História A Garota dos Olhos Azuis I - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emily Rudd, Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Neville Longbottom, Personagens Originais, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black
Tags Alyson, Alyson Black, Black, Harry Potter, Jessie, Jessie Malfoy, Remus Lupin, Sirius Black
Exibições 152
Palavras 801
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom gente, peço desculpas pela demora, mas é por que eu tinha viajado, e não tinha como eu escrever.

Capítulo 20 - Invasão I


Fanfic / Fanfiction A Garota dos Olhos Azuis I - Capítulo 20 - Invasão I

Narrando: Alyson Mendes Black

Eu não sabia para onde correr, havia comensais por todos os lados,  pessoas duelando, alunos estoporado, estilhaçados, sangrando ,  petrificados  entre outros motivos  no chão. Eu tinha me separado de Harry, Rony e Hermione para encontrar Jessie e Aria, Pois me informaram que Lílian foi para Beauxbatons e Violet foi encontrada morta, enquanto eu viajava no tempo.

Eu estava uma bosta. Minha calça jeans e minha blusa estavam rasgadas, meu cabelo estava normal pois tinha feito um coque. Meu braço direito sangrava, já o meu direito tinha vários cortes profundos. Eu tinha certeza que minha perna direita tinha sido quebrada, já que eu não a sentia e estava doendo muito. Eu estava com um pouco de falta de ar, fora isso, eu tinha estoporado quatro comensais e petrificado dois.

Eu ainda não sabia como tinha acontecido tudo aquilo.

(...)

 2 HORAS ATRÁS :

Já havia se passado dois meses des dos acontecimentos no ministério da magia e do vira-tempo.

Meu amigos estavam bem, Harry é Rony haviam aumentado uns 5 centímetros de altura, Já eu e as garotas não. O Cabelo de Hermione havia crescido até a cintura, e tinham um tom mais castanho. Já o meu e de Jessie,  Estava uns 4 centímetros mais longo que o dela, e eu tinha feito algumas mechas roxas no meu cabelo.

Os N.O.M'S se aproximavam, e Hermione fazia eu ficar  umas 2 horas cada dia em Hogwarts. Os Professores davam lições chatas todo dia, eu fazia marotagens, ganhava detenções e perdia pontos a cada semana e meus amigos Grifinórios brigavam comigo.

Daqui a uma semana teríamos uma saída a Hogmeade, e eu e Jessie estavamos pensando em uma Marotagem para os sonserinos. 

Estávamos todos no salão principal no jantar, eu estava com uma calça jeans preta, uma blusa preta de seda regata e uma bota de Cano alto de salto. Minha varinha se encontrava dentro da bota preta. Meus cabelos estavam presos em um coque.

Eu estava sentada ao lado de Hermione, Harry e Rony, já que Jessie e Aria estavam conversando com algumas amigas da Corvinal. Eu comia e bebericava do suco de abóbora enquanto conversava sobre História da Magia com a garota ao meu lado.

-Ah, mas a revolta das fadas é mas entediante, não consigo ficar nem três minutos acordada quando o professor começa a tagarelar com sua voz sonirifica - Eu dizia, enquanto Hermione ouvia.

-Eu não entendo como vocês conseguem dormir, eu acho super Ineterresante a aula dele - Comentou A Morena, enquanto olhava a mesa dos professores.

Mas, qualquer conversa que acontecia no salão, foi silenciada por um estrondo do lado de fora do salão.

-O que está acontecendo? - Perguntou calmamente Dumbledore.

Mas, derrepente as janelas, que eram muitas, estouraram, fazendo vários cacos de vidro voarem para todos os lados. Vários alunos começaram a gritar, e os professores já estavam com as várinhas em mão.

A Porta foi aberta, e por lá, eu não sabia se eu gritava e me escondia abaixo da mesa ou se eu pegava a minha varinha e pulava lançando feitiços em todos eles.

No mínimo, cinquenta , isso mesmo, cinquenta comensais entraram no salão principal derrubando a grande e pesada porta de madeira. Todos já estavam com a varinha em mãos, e assim, um pandemônio começou.

Comensais, alunos e professores duelavam. Varinha contra várinha. Grifinório contra Sonserino. Professor contra Comensal.

-Estupore - Gritei apontando para um comensal alto de cabelos louros, que a alguns segundos torturava alunos do primeiro ano da Lufa-Lufa.

Vários alunos do primeiro e segundo ano se encontrava agachados ou escondidos por todo o salão. Já do terceiro ano até o sétimo, lutavam bravamente contra os comensais e sonserinos.

Eu já havia visto Harry e Rony protegendo Hermione e Gina ,  já eu, protegia os pequenos estudantes e procurava Jessie e Aria. Que eu não havia visto em lugar nenhum até agora.

Não havia sequer um aluno que não tinha um corte ou sangue no corpo.Era perceptivio que cada professor lutava com no mínimo cinco comensais, e ainda assim, ganhava .  Dumbledore mesmo... Lutava com uns Vinte, juntamente com a professora Minerva.

Os primeiranistas tentavam machucar os comensais com as taças e pratos que estavam sendo usadas a alguns minutos atrás para alimentar os mesmos. Mas fracassavam, pois nem aquilo parecia estar os distraindo, pois estavam, verdadeiramente ,  alegres.

Os comensais da morte, pareciam duelar por diversão, tinham grandes sorrisos enquanto lançavam várias maldições e feitiços das artes das trevas nos estudantes.

Quando eu cheguei perto da mesa da Corvinal, eu encontro ninguém mais, ninguem menos, que Jessie estoporada no chão. Mas não consigo chegar lá a tempo, pois uma voz, fria e arrastada, que eu já havia ouvido,  é ouvida atrás de mim, mas eu não gostei nada do que foi ouvido.

-Crucio 

E assim,  eu solto um grito de dor, e , a escuridão toma conta da minha visão, vendo por último, minha melhor amiga, no chão.






Notas Finais


É.... Parece que deu merda.
COMENTEM

Bye bye
LCP1


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...