História A Garota Dos Olhos Verdes - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange
Tags Baixathentic, Jvtista, Malepok, Mitw
Visualizações 107
Palavras 981
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Agora sim o que eu estava devendo a vocês...

Vou logo avisando... Se não gosta do conteúdo a seguir não leia

Capítulo 35 - Capítulo 33


Jazz POV
 Acordo no meio da madrugada e vejo que Cherry não está na cama. Olho para o banheiro e vejo a luz acesa.
 - Aconteceu alguma coisa? - pergunto assim que chego ao cômodo onde minha namorada se encontra
 - Não... Só me deu vontade de ir ao banheiro mesmo - ela diz sorrindo enquanto sai após lavar as mãos
 Ela para de frente pra e passamos alguns segundos apenas nos encarando até que nos beijamos e a deixo entre mim e a parede. Suas mãos se apoiam em meus ombros. Minha mão esquerda segura sua nuca aprofundando nosso beijo e minha mão direita fica indecisa entre segurar suas costas ou sua cintura. Quando me decido por ficar com a mão em sua cintura a puxo para ficar mais colada a mim.
 Começamos a andar às cegas em direção ao quarto e caímos juntos na cama. Passamos a mão pelo corpo um do outro sem nenhum pudor.
 Assim que terminamos de tirar nossas roupas fico admirando o corpo dela. Quando me dou conta ela cobriu seus olhos com as mãos.
 - Não olha... Tá me deixando envergonhada - ela diz e seguro suas mão as tirando de seus olhos
 - Não tem com o que se envergonhar... Você é linda meu amor. - digo beijando suas mãos a fazendo sorrir
 Passo as costas da minha mão pela lateral de seu corpo sem perder contato visual com ela. Me arrumo entre suas pernas para começar a penetrá-la. Vejo uma expressão de dor em seu rosto e me mantenho parado até que ela assentisse me permitindo continuar. Alguns minutos depois atingimos nosso ápice e me deito ao seu lado ofegante e a abraço.
 Spok POV
 Acabo acordando e como não consigo voltar a dormir fico observando Malena o fazendo. Começo a acariciar sua cintura com o polegar levemente até que ela acorda e me olha sonolenta.
 - Não consegue dormir? - ela se vira de barriga para baixo e me olha
 - Não... - bufo
 Ela passa se vira para o outro lado e pega algo na gaveta do criado mudo ao seu lado e logo estica seu braço em minha direção me entregando um pacotinho de camisinha.
 - Há quanto tempo você tem isso ali dentro? - pergunto vendo ela cotar
 - Desde a nossa primeira vez... - ela diz baixando o olhar envergonhada - Tá afim? - ela me olha curiosa e eu me espanto com a "ousadia" dela
 Não falo nada e a puxo para cima de mim a beijando e com as mãos em suas coxas as apertando. Percebo que começo a ficar excitado e tiramos nossas roupas. Ela abre o pacotinho com as mãos trêmulas e tenta colocar a camisinha em mim. A ajudo e depois nos viro para que eu fique por cima. Enquanto beijo seu pescoço a penetro sem aviso recebendo um aperto em meus ombros. Aguardo uns instantes até que ela se acostume e eu possa começar com os movimentos de vai e vem. Um tempo depois atingimos o orgasmo juntos e deito sobre ela sem soltar todo o peso para não machucá-la.
 - Já disse que te amo? - digo enquanto recebo um afago nos cabelos
 - Não lembro... Poderia refrescar minha memória? - ela diz num claro tom de brincadeira
 - Te amo - beijo sua testa - te amo - beijo seu queixo - te amo - beijo finalmente seus lábios
 Authentic POV
 - Gostou? - pergunto o abraçando
 - Claro que gostei. Foi você que fez.
 - Com a ajuda da Mah - digo fazendo nós dois rirmos
 Ele puxa a gola da minha camisa selando nossos lábios em um beijo apaixonado. Depois me abraça passando seus braços ao redor da minha cintura e o abraço fazendo com que ele escondesse seu rosto na curva do meu pescoço.
 - Me sinto feliz em saber que poderei finalmente te chamar de meu e dizer isso a qualquer um que perguntar.
 - Sabe o que completaria essa felicidade? - digo e ele me olha curioso
 O empurro até a parede o beijando com uma certa urgência. Logo o viro o deixando de costas para mim. Pressiono minha pélvis contra seu quadril enquanto beijo seu pescoço e logo recebendo um gemido fraco. Sorrio sacana percebendo o efeito que causei a ele e torno a fazer esse movimento.
 - Quer brincar com minha sanidade Marco Túlio? - ele responde quase em um sussurro
 - O que disse? - pergunto maroto enquanto levanto sua camisa
 Termino de tirar sua camisa e abaixo suas calças levando sua cueca junto. O mantenho de costas para mim mesmo depois de despi-lo.
 - Hoje é minha vez de brincar - sussurro em seu ouvido o sentindo estremecer
 Eu mesmo me encarrego de me despir e após fazer isso separo suas pernas penetrando dois dedos em sua entrada o preparando para me receber. Percebo ele se mexer em busca de mais contato e beijo suas costas carinhosamente.
 Retiro meus dedos e me posiciono diante de sua entrada. Levanto suas mãos e as entrelaço com as minhas após isso o penetro devagar ouvindo ele soltar um gemido prolongado e baixo.
 - Vai... Por... Favor - ele me pede pausadamente e começo a me movimentar entrando e saindo dele
 O quarto logo é preenchido pelo som dos nossos gemidos misturados que representam o amor que emana de nós dois nesse momento.
 Passado um tempo chego no meu ápice me liberando em seu interior. Solto uma de suas mãos e seguro seu membro para o ajudar a atingir o seu orgasmo também. Vou fazendo movimentos de bombear e percebo que ele mantém a boca aberta em busca de ar até que ele se desmancha em minha mão e solta um suspiro de alívio.
 O pego no colo para levá-lo para a cama e nos cubro para dormirmos após a noite agitada que passamos.


Notas Finais


Eu particularmente achei que o cap não ficou tão bom... Então peço desculpas por isso e também caso tenha ficado curto

Bjoos da tia Leh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...