, é, meu pai não foi o melhor anfitrião do mundo, só agiu feito um pai ciumento

- Ele não te odeia!! – Exclamei – Só tem...Ciúmes – Harry sorriu, aliás, uma coisa que eu devo dizer é: Que sorriso lindo!! Sério, só com esse sorriso ele já me encantou

- Para mim ele tem motivos para ter bastante ciúmes – Sorri maliciosamente, eu havia entendido perfeitamente o que ele quis dizer, mas achei que seria incrível me fazer de desentendida 

- É mesmo? – Perguntei, ele assentiu – Me fala apenas um? – Ele sorriu de forma brincalhona, percebendo que eu estava apenas me fazendo de desentendida, que na verdade eu havia entendido super bem o que ele estava querendo dizer

- Prefiro te mostrar – Ele deu um passo na minha direção, quando infelizmente, algum ser que eu vou jogar praga até morrer, gritou os nossos nomes perguntando se ainda estávamos vivos.

Mordi o lábio inferior e voltei para a cozinha, olhei mortalmente para o diabo que eu infelizmente tenho que chamar de irmão e sorri ironicamente, pronta para dar uma resposta super educada para essa coisinha infeliz! Como é que Gina Weasley gosta desse ser??Ele é o ser mais cruel, diabólico, mal e insensível do planeta. 

Por fim, ficamos conversando uns com os outros até completar 8:30. O pai de Rony viria nos buscar as 9 e eu nem havia começado a preparar as nossas malas. Gina disse que iria me ajudar e Harry disse que iria ajudar Scott, quando terminamos de subir as escadas, Gina foi junto com Scott até o quarto dele e eu puxei o moreno até o meu quarto.

- Tenta não ligar para a bagunça – Pedi, ele sorriu

- Não to ligando, o quarto do meu primo faz isso parecer um lugar muito limpo – Sorri – Como foi as férias? – Dei de ombros

- Mesma coisa de sempre, fomos ver a vovó, que falou mais do enterro do vovô que havia completado 10 anos do que qualquer outra coisa. Minha tia Jackie nos perguntou dos namoradinhos e Scott foi tão doido que disse que era gay passivo. No dia seguinte ela foi liberada do hospital – Harry começou a gargalhar

- Ela passou mal ao ouvir que Scott era gay? – Assenti – E ele?

- Está de castigo por ter mentido sobre sua sexualidade – Harry riu baixo – E as suas?

- Nada de extraordinário, só os meus tios sendo os babacas de sempre – Sorri tristemente

- Só não te apresento a minha Tia Jackie porque ela vai passar mal ao descobrir que eu não sou lésbica como ela pensava! Sério, ela perguntou para mim “E as namoradinhas?”! Eu quase matei ela – Harry riu

- Eu disse que ia te mostrar uma coisa – Sorri

- Me mostre, Senhor Potter

POINT OF VIEW: Scott

- isso é quase pior que o quarto do Fred e do Jorge, quase – Sorri – Pensei que iria chamar o Jason – A encarei

Estava meio tristonho por causa de Jason, meu ex-melhor amigo. Acabamos brigando pois ele disse que não éramos para nos aproximar de Gina, que ela iria abrir a câmara secreta novamente a qualquer momento e que iríamos ser os primeiros a morrer quando isso acontecesse, acabei socando a cara dele e estou cumprindo detenção com a Minerva. Só que Gina não está sabendo de nada.

- Não estamos nos dando muito bem, ultimamente – Ela me encarou, parecia que tentava descobrir a verdade só olhando nos meus olhos

- Eu sei que você socou ele – Engoli um seco, alguém deve ter contado para ela, talvez Neville ou alguém do nosso ano, tipo o fofoqueiro do Colin Creevey – Por que, Scott? – Olhei para o chão, depois olhando para a minha mão direita, que ainda estava um pouco machucada

- Porque eu não podia deixar ele falar mal de você e ficar quieto

Gina arregalou os olhos, parecia desconcertada pelo que ouviu. Deve ter percebido na hora que eu soquei Jason por algo relacionado a Câmara Secreta, no ano retrasado, afinal, era o único motivo que tinham para falar dela. E nem é um motivo em si.

- Eu estou acostumada com esse tipo de comentário, por que não deixou isso pra lá?Não devia ter perdido o...- A interrompi

- Você é minha amiga, Gin – Ela sorriu – Ele é só mais um babaca um Sonserino disfarçado de Grifinório – Ela sorriu ainda mais, quase mostrando os dentes. Era simplesmente lindo o sorriso dela.

É, eu realmente estou apaixonado, por Gina Weasley. Não vou ser daqueles idiotas que diz isso e não demonstra e tenta ignorar o sentimento ao máximo, isso nunca foi uma coisa do meu feitio e nunca será. Ou eu vou acabar com a nossa amizade para sempre, ou eu vou transformar ela em algo a mais.

Me aproximei rapidamente em sua direção, quando nossas bocas se tocaram, ela quase que se afastou, porém eu segurei seu pulso. Se ela tentasse se separar de mim mais uma vez, a soltava e pedia desculpas.

Mas ela não tentou. Ela correspondeu. Ela me correspondeu. 

Baseado numa série trouxa: Eu sou Scott Martinez, e sou o homem mais feliz vivo. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...