História A Garota Dos Olhos Verdes - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Z. "Felps", João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Rafael "CellBit" Lange, TazerCraft
Personagens Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Felipe "Febatista" Batista, Felps, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mike, Pac, Rafael "CellBit" Lange
Tags Baixathentic, Jvtista, Malepok, Mitw
Visualizações 50
Palavras 924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 36 - Capítulo 34


Cauê POV
 Já fazem duas semanas desde que comecei a namorar o Tetê. Nesse meio tempo tive novidades muito boas e encontros não tão bons assim. Lana disse que o aniversário dela está chegando e convidou toda a galera, inclusive Cellbit e Felps que Moon apresentou a ela. Será na casa dela mesmo e ela nos disse que podemos fazer o que quisermos lá pois já "somos de casa". O encontro que não me fez nada bem foi com o meu pai, ou melhor Gerald.
 Flashback on
 Ouço a campainha e quando vou receber a pessoa sinto um sentimento estranho me invadir ao ver o homem que nos abandonou anos atrás.
 - Não vai dar um abraço no seu pai? - ele diz com um sorriso irônico estampado em seu rosto
 - Você não é meu pai. - digo ríspido - O que quer? - pergunto ainda irritado com sua presença
 - Conversar. - ele diz e simplesmente entra em minha casa sem ao menos ter sido convidado
 - Sobre? 
 - Sobre você. - ele diz me olhando fixamente
 - Como assim?
 - Ouvi dizer que você se envolveu com um outro homem.
 - A vida é minha.
 - Eu não coloquei filho no mundo pra ser gay. Então resolvi voltar já que você não se tornou um homem de verdade é consertar o erro cometido.
 - Voce acha que tem alguma moral pra falar de mim?! Um homem de verdade não abandonaria a família com VOCÊ fez! O Dodô... Esse sim além de irmão, foi um pai pra mim. Ao contrário de você. - nesse momento sinto um soco atingir meu rosto me fazendo ir ao chão
 - Me respeite garoto. Você gostando ou não ainda sou seu pai. E vou te transformar num homem.
 - Sai da minha casa. - digo baixo e firme a ele
 - Não se esqueça. Ainda te tornarei um homem. - ele diz saindo da minha casa e fechando a porta
 No momento em que ele sai solto o choro que se manteve preso em minha garganta.
 Flashback off
 Quando encontrei o pessoal e eles me viram com a marca do soco que recebi, logo tive uma enxurrada de perguntas por parte deles e principalmente de Tetê que ficou extremamente preocupado.
 Mas vamos pensar no que é bom ao invés das coisas ruins. Estou feliz com meu namoro e com o fato de que a algum tempo não tivemos as inconveniências envolvendo Liana e Francis. Liana já não é mais tanta ameaça, já Francis ainda temos que ficar atentos para proteger Batata.
 Cellbit POV
 - Tá ansioso pela festa da Lana? - Felps me pergunta deitando em meu colo
 - Acho que sim... Não os conheço há muito tempo, mas eles parecem ser legais. - respondo dando de ombros
 - As únicas que eu já conhecia é a Moon e a Mah... Os outros conheci através delas.
 - Já esqueceu ela? - pergunto olhando em seus olhos
 - Já... Agora eu tô com você. Então não tem porque eu pensar em outra pessoa. - não consigo conter um leve sorriso que se forma em meus lábios
 - Vamos pedir uma pizza. - falamos ao mesmo tempo no fazendo rir em seguida
 Pego o celular que se encontra na mesinha ao lado do sofá e disco o número da pizzaria. Faço o pedido de duas pizzas e uma coca. Enquanto a pizza não chega ficamos ali no sofá vendo tv e trocando carinhos. No momento em que o conheci senti que ele iria mudar minha vida de alguma forma... Hoje eu sei que ele veio me trazer e me mostrar o que é amor.
 O interfone toca avisando a chegada do entregador de pizza e autorizo a subida do mesmo. O recebo na porta e pago pelo serviço. Ficamos ali mesmo na sala para saborear nosso lanche.
 Mike POV
 Duas semanas que estou na seca, vamos assim dizer. Sempre que insinuo o que quero Pac diz que está cansado ou que não está afim. Isso está me irritando. Acho que devo falar com ele para entender o que está acontecendo e o porque dele estar agindo assim. Quando ele chegar da casa do Febatista eu falo com ele sobre isso.
 Pac POV
 - Por isso não fiz nada com ele nessas últimas duas semanas. - digo apoiando o rosto nas mãos
 - Não acha que é besteira? - Batista me pergunta
 - Na verdade sim, mas... Ah sei lá.
 - "Ah sei lá" é uma resposta tão vaga. Seja mais específico com o que está sentindo.
 Ele está me ajudando com minha atual situação. A umas duas semanas que não deixo Mike me tocar como sei que ele gostaria. Ele me abraça na hora de dormir, mas sei que não é apenas isso que ele quer.
 Não falei nada pra ele mas encontrei uma ex namorada minha de antes de conhecer o pessoal. Ela disse que está noiva e agradeceu pelo carinho que dei a ela quando estávamos juntos. Comecei a pensar na época em que Mike e eu éramos apenas amigos e acho que isso tomou conta da minha cabeça e acabou me afastando dele. Sempre digo que estou cansado ou que não estou afim... Acho que ele tem sentido falta dos momentos íntimos que costumávamos ter.
 - Você tem razão... Vou conversar com ele e esclarecer o que se passa em minha cabeça. Tentar resolver a situação antes que seja tarde.
 - É assim que se fala. - ele diz dando leves tapas em minhas costas


Notas Finais


Bjoos da tia Leh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...